Página Inicial / Animação Litúrgica / Solenidade de Pentecostes(20.05)

Solenidade de Pentecostes(20.05)

ANO NACIONAL DO LAICATO
SOLENIDADE DE PENTECOSTES
A COMUNIDADE RECEBE O MESMO ESPÍRITO QUE ANIMOU JESUS
Dia das Comunidades Eclesiais de Base

20 de maio de 2018
SOLENIDADE DE PENTECOSTES – ANO A
MISSA DO DIA
Cor Litúrgica: Vermelho
A.: Meus irmãos, no dia de Pentecostes, o Espírito Santo desceu sobre os Apóstolos reunidos no cenáculo com Maria, a Mãe de Deus, e eles ficaram repletos da força de Deus. Pentecostes é, pois, o ápice do mistério pascal, um acontecimento singular que inunda de luz a nossa vida de discípulos missionários de Jesus. Iniciemos, com ardor, a nossa celebração.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – R.: ESTAREMOS AQUI REUNIDOS, COMO ESTAVAM EM JERUSALÉM, POIS SÓ
QUANDO VIVEMOS UNIDOS, É QUE O ESPÍRITO SANTO NOS VEM!/ 1. Ninguém para esse vento passando,
ninguém vê e ele sopra onde quer. Força igual tem o Espírito, quando faz a igreja de Cristo crescer./ 2. Feita de homens, a Igreja é divina, pois o Espírito Santo a conduz. Como um fogo que aquece e ilumina, que é pureza, que é vida, que é luz./ 3. Quando o Espírito espalma suas graças, faz dos povos um só coração. Cresce a Igreja onde todas as raças um só Deus, um só Pai louvarão!
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: A
graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco. TODOS:
BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. ATO PENITENCIAL – P.: No início desta celebração eucarística, peçamos a conversão do coração, fonte de
reconciliação e comunhão com Deus e com os irmãos e irmãs. (Pausa). Confessemos os nossos pecados:
TODOS: Confesso a Deus todo-poderoso e a vós, irmãos e irmãs, que pequei muitas vezes por pensamentos e palavras, atos e omissões, por minha culpa, minha tão grande culpa. E peço à Virgem Maria, aos anjos e santos e a vós, irmãos e irmãs, que rogueis por mim a Deus nosso Senhor. P.: Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. TODOS: AMÉM. P.: Senhor, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Cristo, tende piedade de nós. TODOS: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Senhor, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS.
4. HINO DE LOUVOR – Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados! Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos
glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória! Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor
Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós! Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica! Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós! Só Vós sois o Santo, só Vós o Senhor, só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Ó Deus que, pelo mistério da festa de hoje, santificais a vossa
Igreja inteira, em todos os povos e nações, derramai por toda a extensão do mundo os dons do Espírito Santo, 2 e realizai agora no coração dos fiéis as maravilhas que operastes no início da pregação do Evangelho. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Irmãos, pela docilidade à Palavra de Deus, o Espírito Santo guia-nos no caminho da justiça. Ouçamos as
leituras de hoje.
6. 1ª LEITURA (At 2,1-11) – Leitura dos Atos dos Apóstolos.
1Quando chegou o dia de Pentecostes, os discípulos estavam todos reunidos no mesmo lugar. 2De repente,
veio do céu um barulho como se fosse uma forte ventania, que encheu a casa onde eles se encontravam.
3Então apareceram línguas como de fogo que se repartiram e pousaram sobre cada um deles.4Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito os inspirava. 5Moravam em Jerusalém judeus devotos, de todas as nações do mundo. 6Quando ouviram o barulho, juntou-se a multidão, e todos ficaram confusos, pois cada um ouvia os discípulos falar em sua própria língua. 7Cheios de espanto e admiração, diziam: “Esses homens que estão falando não são todos galileus? 8Como é que nós os escutamos na nossa própria língua? 9Nós que somos partos, medos e elamitas, habitantes da Mesopotâmia, da Judeia e da Capadócia, do Ponto e da Ásia, 10da Frígia e da Panfília, do Egito e da parte da Líbia próxima de Cirene, também romanos que aqui residem; 11judeus e prosélitos, cretenses e árabes, todos nós os escutamos anunciarem as maravilhas de Deus na nossa própria língua!” Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. SALMO RESPONSORIAL – (DO SALMO 103/104) R.: ENVIAI O VOSSO ESPÍRITO, SENHOR, E DA TERRA TODA A FACE RENOVAI! / 1. Bendize, ó minha alma, ao Senhor! Ó meu Deus e meu Senhor, como sois grande! Quão numerosas, ó Senhor, são vossas obras: encheu-se a terra com as vossas criaturas!/ 2. Se tirais o seu respiro, elas perecem e voltam para o pó, de onde vieram; enviais o vosso Espírito e renascem e da terra toda a face renovais./ 3. Que a glória do Senhor perdure sempre e alegre-se o Senhor em suas obras, hoje seja-lhe agradável o meu canto, pois o Senhor é minha grande alegria!
8. 2ª LEITURA (1Cor 12, 3b-7.12-13) – Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios.
Irmãos: 3bNinguém pode dizer: Jesus é o Senhor, a não ser no Espírito Santo. 4Há diversidade de dons, mas um mesmo é o Espírito. 5Há diversidade de ministérios, mas um mesmo é o Senhor. 6Há diferentes atividades, mas um mesmo Deus que realiza todas as coisas em todos. 7A cada um é dada a manifestação do Espírito em vista do bem comum. 12Como o corpo é um, embora tenha muitos membros, e como todos os membros do corpo, embora sejam muitos, formam um só corpo, assim também acontece com Cristo. 13De fato, todos nós, judeus ou gregos, escravos ou livres, fomos batizados num único Espírito, para formarmos um único corpo, e todos nós bebemos de um único Espírito. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
9. SEQUÊNCIA
1. Espírito de Deus,/ enviai dos céus /um raio de luz! 2.Vinde, Pai dos pobres, / dai aos corações / vossos sete dons./ 3. Consolo que acalma, / hóspede da alma, / doce alívio, vinde! / 4. No labor descanso, / na aflição remanso, / no calor aragem. / 5. Enchei, luz bendita, / chama que crepita, / o íntimo de nós! / 6. Sem a luz que acode, / nada o homem pode, / nenhum bem há nele. / 7. Ao sujo lavai, / ao seco regai, / curai o doente. / 8. Dobrai o que é duro, / guiai no escuro, / o frio aquecei. / 9. Dai à vossa Igreja, / que espera e deseja, / vossos sete dons. / 10. Dai em prêmio ao forte / uma santa morte, / alegria eterna. / Amém.
10. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA!/ Vinde, Espírito Divino e enchei com
vossos dons os corações dos fiéis! Acendei neles o amor como um fogo abrasador!
11. EVANGELHO – (Jo 20,19-23) – P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.:
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.: 19Ao anoitecer daquele dia, o primeiro da semana, estando fechadas, por medo dos judeus, as portas do lugar onde os discípulos se encontravam, Jesus entrou e, pondo-se no meio deles, disse: “A paz esteja
convosco”. 20Depois dessas palavras, mostrou-lhes as mãos e o lado. Então os discípulos se alegraram por
verem o Senhor. 21Novamente, Jesus disse: “A paz esteja convosco. Como o Pai me enviou, também eu vos
envio”. 22E depois de ter dito isso, soprou sobre eles e disse: “Recebei o Espírito Santo. 23A quem perdoardes os pecados, eles lhes serão perdoados; a quem não os perdoardes, eles lhes serão retidos”. Palavra da Salvação.
TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
12. HOMILIA
13. SÍMBOLO NICENO-CONSTANTINOPOLITANO – Creio em um só Deus, Pai todo-poderoso, criador do céu e da terra, de todas as coisas visíveis e invisíveis. Creio em um só Senhor, Jesus Cristo, Filho Unigênito de Deus, nascido do Pai antes de todos os séculos: Deus de Deus, luz da luz, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro, gerado, não criado, consubstancial ao Pai. Por Ele todas as coisas foram feitas. E por nós, homens, e para nossa salvação desceu dos céus e se encarnou pelo Espírito Santo, no seio da Virgem Maria, e se fez homem. Também por nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos; padeceu e foi sepultado. Ressuscitou ao terceiro dia, conforme as Escrituras, e subiu aos céus, onde está sentado à direita do Pai. E de novo há de vir, em sua glória, para julgar os vivos e os mortos; e o seu reino não terá fim. Creio no Espírito Santo, Senhor que dá a vida, e procede do Pai e do Filho; e com o Pai e o Filho é adorado e glorificado: Ele que falou pelos profetas. Creio na Igreja, una, santa, católica e apostólica. Professo um só batismo para remissão dos pecados. E espero a ressurreição dos mortos e a vida do mundo que há de vir. Amém.
14. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Caríssimos irmãos, neste dia em que o Espírito Santo desce sobre a Igreja,
abramos o nosso coração à Sua vinda, para que Ele nos ensine a viver com Jesus ressuscitado. Unidos na
mesma fé, peçamos: Enviai, Senhor, o Vosso Espírito!
TODOS: ENVIAI, SENHOR, O VOSSO ESPÍRITO!
1) Pelo Santo Padre, o Papa Francisco, para que, no seu ministério incessante ao serviço dos cristãos e de
todos os homens, seja sempre cheio da sabedoria e da fortaleza do Espírito Santo, rezemos ao Senhor.
TODOS: ENVIAI, SENHOR, O VOSSO ESPÍRITO!
2) Por nossos governantes, para que o Espírito Santo lhes conceda sabedoria e discernimento para servirem ao povo com justiça, edificando o bem comum, rezemos ao Senhor.
TODOS: ENVIAI, SENHOR, O VOSSO ESPÍRITO!
3) Pelos jovens crismandos, para que, inflamados pela chama do amor do Espírito Santo, testemunhem
Cristo vivo e ressuscitado, rezemos ao Senhor.
TODOS: ENVIAI, SENHOR, O VOSSO ESPÍRITO!
4) Pela nossa comunidade, para que seja renovada pelo Espírito do Senhor e saiba testemunhar em todos os ambientes o Cristo ressuscitado, rezemos ao Senhor!
TODOS: ENVIAI, SENHOR, O VOSSO ESPÍRITO!
(Preces Espontâneas)
P.: Deus eterno e onipotente, ouvi a oração do Vosso povo, para que se realizem também em nós as
maravilhas de Pentecostes. Por Cristo, Nosso Senhor.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
15. CANTO DE OFERTAS – 1. O Pai, que pelo Espirito, dás vida e santidade, a toda criatura, recebe, que te
agrade a oferta que trazemos, o nosso vinho e pão, esforço que fizemos, e dom de tua mão!/ R.:
TRANSFORMA A NOSSA OFERTA NO DOM DO FILHO TEU, E OS PASSOS DO TEU POVO, QUE EM LUZ SE
ACENDEU./ 2. Ó Pai, que pelo Espirito, em rios de água viva, transforma nossa sede, recebe sem esquiva a
oferta que trazemos, o nosso vinho e pão, sinais do compromisso: plantar um mundo irmão./ 3. Ó Pai, que
pelo Espirito, nos fazes renascer, e tudo nos ensinas, recebe com prazer a oferta que trazemos, o nosso vinho e pão, firmeza dos que aprendem a força do perdão!
16. P.: Orai, irmãos e irmãs…
17. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Concedei-nos, ó Deus, que o Espírito Santo nos faça compreender
melhor o mistério deste sacrifício e nos manifeste toda a verdade, segundo a promessa do vosso Filho. Que
vive e reina para sempre. TODOS: AMÉM.
18. ORAÇÃO EUCARÍSTICA I – Prefácio – O Mistério de Pentecostes – MR (p. 319) 19. RITO DA COMUNHÃO
20. CANTO DE COMUNHÃO – R.: PERSEVERAVAM TODOS UNIDOS EM ORAÇÃO, OS DOZE APÓSTOLOS, COM MARIA E OS IRMÃOS. CHEGADO O DIA DE PENTECOSTES, VEIO UM TREMOR E DE REPENTE O SANTO ESPÍRITO OS ANIMOU!/ 1. É outro o vinho que nos anima, entendei todos nossa alegria. Joel profeta já predissera, sucederá nos últimos dias. E sucedeu nos últimos dias: fechou-se o tempo, abriu-se o céu! Cumpriu-se, então, outra profecia que Deus falou por Ezequiel:/ 2. De toda a terra vos tirarei, vos tomarei de entre as nações, todos unidos conduzirei pra terra santa da promissão! Pra terra santa da promissão com água pura vos lavarei, toda a imundície, toda ilusão, de tudo vos purificarei!/ 3. E vos darei novo coração e novo espírito em vós porei, não mais tereis coração de pedra, um coração de carne darei! Um coração de carne darei e o meu espírito em vós porei: na minha lei havereis de andar, meu mandamento ireis praticar!/ 4. E habitareis uma nova terra, terra que a vossos pais destinei; e assim sereis sempre o meu povo e vosso Deus pra sempre serei! E vosso Deus pra sempre serei, da terra os frutos irei vos dar; Da vida o pão multiplicarei, jamais a fome vos matará./ 5. No dia em que vos purificar de todas vossas iniquidades, vossos desertos serão povoados e habitadas vossas cidades! E habitadas, vossas cidades, os vossos campos florescerão; e a terra seca será jardim, nações, dai glória ao amor sem fim!
21. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Ó Deus, que enriqueceis a vossa Igreja com os bens do céu, conservai a graça que lhe destes, para que cresçam os dons do Espírito Santo e o alimento
espiritual que recebemos aumente em nós a eterna redenção. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
22. ORAÇÃO PARA O ANO NACIONAL DO LAICATO
Ó Trindade Santa, Amor pleno e eterno, que estabelecestes a Igreja como Vossa “imagem terrena”: Nós Vos agradecemos pelos dons, carismas, vocações, ministérios e serviços que todos os membros de Vosso povo realizam como “Igreja em saída”, para o bem comum, a missão evangelizadora e a transformação social, no caminho de Vosso Reino. Nós Vos louvamos pela presença e organização dos cristãos leigos e leigas no Brasil, sujeitos eclesiais, testemunhas de fé, santidade e ação transformadora. Nós Vos pedimos que todos os batizados atuem como sal da terra e luz do mundo: na família, no trabalho, na política e na economia, nas ciências e nas artes, na educação, na cultura e nos meios de comunicação; na cidade, no campo e em todo o planeta, nossa “casa comum”. Nós Vos rogamos que todos contribuam para que os cristãos leigos e leigas compreendam sua vocação e identidade, espiritualidade e missão, e atuem de forma organizada na Igreja e na sociedade à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres. Isto Vos suplicamos pela intercessão da Sagrada Família, Jesus, Maria e José, modelos para todos os cristãos. Amém!
RITOS FINAIS
23. BREVES AVISOS
7
24. BÊNÇÃO FINAL – MR (p. 524)
P.: O Senhor esteja convosco! TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS! – P.: Deus, o Pai das luzes, que (hoje)
iluminou os corações dos discípulos, derramando sobre eles o Espírito Santo, vos conceda a alegria da sua
bênção e a plenitude dos dons do mesmo Espírito. TODOS: AMÉM. P.: Aquele fogo, descido de modo
admirável sobre os discípulos purifique os vossos corações de todo mal e vos transfigure em sua luz. TODOS:
AMÉM. P.: Aquele que na proclamação de uma só fé reuniu todas as línguas vos faça perseverar na mesma fé, passando da esperança à realidade. TODOS: AMÉM. P.: Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai, e Filho, e Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: Ide em paz, e o Senhor vos acompanhe. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
CANTOS OPCIONAIS
SALMO RESPONSORIAL – R.: QUANDO TU, SENHOR, TEU ESPÍRITO ENVIAS, / TODO MUNDO RENASCE, É
GRANDE ALEGRIA! / 1. Ó minh’alma, bendize ao Senhor: “Ó Deus grande em poder e amor, o esplendor de
tua glória reluz e o céu é teu manto de luz”./ 2. Firme e sólida a terra fundaste, com o azul do oceano a
enfeitaste! E rebentam tuas fontes nos vales correm as águas e cantam as aves./ 3. Lá do alto tu regas os
campos, cresce a relva e os viventes se fartam. De tuas obras a terra encheste, todas belas e sábias fizeste./ 4. Que se sumam da terra os perversos e minh’alma te entoe os seus versos! Glória ao Pai, pelo Filho, no Amor, ao Deus vivo eterno louvor!
SEQUÊNCIA: A NÓS DESCEI, DIVINA LUZ! (BIS) EM NOSSAS ALMAS ACENDEI O AMOR, O AMOR DE JESUS!
(BIS) /1. Vinde, santo Espírito, e do céu mandai luminoso raio, luminoso raio! / Vinde, pai dos pobres, doador dos dons, luz dos corações, luz dos corações!/ Grande defensor, em nós habitai, e nos confortai, e nos confortai! / Na fadiga pouso, no ardor brandura, e na dor ternura, e na dor ternura! / 2. Ó luz venturosa, divinais clarões, encham os corações, encham os corações! / Sem um tal poder, em qualquer vivente nada há de inocente, nada há de inocente! / Lavai o impuro e regai o seco, sarai o enfermo, sarai o enfermo! / Dobrai a dureza, aquecei o frio, livrai do desvio, livrai do desvio! / 3. Aos fiéis, que oram com vibrantes sons, dai os sete dons, dai os sete dons! / Dai virtude e prêmio e no fim dos dias eterna alegria, eterna alegria! / Aleluia! Aleluia! Aleluia! (bis) Aleluia! Aleluia! Aleluia! (bis) / Aleluia! Aleluia! Aleluia! (bis) Aleluia! Aleluia! Aleluia! (bis).

Preparando a Partilha da Palavra

Cinquenta dias após a Ressurreição de Jesus celebramos o dom do Espírito Santo e a abertura
da Igreja a todos os povos e nações. Com esta festa concluímos o Tempo Pascal. Nesse dia,
começou a ser constituído o novo Povo de Deus. É a Igreja que nasceu do lado aberto do Salvador e manifestou sua missão no dia de Pentecostes. Durante o Pentecostes, contemplamos e revivemos na liturgia a efusão do Espírito Santo realizada por Cristo ressuscitado sobre a sua Igreja: um evento de graça que encheu o Cenáculo de Jerusalém para se estender ao mundo inteiro. A alegria da ressurreição se plenifica com a manifestação do Espírito Santo que transforma a vida dos seguidores e seguidoras de Jesus. O Papa Francisco afirma que é necessário ser evangelizadores com espírito, isto é, evangelizadores que se abrem sem medo, e ousadia, à ação do Espírito Santo. No Pentecostes, o Espírito faz os apóstolos saírem de si mesmos e os transforma em anunciadores, infundindo-lhes as maravilhas de Deus, em todo tempo e lugar, mesmo contra a corrente. Jesus quer evangelizadores que anunciem a Boa-Nova, não só com palavras, mas, sobretudo, com uma vida transfigurada pela presença de Deus. O Espírito assegura a unidade da fé, e do amor fraterno, na diversidade de “dons, ministérios e atividades”, cuja finalidade é a edificação da Comunidade. O Espírito Santo enriquece toda a Igreja evangelizadora também com diferentes carismas. São dons para renovar e edificar a Igreja. Não se trata de um patrimônio fechado, entregue a um grupo para que o guarde; mas são presentes do Espírito integrados no corpo eclesial, atraídos para o centro que é Cristo, de onde são canalizados em um impulso evangelizador. Um sinal claro da autenticidade de um carisma é a capacidade de se integrar, harmoniosamente, com a Comunidade e a vida do Povo de Deus, para o bem de todos. Onde o Espírito chega, o pecado é destruído. Uma verdadeira novidade suscitada pelo Espírito, não precisa fazer sombra sobre outras espiritualidades, dons e carismas para se afirmar em si mesma. É na comunhão, mesmo que fadigosa, que um carisma se revela autêntico e misteriosamente fecundo. Se o cristão vive este desafio, a Igreja pode ser um modelo para a paz no mundo. Fortalecidos pelo Espírito Santo sejamos guiados para a missão, ajudados a permanecer em comunhão com Jesus, como ramos ligados à videira para produzir bons e abundantes frutos, testemunhando a vida nova no Espírito, pois o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo seu Espírito que habita em nós.

LEITURAS DA SEMANA
Seg.: S. Cristóvão Magallanes Presb e CompsMts, MFac. Tg 3,13-18; Sl 18(19B) Mc 9,14-29
Ter.: Sta. Rita de Cássia Rlg, MFac.Tg 4,1-10; Sl 54(55); Mc 9,30-37
Qua.: Tg 4,13-17; Sl 48(49); Mc 9,38-40
Qui.: Tg 5,1-6; Sl 48(49);Mc 9,41-50
Sex.: S. Beda Venerável Presb, MFac.; S. Gregório VII Pp, MFac.; Sta. Maria Madalena de Pazzi Vg, MFac.; Tg 5,9-12
Sl 102(103); Mc 10,1-12
Sab.: S. Filipe Néri, presbítero, memória. Tg 5,13-20; Sl 140(141); Mc 10,13-16
Ofício Solene Próprio

Você pode Gostar de:

19º Domingo do Tempo Comum(12.08)

EU SOU O PÃO VIVO QUE DESCEU DO CÉU, PARA A SALVAÇÃO DO MUNDO Dia …