Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia – 6º Domingo da Páscoa 06.05.2018

Liturgia – 6º Domingo da Páscoa 06.05.2018

Como o meu Pai me ama, assim, também Eu vos amo!
1.Acolhida
A Eucaristia dominical é convite para um encontro de intimidade com Jesus. Ele deseja comunicar-nos o amor do Pai e tornar-nos capazes de amar nossos irmãos: “Como o Pai me ama, assim também Eu vos amo. Amai-vos uns aos outros!”.
Deus Pai nos criou à sua imagem e semelhança e, conseqüentemente, nós nos realizaremos amando a Deus, a Jesus e amando-nos uns aos outros. Nós fomos criados para amar. Este é o segredo de nossa felicidade!

2.Palavra de Deus.
At 10,25-26.34-35.44-48 – O Espírito Santo vai conduzindo o Apóstolo Pedro pelos caminhos da liberdade e do conhecimento da vontade de Deus: “Todos os povos são chamados a participar do Plano divino d Salvação”.

1Jo 4,7-10 – O Apóstolo João – aquele que Jesus amava – entendeu a verdadeira natureza humana: Deus fez o homem com a matéria prima do amor: “O amor vem de Deus e todo aquele que ama, nasceu de Deus e conhece a Deus.”.

Jo 15,9-17 – Jesus garante-nos o amor do Pai e seu próprio amor por nós. Somos nascidos do amor divino. Temos o DNA divino e, por isso, apenas no amor nós nos realizaremos.

3.Reflexão
Iniciamos nossa reflexão questionando a nós mesmos: Como São João podia recordar o longo sermão de Jesus depois de tantos anos? Certamente, o Espírito Santo recordou ao Apóstolo tudo o que havia dito aos discípulos na noite de sua Paixão! Lá, Jesus havia dito: “Espírito que meu Pai enviará em meu nome, Ele vos recordará e vos ensinará tudo o que Eu vos tenho dito!” As Palavras de Jesus permaneceram na Comunidade, recordadas pelo Espírito Santo e transmitidas por João à sua Comunidade e, hoje, a todos nós. Elas foram escritas no Evangelho e nas Cartas do Apóstolo João, lá na sua velhice!

Deus nos fez à sua imagem e semelhança e Deus é amor e quem permanece no amor, permanece nele!”(1Jo 4,16)”. Quem ama já está salvo, pois realiza em si mesmo sua identidade: Amar é a certeza da salvação! A salvação não está no trabalho, mas no amor! Quem ama a Deus e ao próximo, este está em Deus, está salvo!

O amor vem do Pai que nos criou à sua imagem e semelhança e, em Jesus Cristo, Ele nos recria â sua imagem e semelhança! Isto para que nos amemos uns aos outros como Ele (Jesus) nos amou e ama!

“Como o Pai me ama, assim também Eu vos amo Amai-vos uns aos outros!” Este é o segredo de Deus: “Deus Pai nos ama, e nós devemos amar o Pai e seu Filho Jesus que morreu por nós na Cruz e, como somos frutos do amor do Pai e do Filho, devemos amar-nos uns aos outros, como Jesus nos amou!” Perseveremos neste amor e vivamos em paz e tranqüilidade! Deus nos amou primeiro; vamos retribuir com nossa pobreza o grande amor de nosso Deus!

“Não amemos com palavras e com a língua, apenas, mas com atos e verdade!”

Frei Carlos Zagonel
http://www.paroquiansacoxipo.com.br/conteudo.php?sid=44&cid=5088

Você pode Gostar de:

Liturgia – 25º Domingo Comum

ARMEMOS CILADAS AO JUSTO,PORQUE SUA PRESENÇA NOS INCOMODA! 1.Acolhida: Somos convidados a participar de um …