Página Inicial / Noticias do Mundo / Cardeal Scherer é eleito primeiro vice-presidente do Celam

Cardeal Scherer é eleito primeiro vice-presidente do Celam

Entre os dias 13 e 18 de maio, o Conselho Episcopal Latino Americano (Celam) realizou sua 37ª Assembleia Geral Ordinária. Na ocasião, foi eleita a nova Presidência do órgão colegiado. O arcebispo de São Paulo (SP), cardeal Odilo Pedro Scherer, foi escolhido primeiro vice-presidente do Celam para o período de 2019 a 2023.
A 37ª Assembleia Geral Ordinária do Celam esteve reunida entre 13 e 18 de maio, em Tegucigalpa – Honduras, com o objetivo de “discernir os sinais dos tempos que marcam a realidade da América Latina e do Caribe, para projetar o novo quadriênio compreendido entre 2019 – 2023 à luz da natureza sinodal da Igreja”.
As assembleias do Celam ocorrem a cada dois anos e as eleições a cada quatro. Neste ano, um comitê técnico-jurídico foi responsável por verificar o quórum e explicar o processo eleitoral aos membros do colegiado.
De acordo com o Celam, a presidência do Conselho tem como missão projetar o novo quadriênio, implementar as diretrizes determinadas pela assembleia para o novo Plano Global, continuar o processo de construção da nova sede do Celam e impulsionar o trabalho pastoral denominado “Proposta Celam 2033”.

NOVA PRESIDÊNCIA DO CELAM
Presidente: dom Miguel Cabrejos, arcebispo de Trujillo – Perú
Primeiro vice-presidente: cardeal Odilo Scherer, arcebispo de São Paulo (SP)
Segundo vice-presidente: cardeal Leopoldo José Brenes, arcebispo de Managua – Nicarágua
Secretário-geral: dom Juan Carlos Cárdenas Toro, bispo Auxiliar de Cali – Colômbia

Cardeal Odilo Scherer
Eleito delegado da CNBB junto ao Celam, durante a 57ª Assembleia Geral da Conferência, no início deste mês, dom Odilo Scherer nasceu em 21 de setembro de 1949, em Cerro Largo (RS). Foi ordenado presbítero em 7 de dezembro de 1976, em Quatro Pontes, na diocese de Toledo (PR). Tem Mestrado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma (1994-1996) e Doutorado em Teologia pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma (1988-1991).
Antes do episcopado, entre diversas funções que desempenhou, foi membro da Comissão Nacional do Clero – CNBB (1985-1988); da Comissão Teológica do Regional Sul 2 (1992-1993); e oficial da Congregação para os Bispos, na Santa Sé (1994-2001). Foi nomeado bispo auxiliar de São Paulo em 28 de novembro de 2001, sendo ordenado bispo em fevereiro do ano seguinte, em Toledo (PR).
Dom Odilo foi secretário-geral da CNBB de 2003 a 2007, ano que foi delegado da V Conferência Geral do Episcopado da América Latina e do Caribe (2007), nomeado arcebispo de São Paulo (SP) e criado cardeal Presbítero da Santa Igreja Romana, do título de San’ Andrea al Quirinale, no Consistório de 24 de novembro.
Cardeal Odilo é membro do Conselho Permanente da CNBB desde 2007. Na conferência, também foi membro da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé (2007 a 2011) e presidente do Regional Sul 1. Também foi presidente Delegado na XII Assembleia Ordinária do Sínodo dos Bispos (outubro de 2008) e Presidente do Grupo de Trabalhos da CNBB para a comemoração dos 50 anos do Concílio Vaticano II. Atualmente é membro da Comissão Episcopal para o Acordo Brasil-Santa Sé.
Na cúria romana, atuou como membro da Congregação para o Clero; do Conselho do Sínodo dos Bispos; da Comissão de Cardeais para o estudo dos problemas organizativos e econômicos da Santa Sé; do Pontifício Conselho para a Família; da Pontifícia Comissão para a América Latina; da Pontifícia Comissão Cardinalícia para a Supervisão do Instituto para as Obras de Religião; do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização.

Cardeal Scherer é eleito primeiro vice-presidente do Celam

Você pode Gostar de:

Papa anuncia tema da Jornada Mundial da Juventude 2022 em Lisboa

O anúncio foi feito neste sábado, 22, em audiência aos jovens que participaram do Fórum …