Página Inicial / Animação Litúrgica / Solenidade de Todos os Santos(04.11)

Solenidade de Todos os Santos(04.11)

“ALEGRAI-VOS E EXULTAI, PORQUE SERÁ GRANDE A VOSSA RECOMPENSA NOS CÉUS” (Mt 5,12a)
4 de novembro de 2018
TODOS OS SANTOS – SOLENIDADE
Cor Litúrgica: Branca
A.: Meus irmãos, a santidade é a vocação de todos nós. O amor de Deus, derramado em nossos corações,
ilumina a nossa existência, fazendo-nos produzir frutos de santidade. Os santos que foram canonizados
pela Igreja são nossos modelos e estímulo para vivermos santamente nossa peregrinação em direção à
Jerusalém celeste. Iniciemos a nossa celebração.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – R.: COM A IGREJA SUBIREMOS AO ALTAR DO SENHOR. / 1. Toda a Igreja aqui
está para o encontro com Deus. Ele mesmo o marcou para nós, filhos seus./ 2. Entre nós e o Pai santo está
Jesus, nosso irmão: mediador, sacerdote, nosso ponto de união./ 3. Céus e terra estarão na oblação de
Jesus. Quer unir num só rebanho os remidos da cruz.
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: O
Senhor que encaminha os nossos corações para o amor de Deus e a constância de Cristo esteja convosco!
TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. ATO PENITENCIAL – P.: De coração contrito e humilde, aproximemo-nos do Deus justo e santo, para que
tenha piedade de nós, pecadores. Senhor, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE
NÓS. P.: Cristo, tende piedade de nós. TODOS: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Senhor, tende
piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Deus todo-poderoso tenha compaixão de
nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. TODOS: AMÉM.
4. HINO DE LOUVOR – Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados! Senhor Deus,
Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos
glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória! Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor
Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós! Vós
que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica! Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de
nós! Só Vós sois o Santo, só Vós o Senhor, só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória
de Deus Pai. Amém.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Deus Eterno e Todo-Poderoso, que nos dais celebrar numa só
festa os méritos de todos os Santos, concedei-nos por intercessores tão numerosos a plenitude da vossa
misericórdia. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Irmãos, a santidade consiste na perfeita identificação com Cristo e se expressa pelo testemunho da
caridade. Ouçamos com atenção as leituras de hoje.
6. 1ª LEITURA (Ap 7, 2-4.9-14) – Leitura do Livro do Apocalipse de São João.
Eu, João, 2vi um outro anjo, que subia do lado onde nasce o sol. Ele trazia a marca do Deus vivo e gritava,
em alta voz, aos quatro anjos que tinham recebido o poder de danificar a terra e o mar, dizendo-lhes:
3“Não façais mal à terra, nem ao mar, nem às árvores, até que tenhamos marcado na fronte os servos do
nosso Deus”. 4Ouvi então o número dos que tinham sido marcados: eram cento e quarenta e quatro mil,
de todas as tribos dos filhos de Israel. 9Depois disso, vi uma multidão imensa de gente de todas as nações,
tribos, povos e línguas, e que ninguém podia contar. Estavam de pé diante do trono e do Cordeiro;
trajavam vestes brancas e traziam palmas na mão. 10Todos proclamavam com voz forte: “A salvação
pertence ao nosso Deus, que está sentado no trono, e ao Cordeiro”. 11Todos os anjos estavam de pé, em
volta do trono e dos Anciãos e dos quatro Seres vivos e prostravam-se, com o rosto por terra, diante do
trono. E adoravam a Deus, dizendo: 12”Amém. O louvor, a glória e a sabedoria, a ação de graças, a honra, o
poder e a força pertencem ao nosso Deus para sempre. Amém”. 13E um dos Anciãos falou comigo e
perguntou: “Quem são esses vestidos com roupas brancas? De onde vieram?” 14Eu respondi: “Tu é que
sabes, meu Senhor”. E então ele me disse: “Esses são os que vieram da grande tribulação. Lavaram e
alvejaram as suas roupas no sangue do Cordeiro”. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. SALMO RESPONSORIAL – DO SALMO (23/24) – R.: É ASSIM A GERAÇÃO DOS QUE O PROCURAM O
SENHOR! / 1. Ao Senhor pertence a terra e o que ela encerra, o mundo inteiro com os seres que o povoam;
porque ele a tornou firme sobre os mares, e sobre as águas a mantém inabalável./ 2. Quem subirá até o
monte do Senhor, quem ficará em sua santa habitação?’ Quem tem mãos puras e inocente o coração,
quem não dirige sua mente para o crime./ 3. Sobre este desce a bênção do Senhor e a recompensa de seu
Deus e Salvador’. ‘É assim a geração dos que o procuram, e do Deus de Israel buscam a face’.
8. 2ª LEITURA (1 Jo 3, 1-3) – Leitura da Primeira Carta de São João.
Caríssimos: 1Vede que grande presente de amor o Pai nos deu: de sermos chamados filhos de Deus! E nós
o somos! Se o mundo não nos conhece, é porque não conheceu o Pai. 2Caríssimos, desde já somos filhos
de Deus, mas nem sequer se manifestou o que seremos! Sabemos que, quando Jesus se manifestar,
seremos semelhantes a ele, porque o veremos tal como ele é. 3Todo o que espera nele, purifica-se a si
mesmo, como também ele é puro. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA. Vinde a mim, todos vós que estais
cansados e penais a carregar pesado fardo, e descanso eu vos darei, diz o Senhor.
10. EVANGELHO – (Mt 5, 1-12a) – P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.:
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.: Naquele tempo, 1Vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e sentou-se. Os discípulos aproximaram-se,
2e Jesus começou a ensiná-los: 3”Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus.
4
Bem-aventurados os aflitos, porque serão consolados. 5Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a
terra. 6Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados. 7Bem-aventurados os
misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. 8Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a
Deus. 9Bem-aventurados os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus. 10Bemaventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos Céus. 11Bemaventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem, e, mentindo, disserem todo tipo de mal contra
vós, por causa de mim. 12aAlegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus”. Palavra
da Salvação. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR.
11. HOMILIA
12. SÍMBOLO NICENO-CONSTANTINOPOLITANO – Creio em um só Deus, Pai todo-poderoso, criador do
céu e da terra, de todas as coisas visíveis e invisíveis. Creio em um só Senhor, Jesus Cristo, Filho Unigênito
de Deus, nascido do Pai antes de todos os séculos: Deus de Deus, luz da luz, Deus verdadeiro de Deus
verdadeiro, gerado, não criado, consubstancial ao Pai. Por Ele todas as coisas foram feitas. E por nós,
homens, e para nossa salvação desceu dos céus e se encarnou pelo Espírito Santo, no seio da Virgem
Maria, e se fez homem. Também por nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos; padeceu e foi sepultado.
Ressuscitou ao terceiro dia, conforme as Escrituras, e subiu aos céus, onde está sentado à direita do Pai. E
de novo há de vir, em sua glória, para julgar os vivos e os mortos; e o seu reino não terá fim. Creio no
Espírito Santo, Senhor que dá a vida, e procede do Pai e do Filho; e com o Pai e o Filho é adorado e
glorificado: Ele que falou pelos profetas. Creio na Igreja, una, santa, católica e apostólica. Professo um só
batismo para remissão dos pecados. E espero a ressurreição dos mortos e a vida do mundo que há de vir.
Amém.
13. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos caríssimos, uma multidão imensa de intercessores nos sustenta hoje,
enquanto elevamos a Deus todo-poderoso nossas orações por todos os homens. Digamos com fé:
Santificai, Senhor, a Vossa Igreja!
TODOS: SANTIFICAI, SENHOR, A VOSSA IGREJA!
1) Pela Santa Igreja de Deus, para que, mediante o anúncio do Evangelho, contribua cada vez mais para a
vivência da santidade de todos os povos, rezemos ao Senhor.
TODOS: SANTIFICAI, SENHOR, A VOSSA IGREJA!
2) Pelas autoridades do poder público, para que, conscientes de suas responsabilidades, respeitem os
direitos humanos e se esforcem na promoção da paz, rezemos ao Senhor.
TODOS: SANTIFICAI, SENHOR, AVOSSA IGREJA!
3) Pelos cristãos leigos e leigas, para que, na simplicidade do dia a dia, saibam testemunhar a fidelidade a
Cristo no lar, no trabalho, nas universidades e nos diversos ambientes sociais, rezemos ao Senhor.
TODOS: SANTIFICAI, SENHOR, A VOSSA IGREJA!
4) Por todos nós aqui reunidos, para que o Espírito Santo infunda em nossos corações um desejo intenso
de sermos santos para a maior glória de Deus, rezemos ao Senhor.
TODOS: SANTIFICAI, SENHOR, A VOSSA IGREJA!
(Preces Espontâneas)
P.: Senhor, que Vossa mão proteja, purifique e sustente o povo que vos suplica, e, confortado na vida
presente, possa caminhar para os bens futuros. Por Cristo, nosso Senhor.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE OFERTAS – R.: A VIDA DOS JUSTOS ESTÁ NAS MÃOS DE DEUS, NENHUM TORMENTO OS
ATINGIRÁ. AOS OLHOS DOS INSENSATOS, PARECERAM MORRER; / MAS ELES ESTÃO EM PAZ! ALELUIA!
ALELUIA!/ 1.“Senhor, quem morará em vossa casa e em vosso Monte Santo habitará?”/ É aquele que
caminha sem pecado e pratica a justiça fielmente;/ 2. “Senhor, quem morará em vossa casa e em vosso
Monte Santo habitará?” Quem pensa a verdade no seu íntimo e não solta em calúnias sua língua; / 3.
“Senhor, quem morará em vossa casa e em vosso Monte Santo habitará?” Quem em nada prejudica o seu
irmão, nem cobre de insultos seu vizinho;/ 4. “Senhor, quem morará em vossa casa e em vosso Monte
Santo habitará?” Quem não dá valor algum ao homem ímpio, mas honra os que respeitam o Senhor.
15. P.: Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Possam agradar-vos, ó Deus, as oferendas apresentadas em
honra de todos os Santos. Certos de que eles já alcançaram a imortalidade, esperamos sua intercessão
contínua pela nossa salvação. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA III – Prefácio: A Jerusalém celeste – MR (p. 692) 18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – 1. Bem vindos à mesa do Pai, onde o Filho se faz fraternal refeição. É Cristo a
forte comida, o Pão que dá vida com amor-comunhão./ R.: VINDE, Ó IRMÃOS, ADORAR, VINDE ADORAR O
SENHOR. A EUCARISTIA NOS FAZ IGREJA, COMUNIDADE DE AMOR./ 2. Partimos o único pão, no altar refeição, ó mistério de amor. Nós somos sinais de unidade na fé, na verdade, convosco, ó Senhor./ 3. No
longo caminho que temos, o Pão que comemos nos sustentará. É Cristo o Pão repartido, que o povo
sofrido vem alimentar./ 4. Há gente morrendo de fome, sofrendo e sem nome, sem terra e sem lar. Não é
a vontade de Deus, pois Jesus, Filho seu, quis por nós se doar./ 5. Queremos servir à Igreja, na plena
certeza de nossa missão, vivendo na Eucaristia, o Pão da alegria e da libertação.
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Ao celebrarmos, ó Deus, todos os Santos, nós
vos adoramos e admiramos, porque só vós sois o Santo, e imploramos que a vossa graça nos santifique na
plenitude do vosso amor, para que, desta mesa de peregrinos, passemos ao banquete do vosso reino. Por
Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
21. ORAÇÃO PARA O ANO NACIONAL DO LAICATO
Ó Trindade Santa, Amor pleno e eterno, que estabelecestes a Igreja como Vossa “imagem terrena”: Nós
Vos agradecemos pelos dons, carismas, vocações, ministérios e serviços que todos os membros de Vosso
povo realizam como “Igreja em saída”, para o bem comum, a missão evangelizadora e a transformação
social, no caminho de Vosso Reino. Nós Vos louvamos pela presença e organização dos cristãos leigos e
leigas no Brasil, sujeitos eclesiais, testemunhas de fé, santidade e ação transformadora. Nós Vos pedimos
que todos os batizados atuem como sal da terra e luz do mundo: na família, no trabalho, na política e na
economia, nas ciências e nas artes, na educação, na cultura e nos meios de comunicação; na cidade, no
campo e em todo o planeta, nossa “casa comum”. Nós Vos rogamos que todos contribuam para que os
cristãos leigos e leigas compreendam sua vocação e identidade, espiritualidade e missão, e atuem de
forma organizada na Igreja e na sociedade à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres. Isto Vos
suplicamos pela intercessão da Sagrada Família, Jesus, Maria e José, modelos para todos os cristãos.
Amém!
RITOS FINAIS
22. BREVES AVISOS
23. BÊNÇÃO FINAL – MR (P. 529)
P.: Deus, glória e exultação dos Santos que hoje celebrais solenemente, vos abençoe para sempre.
TODOS: AMÉM
P.: Livres por sua intercessão dos males presentes, e inspirados pelo exemplo de suas vidas, possais
colocar-vos constantemente a serviço de Deus e dos irmãos.
TODOS: AMÉM
P.: E, assim, com todos eles, vos seja dado gozar a alegria da verdadeira pátria, onde a Igreja reúne os seus
filhos e filhas aos santos para a paz eterna.
TODOS: AMÉM
P.: Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo.
TODOS: AMÉM
Preparando a Partilha da Palavra
As três leituras de hoje nos introduzem no mistério celebrado na Solenidade de Todos os Santos e nos revelam a gratuidade divina: Deus nos ama e nos  sustenta na fé. O projeto de amor que Deus tem para cada um de nós é nos tornar participantes de sua santidade. A santidade não consiste na simples observância de normas e leis e não se reduz a algumas práticas de caridade. É viver a vida, o cotidiano, segundo o projeto do Evangelho de Jesus Cristo. Concretiza-se pelo espírito das bem-aventuranças, pelo qual a humanidade vive seu peregrinar entre trabalhos e lutas, entre angústias e esperanças. A fé e a esperança do cristão não esmorecem porque ele tem a promessa de Cristo: “Alegrem-se e exultem, porque grande será sua recompensa no céu”. Para quem quer ser santo, Jesus é o Caminho, a Verdade e a Vida.
A comunidade cristã é convidada a descobrir, no meio da multidão, seus mártires e seus santos que resistiram até as últimas consequências. Sua memória anima a caminhada dos que estão lutando para a implantação de um mundo novo, onde reine os valores cristãos contidos nas bem-aventuranças. João nos revela em sua carta que o amor do Pai é a grande força que sustenta a caminhada de seus filhos (as), e implica a prática da justiça entre todas as comunidades que se empenham na implantação do projeto de Deus revelado por Jesus Cristo. O texto do Evangelho sobre as bem-aventuranças nos apresenta o ideal cristão, traduzido nas atitudes fundamentais de quem se propõe ser santo, seguindo Jesus. O discípulo deve depositar sua confiança em Deus: ser solidário, compartilhando os sofrimentos dos outros, como o Senhor, ter um relacionamento cordial com os demais; desejar ardentemente saciar a fome e a sede de justiça neste mundo; possuir um coração íntegro e livre de toda ambiguidade; ser aberto e acolhedor; empenhar-se para que a paz aconteça como fruto da justiça. O discípulo deve ter consciência das consequências de seu modo de agir: será hostilizado por aqueles que se negam a reconhecer o direito dos outros, mas se alegrará com a promessa da posse do Reino dos Céus. As bem-aventuranças são um convite a todos que desejam participar do Reino de Deus que Jesus veio anunciar e realizar. Surge a questão: como ser santo no mundo marcado pela desigualdade, pela violência, pela desonestidade e pela corrupção?

LEITURAS DA SEMANA
2ª f: Fl 2, 1-4; Sl 130 (131); Lc 14, 12-14
3ª f: Fl 2, 5-11; Sl 21 (22); Lc 14, 25-33
4ª f: Fl 2, 12-18; Sl 26 (27); Lc 14, 25-33
5ª f: Fl 3, 3-8a; Sl 104 (105); Lc 15, 1-10
6ª f: Dedicação da Basílica Lateranense (Catedral de Roma), Festa. Ez 47, 1-2.8-9.12 ou 1 Cor 3, 9c-11.16-17; Sl 45 (46); Jo 2, 13-
22.
Sab: S. Leão Magno PpDr, memória. Fl 4, 10-19; Sl 111 (112); Lc 16, 9-15
Terceira Semana do Saltério
Trigésima Primeira Semana do Tempo Comum

Você pode Gostar de:

23º Domingo do Tempo Comum(09.09)

JESUS É O LIBERTADOR DE TODOS OS MALES 9 de setembro de 2018 VIGÉSIMO TERCEIRO …