Página Inicial / Animação Litúrgica / TERCEIRO DOMINGO DA PÁSCOA

TERCEIRO DOMINGO DA PÁSCOA

SOMOS CHAMADOS A RECONHECER E TESTEMUNHAR O CRISTO RESSUSCITADO
30 de abril de 2017
TERCEIRO DOMINGO DA PÁSCOA – ANO A
Cor Litúrgica: Branco
A.: Irmãos caríssimos, na Fração do Pão e na escuta da Palavra é que a Igreja fortalece a sua missão. De pé, iniciemos a celebração da Páscoa do Senhor.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – 1. Vencendo o pecado, vem, Senhor glorioso, vem. És nosso consolador, Tu és nossa vida; se nós somos alegres, devemos a ti./ R.: ALEGRES CANTAMOS: JESUS RESSURGIU, JESUS RESSSURGIU! A IGREJA REVESTE A VESTE DA GLÓRIA, DA VIDA, DO AMOR./ 2. O povo aclamando, vem para a liturgia, vem. É ressureição do amor, é vida pra todos nós. É canto, é festa, é celebração./ 3. Com roupas festivas, vem, sorriso nos lábios, vem. O fraco fortalecido, feridas cicatrizadas. Num rosto tristonho a alegria voltou.
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: A vós, irmãos, paz e fé da parte de Deus, o Pai, e do Senhor Jesus Cristo. TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. ATO PENITENCIAL – Pode ser substituído pelo Rito da aspersão (MR p. 1002).
P.: Irmãos e irmãs, reconheçamos as nossas culpas para celebrarmos dignamente os santos mistérios. (Pausa). Senhor, que sois o eterno sacerdote da nova Aliança, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Cristo, que nos edificais como pedras vivas no templo santo de Deus, tende piedade de nós. TODOS: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Senhor, que nos tornais concidadãos dos santos no reino dos céus, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Deus de bondade e misericórdia, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. TODOS: AMÉM.
4. HINO DE LOUVOR – Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados! Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória! Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós! Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica! Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós! Só Vós sois o Santo, só Vós o Senhor, só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Ó Deus, que o vosso povo sempre exulte pela sua renovação espiritual, para que, tendo recuperado agora com alegria a condição de filhos de Deus, espere com plena confiança o dia da ressurreição. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Meus irmãos, a fé nasce da escuta da Palavra de Deus e se consolida por meio do testemunho de vida. Ouçamos atentamente as leituras de hoje.
6. 1ª LEITURA (At 2,14.22-33) – Leitura dos Atos dos Apóstolos.
No dia de Pentecostes, 14Pedro de pé, junto com os onze apóstolos, levantou a voz e falou à multidão: 22“Homens de Israel, escutai estas palavras: Jesus de Nazaré foi um homem aprovado por Deus, junto de vós, pelos milagres, prodígios e sinais que Deus realizou, por meio dele, entre vós. Tudo isto vós bem o sabeis. 23Deus, em seu desígnio e previsão, determinou que Jesus fosse entregue pelas mãos dos ímpios, e vós o matastes, pregando-o numa cruz. 24Mas Deus ressuscitou a Jesus, libertando-o das angústias da morte, porque não era possível que ela o dominasse. 25Pois Davi dele diz: ‘Eu via sempre o Senhor diante de mim, pois está à minha direita para eu não vacilar. 26Alegrou-se por isso meu coração e exultou minha língua e até minha carne repousará na esperança. 27Porque não deixarás minha alma na região dos mortos nem permitirás que teu Santo experimente corrupção.28Deste-me a conhecer os caminhos da vida e a tua presença me encherá de alegria’. 29Irmãos, seja-me permitido dizer com franqueza que o patriarca Davi morreu e foi sepultado e seu sepulcro está entre nós até hoje. 30Mas, sendo profeta, sabia que Deus lhe jurara solenemente que um de seus descendentes ocuparia o trono. 31É, portanto, a ressurreição de Cristo que previu e anunciou com as palavras: ‘Ele não foi abandonado na região dos mortos e sua carne não conheceu a corrupção’. 32Com efeito, Deus ressuscitou este mesmo Jesus e disto todos nós somos testemunhas. 33E agora, exaltado pela direita de Deus, Jesus recebeu o Espírito Santo que fora prometido pelo Pai, e o derramou, como estais vendo e ouvindo”. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. SALMO RESPONSORIAL – (SALMO 15/16) – VÓS ME ENSINAIS VOSSO CAMINHO PARA A VIDA; JUNTO A VÓS, FELICIDADES SEM LIMITES!/ 1. Guardai-me, ó Deus porque em vós me refugio! Digo ao Senhor: “Somente vós sois meu Senhor: nenhum bem eu posso achar fora de vós!” Ó Senhor, sois minha herança e minha taça, meu destino está seguro em vossas mãos!/ 2. Eu bendigo ao Senhor que me aconselha, e até de noite me adverte o coração. Tenho sempre o Senhor ante meus olhos, pois se o tenho a meu lado, não vacilo./ 3. Eis porque meu coração está em festa e minha alma rejubila de alegria; e até meu corpo no repouso está tranquilo; pois não haveis de me deixar entregue à morte, nem vosso amigo conhecer a corrupção./ 4. Vós me ensinais vosso caminho para a vida; junto de vós, felicidades sem limites; delícia eterna e alegria ao vosso lado!
8. 2ª LEITURA (1Pd 1, 17-21) – Leitura da Primeira Carta de São Pedro.
Caríssimos: 17Se invocais como Pai aquele que sem discriminação julga a cada um de acordo com as suas obras, vivei então respeitando a Deus durante o tempo de vossa migração neste mundo. 18Sabeis que fostes resgatados da vida fútil herdada de vossos pais, não por meio de coisas perecíveis, como a prata ou o ouro, 19mas pelo precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro sem mancha nem defeito. 20Antes da criação do mundo, ele foi destinado para isso, e neste final dos tempos, ele apareceu, por amor de vós. 21Por ele é que alcançastes a fé em Deus. Deus o ressuscitou dos mortos e lhe deu a glória, e assim a vossa fé e esperança estão em Deus. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA!/ Senhor Jesus, revelai-nos o sentido da Escritura; fazei o nosso coração arder, quando nos falardes.
10. EVANGELHO – (Lc 24, 13-35) – P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.: 13Naquele mesmo dia, o primeiro da semana, dois dos discípulos de Jesus iam para um povoado, chamado Emaús, distante onze quilômetros de Jerusalém. 2Conversavam sobre todas as coisas que tinham acontecido. 15Enquanto conversavam e discutiam, o próprio Jesus se aproximou e começou a caminhar com eles. 16Os discípulos, porém, estavam como que cegos, e não o reconheceram. 17Então Jesus perguntou: “O que ides conversando pelo caminho?” Ele pararam, com o rosto triste, 18e um deles, chamado Cléofas, lhe disse: “Tu és o único peregrino em Jerusalém que não sabe o que lá aconteceu nestes últimos dias?” 19Ele perguntou: “O que foi?” Os discípulos responderam: “O que aconteceu com Jesus, o Nazareno, que foi um profeta poderoso em obras e palavras, diante de Deus e diante de todo o povo. 20Nossos sumos sacerdotes e nossos chefes o entregaram para ser condenado à morte e o crucificaram. 21Nós esperávamos que ele fosse libertar Israel, mas, apesar de tudo isso, já faz três dias que todas essas coisas aconteceram! 22É verdade que algumas mulheres do nosso grupo nos deram um susto. Elas foram de madrugada ao túmulo 23e não encontraram o corpo dele. Então voltaram, dizendo que tinham visto anjos e que estes afirmaram que Jesus está vivo. 24Alguns dos nossos foram ao túmulo e encontraram as coisas como as mulheres tinham dito. A ele, porém, ninguém o viu”. 25Então Jesus lhes disse: “Como sois sem inteligência e lentos para crer em tudo o que os profetas falaram! 26Será que o Cristo não devia sofrer tudo isso para entrar na sua glória?” 27E, começando por Moisés e passando pelos Profetas, explicava aos discípulos todas as passagens da Escritura que falavam a respeito dele. 28Quando chegaram perto do povoado para onde iam, Jesus fez de conta que ia mais adiante. 29Eles, porém, insistiram com Jesus, dizendo: “Fica conosco, pois já é tarde e a noite vem chegando!” Jesus entrou para ficar com eles. 30Quando se sentou à mesa com eles, tomou o pão, abençoou, partiu-o e lhes distribuía. 31Nisso os olhos dos discípulos se abriram e eles reconheceram Jesus. Jesus, porém, desapareceu da frente deles. 32Então um disse ao outro: “Não estava ardendo o nosso coração quando ele nos falava pelo caminho, e nos explicava as Escrituras?” 33Naquela mesma hora, eles se levantaram e voltaram para Jerusalém onde encontraram os Onze reunidos com os outros. 34E estes confirmaram: “Realmente, o Senhor ressuscitou e apareceu a Simão!” 35Então os dois contaram o que tinha acontecido no caminho, e como tinham reconhecido Jesus ao partir o pão. Palavra da Salvação. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, Criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos e irmãs, iluminados pela presença de Cristo ressuscitado, que tocou os nossos corações por meio da Palavra proclamada, preparemo-nos para encontrá-Lo na fração do Pão, suplicando com os discípulos de Emaús: Ficai conosco, Senhor!
TODOS: FICAI CONOSCO, SENHOR!
1) Que o Santo Padre, o Papa Francisco, conduza o povo de Deus à vida nova em Cristo ressuscitado, rezemos ao Senhor.
TODOS: FICAI CONOSCO, SENHOR!
2) Que os nossos governantes aprendam a servir o povo com justiça, buscando sempre o bem comum dos cidadãos, rezemos ao Senhor.
TODOS: FICAI CONOSCO, SENHOR!
3) Que o Cristo Ressuscitado cumule de esperança os corações das pessoas que são provadas pela dor e pela doença, rezemos ao Senhor.
TODOS: FICAI CONOSCO, SENHOR!
4) Que a nossa comunidade busque nas Sagradas Escrituras e na Eucaristia o alimento para crescer na fé e na santidade, rezemos ao Senhor.
TODOS: FICAI CONOSCO, SENHOR!
(Preces Espontâneas)
P.: Senhor Jesus, fazei com que também nós, seguindo o Vosso exemplo, sigamos corajosamente o caminho da vontade do Pai, e por Ele sejamos atendidos em nossas necessidades. Vós que sois Deus com o Pai e o Espírito Santo.
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE OFERTAS – 1. Bendito sejas, ó Rei da glória! Ressuscitado, Senhor da Igreja! Aqui trazemos as nossas ofertas./ R.: VÊ COM BONS OLHOS NOSSAS HUMILDES OFERTAS. TUDO O QUE TEMOS, SEJA PRA TI, Ó SENHOR!/ 2. Vidas se encontram no altar de Deus, gente se doa, dom que se imola. Aqui trazemos as nossas ofertas./ 3. Irmãos da terra, irmãos do céu, juntos cantemos glória ao Senhor. Aqui trazemos as nossas ofertas.
15. P.: Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Acolhei, ó Deus, as oferendas da vossa Igreja em festa. Vós que sois a causa de tão grande júbilo, concedei-lhe também a eterna alegria. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA III – MR (P. 482) – Prefácio da Páscoa III – O Cristo vivo, nosso intercessor – (MR. P. 423)
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – 1. Este é o hino do povo de Deus, que caminha para a união. Venham todos à comunhão, com Jesus e com nosso irmão./ R.: CRISTO RESSUSCITOU, CRISTO RESSUSCITOU, VIVE EM NOSSO MEIO, ALELUIA!/ 2. Meus irmãos, venham todos cear, é a ceia da ressurreição. O cordeiro está imolado, celebremos a salvação./ 3. Quem comer deste pão viverá, é o pão vivo que vem do céu. Esperemos a salvação, novos céus, nova terra./ 4. No Senhor fomos redimidos, no seu sangue lavados fomos. Sua cruz é libertação. Jesus Cristo é nosso irmão./ 5. Quem nos vir sempre reunidos vai dizer: como são unidos. Nossos sonhos se realizaram. Quem tem fé vive a eternidade.
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Ó Deus, olhai com bondade o vosso povo e concedei aos que renovastes pelos vossos sacramentos a graça de chegar um dia à glória da ressurreição da carne. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
21. ORAÇÃO JUBILAR 300 ANOS DE BÊNÇÃOS:
Senhora Aparecida, Mãe Padroeira, em vossa singela imagem, há 300 anos aparecestes nas redes dos três benditos pescadores no Rio Paraíba do Sul. Como sinal vindo do céu, em vossa cor, vós nos dizeis que para o Pai não existem escravos, apenas filhos muito amados. Diante de vós, embaixadora de Deus, rompem-se as correntes da escravidão! Assim, daquelas redes, passastes para o coração e a vida de milhões de outros filhos e filhas vossos. Para todos tendes sido bênção: peixes em abundância, famílias recuperadas, saúde alcançada, corações reconciliados, vida cristã reassumida. Nós vos agradecemos tanto carinho, tanto cuidado! Hoje, em vosso Santuário e em vossa visita peregrina, nós vos acolhemos como mãe, e de vossas mãos recebemos o fruto de vossa missão entre nós: o vosso Filho Jesus, nosso Salvador. Recordai-nos o poder, a força das mãos postas em prece! Ensinai-nos a viver vosso jubileu com gratidão e fidelidade! Fazei de nós vossos filhos e filhas, irmãos e irmãs de nosso Irmão Primogênito, Jesus Cristo, Amém!
RITOS FINAIS
22. BREVES AVISOS
23. BÊNÇÃO FINAL – (MR. p. 523)
P.: O Senhor esteja convosco! TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS! – P.: Deus, que pela ressurreição do seu Filho único vos deu a graça da redenção e vos adotou como filhos e filhas, vos conceda a alegria da bênção. TODOS: AMÉM. P.: Aquele que, por sua morte, vos deu a eterna liberdade, vos conceda, por sua graça, a herança eterna. TODOS: AMÉM. P.: E vivendo agora retamente, possais no céu unir-vos a Deus, para o qual, pela fé, já ressuscitastes no batismo. TODOS: AMÉM. P.: Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
Preparando a Partilha da Palavra
A liturgia de hoje indica o caminho para um verdadeiro encontro com Jesus ressuscitado, presente de modo especial nas Escrituras e no partir o pão. Os discípulos reconhecem Jesus ao partir o pão, sinal de sua entrega total por amor. As reuniões das comunidades primitivas, onde a escuta da Palavra tinha um papel importante, culminavam com a fração do pão, a Eucaristia. A primeira leitura dos Atos dos Apóstolos apresenta-nos o anúncio da ressurreição de Cristo. Os fatos da vida de Jesus, sua entrega e morte na cruz, são interpretados conforme o desígnio salvífico de Deus. A ressurreição de Jesus Cristo, sua vitória sobre a morte é testemunhada pelos discípulos e também pela Escritura. A segunda leitura exorta a viver uma vida nova na fé e na esperança. A memória do acontecimento libertador, realizado graças à entrega total de Cristo, torna-se a razão para a mudança de conduta dos cristãos. Em Cristo ressuscitado, os cristãos sentem-se impelidos a viver de forma confiante, filial com o Pai, pois ele acolhe a todos sem discriminação. O Evangelho descreve o encontro de Jesus ressuscitado com os discípulos a caminho de Emaús. Os dois discípulos partem de Jerusalém, tristes e decepcionados, e voltam dispostos a continuar a missão libertadora de Jesus junto com a comunidade. A tristeza decorre do fracasso de suas expectativas messiânicas. A cruz tornara-se para eles o fim de toda a esperança. Os discípulos precisam abandonar a mentalidade de um messianismo político nacionalista, para crer em um Messias que realiza o verdadeiro projeto de salvação de Deus, passando pelo sofrimento da cruz. A compreensão do Mistério Pascal de Cristo abriu nova esperança de libertação para os discípulos. Assim, o encontro com o Ressuscitado desperta nos discípulos a disposição para reencontrar a comunidade e continuar a missão. Agradecemos ao Senhor pela possibilidade de reconhecê-lo na Palavra, na Eucaristia, na comunidade dos irmãos na fé. Com os discípulos de Emaús, insistimos: “Fica conosco, Senhor”, caminha ao nosso lado, para que possamos repartir o pão e acolher todas as pessoas, sem discriminação. Que o Senhor ressuscitado nos conserve reunidos em seu nome, em torno de sua proposta libertadora.

Leituras da Semana
Seg.: S. José Operário, MFac. At 6, 8-15; Sl 118 (119); Jo 6, 22-29. Ou Prs. Da memória de S. José –
Ter.: Sto Atanásio BDr, Mem. At 7, 51-8, 1a; Sl 30 (31); Jo 6, 30-35.
Qua.: Ss Filipe e Tiago Menor Aps, festa. I Cor 15, 1-8; Sl 18 (19); Jo 14, 6-14.
Qui.: At 8, 26-40; Sl 65 (66); Jo 6, 44-51.
Sex.: At 9, 1-20; Sl 116 (117); Jo 6, 52-59.
Sáb.: At 9, 31-42; Sl 115 (116B); Jo 6, 60-69.
Terceira Semana do Saltério
Terceiro Domingo da Páscoa

Você pode Gostar de:

QUARTO DOMINGO DA PÁSCOA – ANO A

SOMOS CHAMADOS A PARTICIPAR DA MISSÃO DO BOM PASTOR Dia Mundial de Orações pelas Vocações …