Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia – 5º Domingo Comum

Liturgia – 5º Domingo Comum

LITURGIA – 5º DOMINGO COMUM
“Invocarás o Senhor e Ele te atenderá,Pedirás socorro e Ele te dirá: “Eis-me aqui!”
1.Acolhida.
Senhor vinde em meu socorro; iluminai senhor, o meu coração e mostrai-nos o verdadeiro caminho da salvação. Senhor, nós invocamos o teu Nome em nossas preces e não somos ouvidos! Por que será, Senhor? Santo Agostinho nos diz: Nós não somos ouvidos em nossas orações porque somos maus, ou porque pedimos mal ou porque pedimos coisas ruins! Mas Jesus nos ensina no evangelho: “Pedi e recebereis”!
Peçamos, hoje, luz para nosso coração a fim de entrarmos em sintonia com Jesus!

2.Palavra de Deus.
Is 58, 7-10 – O Povo de Deus rezava muito, Jejuava e freqüentava o Templo, mas seus pedidos não eram atendidos! O profeta, em nome de Deus, revelou a causa do silêncio de Deus: Ele não unia a oração à ação, à conversão… Por isso não era atendido!
1Co 2,1-5 – Cristo crucificado é aceito pelos pecadores de Corinto; mas foi rejeitado pelos sábios e letrados de Atenas! O orgulho não é boa partida para conhecer e amar a Deus!
Mt 5,13-16 – Jesus revela a vocação de seus discípulos: “Vós sois o sal da terra… e vós sois a luz do mundo!” Qual a utilidade do sal e da luz na vida humana? São símbolos iluminadores!

3.Reflexão.
O Povo de Israel queixa-se por não ser atendido por Deus: oração, jejuns e sacrifícios (adoração) realizados no Templo de Jerusalém não obtinham resposta da parte de Deus! Nossas queixas não são muito diferentes: rezamos, louvamos, fazemos vigílias noturnas e parece que Deus desviou sua face divina de nós! A louvação, as vigílias e as devoções (Mil Aves Maria)… parecem inúteis! Não cativam o coração de Deus! Mas, a Deus agrada a ação em favor do pobre e do enfermo, a defesa do Evangelho e a implantação do Reino… A oração, a louvação e a adoração devem iluminar a nossa ação; do contrário, tudo é inútil, Deus não ouve e não atende!
Jesus ensina que é preciso rezar sem cessar, mas a oração sem a ação é inútil e perigosa! (Mt 7,21-27). Não podemos da “Missa de Cura e Libertação” e, depois, freqüentar um motel! É necessário evitar a corrupção, a infidelidade familiar, a droga, a preguiça, a “matação” das aulas. Deus nos deu dons para cultivar e multiplicar o bem em favor dos irmãos! São Paulo dizia aos tessalonicenses: “Quem não trabalha, também não deve comer”! Jesus mandou rezar e cuidar do mundo que Ele nos confiou para cuidar! Evitar o lixo, os entulhos nas calçadas, a devastação da natureza, as queimadas inúteis, o desperdício e o abuso com venenos e pesticidas…
São Paulo anunciou Jesus Cristo com palavras simples. Não procurou a sabedoria humana e nem satisfazer a curiosidade humana! Mas pregou com o vigor do Espírito o Mistério de Jesus Cristo convidando o povo à penitência, ao abandono dos vícios e à procura dos caminhos da santidade! Santos como o Pai! Disse São Paulo: “Não sabeis que o vosso corpo é templo vivo do Espírito Santo?”. Como é que fazeis dele um instrumento de prostituição? (1Co 3,16-17;6,19-20). Deus nos chama para superar o instinto e praticar as obras do Espírito e não as obras da carne!
Nossa vocação é ser sal e luz! O sal não apodrece e evita a podridão; e o cristão deve ser como o sal: dá o gosto e evita a podridão dos alimentos. Não podemos ser cristãos e participar da podridão na vida pública, social, política e religiosa! O Brasil é um país corrupto e a saúde pública está seriamente comprometida!
Vós sois luz do mundo; a corrupção apaga a tocha da fé e da dignidade humana. A tocha de sua fé está acesa ou – há mais tempo – já apagou sufocada pela corrupção do pecado? Acorda irmão/ã e Cristo ilumina seu coração e sua vida!

Frei Carlos Zagonel – OFMCap
Fonte:http://www.paroquiansacoxipo.com.br/conteudo.php?sid=44&cid=4332

Você pode Gostar de:

Liturgia – 19º Domingo Comum – 13.08.2017

LITURGIA – 19º DOMINGO COMUM “Homem fraco na fé, por que duvidaste?” 1.Acolhida. Vencida uma …