Página Inicial / Animação Litúrgica / 1º Domingo da Quaresma (10.03)

1º Domingo da Quaresma (10.03)

JESUS NOS MOSTRA COMO VENCER AS TENTAÇÕES

10 de março de 2019
PRIMEIRO DOMINGO DA QUARESMA – ANO C
CAMPANHA DA FRATERNIDADE – “FRATERNIDADE E POLÍTICAS PÚBLICAS”.
Cor Litúrgica: Roxo

A.: Irmãos amados, a luta contra as tentações e a recusa do pecado são exercícios de fé que devem ser reforçados por todos nós nesta nossa caminhada quaresmal em preparação à Páscoa. A Campanha da Fraternidade deste ano tem por tema: “Fraternidade e Políticas Públicas”; e o lema: “Serás libertado pelo direito e pela justiça”. Aproveitemos a proposta da Campanha da Fraternidade para aprofundar nosso espírito de evangelização. Com alegria, iniciemos a celebração.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – (Hinário da CNBB, fasc. 2, p. 296)
R.: SENHOR, EIS AQUI O TEU POVO QUE VEM IMPLORAR TEU PERDÃO; É GRANDE O NOSSO PECADO,
PORÉM É MAIOR O TEU CORAÇÃO./ 1. Sabendo que acolheste Zaqueu, o cobrador, e assim lhe devolveste
tua paz e teu amor, também nos colocamos ao lado dos que vão buscar no teu altar a graça do perdão./ 2.
Revendo em Madalena a nossa própria fé, chorando nossas penas diante dos teus pés, também nós desejamos o nosso amor te dar porque só muito amor nos pode libertar./ 3. Motivos temos nós de sempre confiar, de erguer a nossa voz, de não desesperar, olhando aquele gesto que o bom ladrão salvou, não foi, também, por nós, teu sangue que jorrou?
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: A
graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco.
TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. ATO PENITENCIAL – P.: No tempo sagrado da Quaresma, somos convidados a morrer ao pecado e
ressurgir para uma vida nova. Reconheçamo-nos necessitados da misericórdia do Pai (pausa). Senhor, que
na água e no espírito nos regenerastes à vossa imagem, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE
PIEDADE DE NÓS. P.: Cristo, que enviais o vosso Espírito, para criar em nós um coração novo, tende
piedade de nós. TODOS: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Senhor, que nos tornastes participantes do
vosso Corpo e do vosso Sangue, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.:
Deus todo-poderoso, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.
TODOS: AMÉM.
4. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Concedei-nos, ó Deus onipotente, que, ao longo desta
Quaresma, possamos progredir no conhecimento de Jesus Cristo e corresponder a seu amor por uma vida
santa. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Irmãos e irmãs: a Palavra de Deus é o alimento que nos ajuda a resistir a tudo aquilo que nos afasta de
Cristo e da Igreja. Ouçamos atentamente as leituras de hoje.
5. 1ª LEITURA (Dt 26, 4-10) – Leitura do Livro do Deuteronômio.
2
Assim Moisés falou ao povo: 4«O sacerdote receberá de tuas mãos a cesta e a colocará diante do altar do
Senhor teu Deus. 5Dirás, então, na presença do Senhor teu Deus: ‘Meu pai era um arameu errante, que
desceu ao Egito com um punhado de gente, e ali viveu como estrangeiro. Ali se tornou um povo grande,
forte e numeroso. 6Os egípcios nos maltrataram e oprimiram, impondo-nos uma dura escravidão.
7Clamamos, então, ao Senhor, o Deus de nossos pais, e o Senhor ouviu a nossa voz e viu a nossa opressão,
a nossa miséria e a nossa angústia. 8E o Senhor nos tirou do Egito com mão poderosa e braço estendido, no
meio de grande pavor, com sinais e prodígios. 9E conduziu-nos a este lugar e nos deu esta terra, onde corre
leite e mel. 10Por isso, agora trago os primeiros frutos da terra que tu me deste, Senhor’. Depois de
colocados os frutos diante do Senhor teu Deus, tu te inclinarás em adoração diante dele». Palavra do
Senhor.
TODOS: GRAÇAS A DEUS.
6. SALMO RESPONSORIAL – (DO SALMO 90/91)
R.: EM MINHAS DORES, Ó SENHOR, PERMANECEI JUNTO DE MIM! / 1. Quem habita ao abrigo do
Altíssimo / e vive à sombra do Senhor Onipotente, / diz ao Senhor: «Sois o meu refúgio e proteção, / sois o
meu Deus, no qual confio inteiramente». / 2. Nenhum mal há de chegar perto de ti, / nem a desgraça
baterá à tua porta; / pois o Senhor deu uma ordem a seus anjos / para em todos os caminhos te
guardarem. / 3. Haverão de te levar em suas mãos, / para o teu pé não se ferir nalguma pedra. / Passarás
por sobre cobras e serpentes, / pisarás sobre leão e outras feras./ 4. “Porque a mim se confiou, hei de
livrá-lo / e protegê-lo, pois meu nome ele conhece. / Ao invocar-me, hei de ouvi-lo e atendê-lo, / e a seu
lado eu estarei em suas dores.
7. 2ª LEITURA (Rm 10, 8-13) – Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Romanos.
Irmãos: 😯 que diz a Escritura? «A palavra está perto de ti, em tua boca e em teu coração». Essa palavra é a
palavra da fé, que nós pregamos. 9Se, pois, com tua boca confessares Jesus como Senhor e, no teu coração,
creres que Deus O ressuscitou dos mortos, serás salvo. 10É crendo no coração que se alcança a justiça e é
confessando a fé com a boca que se consegue a salvação. 11Pois a Escritura diz: «Todo aquele que nele crer
não ficará confundido». 12Portanto, não importa a diferença entre judeu e grego; todos têm o mesmo
Senhor, que é generoso para com todos os que O invocam. 13De fato, todo aquele que invocar o nome do
Senhor será salvo. Palavra do Senhor.
TODOS: GRAÇAS A DEUS.
8. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: LOUVOR E GLÓRIA A TI, SENHOR, CRISTO, PALAVRA DE DEUS!
CRISTO, PALAVRA DE DEUS! / O homem não vive somente de pão, mas de toda palavra da boca de Deus.
9. EVANGELHO – (Lc 4, 1-13) – P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.:
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.: Naquele tempo, 1Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão, e, no deserto, Ele era guiado pelo
Espírito. 2Ali foi tentado pelo diabo durante quarenta dias. Não comeu nada naqueles dias e depois disso,
sentiu fome. 3O diabo disse, então, a Jesus: «Se és Filho de Deus, manda que esta pedra se mude em pão».
4Jesus respondeu: «A Escritura diz: ‘Não só de pão vive o homem’». 5O diabo levou Jesus para o alto,
mostrou-lhe por um instante todos os reinos do mundo 6e lhe disse: «Eu Te darei todo este poder e toda a
sua glória, porque tudo isso foi entregue a mim e posso dá-lo a quem eu quiser. 7Portanto, se Te prostrares
diante de mim em adoração, tudo isso será Teu». 8Jesus respondeu: «A Escritura diz: ‘Adorarás o Senhor
teu Deus, e só a Ele servirás’». 9Depois o diabo levou Jesus a Jerusalém, colocou-O sobre a parte mais alta
3
do Templo, e lhe disse: «Se és Filho de Deus, atira-Te daqui abaixo! 10Porque a Escritura diz: ‘Deus
ordenará aos seus Anjos a teu respeito, que Te guardem com cuidado!’ 11E mais ainda: ‘Eles te levarão nas
mãos, para que não tropeces em alguma pedra’». 12Jesus, porém, respondeu: «A Escritura diz: ‘Não
tentarás o Senhor teu Deus’». 13Terminada toda a tentação, o diabo afastou-se de Jesus, para retornar no
tempo oportuno. Palavra da Salvação.
TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR.
10. HOMILIA
11. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu
único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria,
padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou
ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar
os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na
remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
12. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos, bendigamos o nosso Redentor que, na Sua bondade, nos concede este
tempo de salvação, e supliquemos: Senhor, escutai a nossa prece!
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
1) Pela Santa Igreja de Deus, para que, em meio às tribulações e perseguições do mundo, continue
anunciando o amor e a misericórdia de Cristo, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
2) Pelos governantes de nosso país, para que não se deixem vencer pelas tentações do poder e estejam
sempre ao lado dos fracos e dos excluídos, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
3) Pela nossa comunidade, para que continue estimulando a nossa participação em políticas públicas, à
luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja, para fortalecer a cidadania e os direitos humanos,
rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
4) Por todos nós, neste Ano Jubilar, vencendo as tentações pela oração e pela penitência,
possamos ter um período quaresmal bom e frutuoso, pleno em autêntica conversão, rezemos ao
Senhor.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
(Preces Espontâneas):
P.: Deus eterno e onipotente, concedei-nos, ao longo destes dias quaresmais, a graça de descobrir que só
em Vós se encontra a fonte da vida e do amor. Por Cristo, Senhor nosso.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
4
13. CANTO DE OFERTAS – (Hinário da CNBB, fasc. 2, p. 217)
R.: EIS O TEMPO DE CONVERSÃO, EIS O DIA DA SALVAÇÃO: AO PAI VOLTEMOS, JUNTOS ANDEMOS. EIS O
TEMPO DE CONVERSÃO./ 1. Os caminhos do Senhor são verdade, são amor. Dirigi os passos meus: em vós
espero, ó Senhor!/ 2. Ele guia ao bom caminho quem errou e quer voltar. Ele é bom, fiel e justo. Ele busca
e vem salvar./ 3. Viverei com o Senhor. Ele é o meu sustento. Eu confio mesmo quando minha dor não
mais aguento./ 4. Tem valor aos olhos seus meu sofrer e meu morrer. Libertai o vosso servo e fazei-o
reviver!/ 5. A palavra do Senhor é a luz do meu caminho; Ela é vida, é alegria. Vou guardá-la com carinho./
6. Sua lei, seu mandamento é viver a caridade. Caminhemos todos juntos, construindo a unidade!
14. P.: Orai, irmãos e irmãs…
15. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Fazei, ó Deus, que o nosso coração corresponda a estas oferendas
com as quais iniciamos nossa caminhada para a Páscoa. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
16. ORAÇÃO EUCARÍSTICA II – MR (p. 478) – Prefácio: A tentação do Senhor – MR (P. 181)
17. RITO DA COMUNHÃO
18. CANTO DE COMUNHÃO – (Hinário da CNBB, fasc. 2, p. 52)
R.: QUEM VIVE À SOMBRA DO SENHOR, LHE DIZ NA ORAÇÃO: “SOIS MEU SENHOR E DEUS, NO QUAL
CONFIO INTEIRAMENTE”! / 1. Nenhum mal há de chegar perto de ti nem a desgraça baterá à tua porta;/ 2.
Pois o Senhor deu uma ordem a seus anjos para em todos os caminhos te guardarem./ 3. Haverão de te
levar em suas mãos, para o teu pé não se ferir n’alguma pedra./ 4. Passarás por sobre cobras e serpentes,
pisarás sobre leões e outras feras./ 5. “Porque a mim se confiou, hei de livrá-lo e protegê-lo, pois meu
nome ele conhece./ 6. Ao invocar-me hei de ouvi-lo e atendê-lo e a seu lado eu estarei em suas dores.
19. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Ó Deus, que nos alimentastes com este pão
que nutre a fé, incentiva a esperança e fortalece a caridade, dai-nos desejar o Cristo, pão vivo e verdadeiro,
e viver de toda palavra que sai de vossa boca. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
20. ORAÇÃO DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2019
Pai misericordioso e compassivo, que governais o mundo com justiça e amor, dai-nos um coração sábio
para reconhecer a presença do vosso Reino entre nós. Em Sua grande misericórdia, Jesus, o Filho amado,
habitando entre nós testemunhou o Vosso infinito amor e anunciou o Evangelho da fraternidade e da paz.
Seu exemplo nos ensine a acolher os pobres e marginalizados, nossos irmãos e irmãs com políticas públicas
justas, e sejamos construtores de uma sociedade humana e solidária. O divino Espírito acenda em nossa
Igreja a caridade sincera e o amor fraterno; a honestidade e o direito resplandeçam em nossa sociedade e
sejamos verdadeiros cidadãos do “novo céu e da nova terra”. Amém!
RITOS FINAIS
21. BREVES AVISOS

22. BÊNÇÃO FINAL – (MR p.521)
P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.: Deus, Pai de misericórdia, conceda a
todos vós, como concedeu ao filho pródigo, a alegria do retorno à casa. TODOS: AMÉM. P.: O Senhor Jesus
Cristo, modelo de oração e de vida, vos guie nesta caminhada quaresmal a uma verdadeira conversão.
TODOS: AMÉM. P.: O Espírito de sabedoria e fortaleza vos sustente na luta contra o mal, para poderdes
com Cristo celebrar a vitória da Páscoa. TODOS: AMÉM. P.: Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai, Filho e
Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: Ide em paz, e o Senhor vos acompanhe. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
Preparando a Partilha da Palavra
O tempo da Quaresma nos convida à conversão e a procurar a salvação só em Deus e não em recursos políticos, econômicos, sociais ou qualquer outra coisa. Pede-nos que nos deixemos guiar pela Palavra e não façamos da  posse de bens materiais a nossa segurança; que nos abandonemos, confiantes e inteiramente,
no Senhor, deixando-nos possuir por Ele. Foi isso que Jesus escolheu, diante da ousadia do diabo de oferecer-lhe o poder, a posse e o prazer. Cristo fiel ao Pai, rejeitou toda proposta humana que o desviasse da missão que o Pai lhe confiou. A fidelidade de Cristo ao Pai e daqueles que a Ele são fiéis é inquebrantável. Cristo foi tentado como criatura humana, mas não cedeu às propostas do mal. Também nós, seres humanos, frágeis, estamos sujeitos à tentação – ou será que nos escondemos em nossa fragilidade para justificar certos erros nossos? Muitas vezes afastados, do Espírito de Deus, nos deixamos seduzir pelas tentações de hoje, criando nossos deuses, nossos ídolos, como valores absolutos: o dinheiro, o prazer, o poder, o prestígio, a indiferença religiosa… Estamos sujeitos a essas fragilidades que nos
fazem perder nossa identidade de cristãos. Diz o Evangelho que o demônio deixou Jesus para voltar a agir sobre Ele em um momento oportuno. Foi quando, mais tarde, Jesus se viu definitivamente encurralado pelos poderes políticos e religiosos, e foi condenado à morte. Isto significa que os riscos humanos
continuarão presentes, mas a fidelidade a Deus e a solicitude do amor ao próximo não permitirão que a tentação tenha lugar no cristão, que pela graça da misericórdia Divina saberá vencê-la. Jesus nos ensina viver a fidelidade absoluta, como Ele mesmo viveu. Como cristãos, fiéis ao projeto de Jesus, como vamos nos preparar para a Páscoa do Senhor? Procuro participar dos Círculos Bíblicos? Procuro refletir sobre Políticas Públicas para defini-la de maneira simples, em ações e programas que são desenvolvidos para fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais de fraternidade.

LEITURAS DA SEMANA
Seg.: Lv 19, 1-2.11-18; Sl 18 (19); Mt 25, 31-46
Ter.: Is 55, 10-11; Sl 33 (34); Mt 6, 7-15
Qua.: Jn 3, 1-10; Sl 50 (51); Lc 11, 29-32
Qui.: Est 4, 17.n.p-r.aa-bb.gg-hh;Sl 137 (138); Mt 7, 7-12
Sex.: Ez 18, 21-28; Sl 129 (130); Mt 5, 20-26
Sáb: Dt 26, 16-19 ; Sl 118 (119); Mt 5, 43-48
Primeira Semana do Saltério
Primeiro Domingo da Quaresma

Você pode Gostar de:

3º Domingo da Quaresma (24.03)

CONVERSÃO: REFORMULAÇÃO TOTAL DA VIDA! 24 de março de 2019 TERCEIRO DOMINGO DA QUARESMA – …