Página Inicial / Animação Litúrgica / 10º Domingo do Tempo Comum(10.06)

10º Domingo do Tempo Comum(10.06)

A FAMÍLIA DE JESUS SÃO TODOS OS CRISTÃOS
QUE COLOCAM EM PRÁTICA O BEM COMUM

10 de junho de 2018
DÉCIMO DOMINGO DO TEMPO COMUM
Cor Litúrgica: Verde
A.: Irmãos, por sermos membros da Igreja, nós estamos reunidos para celebrarmos a Ceia Eucarística,
professando os nossos bons propósitos de fazermos hoje e sempre a vontade de Deus em nossas vidas.
Iniciemos a Santa Missa.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – Alegres vamos à casa do Pai e na alegria cantar seu louvor! Em sua casa, somos
felizes, participamos da ceia do amor./ 1. A alegria nos vem do Senhor, seu amor nos conduz pela mão. Ele
é luz que ilumina o seu povo, com segurança lhe dá a salvação./ 2. O Senhor nos concede os seus bens, nos
convida à sua mesa sentar e partilha conosco o seu Pão, somos irmãos ao redor deste altar./ 3. Voltarei
sempre à casa do Pai, do meu Deus cantarei o louvor. Só será bem feliz uma vida que busque a Deus como
fonte de amor.
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: A
graça e a paz de Deus, nosso Pai, e de Jesus Cristo, nosso Senhor, estejam convosco! TODOS: BENDITO
SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. ATO PENITENCIAL – P.: No início desta celebração eucarística, peçamos a conversão do coração, fonte de
reconciliação e comunhão com Deus e com os irmãos e irmãs. Senhor, que viestes ao mundo para nos
salvar, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Cristo, que continuamente
nos visitais com a graça do vosso Espírito, tende piedade de nós. TODOS: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS.
P.: Senhor, que vireis um dia para julgar as nossas obras, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE
PIEDADE DE NÓS. P.: Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos
conduza à vida eterna. TODOS: AMÉM.
4. HINO DE LOUVOR – Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados! Senhor Deus,
Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos
glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória! Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor
Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós! Vós
que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica! Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de
nós! Só Vós sois o Santo, só Vós o Senhor, só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória
de Deus Pai. Amém.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Ó Deus, fonte de todo o bem, atendei ao nosso apelo e fazei-nos, por vossa inspiração, pensar o que é certo e realizá-lo com vossa ajuda. Por nosso Senhor Jesus Cristo,
vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Cristo não cessa de nos comunicar a Sua Palavra por meio da Sagrada Escritura. Ouçamos com atenção
as leituras de hoje.
6. 1ª LEITURA (Gn 3, 9-15) – Leitura do Livro do Gênesis.
Depois que o homem comeu da fruta da árvore, 9o Senhor Deus chamou Adão, dizendo: “Onde estás?” 10E
ele respondeu: “Ouvi tua voz no jardim, e fiquei com medo, porque estava nu; e me escondi”. 11Disse-lhe o
Senhor Deus: “E quem te disse que estavas nu? Então comeste da árvore, de cujo fruto te proibi comer?”
12Adão disse: “A mulher que tu me deste por companheira, foi ela que me deu do fruto da árvore, e eu
comi”. 13Disse o Senhor Deus à mulher: “Por que fizeste isso?” E a mulher respondeu: “A serpente
enganou-me e eu comi”. 14Então o Senhor Deus disse à serpente: “Porque fizeste isso, serás maldita entre
todos os animais domésticos e todos os animais selvagens! Rastejarás sobre o ventre e comerás pó todos
os dias da tua vida! 15Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta te ferirá a
cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar”. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. SALMO RESPONSORIAL – (Do Salmo 129/130) – R.: NO SENHOR TODA GRAÇA E REDENÇÃO! / 1) Das
profundezas eu clamo a vós, Senhor, escutai minha voz! Vossos ouvidos estejam bem atentos ao clamor da
minha prece!/ 2) Se levardes em conta nossas faltas, quem haverá de subsistir? Mas em vós se encontra o
perdão, eu vos temo e em vós espero./ 3) No Senhor ponho a minha esperança, espero em sua palavra. A
minh’alma espera no Senhor mais que o vigia pela aurora./ 4) Espere Israel pelo Senhor, mais que o vigia
pela aurora! Pois no Senhor se encontra toda graça e copiosa redenção. Ele vem libertar a Israel de toda a
sua culpa.
8. 2ª LEITURA (2 Cor 4, 13-18 – 5,1) – Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios.
Irmãos: 13Sustentados pelo mesmo espírito de fé, conforme o que está escrito: “Eu creio e, por isso, falei”,
nós também cremos e, por isso, falamos, 14certos de que aquele que ressuscitou o Senhor Jesus nos
ressuscitará também com Jesus e nos colocará ao seu lado, juntamente convosco. 15E tudo isso é por causa
de vós, para que a abundância da graça em um número maior de pessoas faça crescer a ação de graças
para a glória de Deus. 16Por isso, não desanimamos. Mesmo se o nosso homem exterior se vai arruinando,
o nosso homem interior, pelo contrário, vai-se renovando, dia a dia. 17Com efeito, o volume insignificante
de uma tribulação momentânea acarreta para nós uma glória eterna e incomensurável. 18E isso acontece,
porque voltamos os nossos olhares para as coisas invisíveis e não para as coisas visíveis. Pois o que é visível
é passageiro, mas o que é invisível é eterno. 5,1De fato, sabemos que, se a tenda em que moramos neste
mundo for destruída, Deus nos dá uma outra moradia no céu que não é obra de mãos humanas, mas que é
eterna. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA./ O príncipe deste mundo será expulso;
e eu, da terra levantado, atrairei todos a mim mesmo.
10. EVANGELHO – (Mc 3, 20-35) – P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.:
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Marcos. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.: Naquele tempo, 20Jesus voltou para casa com seus discípulos. E de novo se reuniu tanta gente que eles
nem sequer podiam comer. 21Quando souberam disso, os parentes de Jesus saíram para agarrá-lo, porque
diziam que estava fora de si. 22Os mestres da Lei, que tinham vindo de Jerusalém, diziam que ele estava
possuído por Belzebu, e que pelo príncipe dos demônios ele expulsava os demônios. 23Então Jesus os
chamou e falou-lhes em parábolas: “Como é que Satanás pode expulsar a Satanás? 24Se um reino se divide
contra si mesmo, ele não poderá manter-se. 25Se uma família se divide contra si mesma, ela não poderá
manter-se. 26Assim, se Satanás se levanta contra si mesmo e se divide, não poderá sobreviver, mas será
destruído. 27Ninguém pode entrar na casa de um homem forte para roubar seus bens, sem antes o
amarrar. Só depois poderá saquear sua casa. 28Em verdade vos digo: tudo será perdoado aos homens,
tanto os pecados, como qualquer blasfêmia que tiverem dito. 29Mas quem blasfemar contra o Espírito
Santo, nunca será perdoado, mas será culpado de um pecado eterno”. 30Jesus falou isso, porque diziam:
“Ele está possuído por um espírito mau”. 31Nisso chegaram sua mãe e seus irmãos. Eles ficaram do lado de
fora e mandaram chamá-lo. 32Havia uma multidão sentada ao redor dele. Então lhe disseram: “Tua mãe e
teus irmãos estão lá fora à tua procura”. 33Ele respondeu: “Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos?”
34E olhando para os que estavam sentados ao seu redor, disse: “Aqui estão minha mãe e meus irmãos.
35Quem faz a vontade de Deus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe”. Palavra da Salvação. TODOS:
GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu
único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria,
padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou
ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar
os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na
remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos e irmãs, elevemos nosso coração em prece, pedindo ao Pai que nos
transforme em fiéis discípulos de Jesus e autênticos anunciadores da Palavra de Deus. Rezemos juntos,
dizendo: Escutai, Senhor, a nossa oração!
TODOS: ESCUTAI, SENHOR, A NOSSA ORAÇÃO!
1) Pelo Santo Padre, o Papa Francisco, para que seja sempre revestido da força e sabedoria do Espírito
Santo para conduzir o povo de Deus, rezemos ao Senhor.
TODOS: ESCUTAI, SENHOR, A NOSSA ORAÇÃO!
2) Pelos governantes de todas as Nações, para que sejam promotores da justiça e de medidas que
favoreçam a superação das desigualdades, rezemos ao Senhor.
TODOS: ESCUTAI, SENHOR, A NOSSA ORAÇÃO!
3) Pelos leigos e leigas que lutam em favor dos pobres e dos excluídos, para que não desanimem diante
dos desafios encontrados na caminhada pastoral, rezemos ao Senhor.
TODOS: ESCUTAI, SENHOR, A NOSSA ORAÇÃO!
4) Pelos jovens de nossa Arquidiocese, para que aprendam a superar os conflitos e os problemas do dia a
dia por meio do diálogo e do exercício do perdão, rezemos ao Senhor.
TODOS: ESCUTAI, SENHOR, A NOSSA ORAÇÃO!
5) Pela nossa Comunidade, para que busque a unidade em Cristo, fazendo a vontade do Pai na
observância do Evangelho, rezemos ao Senhor.
TODOS: ESCUTAI, SENHOR, A NOSSA ORAÇÃO!
(Preces Espontâneas)
P.: Senhor, nosso Deus, ouvi nossas preces e fazei-nos instrumentos da unidade, para pertencermos ao
Vosso Reino. Por Cristo, nosso Senhor.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE OFERTAS – 1. A mesa santa que preparamos, mãos que se elevam a Ti, Ó Senhor. O pão e o
vinho, frutos da Terra, duro trabalho, carinho e amor./ R.: Ô,Ô,Ô, RECEBE, SENHOR! Ô,Ô, RECEBE,
SENHOR!/ 2. Flores, espinhos, dor e alegria, pais, mães e filhos diante do altar. A nossa oferta em nova
festa, a nossa dor vem, Senhor, transformar!/ 3. A vida nova, nova família, que celebramos aqui tem lugar.
Tua bondade vem com fartura; é só saber reunir, partilhar!
15. P.: Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Senhor nosso Deus, vede nossa disposição em vos servir e acolhei
nossa oferenda, para que este sacrifício vos seja agradável e nos faça crescer na caridade. Por Cristo, nosso
Senhor. TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA V – MR (p. 495)
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – 1. Cantar a beleza da vida, presente do amor sem igual: missão do Teu povo
escolhido! Senhor, vem livrar-nos do mal!/ R.: VEM DAR-NOS TEU FILHO, SENHOR, SUSTENTO NO PÃO E
NO VINHO, E A FORÇA DO ESPÍRITO SANTO UNINDO TEU POVO A CAMINHO!/ 2. Falar do Teu filho às
nações, vivendo como Ele viveu: missão do Teu povo escolhido, Senhor, vem cuidar do que é Teu!/ 3. Viver
o perdão sem medida, servir sem jamais condenar: missão do Teu povo escolhido, Senhor, vem conosco
ficar!/ 4. Erguer os que estão humilhados, doar-se aos pequenos, aos pobres: missão do Teu povo
escolhido, Senhor, nossas forças redobra!/ 5. Buscar a verdade, a justiça, nas trevas brilhar como a luz:
missão do Teu povo escolhido, Senhor nossos passos conduz!/ 6. Andar os caminhos do mundo, plantando
Teu Reino de paz: missão do Teu povo escolhido, Senhor, nossos passos refaz!/ 7. Fazer deste mundo um
só povo, fraterno, a serviço da vida: missão do Teu povo escolhido, Senhor, vem nutrir nossa lida!
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Ó Deus, que curais nossos males, agi em nós
por esta Eucaristia, libertando-nos das más inclinações e orientando para o bem a nossa vida. Por Cristo,
nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
21. ORAÇÃO PARA O ANO NACIONAL DO LAICATO
Ó Trindade Santa, Amor pleno e eterno, que estabelecestes a Igreja como Vossa “imagem terrena”: Nós
Vos agradecemos pelos dons, carismas, vocações, ministérios e serviços que todos os membros de Vosso
povo realizam como “Igreja em saída”, para o bem comum, a missão evangelizadora e a transformação
social, no caminho de Vosso Reino. Nós Vos louvamos pela presença e organização dos cristãos leigos e
leigas no Brasil, sujeitos eclesiais, testemunhas de fé, santidade e ação transformadora. Nós Vos pedimos
que todos os batizados atuem como sal da terra e luz do mundo: na família, no trabalho, na política e na
economia, nas ciências e nas artes, na educação, na cultura e nos meios de comunicação; na cidade, no
campo e em todo o planeta, nossa “casa comum”. Nós Vos rogamos que todos contribuam para que os
cristãos leigos e leigas compreendam sua vocação e identidade, espiritualidade e missão, e atuem de
forma organizada na Igreja e na sociedade à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres. Isto Vos
suplicamos pela intercessão da Sagrada Família, Jesus, Maria e José, modelos para todos os cristãos.
Amém!
RITOS FINAIS
22. BREVES AVISOS
23. BÊNÇÃO FINAL
Preparando a Partilha da Palavra
A Liturgia da Palavra nos ajuda a re?etir sobre o bem e o mal, duas realidades que tocam profundamente a experiência humana em todos os tempos e lugares. O livro do Gênesis apresenta a realidade do mal como desarmonia, cuja causa é a desobediência ao Deus criador. O pecado jamais leva à realização plena, mas
à mentira. A serpente disse que o homem e a mulher seriam como Deus após comer do fruto; eis que agora já não conseguem nem sequer passear com o Criador pelo jardim, sentem-se nus, desprotegidos e medrosos, a ponto de precisarem se esconder por não terem coragem de assumir o ato de desobediência. A inimizade entre a serpente (mal) e geração da  mulher (humanidade) assinala que o plano de Deus permanecerá sempre mais forte! Essa é a
mensagem do Evangelho de hoje. Jesus mostra que um reino dividido é sinal de autodestruição. Os mestres da Lei afirmam que Jesus está possuído por Belzebu porque são incapazes de perceber nele a ação do Espírito Santo. Jesus
responde a eles que esse é o maior de todos os pecados, o qual logicamente não pode haver perdão, pois se insiste em não reconhecer que nele está toda a graça e copiosa redenção. Ao contrário do reino dividido, o evangelho de
Marcos mostra que o reino de Jesus cresce de modo familiar a partir da escuta da Palavra salvadora, traduzida pela comunidade em vida ao fazer a vontade de Deus. Muitos são os que olham a realidade atual com acentuado
pessimismo. Acham que já está tudo perdido, que a corrupção e a violência já dominaram tudo, que a instituição familiar está destruída, que a juventude perdeu totalmente o rumo e não oferece nenhuma perspectiva. Nós,
cristãos, não podemos fechar os olhos para os desafios da realidade. Da mesma forma não podemos nos associar àqueles mestres da Lei que achavam que Belzebu já tinha dominado tudo a ponto de lutar contra si mesmo. Paulo
nos convida a olhar além de nossas fraquezas e contemplar as realidades invisíveis, que podem ser sintetizadas no amor de Cristo, fonte de nossa salvação. Assim conseguimos acreditar no poder do bem e superar todo tipo de maldade, que mata e destrói. Sabemos que essa realidade não é definitiva, mas já começa aqui a força transformadora do bem, que se realiza quando nos tornamos família de Deus na força do Espírito Santo. Sejamos profetas da esperança, levando o amor redentor de Cristo, que vence todo o mal.
LEITURAS DA SEMANA
Seg.: S. Barnabé, Apóstolo, memória. At 11, 21b-26; 13, 1-3; Sl 97 (98); Mt 10, 7-13
Ter.: 1 Rs 17, 7-16; Sl 4, 2-3.4-5.7-8; Mt 5, 13-16
Qua.: Sto Antônio de Pádua PresbDr, memória.1 Rs 18, 20-39; Sl 15 (16); Mt 5, 17-19
Qui.: 1 Rs 18, 41-46; Sl 64 (65); Mt 5, 20-26
Sex.: 1 Rs 19, 9a.11-16; Sl 26 (27); Mt 5, 27-32
Sáb.: 1 Rs 19, 19-21; Sl 15 (16); Mt 5, 33-37.
Segunda Semana do Saltério
Décima Semana do Tempo Comum

Você pode Gostar de:

11º Domingo do Tempo Comum(17.06)

O REINO DEUS SE REVELA NAS PESSOAS PELOS GESTOS DE AMOR E SOLIDARIEDADE 17 de …