Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia – 2º Domingo do Advento 10.12.2017

Liturgia – 2º Domingo do Advento 10.12.2017

“Consolai o meu Povo (…). Falai ao coração de Jerusalém”.
1.Acolhida.
No Advento esperamos a vinda do Senhor. Ele vem para revelar-nos o segredo de seu amor infinito: Ele quer estar no meio de seu Povo e caminhar com ele rumo ao céu!
Esperamos o Natal do Senhor: Deus nasce numa gruta e caminha com seu Povo. O universo é obra de suas mãos, mas Ele cabe no seio de uma mulher, vive pobre e no meio dos pobres, revela-lhes o segredo amor divino. Deus é nosso Pastor e carrega no colo os cordeirinhos enfraquecidos, vai à nossa frente, alivia nosso sofrimento aplainando o caminho e alivia nosso sofrimento aplainado o caminho da salvação!

2.Palavra de Deus.
Is 40, 1-5.9,11 – O texto fala da alegria do Povo de Israel com o anúncio de sua libertação. Não fiquemos tristes com os escândalos brasileiros. Eles vão acabar! E nos seremos, enfim, libertados. Os opressores serão sufocados e nós, os pobres seremos libertados. Natal é tempo de libertação. Abramos nosso coração à esperança!

2Pd 3,8-14 – Deus prometeu justiça e Ele virá mesmo para fazer justiça em favor dos pobres. Não sabemos nem o dia e nem a hora, mas Ele virá com toda a certeza! Sua demora é porque Ele deseja oferecer a todos a possibilidade de salvação! Mas, no fim, Ele fará justiça, pois, Ele é o Deus forte, misericordioso e justo. Deus demora, mas não falha!

Mc 1,1-8 – Esperamos a vinda do Senhor. João Batista é seu “Precursor” – Irá à frente do Messias preparando seu caminho. Quem será hoje o precursor do Messias? Você pode e deve ser seu precursor na Comunidade e na família anunciando Jesus como Salvador. Você pode indicar sua presença no meio de nós!

3.Reflexão.
“Consolai o meu Povo… Falai ao seu coração dizendo que Deus vai libertá-lo!” A História do Povo de Deus vai ser repetida: O pecado levou Israel para o exílio, mas o amor de Javé o trouxe de volta! Nossos pecados, por sua vez, levam-nos para o sofrimento e somente Deus pode libertar-nos! O Natal deve trazer-nos a “Boa Nova” da libertação! Natal não é, apenas, festa. É libertação! A experiência do Povo de Israel deve iluminar nossa esperança no tempo presente: Jesus vem para nos libertar! Jesus, somente Ele é libertador!

Jesus é o verdadeiro Pastor: “Eu mesmo vou cuidar de minhas ovelhas, conduzi-las para a boa pastagem e para a água limpa e tranquila” (Jo 10,1-21). E como nos estamos precisando de um Bom Pastor! Vinde, Senhor Jesus, vinde libertar-nos!

João Batista foi o precursor de Jesus. Quem seria, hoje, o seu precursor em nosso meio? O Papa Francisco anuncia uma “Igreja em saída”. Igreja que vá para a rua, sem receio de sujar as mãos e os pés… que vá para fora anunciando Jesus! Ele é o Salvador e a Esperança que o mundo precisa!

Natal, certamente, é uma grande festa! Mas ele precisa ser um momento de libertação do pecado e o nascer de uma nova esperança de salvação. Precisamos experimentar a alegria de sermos libertados por Jesus!

“Eu vos batizei com água, mas Ele vos batizará com fogo!”

Frei Carlos Zagonel

http://www.paroquiansacoxipo.com.br/conteudo.php?sid=44&cid=4868

Você pode Gostar de:

Na solenidade da Imaculada Conceição, Papa reza o Ângelus com os fiéis

Em sua reflexão, Papa destacou Maria como cheia de graça e sempre jovem, uma vez …