Página Inicial / Animação Litúrgica / 30º Domingo do Tempo Comum(28.10)

30º Domingo do Tempo Comum(28.10)

SER DISCÍPULO DE JESUS É ADERIR À SUA PESSOA
E ACOLHER OS SEUS VALORES
Dia Nacional da Juventude
28 de outubro de 2018
TRIGÉSIMO DOMINGO DO TEMPO COMUM – ANO B
Cor Litúrgica: Verde
A.: Caros irmãos, Cristo é a luz da vida que resplandece em nossa escuridão para nos erguer do abatimento
e das fraquezas. Ele, que é o Caminho, nos indica o caminho para retornar à comunhão com o Pai: quem O
segue não permanecerá nas trevas. Iniciemos, com entusiasmo, a nossa celebração.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – R.: O SENHOR NECESSITOU DE BRAÇOS, PARA AJUDAR A CEIFAR A MESSE,
E EU OUVI SEUS APELOS DE AMOR, ENTÃO RESPONDI: AQUI ESTOU! AQUI ESTOU!/ 1. Eu vim para dizer
que eu quero te seguir, eu quero viver com muito amor o que aprendi./ 2. Eu vim para dizer que eu quero
te ajudar, eu quero assumir a tua cruz e carregar./ 3. Eu vim para dizer que eu vou profetizar, eu quero
ouvir a tua voz e propagar./ 4. Eu vim para dizer que eu vou te acompanhar, e com meus irmãos um
mundo novo edificar.
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: A
vós, irmãos e irmãs, paz e fé da parte de Deus, o Pai, e do Senhor Jesus Cristo! TODOS: BENDITO SEJA
DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. ATO PENITENCIAL – P.: Irmãos e irmãs, reconheçamos as nossas culpas para celebrarmos dignamente os
santos mistérios. (Pausa). Senhor, que viestes salvar os corações arrependidos, tende piedade de nós.
TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Cristo, que viestes chamar os pecadores humilhados, tende
piedade de nós. TODOS: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Senhor, que intercedeis por nós, junto a
Deus Pai que nos perdoa, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Deus de
bondade e misericórdia tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.
TODOS: AMÉM.
4. HINO DE LOUVOR – Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados! Senhor Deus,
Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos
glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória! Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor
Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós! Vós
que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica! Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de
nós! Só Vós sois o Santo, só Vós o Senhor, só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória
de Deus Pai. Amém.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) Deus eterno e todo-poderoso, aumentai em nós a fé, a
esperança e a caridade e dai-nos amar o que ordenais para conseguirmos o que prometeis. Por nosso
Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Irmãos, à luz da Palavra de Deus, nós podemos contemplar a ação misericordiosa de Cristo em nossos
corações. Atentamente, acolhamos a Palavra que será proclamada.
6. 1ª LEITURA (Jr 31,7-9) – Leitura do Livro do Profeta Jeremias.
7Isto diz o Senhor: “Exultai de alegria por Jacó, aclamai a primeira das nações; tocai, cantai e dizei: ‘Salva,
Senhor, teu povo, o resto de Israel’. 8Eis que eu os trarei do país do Norte e os reunirei desde as
extremidades da terra; entre eles há cegos e aleijados, mulheres grávidas e parturientes: são uma grande
multidão os que retornam. 9Eles chegarão entre lágrimas e eu os receberei entre preces; eu os conduzirei
por torrentes d’água, por um caminho reto onde não tropeçarão, pois tornei-me um pai para Israel, e
Efraim é o meu primogênito”. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. SALMO RESPONSORIAL – (Do Salmo 125/126) R.: MARAVILHAS FEZ CONOSCO O SENHOR: EXULTEMOS
DE ALEGRIA! / 1. Quando o Senhor reconduziu nossos cativos, parecíamos sonhar. Encheu-se de sorriso
nossa boca; nossos lábios, de canções. / 2. Entre os gentios se dizia: “Maravilhas fez com eles o Senhor! ”
Sim, maravilhas fez conosco o Senhor: Exultemos de alegria!/ 3. Mudai a nossa sorte, ó Senhor, como
torrentes no deserto. Os que lançam as sementes entre lágrimas, ceifarão com alegria. / 4. Chorando de
tristeza sairão, espalhando suas sementes; cantando de alegria voltarão, carregando os seus feixes!
8. 2ª LEITURA (Hb 5,1-6) – Leitura da Carta aos Hebreus.
1Todo sumo sacerdote é tirado do meio dos homens e instituído em favor dos homens nas coisas que se
referem a Deus, para oferecer dons e sacrifícios pelos pecados. 2Sabe ter compaixão dos que estão na
ignorância e no erro, porque ele mesmo está cercado de fraqueza. 3Por isso, deve oferecer sacrifícios
tanto pelos pecados do povo, quanto pelos seus próprios. 4Ninguém deve atribuir-se esta honra, senão o
que foi chamado por Deus, como Aarão. 5Deste modo, também Cristo não se atribuiu a si mesmo a honra
de ser sumo sacerdote, mas foi aquele que lhe disse: “Tu és o meu Filho, eu hoje te gerei”. 6Como diz em
outra passagem: “Tu és sacerdote para sempre, na ordem de Melquisedec”. Palavra do Senhor. TODOS:
GRAÇAS A DEUS.
9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA!/ Jesus Cristo , Salvador, destruiu o mal
e a morte; fez brilhar, pelo Evangelho, a luz e a vida imperecíveis.
10. EVANGELHO – (Mc 10, 46-52) – P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.:
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Marcos. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.: Naquele tempo, 46Jesus saiu de Jericó, junto com seus discípulos e uma grande multidão. O filho de
Timeu, Bartimeu, cego e mendigo, estava sentado à beira do caminho. 47Quando ouviu dizer que Jesus, o
Nazareno, estava passando, começou a gritar: “Jesus, filho de Davi, tem piedade de mim!” 48Muitos o
repreendiam para que se calasse. Mas ele gritava mais ainda: “Filho de Davi, tem piedade de mim!”
49Então Jesus parou e disse: “Chamai-o”. Eles o chamaram e disseram: “Coragem, levante-te, Jesus te
chama!” 50O cego jogou o manto, deu um pulo e foi até Jesus. 51Então Jesus lhe perguntou: “O que queres
que eu te faça?” O cego respondeu: “Mestre, que eu veja!” 52Jesus disse: “Vai, a tua fé te curou”. No
mesmo instante, ele recuperou a vista e seguia Jesus pelo caminho. Palavra da Salvação. TODOS: GLÓRIA
A VÓS, SENHOR.
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, Criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu
único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria,
padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou
ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar
os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na
remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos e irmãs, Jesus, que deu vista a um cego, também dá nova luz às nossas
vidas. Iluminados pela Sua Palavra salvadora, supliquemos ao Pai: Senhor, ouvi a nossa prece!
TODOS: SENHOR, OUVI A NOSSA PRECE!
1) Pelo Santo Padre, o Papa Francisco, para que tenha a força, a humildade e as graças necessárias para o
bom desempenho de sua missão na Igreja e no mundo, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, OUVI A NOSSA PRECE!
2) Pelos governantes de todas as nações, para que auxiliem na construção da paz e da justiça e ofereçam
uma contribuição válida à promoção do bem comum, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, OUVI A NOSSA PRECE!
3) Pela nossa comunidade, para que, pela vivência da fé e pelo serviço aos excluídos, seja sempre mais
comprometida com a construção de um mundo mais justo e fraterno, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, OUVI A NOSSA PRECE!
4) Pelos jovens do nosso país, neste Dia Mundial da Juventude, para que não desanimem nas dificuldades
e sejam fiéis anunciadores do Evangelho, participando com coragem na transformação da sociedade,
rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, OUVI A NOSSA PRECE!
(Preces Espontâneas)
P.: Suba até vós, Deus de bondade, o clamor da Igreja suplicante e fazei que vosso povo, libertado da
cegueira de seus pecados, vos sirva com amor e nunca lhe falte a Vossa luz. Por Cristo, Nosso Senhor.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE OFERTAS – 1. Muitos grãos de trigo se tornaram pão; hoje são teu corpo, ceia e comunhão.
Muitos grãos de trigo se tornaram pão./ R.: TOMA, SENHOR, NOSSA VIDA EM AÇÃO PARA MUDÁ-LA EM
FRUTO E MISSÃO. TOMA, SENHOR, NOSSA VIDA EM AÇÃO PARA MUDÁ-LA EM MISSÃO./ 2. Muitos
cachos de uva se tornaram vinho; hoje são teu sangue, força no caminho. Muitos cachos de uva se
tornaram vinho./ 3. Muitas são as vidas feitas vocação, hoje oferecidas em consagração. Muitas são as
vidas feitas vocação.
15. P.: Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Olhai, ó Deus, com bondade, as oferendas que colocamos diante
de vós, e seja para vossa glória a celebração que realizamos. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA IV – MR (p. 488).
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – R.: FELIZ O HOMEM QUE AMA O SENHOR E SEGUE SEUS MANDAMENTOS.
O SEU CORAÇÃO É REPLETO DE AMOR, DEUS MESMO É O SEU ALIMENTO./ 1. Feliz o que anda na lei do
Senhor e segue o caminho que Deus lhe indicou: terá recompensa no Reino do céu porque muito amou. /
2. Feliz quem se alegra em ouvir o irmão, segundo os preceitos que Deus lhe ensinou: verá maravilhas de
Deus, o Senhor, porque muito amou. / 3. Feliz quem confia na força do bem, seguindo os caminhos da paz
e o perdão: será acolhido nos braços do Pai porque muito amou./ 4. Feliz quem dá graças de bom coração
e estende sua mão ao sem voz e sem-vez, terá no banquete um lugar para si, porque muito amou.
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Ó Deus, que os vossos sacramentos
produzam em nós o que significam, a fim de que um dia entremos em plena posse do mistério que agora
celebramos. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
21. ORAÇÃO DO PAPA FRANCISCO PELOS JOVENS
Senhor Jesus, a Tua Igreja a caminho do Sínodo dirige o olhar a todos os jovens do mundo. Pedimos-Te
que, com coragem, assumam a própria vida, olhem para as realidades mais bonitas e mais profundas e
conservem sempre um coração livre. Acompanhados por guias sábios e generosos, ajuda-os a responder à
chamada que Tu diriges a cada um deles, para realizar o próprio projeto de vida e alcançar a felicidade.
Mantém aberto o seu coração aos grandes sonhos, tornando-os atentos ao bem dos irmãos. Como o
Discípulo amado, também eles permaneçam ao pé da Cruz para acolher a Tua Mãe, recebendo-a como um
dom de Ti. Sejam testemunhas da Tua Ressurreição e saibam reconhecer-Te vivo ao lado deles anunciando
com alegria que Tu és o Senhor. Amém!
RITOS FINAIS
22. BREVES AVISOS
23. BÊNÇÃO FINAL
Preparando a Partilha da Palavra
Em seus inícios o cristianismo era conhecido como “o Caminho” (At 18, 25-26). Mais do que entrar numa nova religião, “tornar-se cristão” era encontrar o caminho acertado da vida, seguindo as pegadas de Jesus. Ser cristão significa para eles “seguir” a Cristo. Isto é fundamental, o decisivo. Hoje as coisas mudaram. O cristianismo conheceu, durante estes vinte séculos, um desenvolvimento doutrinal muito importante e produziu uma liturgia e um culto muito elaborados. Já faz muito tempo que o cristianismo é considerado uma religião. Por isso, não é estranho encontrar-se com pessoas que se sentem cristãs simplesmente porque são batizadas e cumprem seus deveres religiosos, embora nunca tenham concebido a vida como um seguimento de Jesus Cristo. Este fato, hoje bastante generalizado, teria sido inimaginável nos primeiros tempos do
cristianismo. Esquecemos que ser cristãos é “seguir” a Jesus Cristo: mover-nos, dar passos, caminhar, construir nossa vida seguindo suas pegadas. Nosso cristianismo fica às vezes numa fé teórica e inoperante ou numa prática religiosa rotineira. Não transforma nossa vida sem seguimento de Jesus. Depois de vinte séculos, a maior contradição dos cristãos é pretender sê-lo sem seguir Jesus. Aceita-se a religião cristã (como se poderia aceitar outra), porque dá segurança e tranquilidade diante do “desconhecido”, mas não se entra na dinâmica do seguimento fel de Cristo. Estamos cegos e não vemos onde está o essencial da fé cristã. O episódio da cura do cego de Jericó é um convite a sair de nossa cegueira. No início do relato, Bartimeu “está sentado à beira do caminho”. É um homem cego e desorientado, fora do caminho, sem capacidade de seguir a Jesus. Curado de sua cegueira por Jesus o cego não só recupera a luz, mas se converte num verdadeiro “seguidor” de seu Mestre, por que, desde aquele dia, “o seguia pelo caminho”. É esta a cura de que precisamos.

LEITURAS DA SEMANA
Seg.: Ef 4, 32-5,8; Sl 1, 1-2.3.4 e 6; Lc 13, 10-17
Ter.: Ef 5, 21-33; Sl 127 (128); Lc 13, 18-21
Qua.: Ef 6, 1-9; Sl 144(145); Lc 13, 22-30
Qui.: Ef 6, 10-20; Sl 143 (144); Lc 13,31-35
Sex.: Comemoração de todos os fieis defuntos; Leituras à escolha no Lecionário (vol. I, p.1050ss.) ou no Ritual de Exéquias
Sáb.: S. Martinho de Lima Rlg, MFac. Nossa Senhora no Sábado, MFac. Fl 1, 18b-26; Sl 41 (42); Lc 14, 1.7-11
Segunda Semana do Saltério
Trigésimo Domingo do Tempo Comum02

Você pode Gostar de:

19º Domingo do Tempo Comum(12.08)

EU SOU O PÃO VIVO QUE DESCEU DO CÉU, PARA A SALVAÇÃO DO MUNDO Dia …