Página Inicial / Animação Litúrgica / 2º Domingo do Tempo Comum (20.01)

2º Domingo do Tempo Comum (20.01)

JESUS REALIZA SEU PRIMEIRO SINAL:
TRANSFORMOU ÁGUA EM VINHO EM CANÁ DA GALILEIA
20 de janeiro de 2019
SEGUNDO DOMINGO DO TEMPO COMUM
COR LITÚRGICA: VERDE
A.: Irmãos e irmãs, nas bodas de Caná, Cristo realizou o Seu primeiro sinal, manifestando a Sua glória e
revelando o mistério de Sua Pessoa e da Sua missão, suscitando assim a fé dos discípulos e fortalecendo
neles o aprendizado da santidade. Iniciemos a nossa celebração.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – (Hinário da CNBB, fascículo 3, Tempo Comum, p. 120).
R.: TODA A TERRA TE ADORE, Ó SENHOR DO UNIVERSO, OS LOUVORES DO TEU NOME CANTE O POVO
EM SEUS VERSOS!/ 1. Venham todos, com alegria, aclamar nosso Senhor, caminhando ao seu encontro,
proclamando seu louvor. Ele é o Rei dos reis e dos deuses o maior./ 2. Tudo é dele: abismos, montes, mar e
terra ele formou. De joelhos adoremos este Deus que nos criou, pois nós somos seu rebanho e Ele é nosso
Pastor./ 3. Ninguém feche o coração, escutemos sua voz. Não sejamos tão ingratos, tal e qual nossos avós.
Mereçamos o que Ele tem guardado para nós./ 4. Glória ao Pai que nos acolhe e a seu Filho Salvador.
Igualmente, demos glória ao Espírito de Amor. Hoje e sempre, eternamente, cantaremos seu louvor.
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE
P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: A vós, irmãos e irmãs, paz e fé da
parte de Deus, o Pai e do Senhor Jesus Cristo! TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR
DE CRISTO.
3. ATO PENITENCIAL
P.: Irmãos e irmãs, reconheçamos as nossas culpas para celebrarmos dignamente os santos mistérios.
(Pausa). Senhor, que viestes salvar os corações arrependidos, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR,
TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Cristo, que viestes chamar os pecadores humilhados, tende piedade de nós.
TODOS: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Senhor, que intercedeis por nós, junto a Deus Pai que nos
perdoa, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Deus de bondade e
misericórdia, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. TODOS:
AMÉM.
4. HINO DE LOUVOR – Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados! Senhor Deus,
Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos
glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória! Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor
Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós! Vós
que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica! Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de
nós! Só Vós sois o Santo, só Vós o Senhor, só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória
de Deus Pai. Amém.
5. ORAÇÃO DO DIA
P.: OREMOS: (Pausa) – Deus eterno e todo-poderoso, que governais o céu e a terra, escutai com bondade
as preces do vosso povo e dai ao nosso tempo a vossa paz. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na
unidade do Espírito Santo.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Meus irmãos, servir ao Senhor significa ouvir e colocar em prática a Sua Palavra. Ouçamos com atenção
as leituras de hoje.
6. 1ª LEITURA (Is 62, 1-5) – Leitura do Livro do Profeta Isaías
1
Por amor de Sião não me calarei, por amor de Jerusalém não descansarei, enquanto não surgir nela,
como um luzeiro, a justiça e não se acender nela, como uma tocha, a salvação. 2As nações verão a tua
justiça, todos os reis verão a tua glória; serás chamada com um nome novo, que a boca do Senhor há de
designar. 3E serás uma coroa de glória na mão do Senhor, um diadema real nas mãos de teu Deus. 4Não
mais te chamarão Abandonada, e tua terra não mais será chamada Deserta; teu nome será Minha
Predileta e tua terra será a Bem-Casada, pois o Senhor agradou-se de ti e tua terra será desposada. 5Assim
como o jovem desposa a donzela, assim teus filhos te desposam; e como a noiva é a alegria do noivo, assim
também tu és a alegria de teu Deus. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. SALMO RESPONSORIAL – (Do Salmo 95/96)
R.: CANTAI AO SENHOR DEUS UM CANTO NOVO, MANIFESTAI OS SEUS PRODÍGIOS ENTRE OS POVOS./ 1.
Cantai ao Senhor Deus um canto novo, cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira! Cantai e bendizei seu santo
nome!/ 2. Dia após dia anunciai sua salvação, manifestai a sua glória entre as nações, e entre os povos do
universo seus prodígios!/ 3. Ó famílias das nações, dai ao Senhor, ó nações, dai ao Senhor poder e glória,
dai-lhe a glória que é devida ao seu nome! Oferecei um sacrifício nos seus átrios./ 4. Adorai-o no
esplendor da santidade, terra inteira, estremecei diante dele! Publicai entre as nações: “Reina o Senhor!”
Pois os povos ele julga com justiça.
8. 2ª LEITURA (1 Cor 12, 4-11) – Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios.
Irmãos: 4Há diversidade de dons, mas um mesmo é o Espírito. 5Há diversidade de ministérios, mas um
mesmo é o Senhor. 6Há diferentes atividades, mas um mesmo Deus que realiza todas as coisas em todos.
7A cada um é dada a manifestação do Espírito em vista do bem comum. 8A um é dada pelo Espírito a
palavra da sabedoria. A outro, a palavra da ciência segundo o mesmo Espírito. 9A outro, a fé no mesmo
Espírito. A outro, o dom de curas no mesmo Espírito. 10A outro, o poder de fazer milagres. A outro,
profecia. A outro, discernimento de espíritos. A outro, falar línguas estranhas. A outro, interpretação de
línguas. 11Todas estas coisas as realiza um e o mesmo Espírito, que distribui a cada um conforme quer.
Palavra do Senhor.
TODOS: GRAÇAS A DEUS.
9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA./ O Senhor Deus nos chamou, por meio
do Evangelho, a fim de alcançarmos a glória de Cristo.
10. EVANGELHO – (Jo 2, 1-11)
P.: O Senhor esteja convosco.
TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS.
P.: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João.
TODOS: GLÓRIA A VÓS SENHOR!
P.: Naquele tempo, 1Houve um casamento em Caná da Galileia. A mãe de Jesus estava presente. 2Também
Jesus e seus discípulos tinham sido convidados para o casamento. 3Como o vinho veio a faltar, a mãe de
Jesus lhe disse: “Eles não têm mais vinho”. 4Jesus respondeu-lhe: “Mulher, por que dizes isto a mim?
Minha hora ainda não chegou”. 5Sua mãe disse aos que estavam servindo: “Fazei o que ele vos disser”.
6Estavam seis talhas de pedra colocadas aí para a purificação que os judeus costumam fazer. Em cada uma
delas cabiam mais ou menos cem litros. 7Jesus disse aos que estavam servindo: “Enchei as talhas de água”.
Encheram-nas até a boca. 8Jesus disse: “Agora tirai e levai ao mestre-sala”. E eles levaram. 9O mestre-sala
experimentou a água, que se tinha transformado em vinho. Ele não sabia de onde vinha, mas os que
estavam servindo sabiam, pois eram eles que tinham tirado a água. 10O mestre-sala chamou então o noivo
e lhe disse: “Todo mundo serve primeiro o vinho melhor e, quando os convidados já estão embriagados,
serve o vinho menos bom. Mas tu guardaste o vinho melhor até agora!” 11Este foi o início dos sinais de
Jesus. Ele o realizou em Caná da Galileia e manifestou a sua glória, e seus discípulos creram nele. Palavra
da Salvação.
TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR.
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, Criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu
único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria,
padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou
ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar
os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na
remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO DOS FIÉIS
P.: Irmãos e irmãs, apresentemos a Deus as nossas preces, na certeza de que, em Sua bondade, Ele nos
atenderá. Digamos juntos: Senhor, escutai a nossa prece!
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
1) Pela Santa Igreja de Deus, para que, a exemplo de Maria nas bodas de Caná, torne-se sempre mais
sensível às necessidades de todos os seres humanos, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
2) Pelos nossos governantes, para que, pelos caminhos da justiça, da liberdade e da paz, estejam atentos
às necessidades do povo, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
3) Pelos casais de nossa comunidade, para que aprendam a perceber no dia a dia os inúmeros milagres
que Cristo realiza na vida da família e estejam sempre dispostos a servir a Deus e à Igreja, rezemos ao
Senhor.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
4) Para que a Jornada Mundial da Juventude, que será realizada no Panamá, de 22 a 27 deste mês, seja
uma grande expressão da fé, testemunhando ao mundo os inúmeros dons dos jovens e a presença
ativa do Espírito Santo no seio da Igreja, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
(Preces Espontâneas)
P.: Senhor, atendei com generosidade estes nossos pedidos e dai-nos a graça de ouvir e cumprir a vossa
Palavra. Por Cristo, nosso Senhor.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE OFERTAS – (Hinário da CNBB, fasc. 3, Tempo Comum, p. 420)
R.: DE MÃOS ESTENDIDAS, OFERTAMOS O QUE DE GRAÇA RECEBEMOS./ 1. A natureza tão bela, que é
louvor, que é serviço. O sol que ilumina as trevas, transformando-as em luz. O dia que nos traz o pão, e a
noite que nos dá repouso. Ofertemos ao Senhor o louvor da criação./ 2. Nossa vida toda inteira ofertamos
ao Senhor, como prova de amizade, como prova de amor. Com o vinho e com o pão, ofertemos ao Senhor
nossa vida toda inteira, o louvor da criação.
15. P.: Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS
P.: Concedei-nos, ó Deus, a graça de participar constantemente da Eucaristia, pois todas as vezes que
celebramos este sacrifício, torna-se presente a nossa redenção. Por Cristo, nosso Senhor.
TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA IV – MR (p. 488)
18. RITO DA COMUNHÃO
19 CANTO DE COMUNHÃO – (Hinário da CNBB, fasc. 3, p. 371)
R.: SE HOUVER AMOR NA VIDA, SE HOUVER, SEMPRE, UNIÃO, JESUS FAZ DE ÁGUA VINHO E
MULTIPLICA O PÃO./ 1. Nas bodas de Caná, o vinho terminou, Maria ao perceber, ao filho seu falou./ 2.
Para atender os noivos, Jesus vai sem demora, na era dos milagres antecipar a hora./ 3. Maria pede aos
servos que queiram executar aquilo que seu Filho Lhes vai determinar./ 4. A água, simples água, humilde,
tão banal, Jesus, co’amor transforma em vinho especial./ 5. Se, um dia, faltar vinho na vida do casal, Jesus
fará, na certa, da água um vinho igual.
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Penetrai-nos, ó Deus, com o vosso Espírito de
caridade, para que vivam unidos no vosso amor os que alimentais com o mesmo pão. Por Cristo, nosso
Senhor. TODOS: AMÉM.
21. ORAÇÃO OFICIAL DA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE PANAMÁ 2019:
Pai Misericordioso, Tu nos chamas a viver nossa vida como um caminho de salvação. Ajuda-nos a
contemplar o passado com gratidão, a assumir o presente com coragem, a construir o futuro com
esperança. Senhor Jesus, Amigo e Irmão, agradecemos por Teu olhar de amor; faze que escutemos Tua
voz, que ressoa no coração de cada um com a força e a luz do Espírito Santo. Concede-nos a graça de ser
Igreja em saída, anunciando com fé viva e com rosto jovem a alegria do Evangelho, para trabalhar na
construção da sociedade mais justa e fraterna que sonhamos. Te pedimos pelo Papa e pelos bispos; pelos
sacerdotes e diáconos; pela vida consagrada e pelos voluntários; pelos jovens, por todos que participarão
da próxima Jornada Mundial da Juventude no Panamá e por todos que se preparam para acolhê-los. Santa
Maria La Antigua, Padroeira do Panamá, faze que possamos orar e viver com tua mesma generosidade:
“Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra” (Lc 1,38). Amém!
RITOS FINAIS
21. BREVES AVISOS
22. BÊNÇÃO FINAL
Preparando a Partilha da Palavra
A liturgia de hoje apresenta a imagem do casamento como imagem que exprime de forma privilegiada a relação de amor que Deus estabeleceu com o seu povo. A questão fundamental é, portanto, a revelação do
amor de Deus. A Primeira Leitura fala que depois do fim do Exílio, veio o difícil período da restauração. O povo pergunta se isso é a salvação. O profeta responde: “Esperança! ” Não pode calar-se de anunciar, com nomes carinhosos, quanto Deus ama seu povo. O amor de Deus pelo seu povo é um amor que nada consegue quebrar: nem o nosso afastamento, nem o nosso egoísmo, nem as nossas recusas. Ele está sempre lá, à espera, de forma gratuita, convidando ao reencontro, ao refazer da relação; e esse amor gera vida nova, alegria, festa, felicidade em todos aqueles que são atingidos por ele. Viver em relação com o Deus-amor implica também dar testemunho, ser “profeta do amor”. A comunidade cristã necessariamente deve ser o reflexo da comunidade trinitária, dessa comunidade de amor que une o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Como cristãos, somos todos membros de um único corpo, com diversidade de funções e de ministérios. A diversidade de “dons” não pode ser um fator de divisão ou de conflito, mas de riqueza para todos. Os “dons” que Deus nos concede devem sempre ser colocados a serviço do bem comum. O gesto de Caná demonstrado por São João quer significar que Jesus é o Verbo de Deus que contraiu com a natureza humana um casamento, um pacto nupcial. O casamento em Caná é um anúncio convocador para a adesão a Cristo. É o primeiro dos sete sinais que João Evangelista escolhe para apontar o significado mais profundo da missão de Jesus. Lá estavam Maria, sua mãe e seus discípulos. Jesus, introduzido por sua mãe toma parte na festa de casamento, assume o comando, faz servir o melhor vinho, faz voltar a alegria àquele lugar. Maria tem um papel importante naquele casamento, com autoridade de dar ordem aos que servem o vinho, alertando-os a obedecerem às instruções de Jesus. Maria, símbolo da comunidade cristã, sempre atenta e serviçal, faz o permanente apelo: “Fazei tudo o que Ele vos disser!” tornando possível a festa da vida, as núpcias de Deus com a humanidade.
LEITURAS DA SEMANA
Seg.: Sta Inês VgMt, memória; Hb 5,1-10; Sl 109 (110); Mc 2, 18-22.
Ter.: S. Vicente Diácono Mt, MFac. Hb 6,10-20; Sl 110 (111); Mc 2, 23-28.
Qua.: Hb 7, 1-3.15-17; Sl 109 (110); Mc 3, 1-6.
Qui.: S. Francisco de Sales BDr, memória; Hb 7, 25-8,6; Sl 39 (40); Mc 3, 7-12.
Sex.: Conversão de São Paulo Ap, festa. At 22, 3-16 ou At 9, 1-22; Sl 116 (117); Mc 16, 15-18
Sáb.: São Timóteo e São Tito BB, memória. 2 Tm 1, 1-8 ou tt 1,1-5; Sl 95 (96); Lc 10, 1-9
Segunda Semana do Saltério
Segundo Domingo do Tempo Comum

Você pode Gostar de:

Festa do Batismo do Senhor(13.01)

FESTA DO BATISMO DO SENHOR BATIZADOS EM CRISTO, SOMOS SUAS TESTEMUNHAS 13 de janeiro de …