Página Inicial / Animação Litúrgica / Quarta Feira de Cinzas (14.02)

Quarta Feira de Cinzas (14.02)

14 de Fevereiro de 2018.
QUARTA-FEIRA DE CINZAS – ANO B
DIA DE JEJUM E ABSTINÊNCIA
CAMPANHA DA FRATERNIDADE – “FRATERNIDADE E SUPERAÇÃO DA VIOLÊNCIA”
COR LITÚRGICA: ROXO
A.: Meus irmãos, nós estamos iniciando a Quaresma, tempo litúrgico dedicado à penitência e à conversão,
em preparação para a Páscoa. Tempo de renovar nossos bons propósitos de perseverança na fé, por meio
do exercício da oração, da esmola e do jejum. Fiquemos de pé e iniciemos a nossa celebração.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA -R.: EIS O TEMPO DE CONVERSÃO, EIS O DIA DA SALVAÇÃO: AO PAI VOLTEMOS,
JUNTOS ANDEMOS. EIS O TEMPO DE CONVERSÃO./ 1. Os caminhos do Senhor são verdade, são amor.
Dirigi os passos meus: em vós espero, ó Senhor!/ 2. Ele guia ao bom caminho quem errou e quer voltar. Ele
é bom, fiel e justo. Ele busca e vem salvar./ 3. Viverei com o Senhor. Ele é o meu sustento. Eu confio
mesmo quando minha dor não mais aguento./ 4. Tem valor aos olhos seus meu sofrer e meu morrer.
Libertai o vosso servo e fazei-o reviver!/ 5. A palavra do Senhor é a luz do meu caminho; Ela é vida, é
alegria. Vou guardá-la com carinho./ 6. Sua lei, seu mandamento é viver a caridade. Caminhemos todos
juntos, construindo a unidade!
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.:O
Senhor que encaminha os nossos corações para o amor de Deus e a constância de Cristo esteja
convosco! TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
(Omite-se o ato penitencial, que é substituído pela distribuição das Cinzas).
3. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Concedei-nos, ó Deus todo-poderoso, iniciar com este dia de
jejum o tempo da Quaresma, para que a penitência nos fortaleça no combate contra o espírito do mal. Por
nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Irmãos, neste dia de jejum e de penitência, deixemos que a Palavra de Deus nos toque e transforme os
nossos corações. Ouçamos com atenção as leituras de hoje.
4. 1ª LEITURA (Jl2, 12-18) – Leitura da Profecia de Joel.
12“Agora, diz o Senhor, voltai para mim com todo o vosso coração, com jejuns, lágrimas e gemidos; 13rasgai
o coração, e não as vestes; e voltai para o Senhor, vosso Deus; ele é benigno e compassivo, paciente e
cheio de misericórdia, inclinado a perdoar o castigo”. 14Quem sabe, se ele se volta para vós e vos perdoa, e
deixa atrás de si a bênção, oblação e libação para o Senhor, vosso Deus? 15Tocai trombeta em Sião,
prescrevei o jejum sagrado, convocai a assembleia; 16congregai o povo, realizai cerimônias de culto, reuni
anciãos, ajuntai crianças e lactentes; deixe o esposo seu aposento, e a esposa, seu leito. 17Chorem, postos
entre o vestíbulo e o altar, os ministros sagrados do Senhor, e digam: “Perdoa, Senhor, a teu povo, e não
deixes que esta tua herança sofra infâmia e que as nações a dominem”. Por que se haveria de dizer entre
os povos: “Onde está o Deus deles?” 18Então o Senhor encheu-se de zelo por sua terra e perdoou ao seu
povo. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
5. SALMO RESPONSORIAL – CANTO (Do Salmo 50/51) – R.: PIEDADE, Ó SENHOR, TENDE PIEDADE, POIS
PECAMOS CONTRA VÓS!/ 1. Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia! Na imensidão de vosso amor,
purificai-me! Do meu pecado, todo inteiro, me lavai e apagai completamente a minha culpa./ 2. Eu
reconheço toda a minha iniquidade, o meu pecado está sempre à minha frente, foi contra Vós, só contra
Vós, que eu pequei e pratiquei o que é mau aos Vossos olhos!/ 3. Criai em mim um coração que seja puro,
dai-me de novo um espírito decidido. Ó Senhor, não me afasteis de Vossa face nem retireis de mim o
Vosso Santo Espírito!/ 4. Dai-me de novo a alegria de ser salvo e confirmai-me com espírito generoso! Abri
meus lábios, ó Senhor, para cantar e minha boca anunciará Vosso louvor!
6. 2ª LEITURA (2 Cor 5, 20-6,2) – Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios.
Irmãos, 20somos embaixadores de Cristo, e é Deus mesmo que exorta através de nós. Em nome de Cristo,
nós vos suplicamos: deixai-vos reconciliar com Deus. 21Aquele que não cometeu nenhum pecado, Deus o
fez pecado por nós, para que nele nós nos tornemos justiça de Deus. 6,1Como colaboradores de Cristo, nós
vos exortamos a não receberdes em vão a graça de Deus, 2pois ele diz: “No momento favorável, eu te ouvi
e no dia da salvação, eu te socorri”. É agora o momento favorável, é agora o dia da salvação. Palavra do
Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: JESUS CRISTO, SOIS BENDITO, SOIS O UNGIDO DE DEUS PAI!/ Oxalá
ouvísseis hoje a sua voz: não fecheis os corações como em Meriba!
8. EVANGELHO – (Mt 6, 1-6.16-18) – P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.:
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Mateus. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.: Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 1“Ficai atentos para não praticar a vossa justiça na
frente dos homens, só para serdes vistos por eles. Caso contrário, não recebereis a recompensa do vosso
Pai que está nos céus. 2Por isso, quando deres esmola, não toques a trombeta diante de ti, como fazem os
hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem elogiados pelos homens. Em verdade vos digo: eles já
receberam a sua recompensa. 3Ao contrário, quando deres esmola, que a tua mão esquerda não saiba o
que faz a tua mão direita, 4de modo que a tua esmola fique oculta. E o teu Pai, que vê o que está oculto, te
dará a recompensa. 5Quando orardes, não sejais como os hipócritas, que gostam de rezar em pé, nas
sinagogas e nas esquinas das praças, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo: eles já
receberam a sua recompensa. 6Ao contrário, quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta e reza ao
teu Pai que está oculto. E o teu Pai, que vê o que está escondido, te dará a recompensa. 16Quando
jejuardes, não fiqueis com o rosto triste, como os hipócritas. Eles desfiguram o rosto, para que os homens
vejam que estão jejuando. Em verdade vos digo: Eles já receberam a sua recompensa. 17Tu, porém, quando
jejuares, perfuma a cabeça e lava o rosto, 18para que os homens não vejam que estás jejuando, mas
somente teu Pai, que está oculto. E o teu Pai, que vê o que está escondido, te dará a recompensa. Palavra
da Salvação. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
9. HOMILIA
10. BÊNÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DAS CINZAS
A.: Irmãos, a Palavra de Deus que ouvimos e refletimos inspira em nós o propósito de viver esta Quaresma
como tempo de conversão a Deus e ao amor fraterno. Porque queremos assumir intensamente a
preparação para a Páscoa, realizamos o rito da bênção e da imposição das cinzas.
P.: Caros irmãos e irmãs, roguemos instantemente a Deus Pai que abençoe com a riqueza da sua graça
estas cinzas, que vamos colocar sobre as nossas cabeças em sinal de penitência. (Instante de silêncio). Ó
Deus, que vos deixais comover pelos que se humilham e vos reconciliais com os que reparam suas faltas,
ouvi como um pai as nossas súplicas. Derramai a graça de vossa bênção † sobre os fiéis que vão receber
estas cinzas, para que, prosseguindo na observância da Quaresma, possam celebrar de coração purificado
o mistério pascal do vosso Filho. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
(em silêncio, o sacerdote asperge as cinzas com água benta).
O sacerdote ou outro ministro idôneo impõe as cinzas dizendo: CONVERTEI-VOS E CREDE NO EVANGELHO.
11. CANTO PARA DISTRIBUIÇÃO DE CINZAS -1. Converter ao Evangelho, na palavra acreditar, (Mc, 1,15)
Caridade e penitência, quem as cinzas abraçar. Não esqueças: Somos pó e ao pó vamos voltar. (Gn 3, 19)./
2. Não as vestes, mas o peito o Senhor manda rasgar. “Jejuai, mudai de vida…em sua face a chorar.” (Jl 2,
12-13). Não esqueças: Somos pó e ao pó vamos voltar. (Gn 3, 19)/ 3. Quão bondoso é o nosso Deus
inclinado a perdoar. Quem dos males se arrepende, compaixão vai encontrar./ Não esqueças: Somos pó e
ao pó vamos voltar./ 4. Chora e diz o sacerdote entre a porta e o altar: (JI 2, 17) “Pela vida do meu povo
vão meus lábios suplicar.” Não esqueças: Somos pó e ao pó vamos voltar./ 5. Convertei-vos, povo meu, o
Senhor vamos lembrar. (Br 3,2). Eis o tempo, não esqueças: Somos pó e ao pó vamos voltar.
12. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos e irmãs, neste tempo de oração, penitência e jejum, com o coração
humilde e disposto à mudança, apresentemos ao Deus de misericórdia as nossas orações, suplicando todos
a uma só voz: Dai-nos, Senhor, um coração novo!
TODOS: DAI-NOS, SENHOR, UM CORAÇÃO NOVO!
1. Pela Santa Igreja de Deus, para que testemunhe a todos os povos o caminho da conversão, revelando
para a humanidade os sinais do amor e da misericórdia de Cristo, rezemos ao Senhor.
TODOS: DAI-NOS, SENHOR, UM CORAÇÃO NOVO!
2. Pelos governantes das Nações, para que governem com discernimento e justiça, buscando sempre a
promoção dos direitos humanos e a superação da violência, rezemos ao Senhor.
TODOS: DAI-NOS, SENHOR, UM CORAÇÃO NOVO!
3. Pelos batizados que estão afastados da Casa do Pai,para que, neste tempo penitencial, participem do
sacramento da Reconciliação e retornem à vida da graça, rezemos ao Senhor.
TODOS: DAI-NOS, SENHOR, UM CORAÇÃO NOVO!
4. Por todos nós aqui reunidos, para que, por meio da prática da oração, da penitência e da caridade,
saibamos viver intensamente o caminho para a Páscoa, rezemos ao Senhor.
TODOS: DAI-NOS, SENHOR, UM CORAÇÃO NOVO!
(Preces Espontâneas):
P.: Deus eterno e todo poderoso, que no segredo olhais carinhosamente Vossos filhos e filhas, acolhei
nossas súplicas e dai-nos um coração novo, capaz de amar preferencialmente os mais pobres e os
marginalizados. Por Cristo, Nosso Senhor.
TODOS: AMÉM!
LITURGIA EUCARÍSTICA
13. CANTO DE OFERTAS – R.: NESTE PÃO E NESTE VINHO, O SUOR DE NOSSAS MÃOS, O TRABALHO E A
JUSTIÇA PARA TODOS OS IRMÃOS. / 1. Ofertamos, ó Senhor, os sofrimentos dos pequenos e dos pobres,
teus amados: dos que lutam à procura de trabalho, das crianças e anciãos abandonados./ 2. Ofertamos a
firmeza e a coragem dos que lutam em favor dos oprimidos, dos famintos e sedentos de justiça e que são,
por tua causa, perseguidos./ 3. Ofertamos, ó Senhor, toda a certeza na vitória do amor sobre o pecado.
Tua luz há de brilhar, vencendo a treva, sobre o mundo convertido e renovado.
14.P.:Orai, irmãos e irmãs…
15. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Oferecendo-vos este sacrifício no começo da Quaresma, nós vos
suplicamos, ó Deus, a graça de dominar nossos maus desejos pelas obras de penitência e caridade, para
que, purificados de nossas faltas, celebremos com fervor a Paixão do vosso Filho, que vive e reina para
sempre. TODOS: AMÉM.
16. ORAÇÃO EUCARÍSTICA III – MR (p. 482) – Prefácio da Quaresma, IV – Os frutos do jejum – MR (p. 417) –
17. RITO DA COMUNHÃO
18. CANTO DE COMUNHÃO – R.: EU VIM PARA QUE TODOS TENHAM VIDA, QUE TODOS TENHAM VIDA
PLENAMENTE./ 1. Reconstrói a tua vida em comunhão com teu Senhor; Reconstrói a tua vida em
comunhão com teu irmão: onde está o teu irmão, eu estou presente nele./ 2. “Eu passei fazendo o bem, eu
curei todos os males”. Hoje és minha presença junto a todo sofredor: onde sofre o teu irmão, eu estou
sofrendo nele./ 3. “Entreguei a minha vida pela salvação de todos”. Reconstrói, protege a vida de indefesos
e inocentes: onde morre o teu irmão, eu estou morrendo nele./ 4. “Vim buscar e vim salvar o que estava já
perdido.” Busca, salva e reconduze a quem perdeu toda a esperança: onde salvas teu irmão, tu me estás
salvando nele./ 5. “Este pão, meu corpo e vida para a salvação do mundo.” É presença e alimento nesta
santa comunhão: onde está o teu irmão, eu estou, também, com ele.
19. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Ó Deus, fazei que sejamos ajudados pelo
sacramento que acabamos de receber, para que o jejum de hoje vos seja agradável e nos sirva de remédio.
Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
20. ORAÇÃO DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2018
Deus e Pai, nós vos louvamos pelo Vosso infinito amor e Vos agradecemos por terdes enviado Jesus, o Filho
amado, nosso irmão. Ele veio trazer paz e fraternidade à terra e, cheio de ternura e compaixão, sempre viveu
relações repletas de perdão e misericórdia. Derramai sobre nós o Espírito Santo, para que, com coração convertido,
acolhamos o projeto de Jesus e sejamos construtores de uma sociedade justa e sem violência, para que no
mundo inteiro, cresça o Vosso Reino de liberdade, verdade e de paz. Amém!
RITOS FINAIS
21. BREVES AVISOS
22. BÊNÇÃO FINAL – (MR p.521)
P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS.P.: Deus, Pai de misericórdia, conceda a
todos vós, como concedeu ao filho pródigo, a alegria do retorno à casa. TODOS: AMÉM.P.: O Senhor Jesus
Cristo, modelo de oração e de vida, vos guie nesta caminhada quaresmal a uma verdadeira conversão.
TODOS: AMÉM.P.: O Espírito de sabedoria e fortaleza vos sustente na luta contra o mal, para poderdes
com Cristo celebrar a vitória da Páscoa. TODOS: AMÉM.P.: Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai, Filho e
Espírito Santo. TODOS: AMÉM.P.: Ide em paz, e o Senhor vos acompanhe. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
HINO DA CFE 2018 – FRATERNIDADE E SUPERAÇÃO DA VIOLÊNCIA
1. Neste tempo quaresmal, ó Deus da vida, a tua Igreja se propõe a superar a violência que está nas mãos
do mundo, e sai do íntimo de quem não sabe amar./ R.: FRATERNIDADE É SUPERAR A VIOLÊNCIA! É
DERRAMAR, EM VEZ DE SANGUE, MAIS PERDÃO! É FERMENTAR NA HUMANIDADE O AMOR FRATERNO!
POIS JESUS DISSE QUE “SOMOS TODOS IRMÃOS”./ 2. Quem plantar a paz e o bem pelo caminho, e
cultivá-lo com carinho e proteção, não mais verá a violência em sua terra. Levar a paz é compromisso do
cristão!/ 3. A exclusão, que leva à morte tanta gente, corrompe vidas e destrói a criação. Basta de guerra e
violência, ó Deus clemente! É o clamor dos filhos teus em oração./ 4. Venha a nós, Senhor, teu Reino de
justiça, pleno de paz, de harmonia e unidade. Sonhamos ver um novo céu e uma nova terra: todos na roda
da feliz fraternidade./ 5. Tua Igreja tem o coração aberto, e nos ensina o amor a cada irmão. Em Jesus
Cristo, acolhe ama e perdoa, quem fez o mal, caiu em si e quer perdão.

Você pode Gostar de:

Solenidade Assunção de Nossa Senhora(19.08)

SOLENIDADE DA ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA MARIA, A BENDITA ENTRE AS MULHERES, FOI ELEVADA AO …