Página Inicial / Animação Litúrgica / 5º Domingo de Páscoa(19.05)

5º Domingo de Páscoa(19.05)

ESTE É O MEU MANDAMENTO: AMAI-VOS COMO EU VOS AMEI, DOANDO A VIDA.

19 de Maio de 2019
QUINTO DOMINGO DA PÁSCOA
ANO JUBILAR ARQUIDIOCESANO – ANO C
Cor Litúrgica: Branco
A.: Meus irmãos, devemos permanecer firmes na fé, com segura esperança em Cristo, testemunhando nossa
pertença a Deus e à Igreja, por meio do testemunho do mandamento novo do amor. Iniciemos a nossa
celebração.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – (Hinário da CNBB, fasc. 2, p. 79)
R.: NA VERDADE O CRISTO RESSUSCITOU, ALELUIA! A ELE O PODER E A GLÓRIA PELOS SÉCULOS ETERNOS!/
1. Senhor, vós me sondais e conheceis, Sabeis quando me sento ou me levanto./ 2. Percebeis quando me
deito e quando eu ando. Os meus caminhos vos são todos conhecidos./ 3. Por detrás e pela frente me
envolveis, pusestes sobre mim a vossa mão./ 4. Esta verdade é por demais maravilhosa, é tão sublime que não
posso compreendê-la.
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: O
Deus da esperança, que nos cumula de toda alegria e paz em nossa fé, pela ação do Espírito Santo, esteja
convosco! TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. ATO PENITENCIAL – Pode ser substituído pelo Rito da aspersão (MR p. 1002).
P.: O Senhor Jesus que nos convida à mesa da Palavra e da Eucaristia, nos chama à conversão. Reconheçamos
ser pecadores e invoquemos com confiança a misericórdia do Pai. (pausa). P.: Senhor, nossa paz, tende
piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Cristo, nossa Páscoa, tende piedade de nós.
TODOS: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Senhor, nossa vida, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR,
TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos
conduza à vida eterna. TODOS: AMÉM.
4. HINO DE LOUVOR – Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados! Senhor Deus, Rei
dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos
glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória! Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor
Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós! Vós que
tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica! Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós! Só
Vós sois o Santo, só Vós o Senhor, só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai.
Amém.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Ó Deus, Pai de bondade, que nos redimistes e adotastes como
filhos e filhas, concedei aos que creem no Cristo a liberdade verdadeira e a herança eterna. Por nosso Senhor
Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Irmãos, a vivência do amor em comunidade é um dos fundamentos da nossa fé na ressurreição. Ouçamos
com atenção as leituras de hoje.
6. 1ª LEITURA (At 14, 21b-27) – Leitura dos Atos dos Apóstolos.
Naqueles dias, Paulo e Barnabé 21bvoltaram para as cidades de Listra, Icônio e Antioquia. 22Encorajando os
discípulos, eles os exortavam a permanecerem firmes na fé, dizendo-lhes: “É preciso que passemos por
muitos sofrimentos para entrar no reino de Deus”. 23Os apóstolos designaram presbíteros para cada
comunidade. Com orações e jejuns, eles os confiavam ao Senhor, em quem haviam acreditado. 24Em seguida,
atravessando a Pisídia, chegaram à Panfília. 25Anunciaram a palavra em Perge, e depois desceram para Atália.
26Dali embarcaram para Antioquia, de onde tinham saído, entregues à graça de Deus, para o trabalho que
haviam realizado. 27Chegando ali, reuniram a comunidade. Contaram-lhe tudo o que Deus fizera por meio
deles e como havia aberto a porta da fé para os pagãos. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. SALMO RESPONSORIAL – (Do Salmo 144/145) – R.: BENDIREI O VOSSO NOME, Ó MEU DEUS, MEU SENHOR
E MEU REI PARA SEMPRE./ 1. Misericórdia e piedade é o Senhor, ele é amor, é paciência, é compaixão. O
Senhor é muito bom para com todos, sua ternura abraça toda criatura./ 2. Que vossas obras, ó Senhor, vos
glorifiquem, e os vossos santos com louvores vos bendigam! Narrem a glória e o esplendor do vosso reino e
saibam proclamar vosso poder!/ 3. Para espalhar vossos prodígios entre os homens e o fulgor de vosso reino
esplendoroso. O vosso reino é um reino para sempre, vosso poder, de geração em geração.
8. 2ª LEITURA (Ap 21, 1-5a) – Leitura do Livro do Apocalipse de São João.
Eu, João, 1 vi um novo céu e uma nova terra. Pois o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não
existe. 2 Vi a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, de junto de Deus, vestida qual esposa
enfeitada para o seu marido. 3 Então, ouvi uma voz forte que saía do trono e dizia: “Esta é a morada de Deus
entre os homens. Deus vai morar no meio deles. Eles serão o seu povo, e o próprio Deus estará com eles.
4Deus enxugará toda lágrima dos seus olhos. A morte não existirá mais, e não haverá mais luto, nem choro,
nem dor, porque passou o que havia antes”. Aquele que está sentado no trono disse: “Eis que faço novas
todas as coisas”. Depois, ele me disse: “Escreve, porque estas palavras são dignas de fé e verdadeiras”.
Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA! (BIS) / 1. Eu vos dou novo preceito: / que
uns aos outros vos ameis,/ como eu vos tenho amado.
10. EVANGELHO – (Jo 13, 31-33a.34-35) – P.: O Senhor esteja convosco! TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS.
P.: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo João. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
31Depois que Judas saiu do cenáculo, disse Jesus: “Agora foi glorificado o Filho do Homem, e Deus foi
glorificado nele. 32Se Deus foi glorificado nele, também Deus o glorificará em si mesmo, e o glorificará logo.
33aFilhinhos, por pouco tempo estou ainda convosco. 34Eu vos dou um novo mandamento: amai-vos uns aos
outros. Como eu vos amei, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros. 35Nisto todos conhecerão que
sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros”. Palavra da Salvação.
TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, Criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu
único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria, padeceu
sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro
dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os
mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na remissão dos pecados,
na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos e irmãs, invoquemos a Cristo Jesus, ressuscitado dentre os mortos,
dizendo com alegre confiança: Senhor da glória, escutai a nossa prece!
TODOS: SENHOR DA GLÓRIA, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
1) Pela Santa Igreja de Deus, para que seja sempre mestra no ensino e na correspondência ao Mandamento
do amor, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR DA GLÓRIA, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
2) Pelos governantes de todas as nações, para que, por meio do serviço aos cidadãos, promovam sempre a
justiça e a paz, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR DA GLÓRIA, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
3) Pelas famílias de nossa comunidade, para que sejam fortalecidas no amor, no diálogo e na vivência
fraterna entre seus membros, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR DA GLÓRIA, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
4) Para que, neste Ano Jubilar Arquidiocesano, os jovens do Distrito Federal busquem sempre mais
aprofundar o conhecimento do Mistério de Cristo, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR DA GLÓRIA, ESCUTAI A NOSSA PRECE!

(Preces espontâneas)
P.: Senhor, vós, que nos amais gratuitamente, dai-nos a graça de crescer no Vosso amor para melhor
amarmos ao próximo. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
TODOS: AMÉM!
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE OFERTAS – HINÁRIO LITÚRGICO DA CNBB, FASC 2, P. 184
R.: ALELUIA, ALELUIA! ALELUIA! ALELUIA, ALELUIA! ALELUIA!/1. Nós ofertamos, irmãos, ao Senhor, uma
hóstia pura em Seu louvor. E cantaremos com muito amor. Aleluia!/ 2. Do mundo inteiro todos os cristãos ao
sacrifício que por nossas mãos ao Pai se oferta, unidos estão. Aleluia!/ 3. Recebe, ó Pai, esta nossa oblação; de
nossas faltas concede o perdão por Jesus Cristo que é nosso irmão. Aleluia!/ 4. As nossas penas, o nosso labor,
nossa alegria e nosso amor por Jesus Cristo recebe, Senhor. Aleluia!/ 5. As nossas almas santificarás, os nossos
corpos ressuscitarás, por Jesus Cristo nos transformarás. Aleluia!
15. P.: Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Ó Deus, que, pelo sublime diálogo deste sacrifício, nos fazeis
participar de vossa única e suprema divindade, concedei que, conhecendo vossa verdade, lhe sejamos fiéis
por toda a vida. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA III – MR (p. 482) – Prefácio da Páscoa IV: A restauração do universo pelo mistério
pascal – MR (p. 424)
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – HINÁRIO LITÚRGICO DA CNBB, FASC 2, P.78
R.: RESSUSCITEI, SENHOR, CONTIGO ESTOU, SENHOR, TEU GRANDE AMOR, SENHOR, DE MIM SE
RECORDOU, TUA MÃO SE LEVANTOU, ME LIBERTOU! / 1. Meu coração penetras e lês meus pensamentos, se
luto ou se descanso, tu vês meus movimentos, de todas minhas palavras tu tens conhecimento./ 2. Quisesse
eu me esconder do teu imenso olhar, subir até o céu, na terra me entranhar, atrás do horizonte, lá, iria te
encontrar!/ 3. Por trás e pela frente teu ser me envolve e cerca, o teu saber me encanta, me excede e me
supera, tua mão me acompanha, me guia e me acoberta!/ 4. Se a luz do sol se fosse, que escuridão seria! Se
as trevas me envolvessem, o que adiantaria? Pra ti, Senhor, a noite é clara como o dia!/ 5. As fibras do meu
corpo teceste e entraçaste; No seio de minha mãe bem cedo me formaste; Melhor do que ninguém me
conheceste e amaste!
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Ó Deus de bondade, permanecei junto ao vosso
povo e fazei passar da antiga à nova vida aqueles a quem concedestes a comunhão nos vossos mistérios. Por
Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
RITOS FINAIS
22. BREVES AVISOS
23. BÊNÇÃO FINAL – (MR. p. 523)
P.: O Senhor esteja convosco! TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS! – P.: Deus, que pela ressurreição do seu
Filho único vos deu a graça da redenção e vos adotou como filhos e filhas, vos conceda a alegria da bênção.
TODOS: AMÉM. P.: Aquele que, por sua morte, vos deu a eterna liberdade, vos conceda, por sua graça, a
herança eterna. TODOS: AMÉM. P.: E vivendo agora retamente, possais no céu unir-vos a Deus, para o qual,
pela fé, já ressuscitastes no batismo. TODOS: AMÉM. P.: Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai, Filho e
Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: Ide em paz e o Senhor vos acompanhe! TODOS: GRAÇAS A DEUS!

Preparando a Partilha da Palavra
Jesus está se despedindo de seus discípulos. Dentro de bem pouco tempo não o terão mais. Jesus lhes fala com ternura especial: “Filhinhos, só por pouco tempo ainda estarei convosco”. A comunidade é pequena e frágil. Acaba de nascer. Os discípulos são como crianças pequenas. O que será deles se ficarão sem o Mestre? Jesus lhes faz um brinde: “Eu vos dou um novo mandamento: que vos ameis uns aos outros como eu vos amei”. Se eles se amarem mutuamente com o amor com que Jesus os amou, não deixarão de senti-lo vivo no meio deles. O amor que receberam de Jesus continuará difundindo-se entre os seus. Por isso Jesus acrescenta: “O sinal pelo qual todos conhecerão que sois meus discípulos será este: que vos amei uns aos outros”. O que permitirá descobrir que uma comunidade que se diz cristã e realmente de Jesus, não será a confissão de uma doutrina, a observância de uns ritos ou o cumprimento de uma disciplina, mas o amor vivido com o espírito de Jesus. É nesse amor que está sua identidade. Vivemos em uma sociedade onde se foi impondo a “cultura do intercâmbio”. As pessoas intercambiam entre si objetos, serviços e empréstimos. Frequentemente até sentimentos, afetos e amizade. Erich Fromm chegou a dizer que “o amor é um fenômeno marginal na sociedade contemporânea”. A pessoa capaz de amar é uma exceção. Pode ser que esta análise seja excessivamente pessimista, mas é certo que, para viver hoje o amor cristão, é necessário resistir à atmosfera que envolve a sociedade atual. Não é possível viver um amor inspirado por Jesus sem distanciar-nos do tipo de relações e intercâmbios interessados que predominam com frequência entre nós. Se a Igreja “está se diluindo” no meio da sociedade contemporânea, não é só pela crise profunda das instituições religiosas. No caso do cristianismo é também porque muitas vezes não é fácil ver em nossas comunidades discípulos e discípulas de Jesus que se distingam por sua capacidade de amar como Ele amava. Falta-nos o distintivo cristão. Nós cristãos falamos muito do amor. No entanto, nem sempre acertamos dar-lhe seu verdadeiro conteúdo a partir do espírito e das atitudes concretas de Jesus. Falta-nos aprender que Ele viveu o amor como um comportamento ativo e criador que o levava a lutar contra tudo que desumaniza o ser humano e o faz sofrer.

LEITURAS DA SEMANA
2ª-feira: S. Bernardino de Sena Presb, MFac . At 14, 5-18; Sl 113 b (115), 1-2.3-4.15-16 (R/1); Jo 14, 21-26
3ª-feira: At 14,19-28; Sl 144(145),10-11. 12-13ab. 21 (R/. cf. 12a) ; Jo 14,27-31a
4ª-feira: Sta Rita de Cássia Rlg, MFac. At 15,1-6; Sl 121(122),1-2. 3-4a. 4b-5 (R/. cf. 1) ; Jo 15,1-8
5ª-feira: At 15,7-21; Sl 95(96),1-2a. 2b-3. 10 (R/. cf. 3) ; Jo 15,9-11
6ª-feira: At 15,22-31; Sl 56(57),8-9. 10-12 (R/. 10a) ; Jo 15,12-17
Sábado: Sta Maria Madalena de Pazzi Vg, MFac.; S. Beda Venerável Presb, MFac. At 16,1-10; Sl 99(100),2. 3. 5 (R/. 2a);
Jo 15,18-21
Primeira Semana do Saltério
Quinto Domingo da Páscoa

Você pode Gostar de:

2º Domingo da Páscoa (28.04)

“BEM-AVENTURADOS OS QUE CRERAM SEM TEREM VISTO!” (Jo 20,29b) Festa da Divina Misericórdia 28 de …