Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia – 12º Domingo Comum – 25.06.2017

Liturgia – 12º Domingo Comum – 25.06.2017

LITURGIA – 12º DOMINGO COMUM – 25.06.2017
“NÃO TENHAIS MEDO DOS HOMENS!”

1.Acolhida.
A liturgia dominical é um encontro, em tempo real, com Deus que tem poder e amor sem medidas. Ele nos ama e com sua ressurreição venceu o mundo com todas as suas maldades diabólicas.
Jesus encorajou seus discípulos dizendo: “Não tenhais medo dos homens que podem matar o corpo. Temei aqueles que podem destruir a alma e o corpo no inferno!” (Mt 10,26).

2.Palavra de Deus.
Jr 20,10-13 – O profeta Jeremias foi um lutador incansável pela causa do Reino de Deus, mas ninguém o escutou! Trabalhou em vão e acabou jogado no fundo de um poço, depois, preenchido com pedras. Sacrificou toda sua vida, mas morreu fiel a Deus!

Rm 5,12-15 – O pecado entrou no mundo pela desobediência de Adão e Eva; mas, a graça divina foi-nos devolvida pela obediência de Jesus Cristo, infinitamente maior que o pecado de Adão. Deus é maior que o pecado!

Mt 10,26-33 – Os homens maus e o demônio podem matar nosso corpo, mas não têm poder de matar nossa alma, se soubermos resistir-lhes. A graça de Deus pode salvar-nos de todo pecado, mas precisamos vigiar e orar continuamente para sermos salvos do poder diabólico.

3.Reflexão.
Até os homens mais corajosos têm medos em seu inconsciente: É medo da morte, é medo da doença maligna, é medo das tribulações da vida real. São medos leves e medos tormentosos que procuramos sufocar de muitas maneiras. O homem sozinho é um ser medroso! Mas Jesus disse-nos: “Não tenhais medo, Eu venci o mundo, o pecado e a morte!”.

Deus cuida até dos passarinhos e, aos olhos de Deus, nós valemos muito mais que barulhentos pardais que vivem na rua! Estes não semeiam, não colhem e muito menos armazenam!  E o Pai do céu os alimenta diariamente! Deus aprecia, ama e defende sua criação. Seu amor é infinito. Por isso, o Salmo 114,7 diz: “Retoma minha alma a tua serenidade, pois, o Senhor cuida de ti!” Veja bem, irmão/irmã, é Palavra de Deus. Não é promessa de político mal intencionado!

Não existe paridade alguma entre o pecado de nossos pais e a obediência de Jesus! O merecimento de Jesus é infinito! A certeza disso não deve relaxar nossa vigilância para evitar o pecado; pelo contrário, devemos aumentar nosso amor e nossa confiança no poder de Deus. Disse Jesus: “Orai e vigiai para não cairdes em tentação!”.

O profeta Jeremias experimentou o desânimo, até desejou não ter nascido…, mas a paixão por Javé, seu Deus, ardia em seu coração e, então, ele recomeçava sua missão! Ao longo de sua vida não conseguir um único sinal de êxito em seu trabalho! Não tenhamos medo, nós somos enviados a trabalhar, mas o êxito depende sempre de Deus… E Ele tem os seus caminhos que conduzem para a vitória final! “Deus pode livrar-nos da maldade dos ímpios!”

Frei Carlos Zagonel, OFMCap

Fonte:http://www.paroquiansacoxipo.com.br/conteudo.php?sid=44&cid=4607

Você pode Gostar de:

3º Encontro Arquidiocesano de Catequistas

3º Encontro Arquidiocesano de Catequistas Tema: A arte de amar Será no dia 05 de …