Página Inicial / Animação Litúrgica / 32ºDomingo do Tempo Comum(11.11)

32ºDomingo do Tempo Comum(11.11)

NOSSA VIDA DEVE SER UMA OFERTA GENEROSA A DEUS E AOS IRMÃOS
11 de novembro de 2018
TRIGÉSIMO SEGUNDO DOMINGO DO TEMPO COMUM
Cor Litúrgica: Verde
A.: Irmãos e irmãs, Cristo nos ensina a caminhar na fé com os olhos sempre abertos às necessidades do
nosso próximo, para que possamos aprender, sobretudo com os pobres, a vivenciar a capacidade de
entrega e a lutar contra tudo aquilo que fere a dignidade humana. Iniciemos a nossa celebração.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – R.: COM A IGREJA SUBIREMOS AO ALTAR DO SENHOR. / 1. Toda a Igreja aqui
está para o encontro com Deus. Ele mesmo o marcou para nós, filhos seus./ 2. Entre nós e o Pai santo está
Jesus, nosso irmão: mediador, sacerdote, nosso ponto de união. / 3. Céus e terra estarão na oblação de
Jesus. Quer unir num só rebanho os remidos da cruz.
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.:
Irmãos eleitos segundo a presciência de Deus Pai, pela santificação do Espírito para obedecer a Jesus Cristo
e participar da bênção da aspersão do seu sangue, graça e paz vos sejam concedidas abundantemente.
TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. ATO PENITENCIAL – P.: O Senhor disse: “Quem dentre vós estiver sem pecado, atire a primeira pedra”.
Reconheçamo-nos todos pecadores e perdoemo-nos mutuamente do fundo do coração. (pausa). P.:
Senhor, que na água e no Espírito nos regenerastes à vossa imagem, tende piedade de nós. TODOS:
Senhor, tende piedade de nós. P.: Cristo, que enviais o vosso Espírito para criar em nós um coração novo,
tende piedade de nós. TODOS: Cristo, tende piedade de nós. P.: Senhor, que nos tornastes participantes
do vosso Corpo e do vosso Sangue, tende piedade de nós. TODOS: Senhor, tende piedade de nós. P.: Deus
todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. TODOS:
AMÉM.
4. HINO DE LOUVOR – Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados! Senhor Deus,
Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos
glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória! Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor
Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós! Vós
que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica! Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de
nós! Só Vós sois o Santo, só Vós o Senhor, só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória
de Deus Pai. Amém.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Deus de poder e misericórdia, afastai de nós todo obstáculo
para que, inteiramente disponíveis, nos dediquemos ao vosso serviço. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso
Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Meus irmãos, nossa vida deve ser uma oferta generosa a Deus e aos irmãos. Ouçamos com atenção as
leituras de hoje.
6. 1ª LEITURA (1Rs 17,10-16) – Leitura do Primeiro Livro do Reis.
Naqueles dias, 10Elias pôs-se a caminho e foi para Sarepta. Ao chegar à porta da cidade, viu uma viúva
apanhando lenha. Ele chamou-a e disse: “Por favor, traze-me um pouco de água numa vasilha para eu
beber”. 11Quando ela ia buscar água, Elias gritou-lhe: “Por favor, traze-me também um pedaço de pão em
tua mão”. 12Ela respondeu: “Pela vida do Senhor, teu Deus, não tenho pão. Só tenho um punhado de
farinha numa vasilha e um pouco de azeite na jarra. Eu estava apanhando dois pedaços de lenha, a fim de
preparar esse resto para mim e meu filho, para comermos e depois esperar a morte”. 13Elias replicou-lhe:
“Não te preocupes! Vai e faze como disseste. Mas, primeiro, prepara-me com isso um pãozinho, e traze-o.
Depois farás o mesmo para ti e teu filho. 14Porque assim fala o Senhor, Deus de Israel: ‘A vasilha de farinha
não acabará e a jarra de azeite não diminuirá, até ao dia em que o Senhor enviar a chuva sobre a face da
terra’”.15A mulher foi e fez como Elias lhe tinha dito. E comeram, ele e ela e sua casa, durante muito
tempo. 16 A farinha da vasilha não acabou nem diminuiu o óleo da jarra, conforme o que o Senhor tinha
dito por intermédio de Elias. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS
7. SALMO RESPONSORIAL – (Do Salmo 145/146) – R.: BENDIZE, MINH’ALMA, BENDIZE AO SENHOR./ 1. O
Senhor é fiel para sempre, faz justiça aos que são oprimidos; Ele dá alimento aos famintos,/ é o Senhor
quem liberta os cativos./ 2. O Senhor abre os olhos aos cegos, o Senhor faz erguer-se o caído; o Senhor
ama aquele que é justo, é o Senhor quem protege o estrangeiro./ 3. Ele ampara a viúva e o órfão, mas
confunde os caminhos dos maus. O Senhor reinará para sempre! Ó Sião, o teu Deus reinará para sempre e
por todos os séculos!
8. 2ª LEITURA (Hb 9,24-28) – Leitura da Carta aos Hebreus.
24Cristo não entrou num santuário feito por mão humana, imagem do verdadeiro, mas no próprio céu, a
fim de comparecer, agora, na presença de Deus, em nosso favor. 25E não foi para se oferecer a si muitas
vezes, como sumo sacerdote que, cada ano, entra no Santuário com sangue alheio. 26Porque, se assim
fosse, deveria ter sofrido muitas vezes, desde a fundação do mundo. Mas foi agora, na plenitude dos
tempos, que, uma vez por todas, ele se manifestou para destruir o pecado pelo sacrifício de si mesmo. 27O
destino de todo homem é morrer uma só vez, e depois vem o julgamento. 28Do mesmo modo, também
Cristo, oferecido uma vez por todas, para tirar os pecados da multidão, aparecerá uma segunda vez, fora
do pecado, para salvar aqueles que o esperam. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA!/ 1. Felizes os pobres em espírito,
porque deles é o Reino dos Céus.
10. EVANGELHO – (Mc 12,38-44) – mais longo – P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO
DE NÓS. P.: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Marcos. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.: Naquele tempo, 38Jesus dizia, no seu ensinamento a uma grande multidão: “Tomai cuidado com os
doutores da Lei! Eles gostam de andar com roupas vistosas, de ser cumprimentados nas praças públicas;
39gostam das primeiras cadeiras nas sinagogas e dos melhores lugares nos banquetes. 40Eles devoram as
casas das viúvas, fingindo fazer longas orações. Por isso eles receberão a pior condenação”. 41Jesus estava
sentado no Templo, diante do cofre das esmolas, e observava como a multidão depositava suas moedas no
cofre. Muitos ricos depositavam grandes quantias. 42Então chegou uma pobre viúva que deu duas
pequenas moedas, que não valiam quase nada. 43Jesus chamou os discípulos e disse: “Em verdade vos
digo, esta pobre viúva deu mais do que todos os outros que ofereceram esmolas. 44Todos deram do que
tinham de sobra, enquanto ela, na sua pobreza, ofereceu tudo aquilo que possuía para viver”. Palavra da
Salvação. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR.
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, Criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu
único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria,
padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou
ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar
os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na
remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos caríssimos, com a certeza de que a graça de Deus nunca se esgota,
peçamos-Lhe pela Igreja e por todas as necessidades do mundo, dizendo, humildemente: Senhor, ouvi as
nossas preces!
TODOS: SENHOR, OUVI AS NOSSAS PRECES!
1) Pelo Santo Padre, o Papa Francisco, para que Deus o proteja e lhe dê saúde e inspiração para
confirmar-nos na justiça e nos caminhos do Evangelho, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ATENDEI A NOSSA PRECE!
2) Pelo nosso primeiro Arcebispo, Dom José Newton de Almeida Baptista, nesse aniversário de seu
falecimento, para que, do céu, continue intercedendo pelas necessidades da Igreja em nossa
Arquidiocese, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ATENDEI A NOSSA PRECE!
3) Pelos governantes do nosso país, para que sejam sempre mais atentos aos clamores, necessidades e
angústias do nosso povo, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ATENDEI A NOSSA PRECE!
4) Por todos os cristãos leigos que atuam na política e na administração da justiça, para que sejam
promotores de medidas que favoreçam a superação da violência e das desigualdades sociais, rezemos
ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ATENDEI A NOSSA PRECE!
5) Por todos nós aqui reunidos, para que Deus nos torne sensíveis ao sofrimento e à dor de cada pessoa
que encontramos em nosso caminho, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ATENDEI A NOSSA PRECE!
(Preces Espontâneas)
P.: Ó Deus de amor, ouvi as nossas preces e concedei-nos a graça do despojamento, para que nunca nos
falte o dom da Vossa providência. Por Cristo, nosso Senhor.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE OFERTAS – 1. Um coração para amar, pra perdoar e sentir, para chorar e sorrir, ao me criar
tu me destes; um coração pra sonhar, inquieto e sempre a bater, ansioso por entender as coisas que tu
disseste/ R.: EIS O QUE EU VENHO TE DAR, EIS O QUE EU PONHO NO ALTAR. TOMA, SENHOR, QUE ELE É
TEU. MEU CORAÇÃO NÃO É MEU./ 2. Quero que o meu coração seja tão cheio de paz que não se sinta
capaz de sentir ódio ou rancor. Quero que a minha oração possa me amadurecer, leve-me a compreender
as consequências do amor.
15. P.: Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Lançai, ó Deus, sobre o nosso sacrifício um olhar de perdão e de
paz, para que, celebrando a paixão do vosso Filho, possamos viver o seu mistério. Por Cristo, nosso Senhor.
TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA II – MR (p. 478) – Prefácio dos Domingos do Tempo Comum I – MR (p. 428)
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – 1. Vem, e eu mostrarei que o meu caminho te leva ao Pai. Guiarei os passos
teus e junto a ti hei de seguir. Sim, eu irei e saberei como chegar ao fim. De onde vim, aonde vou, por onde
irás, irei também./ 2. Vem, eu te direi o que ainda estás a procurar. A verdade é como o sol e invadirá teu
coração. Sim, eu irei e aprenderei minha razão de ser. Eu creio em ti que crês em mim e à tua luz verei a
luz./ 3. Vem, e eu te farei da minha vida participar. Viverás em mim aqui, viver em mim é o bem maior.
Sim, eu irei e viverei a vida inteira assim. Eternidade é na verdade, o amor vivendo sempre em nós./ 4.
Vem, que a terra espera quem possa e queira realizar, com amor, a construção de um mundo novo muito
melhor! Sim, eu irei e levarei teu nome aos meus irmãos. Iremos nós e o teu amor vai construir, enfim, a
paz!
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS (Pausa): Fortificados por este alimento sagrado, nós
vos damos graças, ó Deus, e imploramos a vossa clemência: fazei que perseverem na sinceridade do vosso
amor aqueles que fortalecestes pela infusão do Espírito Santo. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
21. ORAÇÃO PARA O ANO NACIONAL DO LAICATO
Ó Trindade Santa, Amor pleno e eterno, que estabelecestes a Igreja como Vossa “imagem terrena”: Nós
Vos agradecemos pelos dons, carismas, vocações, ministérios e serviços que todos os membros de Vosso
povo realizam como “Igreja em saída”, para o bem comum, a missão evangelizadora e a transformação
social, no caminho de Vosso Reino. Nós Vos louvamos pela presença e organização dos cristãos leigos e
leigas no Brasil, sujeitos eclesiais, testemunhas de fé, santidade e ação transformadora. Nós Vos pedimos
que todos os batizados atuem como sal da terra e luz do mundo: na família, no trabalho, na política e na
economia, nas ciências e nas artes, na educação, na cultura e nos meios de comunicação; na cidade, no
campo e em todo o planeta, nossa “casa comum”. Nós Vos rogamos que todos contribuam para que os
cristãos leigos e leigas compreendam sua vocação e identidade, espiritualidade e missão, e atuem de
forma organizada na Igreja e na sociedade à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres. Isto Vos
suplicamos pela intercessão da Sagrada Família, Jesus, Maria e José, modelos para todos os cristãos.
Amém!
RITOS FINAIS
22. BREVES AVISOS
23. BÊNÇÃO FINAL

Preparando a Partilha da Palavra
A Palavra de Jesus tem hoje uma eloquência ímpar diante da realidade em que estamos
inseridos. É uma forte crítica à sociedade utilitarista e àqueles que alicerçam sua vida sobre os critérios da aparência e da generosidade calculada. A hipocrisia dos escribas está bem presente em nosso tempo. Todo dia – mais as aparências, o status social e o sucesso.
Manipulam-se os sentimentos religiosos das pessoas simples para salvaguardar os próprios
interesses políticos e econômicos. Ainda na atualidade, o comportamento dos escribas se
revela, de forma particular, na ideologia da economia global fundada sobre a eficiência, o desejo e o consumo. Uma estrutura na qual os espertos exploram os mais fracos, os humildes, os desprovidos de poder econômico, político e religioso. Embriagam-se os menos favorecidos e desprovidos de senso crítico com a ambição de se tornarem ricos e poderosos, celebridades bem-sucedidas na vida. Jesus reprova nos escribas a cegueira espiritual. Eles eram os especialistas no conhecimento e na interpretação dos preceitos do Senhor. Sua prática, porém, não se conformava com tais conhecimentos e interpretações. Há muitos cristãos que conhecem teoricamente muito bem os critérios evangélicos e os preceitos da vida cristã; todavia, “fazem o bem pensando em si”. Na prática comunitária, não mergulham no espírito e, consequentemente, se tornam mesquinhos e intolerantes. O Mestre alerta seus discípulos para a verdadeira prática
religiosa. Esta não consiste na busca de honrarias, em ocupar lugares de destaque nas comemorações públicas, no uso ostensivo de vestes e de sinais externos para chamar a
atenção sobre si. A verdadeira prática religiosa brota da generosidade e da humilde dedicação
aos pobres e necessitados. O seguimento de Jesus se caracteriza pela doação, pela solidariedade.

LEITURAS DA SEMANA
Seg.: S. Josafá BMt, memória. Tt 1,1-9; Sl 23 (24); Lc 17-1-6.
Ter.: Tt 2,1-8.11.14; Sl 36 (37); Lc 17,7-10.
Qua.: Tt 3,1-7; Sl 22 (23); Lc 17,11-19.
Qui.: Sto Alberto Magno BDr, MFac. Fm 7-20; Sl 145 (146); Lc 17,20-25.
Sex.: Sta Margarida da Escócia; Sta Gertrudes, Vg. Memórias Facultativas. 2 Jo 4-9; Sl 118 (119); Lc 17, 26-
37.
Sáb.: Sta Isabel da Hungria Rlg, memória. 3 Jo 5-8; Sl 111 (112); Lc 18,1-8.
Quarta Semana do Saltério
Trigésimo Segundo Domingo do Tempo Comum

Você pode Gostar de:

23º Domingo do Tempo Comum(09.09)

JESUS É O LIBERTADOR DE TODOS OS MALES 9 de setembro de 2018 VIGÉSIMO TERCEIRO …