Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia – 16º Domingo Comum 22.07.2018

Liturgia – 16º Domingo Comum 22.07.2018

“Vinde sozinhos para um lugar deserto e descansai!”
1.Acolhida
Jesus convida os Apóstolos, que regressavam da missão, cansados, repousarem um pouco em lugar deserto e avaliar o resultado do trabalho apostólico. Mas nem deu tempo, pois havia uma multidão sedenta da verdade e faminta de pão para atender!

O texto evangélico é uma catequese para os pastores: Sempre houve bons e maus pastores, e Deus promete suscitar bons pastores para seu povo: “Eu reunirei o resto de minhas ovelhas e para elas suscitarei novos pastores que as apascentem…”. Rezemos para que a Igreja de nosso tempo tenha bons e santos pastores!

2.Palavra de Deus

Jr 23,1-6 – O profeta Jeremias lamenta a existência de maus pastores que fazem sofrer, dispersar e afugentar! Mas, Deus vai suscitar novos e zelosos pastores!

Ef 2,13-18 – Jesus veio estabelecer a paz e a unidade de todos os povos. Veio formar um único povo. Apagou nossos pecados com seu Sangue e derramou o Espírito Santo para fortalecer nossa consciência de “filhos de Deus”!

Mc 6.30-34 – Jesus quer fazer uma revisão de vida com seus Apóstolos, que retornaram cansados da missão apostólica. Disse-lhes: “Vinde sozinhos para um lugar deserto e descansai um pouco!” Mas a multidão faminta e sedenta de verdade, e abandonada pelos pastores, procurou Jesus, que se compadeceu e passou o dia inteiro ensinado-a, pois, parecia um rebanho sem pastor!

3.Reflexão
Na primeira lição de hoje, a catequese de Jesus nos ensina que o trabalho apostólico é cansativo e precisa de descanso e de oração – “Vinde a um lugar deserto… e descansai um pouco!”.

Na segunda lição, Jesus nos ensina que a necessidade do povo ocupa um lugar muito importante: “Jesus vendo a multidão faminta e sedenta da verdade, compadeceu-se e passou o dia inteiro ensinado-a com calma e compaixão”. O bom missionário e o zeloso pastor não se pertencem mais! Precisam ser grandes na compaixão e na doação integral ao serviço do Povo de Deus!

Na formação dos Apóstolos, Jesus alterna a missão com a contemplação, pois tanto o missionário quanto o pastor, precisam primar pela dedicação pastoral e pela contemplação espiritual (avaliar o próprio trabalho pastoral!).

Muito importante, também, é observar como Jesus passou o dia ensinando com calma um povo faminto! Primeiro consola a alma e, depois, alimenta com o pão! Não fez um discurso inflamado contra as injustiças dos patrões e senhores da Economia, como fazem os políticos (e inclusive, sacerdotes) metidos a esquerdistas! O povo é sedento de Deus e de sua verdade e Jesus antes ensinou e, depois, multiplicou o pão!

O filósofo Lenine, um dos fundadores do Marxismo, no final de sua vida, afirmou: “Eu teria feito muito mais se tivesse dado à Rússia uns 10 Francisco de Assis que a Doutrina Marxista!”.

Frei Carlos Zagonel
http://www.paroquiansacoxipo.com.br/conteudo.php?sid=44&cid=5195

Você pode Gostar de:

Festa da Imaculada Conceição de Maria no Jardim Leblon

A Paróquia Sagrada Família convida toda a Arquidiocese de Cuiabá para a Festa da Imaculada …