Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia – 2º Domingo de Páscoa

Liturgia – 2º Domingo de Páscoa

LITURGIA  –  2º  DOMINGO DE PÁSCOA 28.04.2019.
“Não tenham medo (…) Estive morto, Mas agora estou vivo para sempre!”

1.Acolhida
Jesus é o Senhor! Por isso, não devemos ter medo dEle, mas aceitar a PAZ que nos oferece nesta Eucaristia: “A PAZ ESTEJA CONVOSCO!” Ao verem Jesus, os discípulos alegraram-se muito e, aos poucos, vão entendendo que, agora, Ele é o Senhor! “Toda a autoridade – me foi dada no céu e na terra!” (Mt 28,18). Jesus morreu, mas agora está vivo, é constituído Senhor dos vivos e dos mortos (Rm 14,9).
Mas, quem é mesmo Jesus Cristo, como Ele se  manifesta, hoje, para nós? Jesus é o Salvador, aquele que salva! Fora dEle não há salvação. Quando vamos à igreja para celebrar a Eucaristia, não vamos para recordar a História de Jesus e de seus ensinamentos! Vamos para vê-lo, ouvi-lo e deixar-nos envolver por sua maravilhosa Paz! Ele está verdadeiramente presente na Comunidade que celebra!
Jesus é o SENHOR, não é um patrão, o dono de uma grande empresa. Ele é o SENHOR entronizado por Deus Pai no seio da Trindade divina: “Para nós, há um só Deus, o Pai, do qual procedem todas as coisas e para o qual existimos, e um só Senhor Jesus Cristo, para o qual todas as coisas existem e nós também!” (1Cp 8,6). Para nós, Jesus é a fonte de alegria e ter por Ele o respeito e o santo temor de Deus…  porque Ele é o SENHOR (KYrios).

2.Palavra de Deus
At 5,12-16 –  Os Apóstolos de Jesus não promoviam a si mesmos; falavam de Jesus ao povo e este aderia a Ele, numerosos, homens e mulheres. Muitos eram curados bastando ser tocados pela sobra de Pedro!

Ap 1,9-13.17-19 – João, o último dos Apóstolos, foi jogado num tanque de óleo fervente e saiu de lá vivo e renovado em seu corpo envelhecido! Exilado na ilha de Patmos, teve a visão de Jesus vivo e glorioso, que o mandou escrever tudo o que tinha visto e haveria de ver no futuro. Então, ele escreveu o APOCALIPSE para consolar os cristãos perseguidos no final do primeiro século cristão.

Jo 20,19-31 –  Jesus se apresentou aos Apóstolos, vivo e luminoso, no Domingo de Páscoa, e lhes desejou a PAZ e confiou-lhes a Missão de continuar sua obra, perdoando os pecados e  a anunciando a “Boa Nova” de sua Ressurreição.

3.Reflexão
Jesus aparece e revela-se aos Apóstolos em Dia de Domingo desejando-lhes a PAZ. Não lhes recorda o pecado de fujões, mas derrama sobre eles o Espírito Santo, habilitando-os para perdoar os pecados do povo: “Como o Pai me enviou, também Eu vos envio, (…) Recebei o Espírito Santo. A quem perdoardes os pecados, eles lhes serão perdoados; mas a quem não os perdoardes, eles lhe serão retidos!” Irmão/ã, não somente os apóstolos são enviados para dar continuidade  à Missão de Jesus! Todo cristão é um “Discípulos missionário” de Jesus – Quem não fôr missionário, deve repensar sua fé cristã! Para cumprir esta missão não é suficiente a boa vontade do enviado; é necessário ser investido do poder do Espírito Santo. Nós, sacerdotes, pecadores que somos, devemos revelar nossos pecados àquele que recebeu, que foi investido do poder para perdoar! “Alguns” não confessam seus pecados para um homem, mas confessa seus pecados junto a um pé de manga! Outros desejam acertar as próprias contas diretamente para Deus! O poder de perdoar foi entregue a homens pecadores…Não somos nós os donos de nossos caminhos. Jesus disse: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida!” (J0 14,6). Quem somos nós para traçar caminhos independentes, em matéria tão importante?

Alguns discípulos vangloriavam-se de terem visto o Senhor e se julgavam superiores aos demais, que não tinham tido a mesma sorte! Mas Jesus disse ao teimoso Tomé: “Acreditaste porque me viste? Bem-aventurados os que creram sem terem visto!”  Esta afirmação de Jesus vale também para nós! O Papa São Leão I, disse: Depois da Ascensão do Senhor, tudo o que Ele fez e ensinou, passou para os sinais sacramentais! Não fique distraído durante a celebração, Jesus está vivo e presente e atuante através dos sinais sacramentais. Ele age, mas se você estiver fora da “casinha”, o que acontece?

Jesus disse a Tomé:Não sejas incrédulo, mas fiel!

Frei Carlos Zagonel

Você pode Gostar de:

Cancelamento da Formação do Dízimo com o Pe. Tom Viana

CANCELAMENTO DA FORMAÇÃO DO DÍZIMO COM O PE. TOM VIANA. Comunicamos que em virtude do  …