Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia – 3º Domingo Comum

Liturgia – 3º Domingo Comum

“Levanta-te e põe-te a caminho da grande cidade de Nínive”
1.Acolhida
A Eucaristia dominical é convite do próprio Jesus para participar de suas catequeses. Qual seria o ensinamento que Ele nos passa neste domingo? Escutemos, com atenção, a proclamação da Palavra de Deus nesta Eucaristia. Jesus convida-nos para escutar.
O profeta Jonas é enviado para pregar a penitência na grande cidade de Nínive – cidade opressora que escravizara o Povo de Deus! Deus quer salvar a cidade e Jonas quer castigar! O profeta foge da misericórdia e procura vingança! Qual seria o nosso caminho nos dias de hoje? Somos misericordiosos ou vingativos?

2.Palavra de Deus
Jn 3,1-5.10 – “Levanta-te e põe-te a caminho (…) e anuncia a penitência à grande cidade de Nínive!” E os habitantes de Nínive – pagãos – acolheram a pregação e se salvaram!

1Co 7,29-31 – “O tempo é curto e a figura deste mundo passa!” Melhor, não há tempo a perder! O tempo da graça é agora! Não percamos o tempo precioso.

Mc 1,14-20 – Jesus retoma a pregação do profeta Jonas: “O tempo já se completou e o Reino de Deus está próximo. Convertei-vos e crede no Evangelho!” Portanto, não há tempo a perder! Procuremos o caminho que leva à salvação!

3.Reflexão.
A profecia de Jonas foi revelada na forma de romance, mas e, com certeza, Palavra de Deus! Os pensamentos de Deus são de misericórdia e de salvação, mas os homens pensam em vingança. O Povo de Israel quer vingança contra quem o escravizara e Deus compassivo e misericordioso, oferece perdão e salvação! “Os meus pensamentos não são como os vossos pensamentos ()”.

Jonas tem uma missão difícil: Anunciar o tempo propício para o arrependimento e salvação, exatamente, para a cidade prepotente e opressora de Nínive! Jonas discorda de Deus e foge para Tarsis – cidade rica e acolhedora! Mas Deus insiste: “Levanta-te e põe-te a caminho da grande cidade de Nínive “ e anuncia-lhe a penitência para não ser destruída! O Salmo responsorial indicaria o caminho da oração para o momento de dúvida: “Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos e fazei-me conhecer vossas estradas; vossa verdade me oriente e conduza!” Mas Jonas preferiu fugir e se esconder. Deus, porém, o recolocou no caminho certo de sua missão! Ele devia anunciar o grande amor misericordioso de Deus em favor da grande cidade de Nínive!

Em toda a história vocacional existe sempre o chamado, a missão e a consciência de ser enviado. Ninguém é chamado para proveito próprio, mas para servira um povo a quem Deus quer bem! E ninguém é profeta ou missionário por decisão pessoal. É sempre um chamado e um enviado e, para isso, precisa deixar tudo, inclusive, os próprios pais. Simão, Andre, Tiago, e João deixaram tudo: barco de pesca e os próprios pais… e seguiram Jesus para serem pescadores de homens! Tornaram-se Apóstolos apaixonados por Jesus.

Os Apóstolos não seguiram Jesus para serem “pescadores de homens”, mas pela paixão e encanto por Jesus. Todo verdadeiro chamado precisa sentir um fogo que arde em seu coração; do contrário, está perdendo tempo!(Jr 20,7-9).

Frei Carlos Zagonel
http://www.paroquiansacoxipo.com.br/conteudo.php?sid=44&cid=4923

Você pode Gostar de:

1º Seminário Sistemático de Mato Grosso (Faculdade Católica de Mato Grosso)

A Faculdade Católica de Mato Grosso, localizada no Bairro Cristo Rei em Várzea Grande, realizará …