Página Inicial / Animação Litúrgica / 1º Domingo do Tempo da Quaresma(18.02)

1º Domingo do Tempo da Quaresma(18.02)

A PALAVRA DE DEUS NOS CHAMA À CONVERSÃO
18 de fevereiro de 2018
PRIMEIRO DOMINGO DA QUARESMA – ANO B
CAMPANHA DA FRATERNIDADE – “FRATERNIDADE E SUPERAÇÃO DA VIOLÊNCIA”.
Cor Litúrgica: Roxo
A.: Irmãos amados, o tempo litúrgico da Quaresma nos convida a percorrer um itinerário de fé que nos
prepara para reviver o grande mistério da morte e ressurreição de Cristo, por meio do exercício cotidiano
da conversão. A Campanha da Fraternidade deste ano tem por tema: “Fraternidade e superação da
violência”. Aproveitemos esta proposta para sermos promotores da paz e da concórdia. Iniciemos a nossa
celebração com alegria.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA- R.: EIS O TEMPO DE CONVERSÃO, EIS O DIA DA SALVAÇÃO: AO PAI VOLTEMOS, JUNTOS ANDEMOS. EIS O TEMPO DE CONVERSÃO./ 1. Os caminhos do Senhor são verdade, são amor.
Dirigi os passos meus: em vós espero, ó Senhor!/ 2. Ele guia ao bom caminho quem errou e quer voltar. Ele
é bom, fiel e justo. Ele busca e vem salvar./ 3. Viverei com o Senhor. Ele é o meu sustento. Eu confio
mesmo quando minha dor não mais aguento./ 4. Tem valor aos olhos seus meu sofrer e meu morrer.
Libertai o vosso servo e fazei-o reviver!/ 5. A palavra do Senhor é a luz do meu caminho; Ela é vida, é
alegria. Vou guardá-la com carinho./ 6. Sua lei, seu mandamento é viver a caridade. Caminhemos todos
juntos, construindo a unidade!
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: A
graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco.
TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. ATO PENITENCIAL – P.: No tempo sagrado da Quaresma, somos convidados a morrer ao pecado e
ressurgir para uma vida nova. Reconheçamo-nos necessitados da misericórdia do Pai (pausa). Senhor, que
na água e no espírito nos regenerastes à vossa imagem, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE
PIEDADE DE NÓS. P.: Cristo, que enviais o vosso Espírito, para criar em nós um coração novo, tende
piedade de nós. TODOS: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Senhor, que nos tornastes participantes do
vosso Corpo e do vosso Sangue, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.:
Deus todo-poderoso, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.
TODOS: AMÉM.
4. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Concedei-nos, ó Deus onipotente, que, ao longo desta
Quaresma, possamos progredir no conhecimento de Jesus Cristo e corresponder a seu amor por uma vida
santa. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Irmãos, diante das tentações e do mal, nós renovamos nossa fidelidade ao Deus vivo e verdadeiro,
sustentados por Sua Palavra. Ouçamos com atenção.
5. 1ª LEITURA – (Gn 9, 8-15) – Leitura do Livro do Gênesis.
8Disse Deus a Noé e a seus filhos: 9 “Eis que vou estabelecer minha aliança convosco e com vossa
descendência, 10com todos os seres vivos que estão convosco: aves, animais domésticos e selvagens, enfim, com todos os animais da terra, que saíram convosco da arca. 11Estabeleço convosco a minha
aliança: nunca mais nenhuma criatura será exterminada pelas águas do dilúvio, e não haverá mais dilúvio
para devastar a terra”. 12E Deus disse: “Este é o sinal da aliança que coloco entre mim e vós, e todos os
seres vivos que estão convosco, por todas as gerações futuras. 13Ponho meu arco nas nuvens como sinal de
aliança entre mim e a terra. 14Quando eu reunir as nuvens sobre a terra, aparecerá meu arco nas nuvens.
15Então eu me lembrarei de minha aliança convosco e com todas as espécies de seres vivos. E não tornará
mais a haver dilúvio que faça perecer nas suas águas toda criatura”. Palavra do Senhor.
TODOS: GRAÇAS A DEUS.
6. SALMO RESPONSORIAL – DO SALMO 24 (25)
R.: VERDADE E AMOR SÃO OS CAMINHOS DO SENHOR! / 1. Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos e
fazei-me conhecer a vossa estrada! Vossa verdade me oriente e me conduza, porque sois o Deus da minha
salvação./ 2. Recordai, Senhor meu Deus, vossa ternura e a vossa compaixão que são eternas! De mim
lembrai-vos, porque sois misericórdia e sois bondade sem limites, ó Senhor!/ 3. O Senhor é piedade e
retidão e reconduz ao bom caminho os pecadores. Ele dirige os humildes na justiça e aos pobres ele ensina
o seu caminho.
7. 2ª LEITURA -(1 Pd 3, 18-22) – Leitura da Primeira Carta de São Pedro.
Caríssimos: 18Cristo morreu, uma vez por todas, por causa dos pecados, o justo, pelos injustos, a fim de nos
conduzir a Deus. Sofreu a morte, na sua existência humana, mas recebeu nova vida pelo Espírito. 19No
Espírito, ele foi também pregar aos espíritos na prisão, 20a saber, aos que foram desobedientes
antigamente, quando Deus usava de longanimidade, nos dias em que Noé construía a arca. Nesta arca,
umas poucas pessoas – oito – foram salvas por meio da água. 21À arca corresponde o batismo, que hoje é a
vossa salvação. Pois o batismo não serve para limpar o corpo da imundície, mas é um pedido a Deus para
obter uma boa consciência, em virtude da ressurreição de Jesus Cristo. 22Ele subiu ao céu e está à direita
de Deus, submetendo-se a ele anjos, dominações e potestades. Palavra do Senhor.
TODOS: GRAÇAS A DEUS.
8. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: LOUVOR E GLÓRIA A TI, SENHOR, CRISTO, PALAVRA DE DEUS./ O
homem não vive somente de pão, mas de toda palavra da boca de Deus.
9. EVANGELHO – (Mc 1, 12-15) – P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.: Naquele tempo, 12o Espírito levou Jesus para o deserto. 13 E Ele ficou no deserto durante quarenta dias,
e ali foi tentado por Satanás. Vivia entre os animais selvagens, e os anjos O serviam. 14Depois que João
Batista foi preso, Jesus foi para a Galileia, pregando o Evangelho de Deus e dizendo: 15“O tempo já se
completou e o Reino de Deus está próximo. Convertei-vos e crede no Evangelho!” Palavra da Salvação.
TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR.
10. HOMILIA
3
11. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo,
seu único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria,
padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou
ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar
os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na
remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
12. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos e irmãs, como Cristo confiou no Pai e permaneceu fiel na tentação,
coloquemos também nós nossa vida e nossas aspirações nas mãos d’Aquele que pode e quer salvar-nos.
Digamos juntos: Senhor da vida, atendei-nos!
TODOS: SENHOR DA VIDA, ATENDEI-NOS!
1) Pela Santa Igreja de Deus, para que não poupe esforços na construção da fraternidade, promovendo a
cultura da paz, da reconciliação e da justiça, à luz da Palavra de Deus, como caminho de superação da
violência, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR DA VIDA, ATENDEI-NOS!
2) Pelos governantes do nosso país, para que não se deixem vencer pelas tentações do poder e defendam
sempre a justiça, colaborando na edificação do bem comum, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR DA VIDA, ATENDEI-NOS!
3) Pelos leigos e leigas, para que, iluminados e fortificados pela Palavra e pela Eucaristia, sejam sempre
luz para superar a violência e sal para temperar a fraternidade, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR DA VIDA, ATENDEI-NOS!
4) Por todos nós aqui reunidos, para que façamos dessa Quaresma um período especial para a preparação
da Páscoa, por meio do desapego material e pelo exercício das obras de misericórdia, rezemos ao
Senhor.
TODOS: SENHOR DA VIDA, ATENDEI-NOS!
(Preces Espontâneas):
P.: Deus eterno e onipotente, concedei-nos, ao longo destes dias quaresmais, a graça de descobrir que só
em Vós se encontra a fonte da vida e do amor. Por Cristo, Senhor nosso.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
13. CANTO DE OFERTAS – R.: NESTE PÃO E NESTE VINHO, O SUOR DE NOSSAS MÃOS, O TRABALHO E A
JUSTIÇA PARA TODOS OS IRMÃOS. / 1. Ofertamos, ó Senhor, os sofrimentos dos pequenos e dos pobres,
teus amados: dos que lutam à procura de trabalho, das crianças e anciãos abandonados./ 2. Ofertamos a
firmeza e a coragem dos que lutam em favor dos oprimidos, dos famintos e sedentos de justiça e que são,
por tua causa, perseguidos./ 3. Ofertamos, ó Senhor, toda a certeza na vitória do amor sobre o pecado. Tua
luz há de brilhar, vencendo a treva, sobre o mundo convertido e renovado.
4
14. P.: Orai, irmãos e irmãs…
15. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Fazei, ó Deus, que o nosso coração corresponda a estas oferendas
com as quais iniciamos nossa caminhada para a Páscoa. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
16. ORAÇÃO EUCARÍSTICA II – MR (p. 478) – Prefácio: A tentação do Senhor – MR (P. 181)
17. RITO DA COMUNHÃO
18. CANTO DE COMUNHÃO – R.: EU VIM PARA QUE TODOS TENHAM VIDA, QUE TODOS TENHAM VIDA
PLENAMENTE./ 1. Reconstrói a tua vida em comunhão com teu Senhor; Reconstrói a tua vida em
comunhão com teu irmão: onde está o teu irmão, eu estou presente nele./ 2. “Eu passei fazendo o bem, eu
curei todos os males”. Hoje és minha presença junto a todo sofredor: onde sofre o teu irmão, eu estou
sofrendo nele./ 3. “Entreguei a minha vida pela salvação de todos”. Reconstrói, protege a vida de indefesos
e inocentes: onde morre o teu irmão, eu estou morrendo nele./ 4. “Vim buscar e vim salvar o que estava já
perdido.” Busca, salva e reconduze a quem perdeu toda a esperança: onde salvas teu irmão, tu me estás
salvando nele./ 5. “Este pão, meu corpo e vida para a salvação do mundo.” É presença e alimento nesta
santa comunhão: onde está o teu irmão, eu estou, também, com ele.
19. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Ó Deus, que nos alimentastes com este pão
que nutre a fé, incentiva a esperança e fortalece a caridade, dai-nos desejar o Cristo, pão vivo e verdadeiro, e viver de toda palavra que sai de vossa boca. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
20. ORAÇÃO DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2018
Deus e Pai, nós vos louvamos pelo Vosso infinito amor e Vos agradecemos por terdes enviado Jesus, o Filho
amado, nosso irmão. Ele veio trazer paz e fraternidade à terra e, cheio de ternura e compaixão, sempre
viveu relações repletas de perdão e misericórdia. Derramai sobre nós o Espírito Santo, para que, com
coração convertido, acolhamos o projeto de Jesus e sejamos construtores de uma sociedade justa e sem
violência, para que no mundo inteiro cresça o Vosso Reino de liberdade, verdade e de paz. Amém!
RITOS FINAIS
21. BREVES AVISOS
22. BÊNÇÃO FINAL – (MR p.521)
P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.: Deus, Pai de misericórdia, conceda a
todos vós, como concedeu ao filho pródigo, a alegria do retorno à casa. TODOS: AMÉM. P.: O Senhor Jesus
Cristo, modelo de oração e de vida, vos guie nesta caminhada quaresmal a uma verdadeira conversão.
TODOS: AMÉM. P.: O Espírito de sabedoria e fortaleza vos sustente na luta contra o mal, para poderdes
com Cristo celebrar a vitória da Páscoa. TODOS: AMÉM. P.: Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai, Filho e
Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: Ide em paz, e o Senhor vos acompanhe. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
6
HINO DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2018 – FRATERNIDADE E SUPERAÇÃO DA VIOLÊNCIA
1. Neste tempo quaresmal, ó Deus da vida, a tua Igreja se propõe a superar a violência que está nas mãos
do mundo, e sai do íntimo de quem não sabe amar./ R.: FRATERNIDADE É SUPERAR A VIOLÊNCIA! É
DERRAMAR, EM VEZ DE SANGUE, MAIS PERDÃO! É FERMENTAR NA HUMANIDADE O AMOR FRATERNO!
POIS JESUS DISSE QUE “SOMOS TODOS IRMÃOS”./ 2. Quem plantar a paz e o bem pelo caminho, e
cultivá-lo com carinho e proteção, não mais verá a violência em sua terra. Levar a paz é compromisso do
cristão!/ 3. A exclusão, que leva à morte tanta gente, corrompe vidas e destrói a criação. Basta de guerra e
violência, ó Deus clemente! É o clamor dos filhos teus em oração./ 4. Venha a nós, Senhor, teu Reino de
justiça, pleno de paz, de harmonia e unidade. Sonhamos ver um novo céu e uma nova terra: todos na roda
da feliz fraternidade./ 5. Tua Igreja tem o coração aberto, e nos ensina o amor a cada irmão. Em Jesus
Cristo, acolhe, ama e perdoa, quem fez o mal, caiu em si e quer perdão.
Preparando a Partilha da Palavra
As leituras bíblicas propostas para esse domingo nos apresentam a destruição do mundo dominado pelo mal e pela morte e nos apontam o surgimento de um novo mundo e o nascer de uma nova sociedade. Na primeira leitura, o dilúvio que purifica o mundo do mal e faz surgir uma nova humanidade com o símbolo da paz plantada na gratuidade da aliança que Deus faz conosco. No Salmo, Deus eternamente fel e amoroso mostra-se como o Deus da salvação. Na segunda leitura, a água do dilúvio é símbolo do Batismo. Pelo Batismo, mergulhados na morte e ressurreição de Cristo, renascemos para uma vida nova e nos tornamos pessoas novas. No final do evangelho está o resumo da pregação de Jesus: “Completou-se o tempo e o Reino de Deus está próximo: fazei penitência e crede no evangelho” (Mc 1,14-15). Este é um convite concreto e pessoal de Jesus dirigido a todos. A sociedade onde as pessoas apresentam comportamentos como animais selvagens e ferozes chegou ao fim. Chegou o momento de mudar, abrir o coração para o novo e acolher com alegria a proposta de Jesus. Quaresma é para isso. É um caminho rumo à Páscoa reassumindo nosso Batismo. Isso exige conversão. É preciso acreditar na boa notícia: que Jesus pode nos redimir e salvar. Esse é o resumo da caminhada quaresmal. Portanto, é preciso colocar-se a caminho: intensificar a vida cristã, ouvir a Palavra de Deus, dedicar mais tempo à oração e ao jejum, converter-se ao Senhor e aos irmãos. Jesus no deserto, vencedor das tentações, é a luz a iluminar o nosso caminho. “Arrependei-vos e acreditai no evangelho” é o roteiro do nosso retro quaresmal. Na Quaresma há um convite gratuito de Deus. Oportunidade de renovar a nossa aliança batismal. Tempo de cultivo da nossa identidade cristã.
LEITURAS DA SEMANA
Seg.: Lv 19, 1-2.11-18; Sl 18 (19); Mt 25, 31-46
Ter.: Is 55, 10-11; Sl 33 (34); Mt 6, 7-15
Qua.: Jn 3, 1-10; Sl 50 (51); Lc 11, 29-32 – S. Pedro Damião BDr, MFac.
Qui.: 1 Pd 5, 1-4; Sl 22 (23); Mt 16, 13-19 – Catedra de São Pedro Ap, festa.
Sex.: Ez 18, 21-28; Sl 129 (130); Mt 5, 20-26
Sáb: Dt 26, 16-19 ; Sl 118 (119); Mt 5, 43-48
Primeira Semana do Saltério
Primeiro Domingo da Quaresma

Você pode Gostar de:

Solenidade Assunção de Nossa Senhora(19.08)

SOLENIDADE DA ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA MARIA, A BENDITA ENTRE AS MULHERES, FOI ELEVADA AO …