Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia – Transfiguração do Senhor – 06.08.2017

Liturgia – Transfiguração do Senhor – 06.08.2017

LITURGIA – TRANSFIGURAÇÃO DO SENHOR – 06.08.2017
“Este é meu Filho amado. Escutai-o!”
1.Acolhida.
Hoje, é Domingo, Dia de nosso encontro com o Senhor! É bom encontrar-se com o Senhor e ouvir sua confissão de amor por nós! Ele nos ama com amor eterno, deu sua vida por nós e deseja ter uma relação amorosa conosco.  Jesus é o Filho de Deus Altíssimo, que procura passar para nós a dignidade de filhos adotivos de Deus Pai!
Celebramos, hoje, a Festa da Transfiguração do Senhor ou seja: Ele esconde o véu de sua humildade e nos revela sua divindade e sinaliza nossa vocação divina = Nós seremos como Ele, gloriosos e cheios de luz divina. Alegremo-nos com esta nossa vocação divina. (1Jo 3,1-2).

2.Palavra de Deus.
Dn 7,9-10.13-14 – A visão do profeta Daniel fala da dignidade e da vocação do Messias – Jesus. A Ele será entregue todo poder no céu, na terra e no universo. Humilhado até a morte na Cruz, mas glorificado pelo Pai com a plenitude do poder divino.

2Pd 1,16-19 – Em tempo de perseguição, o Apóstolo Pedro recorda a “Transfiguração de Jesus na montanha sagrada”. Nossa fé não se baseia em “Historietas para crianças”, mas na revelação do próprio Deus Pai que o proclama seu Filho querido, a quem devemos escutar!

Mt 17,1-9 – Jesus revela sua divindade e recorda nossa vocação de filhos adotivos do Pai celeste. A glória de Jesus é garantia e força divina para superar as tribulações do tempo presente: “Este é meu Filho amado. Escutai-o!”.

3.Reflexão.
A Festa da Transfiguração do Senhor revela a voz do Pai e a divindade de Jesus: “Este é o meu Filho querido. Escutai-o”. Na Encarnação o Verbo divino tomou forma humana (Tornou-se semelhante aos homens!). Hoje, no corpo humano de Jesus brilha o esplendor divino (2Co 4,6), a glória divina, própria do Verbo eterno de Deus.

Para reanimar a coragem dos cristãos perseguidos, o Apóstolo Pedro, apelando para a visão na montanha santa, garante que ele é testemunha ocular da grandeza divina de Jesus: “Nós ouvimos a voz divina descida dos céus!” Por tanto, sua promessa é válida e Ele voltará para completar a sua obra de Salvação. Tenhamos, por tanto, nosso olhar voltado para a montanha sagrada, onde Ele revelou sua glória e poder. Ele nos salvará com toda a certeza!

A nossa caminhada neste mundo é cercada de dúvidas e interrogações! São as dores de parto que antecedem a ressurreição gloriosa dos filhos de Deus, no espírito e no corpo! (Rm 8,23).

A interrogação compreensível que todos nos fazemos, revela nossa ansiedade: Onde está a promessa de sua vinda? Desde que Jesus morreu, continua tudo do mesmo jeito! (2Pd 3,4): Os maus continuam prepotentes, e os bons têm o sofrimento aumentado! Mas Jesus foi proclamado Filho amado de Deus Pai e nos foi recomendado de escutá-lo e a própria gloria de Jesus brilhará em nosso próprio rosto pela ação do Espírito Santo (2Co 3,18). O Senhor não falha em sua promessa (2Pd 3,9). Neste mundo, imerso no pecado, na corrupção e na impunidade, é bom e seguro renovar a própria fé, confiando no amor misericordioso do nosso Salvador.

Observemos que Jesus convidou os Apóstolos, Pedro, Tiago e João, a descer do monte e segui-lo para Jerusalém! O convite é válido, também, para nós.

Frei Carlos Zagonel, OFMCAP

http://www.paroquiansacoxipo.com.br/conteudo.php?sid=44&cid=4670

Você pode Gostar de:

6º Encontro Anual (CACALL)

A Arquidiocese de Cuiabá convida os Coroinhas,Acólitos,Leitorinhas e Leitora para o 6ºCACALL (2017) que será …