Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese (Página 50)

Artigos Padres da Arquidiocese

Festa de Corpus Christi

  

A expressão “Corpus Christi “  vem do latim e significa Corpo de Cristo.  A origem da solenidade do Corpo e sangue Cristo remonta ao século Xlll. Esta solenidade litúrgica foi Instituída pelo Papa Urbano IV(1262-1264), através da bula “transiturus”, de 11 de Agosto de 1264, para ser celebrada na Quinta-feira após a festa da Santíssima Trindade, que acontece  no domingo depois de Pentecostes. Urbano IV, antes de ser escolhido Papa, foi Cônego de Liége (Bélgica) e se chamava Tiago Pantaleão de Troyes, o mesmo que recebeu o segredo das visões da Freira Juliana de Liége, que pedia uma festa da eucaristia no calendário litúrgico. Esta solenidade entra no calendário litúrgico da Igreja para evidenciar e enfatizar a presença real  do Senhor Jesus no pão e no cálice consagrados. Após a consagração se torna: Jesus sacramentado. Conta a história que um sacerdote chamado Pedro de Praga, muito piedoso e zeloso pastoralmente, vivia angustiado por dúvidas sobre a presença real de Cristo no pão consagrado.

Leia Mais....

Documento de Aparecida e do Projeto Nacional de Evangelização

Queridos irmãos e irmãs, hoje quero compartilhar com vocês este texto sobre a formação de nossas lideranças leigas e a vida de nossas comunidades de fé à luz do Documento de Aparecida e do Projeto Nacional de Evangelização, tendo como meta o desejo de um Brasil em Missão Continental. O texto está aberto a ser remodelado (por isso o disponho para que seja discutido com você, caro irmão na fé, você pode deixar sua apreciação e também sugestões, que serão bem vindas). Tem as duas partes finais que não terminei, eu o elaborei para uma formação de liderança leiga da Paróquia Sagrada Família, realizada no dia 30 de maio de 2010 ,

Leia Mais....

II Parte: A revelação possui uma corporeidade sacramental

II Parte: A revelação possui uma corporeidade sacramental.
Queridos irmãos e irmãs internautas, iremos fazer o nosso segundo passo em nosso percurso da Revelação de Deus a nós. No primeiro momento, fomos convidados a nos lançar na beleza do Mistério Santo, agora somos desafiados a permitir-nos uma confrontação com nossas idéias sobre Deus. Sabemos que Deus não é uma idéia e nem a ela se reduz. Ele é amor! Por isso, Ele sempre se apresenta como convite. Entrar n’Ele é de certa forma nos despirmos de nós mesmos, dos nossos conceitos, tirar ventas de nossos olhos interiores, para que Ele mesmo nos fale ao coração, como um Pai, como Senhor de nossas vidas. Por isso precisamos, de vez em quando, rever os nossos conceitos e idéias padrões para não pintarmos Deus com nossas falsas pretensões.

Leia Mais....

Pentecostes e Missão Continental.

Artigo escrito pelo Pe. Jair Cardoso Alves Neto  que está estudando Direito canônico na cidade do Rio de Janeiro.

 

Essa solenidade para nós é um marco do qual vemos o surgimento da Igreja que é sustentada e animada pelo Dom e pela Força do Espírito Santo. A palavra Pentecostes vem do grego, pentekosté, é o qüinquagésimo dia após a Páscoa. Comemoramos nesta solenidade o envio do Espírito Santo à Igreja. A partir da Ascensão de Cristo, os discípulos e a comunidade não tinham mais a presença física do Mestre. Em cumprimento à promessa de Jesus: “quando vier o Paráclito, que vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da Verdade que vem do Pai, ele dará testemunho de mim e vós também dareis testemunho” (Jo 15, 26-27). Dessa maneira, o Espírito foi enviado sobre os Apóstolos e Cristo está presente na Igreja, que é continuadora da sua missão.

Leia Mais....

Centenário arquidiocesano


Em clima de louvor e ação de graças ao  querido Deus, a arquidiocese de Cuiabá iniciou a celebração do centenário. O histórico e significativo ano jubilar, foi aberto com uma solene celebração eucarística, na Catedral basílica do Sr. Bom Jesus, presidia pelo arcebispo D. Milton Santos, Arcebispo Metropolitano, com a participação de numerosos  sacerdotes, seminaristas, religiosas e fiéis Cristãos. No dia 5 de Abril de 1910 o Papa São Pio X, com a bula “Novas constituire”, criou as Dioceses de Corumbá e S. Luiz de Cáceres e elevou a Diocese de Cuiabá à categoria de Arquidiocese.

Leia Mais....

Reflexão 5o Domingo da Páscoa

AMAR É DAR A SI MESMO O GOSTO DE VIVER E SER FELIZ
At 14,21b-27  Ap 21,1-5a Jo 13,31-33a.34-35
Queridos irmãos e irmãs internautas, este Domingo traça para nós uma nova estação em nossa vida. Chegamos ao centro da revelação cristã: a vida no amor! São Paulo sintetiza esta novidade quando diz que “quem ama cumpriu toda lei”. Para São Tiago o amor é maior força na vida, mas forte que o pecado: “O amor cobre uma multidão de pecados”. E São João faz um salto que a tudo supera e transcende, ele se transpõe para o próprio íntimo de Deus e reconhece: “Deus é amor”, por isso que quem ama anda sempre no amor, não cansa e nem se cansa. É isto que as leituras de hoje querem nos iluminar, situar-nos numa nova esfera de relações e de presença divina, que acontece por trás de todas as cenas de nossas vidas.

Leia Mais....