Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia – São Pedro e São Paulo – 02.07.2017

Liturgia – São Pedro e São Paulo – 02.07.2017

“Senhor, Tu sabes que eu te amo!”
1. Acolhida.
Hoje, a Igreja celebra o martírio de Pedro e Paulo, acontecido no ano 67, em Roma. Lá se encontram os ossos desses dois grandes Apóstolos do Senhor, fundamento visível e humano da Igreja de Jesus. Santo Ambrósio (+397) diz: “Onde está Pedro, ali está a Igreja de Jesus!”.
Pedro não é a Igreja de Jesus, mas não pode existir a Igreja de Jesus sem Pedro!
Todo aquele que crê em Jesus, forma o corpo de Jesus, do qual Ele é a cabeça (Cl 1,18). Um corpo sem a cabeça apodrece, mas uma Igreja sem Pedro não é verdadeira! Pedro dá-nos a certeza que pertencemos à Igreja Apostólica! Ao menos, assim rezamos: “Creio na Igreja uma, santa, católica e apostólica!”.

2.Palavra de Deus.
At 3,1-10 – Pedro e João vão ao templo para rezar e na porta do mesmo encontram um coxo que lhe pede esmola. Ambos fixaram o doente com olhar compassivo e lhe disseram: ”Eu não tenho ouro e nem prata; mas o que tenho eu te dou: Em nome de Jesus, levanta-te e anda!” E ele levantou-se e andou pulando e louvando a Deus, no tempo com os Apóstolos.

Gl 1,11-20 – Paulo narra seu caminho de conversão: Jesus tocou-o com sua graça e fez dele um grande Apóstolo, que percorreu o mundo conhecido de seu tempo, pregando o Evangelho
de Jesus.

Jo 21,15-19 – Pedro, ainda era pecador, precisou reafirmar sua fidelidade a Jesus mediante a tríplice confissão de amor! Humildade e amor são os requisitos para o Apostolado cristão.

3. Reflexão.
Pedro, libertado misteriosamente da prisão de Herodes, andou por diversos lugares e terminou fixando-se em Roma, onde morreu martirizado pelo imperador Nero e foi sepultado. Onde estiver Pedro, ali está a Igreja e o magistério de Pedro apascentando os discípulos de Jesus.  Pedro, depois de ter confessado seu amor incondicional a Jesus, recebeu o encargo de cuidar do Rebanho dos Fiéis a Jesus.
Há muita discussão entre Católicos e Crentes a respeito de Pedro e de seu sucessor, o Papa, Bispo de Roma. O Papa não é o fundamento da Igreja, a pedra fundamental, mas, Ele tona visível para nós criaturas humanas que precisamos de sinais, a presença real de Cristo a verdadeira Pedra Fundamental da Igreja católica. E quem não crê neste sinal humano e visível de Cristo na pessoa de Pedro, precisa, de fato, repensar sua fé em Jesus Cristo, que disse: “Tu é Pedro e sobre esta pedra Eu fundarei a minha Igreja”. Pedro não é o fundamento da Igreja, mas onde estiver Pedro, lá está a Igreja de Jesus! Cadê a presença de Pedro nesta multidão de Igrejas crentes que se multiplicam em cada esquina de nossas cidades?
O Apóstolo Paulo não se impressionava com a pregação de falsos apóstolos e dizia com toda a franqueza: “Contanto que Cristo seja anunciado, pouco me importa por quem!” Não devemos morrer de ciúmes porque Jesus é anunciado por muitas igrejas. Devemos isto sim, anunciá-lo, corretamente, pela vida e pela Palavra. Jesus no diálogo com a samaritana não deu muita importância aos Templos de Jerusalém e de Samaria, mas afirmou que o Pai está à procura de adoradores em espírito e verdade! (Cf Jo 4,21-23).
Jesus garantiu para Pedro a assistência espiritual para cumprir com lealdade e firmeza o cuidado pastoral do rebanho a ele confiado pelo próprio Jesus: “Eu, porém orei por ti, para que a tua fé não desfaleça. E tu, uma vez convertido, confirma os teus irmãos!” (Lc 22,12).
“Tu é Pedro e sobre esta Pedra, Eu construirei a minha Igreja!”

Frei Carlos Zagonel-OFMCap

http://www.paroquiansacoxipo.com.br/conteudo.php?sid=44&cid=4617

Você pode Gostar de:

3º Encontro Arquidiocesano de Catequistas

3º Encontro Arquidiocesano de Catequistas Tema: A arte de amar Será no dia 05 de …