Página Inicial / Animação Litúrgica / 15º Domingo do Tempo Comum(14.07)

15º Domingo do Tempo Comum(14.07)

O AMOR QUE GERA CUIDADOS A TODOS, AO PRÓXIMO E AOS MARGINALIZADOS.

14 de julho de 2019
DÉCIMO QUINTO DOMINGO DO TEMPO COMUM
Cor Litúrgica: Verde
A.: Irmãos e irmãs, Cristo, o nosso Bom Samaritano, nos ensina a superar a cultura da indiferença por meio
da vivência do amor e da misericórdia que se expressam na ternura oportuna dos gestos de compaixão.
Caminhando rumo ao nosso jubileu arquidiocesano, renovemos nossa solidariedade fraterna, superando a
cultura da indiferença. Confiantes, iniciemos a nossa celebração.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – (Hinário da CNBB, fasc. 3, p. 123).
R.: ASSIM QUE A TUA GLÓRIA REVELAR-SE, SENHOR, PERANTE A HISTÓRIA, TUA FACE CONTEMPLAREI/
1. Alegrai-vos no Senhor! Quem é bom, venha louvar! Peguem logo o violão e o pandeiro pra tocar. Para
ele um canto novo. Vamos, gente, improvisar./ 2. Ele cumpre o que promete: Podem nele confiar! Ele ama
o que é direito e ele sabe bem julgar. Sua palavra fez o céu, fez a terra e fez o mar./ 3. Ele faz do mar um
açude e governa os oceanos. Toda a terra a ele teme, mesmo os corações humanos. Tudo aquilo que ele
diz, não nos causa desenganos./ 4. Põe abaixo os planos todos. Desses povos poderosos. E derruba os
pensamentos dos malvados orgulhosos. Mas os planos que ele faz vão sair vitoriosos.
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: O
Deus da esperança, que nos cumula de toda alegria e paz em nossa fé, pela ação do Espírito Santo, esteja
convosco! TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. ATO PENITENCIAL – P.: O Senhor Jesus, que nos convida à mesa da Palavra e da Eucaristia, nos chama à
conversão. Reconheçamos ser pecadores e invoquemos com confiança a misericórdia do Pai. (Pausa).
Tende compaixão de nós, Senhor. TODOS: PORQUE SOMOS PECADORES. P.: Manifestai, Senhor, a Vossa
misericórdia. TODOS: E DAI-NOS A VOSSA SALVAÇÃO. P.: Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós,
perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. TODOS: AMÉM. P.: Senhor, tende piedade de nós.
TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Cristo, tende piedade de nós. TODOS: CRISTO, TENDE
PIEDADE DE NÓS. P.: Senhor, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS.
4. HINO DE LOUVOR – Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados! Senhor Deus,
Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos
glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória! Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor
Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós! Vós
que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica! Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de
nós! Só Vós sois o Santo, só Vós o Senhor, só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória
de Deus Pai. Amém.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Ó Deus, que mostrais a luz da verdade aos que erram para
retomarem o bom caminho, dai a todos os que professam a fé rejeitar o que não convém ao cristão, e
abraçar tudo o que é digno desse nome. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito
Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Meus irmãos, a Palavra de Deus nos leva a imitar Sua compaixão para com todos. Ouçamos
atentamente.
6. 1ª LEITURA (Dt 30, 10-14) – Leitura do Livro do Deuteronômio.
Moisés falou ao povo, dizendo: 10Ouve a voz do Senhor teu Deus, e observa todos os seus mandamentos e
preceitos, que estão escritos nesta lei. Converte-te para o Senhor teu Deus com todo o teu coração e com
toda a tua alma. 11Na verdade, este mandamento que hoje te dou não é difícil demais, nem está fora do
teu alcance. 12Não está no céu, para que possas dizer: ‘Quem subirá ao céu por nós para apanhá-lo? Quem
no-lo ensinará para que o possamos cumprir?’ 13Nem está do outro lado do mar, para que possas alegar:
‘Quem atravessará o mar por nós para apanhá-lo? Quem no-lo ensinará para que o possamos cumprir?’
14Ao contrário, esta palavra está bem ao teu alcance, está em tua boca e em teu coração, para que a
possas cumprir. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. SALMO RESPONSORIAL – (Do Salmo 68/69) R.: HUMILDES, BUSCAI A DEUS E ALEGRAI-VOS: O VOSSO
CORAÇÃO REVIVERÁ! (BIS) / 1. Por isso elevo para vós minha oração, neste tempo favorável, Senhor Deus!
Respondei-me pelo vosso imenso amor, pela vossa salvação que nunca falha! Senhor, ouvi-me, pois suave
é vossa graça, ponde os olhos sobre mim com grande amor!/ 2. Pobre de mim, sou infeliz e sofredor! Que
vosso auxílio me levante, Senhor Deus! Cantando, eu louvarei o vosso nome e agradecido exultarei de
alegria!/ 3. Humildes, vede isso e alegrai-vos e vosso coração reviverá, se procurardes o Senhor
continuamente! Pois nosso Deus atende à prece dos seus pobres e não despreza o clamor de seus cativos./
4. Sim, Deus virá e salvará Jerusalém, reconstruindo as cidades de Judá. A descendência de seus servos há
de herdá-las, e os que amam o santo nome do Senhor dentro delas fixarão sua morada.
8. 2ª LEITURA (Cl 1, 15-20) – Leitura da Carta de São Paulo aos Colossenses.
15Cristo é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação, 16pois por causa dele, foram criadas
todas as coisas no céu e na terra, as visíveis e as invisíveis, tronos e dominações, soberanias e poderes.
Tudo foi criado por meio dele e para ele. 17Ele existe antes de todas as coisas e todas têm nele a sua
consistência. 18Ele é a Cabeça do corpo, isto é, da Igreja. Ele é o Princípio, o Primogênito dentre os mortos;
de sorte que em tudo ele tem a primazia, 19porque Deus quis habitar nele com toda a sua plenitude 20e por
ele reconciliar consigo todos os seres, os que estão na terra e no céu, realizando a paz pelo sangue da sua
cruz. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA!/ Ó Senhor, vossas palavras são espírito
e vida; as palavras que dizeis bem que são de eterna vida!
10. EVANGELHO – (Lc 10, 25-37) – P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.:
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Lucas. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.: Naquele tempo, 25Um mestre da Lei se levantou e, querendo pôr Jesus em dificuldade, perguntou:
“Mestre, que devo fazer para receber em herança a vida eterna?” 26Jesus lhe disse: “O que está escrito na
Lei? Como lês?” 27Ele então respondeu: “Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração e com toda a
tua alma, com toda a tua força e com toda a tua inteligência; e ao teu próximo como a ti mesmo!” 28Jesus
lhe disse: “Tu respondeste corretamente. Faze isso e viverás”. 29Ele, porém, querendo justificar-se, disse a
Jesus: “E quem é o meu próximo?” 30Jesus respondeu: “Certo homem descia de Jerusalém para Jericó e
caiu nas mãos de assaltantes. Estes arrancaram-lhe tudo, espancaram-no, e foram-se embora deixando-o
quase morto. 31Por acaso, um sacerdote estava descendo por aquele caminho. Quando viu o homem,
seguiu adiante, pelo outro lado. 32O mesmo aconteceu com um levita: chegou ao lugar, viu o homem e
seguiu adiante, pelo outro lado. 33Mas um samaritano que estava viajando, chegou perto dele, viu e sentiu
compaixão. 34Aproximou-se dele e fez curativos, derramando óleo e vinho nas feridas. Depois colocou o
homem em seu próprio animal e levou-o a uma pensão, onde cuidou dele. 35No dia seguinte, pegou duas
moedas de prata e entregou-as ao dono da pensão, recomendando: “Toma conta dele! Quando eu voltar,
vou pagar o que tiveres gasto a mais”. E Jesus perguntou: 36“Na tua opinião, qual dos três foi o próximo do
homem que caiu nas mãos dos assaltantes?” 37Ele respondeu: “Aquele que usou de misericórdia para com
ele”. Então Jesus lhe disse: “Vai e faze a mesma coisa”. Palavra da Salvação. TODOS: GLÓRIA A VÓS,
SENHOR!
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, criador do céu e da terra e em Jesus Cristo, seu
único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria,
padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou
ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar
os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na
remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos e irmãs, apresentemos nossas preces ao Senhor, que revela Sua face
amorosa na pessoa de Jesus Cristo, e digamos com confiança: Senhor, escutai a nossa prece!
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
1) Pelo Santo Padre, o Papa Francisco, para que continue nos ajudando a perceber os sinais da
misericórdia divina no dia a dia da nossa história, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
2) Por nosso Bispo auxiliar, Dom Décio  que está comemorando o aniversário de sua
ordenação episcopal, para que possa sempre contar com nossas orações e apoio no testemunho do
Evangelho, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
3) Pelos governantes de nosso país, para que estejam sempre atentos e comprometidos com a promoção
da vida, da saúde, da educação e da justiça, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
4) Por todos nós aqui reunidos, para que, neste Ano Jubilar Arquidiocesano, mediante a vivência da
caridade, nas suas variadas formas e exigências, saibamos demonstrar ao nosso próximo o acolhimento
e a ternura de Cristo, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
(Preces Espontâneas)
P.: Senhor, concedei-nos a força do Vosso amor, para que possamos manifestá-lo ao nosso próximo. Por
Cristo, nosso Senhor.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE OFERTAS – (cf. CD Liturgia VI, ano A, faixa 23)
1. A mesa santa que preparamos, mãos que se elevam a Ti, ó Senhor. O pão e o vinho, frutos da terra, duro
trabalho, carinho e amor: Ô, ô, ô, recebe, Senhor! Ô, ô, recebe, Senhor!/ 2. Flores, espinhos, dor e alegria,
pais, mães e filhos diante do altar. A nossa oferta em nova festa, a nossa dor vem, Senhor, transformar! Ô,
ô, ô, recebe, Senhor! Ô, ô, recebe, Senhor!/ 3. A vida nova, nova família, que celebramos, aqui tem lugar.
Tua bondade vem com fartura, é só saber reunir, partilhar. Ô, ô, ô, recebe, Senhor! Ô, ô, recebe, Senhor!
15. P.: Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Acolhei, ó Deus, as oferendas da vossa Igreja em oração, e fazei
crescer em santidade os fiéis que participam deste sacrifício. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA PARA DIVERSAS CIRCUNSTÂNCIAS VI D – Jesus que passa fazendo o bem – MR
(p. 860) –
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – (Hinário da CNBB, fasc. 3, p. 370).
R.: SE EU NÃO TIVER AMOR, EU NADA SOU, SENHOR! SE EU NÃO TIVER AMOR, EU NADA SOU,
SENHOR!/ 1. O amor é compassivo, o amor é serviçal, o amor não tem inveja, o amor não busca o mal./ 2.
O amor nunca se irrita, não é nunca descortês, o amor não é egoísta, o amor nunca é dobrez./ 3. O amor
tudo desculpa, o amor é caridade, não se alegra na injustiça, é feliz só na verdade./ 4. O amor suporta
tudo, o amor em tudo crê. O amor guarda a esperança, o amor sempre é fiel./ 5. Nossa fé, nossa esperança
junto a Deus terminarão: mas o amor será eterno, o amor não passará.
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Alimentados pela vossa Eucaristia, nós vos
pedimos, ó Deus, que cresça em nós a vossa salvação cada vez que celebramos este mistério. Por Cristo,
nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
RITOS FINAIS
22. BREVES AVISOS
23. BÊNÇÃO FINAL

Preparando a Partilha da Palavra
A parábola do “bom samaritano” brotou do coração de Jesus porque andava pela Galileia muito atento aos mendigos e doentes que via nas valetas dos caminhos. Queria ensinar a todos a andar pela vida com “compaixão”, mas pensava sobretudo nos dirigentes religiosos. Na valeta de um caminho perigoso um homem assaltado e roubado foi abandonado “quase morto”. Felizmente, chega pelo caminho um sacerdote e depois um levita. Ambos pertencem ao mundo oficial do templo. São pessoas religiosas. Sem dúvida terão piedade dele. Mas isto não acontece. Ao ver o ferido, os dois fecham os olhos e o coração. Para eles é como se aquele homem não existisse: “Dão uma volta e passam ao largo”, sem deter-se. Ocupados em sua piedade e em seu culto a Deus, seguem seu caminho. Sua preocupação não são os que sofrem. No horizonte aparece um terceiro viajante. Não é sacerdote nem levita. Não vem do templo nem sequer pertence ao povo escolhido. É um desprezível “samaritano”. Dele pode-se esperar o pior. No entanto, ao ver o ferido, “suas entranhas se comovem”. Não passa ao largo. Aproxima-se dele e faz tudo o que pode: desinfeta-lhes as feridas, cuida delas e as venda. Depois o leva em sua montaria para a hospedaria. Ali cuida dele pessoalmente e toma providências para que continuem a atende-lo. É difícil imaginar um apelo mais provocante de Jesus a seus seguidores, e de maneira direta aos dirigentes religiosos. Não basta que na Igreja haja instituições, organismos e pessoas que estejam junto aos que sofrem. É toda a Igreja que deve aparecer publicamente como a instituição mais sensível e comprometida com os que sofrem física e moralmente. Se à Igreja não se lhe comovem as entranhas diante dos feridos que jazem nas sarjetas, tudo o que ela fizer e disser será bastante irrelevante. Só a compaixão pode tornar hoje a Igreja de Jesus mais humana e mais digna de crédito.

LEITURAS DA SEMANA
Seg.: S. Boaventura BDr, mem. Ex 1, 8-14.22 ; Sl 123 (124); Mt 10,34 – 11,1
Ter.: Nossa Senhora do Carmo, Festa; Zc 2, 14-17; Cânt.: Lc 1, 46-47. 48-49. 50-51. 52-53. 54-55 (R/. 49); Mt 12, 46-50
Qua.: Bv. Inácio de Azevedo Presb. e Comps.; Ex 3, 1-6.9-12; Sl 102 (103); Mt 11,25-27
Qui.: Ex 3, 13-20; Sl 104 (105); Mt 11,28-30
Sex.: Ex 11, 10-12,14; Sl 115 (116); Mt 12,1-8
Sab.: Ex 12, 37-42; Sl 135 (136); Mt 12,14-21
DÉCIMO QUINTO DOMINGO DO TEMPO COMUM
3ª semana do Saltério

Você pode Gostar de:

2º Domingo da Páscoa (28.04)

“BEM-AVENTURADOS OS QUE CRERAM SEM TEREM VISTO!” (Jo 20,29b) Festa da Divina Misericórdia 28 de …