Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia – 18º Domingo Comum 04.08.2019

Liturgia – 18º Domingo Comum 04.08.2019

“Quando Cristo aparecer em sua glória, então, aparecereis, com Ele, revestidos de glória”

1.Acolhida – Reunimos para celebrar a Eucaristia, cumprindo o seu Mandamento: “Fazei isso em minha memória! Chegamos na igreja colo indivíduos, mas, ao entrar nela, somos Assembleia santa! E Jesus Cristo está em nosso meio como cabeça da Igreja e convidados a participar no seu Mistério!
Tomemos consciência que é Jesus quem nos convida para participar deste Mistério eucarístico; somos envolvidos pela luz divina do próprio Cristo! Vamos esquecer, melhor, recordar nossa semana passada no trabalho e na luta pelo pão de cada dia e ofereçamos este sacrifício, certamente, válido para nossa salvação. Retornaremos para nossas casas com a certeza de termos sido alimentados, transformados, cristificados pela recepção do Corpo e Sangue de nosso salvador, Jesus Cristo.
Não podemos passar um tempo na igreja, pensando nos negócios, como o homem do Evangelho, que demoliu seus celeiros e construiu novos procurando descanso e tranquilidade…, pois o Senhor lhe recordou que Ele pode cortar-lhe o fio da meada e convoca-lo para a eternidade! Para quem ficará o trigo que ele guardou nos novos celeiros?

2.Palavra de Deus
Ecl 1,2;2,21-23 – A palavra vaidade significa “ousa de pouco ou nenhum valor”! É uma visão crítica do profeta ironizando o acúmulo de riqueza por parte daqueles senhores que perderam a fé nas Palavras e Promessas de Javé! A preocupação com os “bens materiais mal adquiridos” roubam a paz da alma e prejudicam até o sono que deveria ser restaurador!
Col 3,1-5.9-11 – Nós somos cristãos, revestidos da glória de Cristo ressuscitado, não podemos teimar em viver de acordo como “velho homem”, manchado pelo pecado! Celebrar a Eucaristia é oportunidade de alimentar a vida divina em nossa vida carnal. Fomos recriados pelo poder de Jesus, restaurados na vida de filhos adotivos do Pai celestial! Não estraguemos a obra prima de nosso Deus!
Lc 12,13-21 – A tentação para o ser humano é acumular bens, quase sempre, mal adquiridos! A vida eterna não é resgatada com bens materiais, mas com o Sangue preciosíssimo de Jesus Cristo! A morte não tem resgate mediante bens materiais! E na morte, com quem ficarão os bens materiais escondidos nos paraísos fiscais? Disse Jesus disse: “Louco! Com quem ficará o que tu acumulaste?” Sejamos ricos de Deus! Apenas de Deus

3.Reflexão
No tempo do domínio grego sobre Israel, algumas famílias acumulavam a riqueza toda do império e a população pobre acumulava apenas sofrimentos! Esse não era e, ainda hoje, continua não sendo o mundo que Deus quer para o ser humano! A proposta do mundo capitalista é proposta de morte, inclusive, para os ricos e poderosos! Jesus nos fez uma proposta de vida e de vida em plenitude para todos. A proposta de morte não vem de Deus! Quem quer a morte para a criatura humana é o demônio! Ele continua mentido como sempre (Jo 8,44). Deus quer a vida e a vida em plenitude para o ser humano (Jo 10,10).
O Apóstolo Paulo recomenda-nos viver como ressuscitados, imitando Jesus que nos deu vida nova. Procuremos as coisas do alto, as coisas de Deus, preparando-nos para a vida eterna. Os antigos cristãos meditavam seguidamente os “Novíssimos”: A vida se resume em quatro elementos: “morte, juízo, inferno, paraíso”! Pensemos que Deus nos fez e nos resgatou para o paraíso e não para a morte e o inferno! A morte é inevitável, o juízo está nas mãos de Deus e o inferno ou o paraíso é consequência de nossas escolhas! Deus não manda ninguém para o inferno. O inferno é a escolha que nós mesmos podemos fazer mediante nossas obras! Inferno não é uma decisão divina, mas é o prolongamento eterno de uma vida sem Deus, escolhida por nós desde aqui na terra?
Nós, brasileiros, estamos acostumados com o “jeitinho”, mas Deus desconhece este estratagema brasileiro! Deus é a Verdade e a Transparência absolutas. Não brinquemos quando se trata da vida eterna, pois, não vai haver “uma segunda chance”!

Frei Carlos Zagonel

Você pode Gostar de:

Aniversário de nascimento de São João Bosco

A Paróquia São João Bosco convida toda a Arquidiocese de Cuiabá para celebrar o aniversário …