Página Inicial / Animação Litúrgica / 25º Domingo do Tempo Comum(22.09)

25º Domingo do Tempo Comum(22.09)

“VÓS NÃO PODEIS SERVIR A DEUS E AO DINHEIRO” (Lc 16,13)

22 de setembro de 2019
VIGÉSIMO QUINTO DOMINGO DO TEMPO COMUM
ANO C Cor litúrgica: Verde
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – (Hinário da CNBB, fasc. 3, p. 127)
R.: EU SOU A SALVAÇÃO DO POVO MEU, DO POVO MEU, QUEM DIZ É O SENHOR. SE O POVO POR MIM
CLAMA, SEU DEUS SEREI E OUVIREI PARA SEMPRE O SEU CLAMOR./ 1. Quem confia no Senhor, é qual
monte de Sião: não tem medo, não se abala, está bem firme no seu chão./ 2. As montanhas arrodeiam a
feliz Jerusalém. O Senhor cerca seu povo, para não temer ninguém./ 3. A mão dura dos malvados não
esmague as criaturas, para os justos não mancharem suas mãos em aventuras./ 4. Venha a paz para o teu
povo, o teu povo de Israel. Venha a paz para o teu povo, pois tu és um Deus fiel!
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: O
Deus da esperança, que nos cumula de toda alegria e paz em nossa fé, pela ação do Espírito Santo, esteja
convosco! TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. ATO PENITENCIAL – P.: O Senhor disse: “Quem dentre vós estiver sem pecado, atire a primeira pedra”.
Reconheçamo-nos todos pecadores e perdoemo-nos mutuamente do fundo do coração. (pausa). P.:
Senhor, que na água e no Espírito nos regenerastes à vossa imagem, tende piedade de nós. TODOS:
Senhor, tende piedade de nós. P.: Cristo, que enviais o vosso Espírito para criar em nós um coração novo,
tende piedade de nós. TODOS: Cristo, tende piedade de nós. P.: Senhor, que nos tornastes participantes
do vosso Corpo e do vosso Sangue, tende piedade de nós. TODOS: Senhor, tende piedade de nós. P.: Deus
todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. TODOS:
AMÉM.
4. HINO DE LOUVOR – Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados! Senhor Deus,
Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos
glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória! Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor
Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós! Vós
que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica! Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de
nós! Só Vós sois o Santo, só Vós o Senhor, só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória
de Deus Pai. Amém.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) Ó Pai, que resumistes toda a lei no amor a Deus e ao próximo,
fazei que, observando o vosso mandamento, consigamos chegar um dia à vida eterna. Por nosso Senhor
Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Irmãos, Jesus Cristo, sendo rico, fez-Se pobre para nos enriquecer com Sua vida divina. Acolhamos, de
pé, a Palavra que nos conduz à plena verdade.
6. 1ª LEITURA (Am 8,4-7) – Leitura da Profecia de Amós.
4Ouvi isto, vós que maltratais os humildes e causais a prostração dos pobres da terra; 5
vós que andais dizendo: “Quando passará a lua nova, para vendermos bem a mercadoria? E o sábado, para darmos pronta saída ao trigo, para diminuir medidas, aumentar pesos, e adulterar balanças, 6
dominar os pobres com dinheiro e os humildes com um par de sandálias, e para pôr à venda o refugo do trigo?” 7
Por causa da soberba de Jacó, jurou o Senhor: “Nunca mais esquecerei o que eles fizeram”. Palavra do Senhor.
TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. SALMO RESPONSORIAL – (Do Salmo 112/113) – R.: LOUVAI O SENHOR, QUE ELEVA OS POBRES!/ 1.
Louvai, louvai, ó servos do Senhor, louvai, louvai o nome do Senhor! Bendito seja o nome do Senhor, agora
e por toda a eternidade!/ 2. O Senhor está acima das nações, sua glória vai além dos altos céus. Quem
pode comparar-se ao nosso Deus, ao Senhor, que no alto céu tem o seu trono e se inclina para olhar o céu
e a terra?/ 3. Levanta da poeira o indigente e do lixo ele retira o pobrezinho, para fazê-lo assentar-se com
os nobres, assentar-se com os nobres do seu povo.
8. 2ª LEITURA (1 Tm 2,1-8) – Leitura da Primeira Carta de São Paulo a Timóteo.
Caríssimo: 1
Antes de tudo, recomendo que se façam preces e orações, súplicas e ações de graças, por
todos os homens; 2
pelos que governam e por todos que ocupam altos cargos, a fim de que possamos levar
uma vida tranquila e serena, com toda piedade e dignidade. 3 Isto é bom e agradável a Deus, nosso Salvador; 4
ele quer que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade. 5 Pois há
um só Deus, e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus, 6 que se entregou em
resgate por todos. Este é o testemunho dado no tempo estabelecido por Deus, 7 e para este testemunho eu
fui designado pregador e apóstolo, e – falo a verdade, não minto – mestre das nações pagãs na fé e na
verdade. 8Quero, portanto, que em todo lugar os homens façam a oração, erguendo mãos santas, sem ira
e sem discussões. Palavra do Senhor.
TODOS: GRAÇAS A DEUS.
9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA./ Jesus Cristo, sendo rico, se fez pobre,
por amor; para que sua pobreza nos, assim, enriquecesse.
10. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO – (Lc 16, 1-13) – mais longo – P.: O Senhor esteja convosco. TODOS:
ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Lucas. TODOS: GLÓRIA
A VÓS, SENHOR!
P.: Naquele tempo, 1Jesus dizia aos discípulos: “Um homem rico tinha um administrador que foi acusado
de esbanjar os seus bens. 2 Ele o chamou e lhe disse: ‘Que é isto que ouço a teu respeito? Presta contas da
tua administração, pois já não podes mais administrar meus bens’. 3O administrador então começou a
refletir: ‘O senhor vai me tirar a administração. Que vou fazer? Para cavar, não tenho forças; de mendigar,
tenho vergonha. 4 Ah! Já sei o que fazer, para que alguém me receba em sua casa quando eu for afastado
da administração’. 5Então ele chamou cada um dos que estavam devendo ao seu patrão. E perguntou ao
primeiro: ‘Quanto deves ao meu patrão?’ 6Ele respondeu: ‘Cem barris de óleo!’ O administrador disse:
‘Pega a tua conta, senta-te, depressa, e escreve cinquenta!’ 7Depois ele perguntou a outro: ‘E tu, quanto
deves?’ Ele respondeu: ‘Cem medidas de trigo’. O administrador disse: ‘Pega tua conta e escreve oitenta’.
8 E o senhor elogiou o administrador desonesto, porque ele agiu com esperteza. Com efeito, os filhos deste
mundo são mais espertos em seus negócios do que os filhos da luz. 9 E eu vos digo: Usai o dinheiro injusto
para fazer amigos, pois, quando acabar, eles vos receberão nas moradas eternas. 10Quem é fiel nas
pequenas coisas também é fiel nas grandes, e quem é injusto nas pequenas também é injusto nas grandes.
11Por isso, se vós não sois fiéis no uso do dinheiro injusto, quem vos confiará o verdadeiro bem? 12E se não
sois fiéis no que é dos outros, quem vos dará aquilo que é vosso? 13Ninguém pode servir a dois senhores.
Porque ou odiará um e amará o outro, ou se apegará a um e desprezará o outro. Vós não podeis servir a
Deus e ao dinheiro”. Palavra da Salvação.
TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, Criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu
único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria,
padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou
ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar
os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na
remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos e irmãs, servindo ao único Deus verdadeiro, peçamos-Lhe que atenda
às nossas súplicas, dizendo: Senhor, escutai a nossa prece!
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
1) Senhor, que confiastes à Vossa Igreja a missão de anunciar o Vosso amor em todo o mundo, sustentai
os missionários no testemunho da justiça, da verdade e da paz.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
2) Senhor, que recomendais, por meio do apóstolo Paulo, que rezemos pelos nossos governantes,
iluminai as autoridades governamentais do nosso país e ajudai-os na promoção de políticas públicas
que colaborem na superação do desemprego, da fome e da miséria.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
3) Senhor, Vós que sois um Pai atento às nossas necessidades, consolai os desempregados, os doentes e
os presos e fortalecei-os na vivência da esperança.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
4) Senhor, formai a nossa consciência retamente, a fim de que possamos sempre mais Vos servir e amar
sobre todas as coisas, não colocando os bens materiais acima de Vós.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
(Preces Espontâneas)
P.: Concedei-nos, Senhor, a graça de lutarmos corajosamente, a fim de que os bens deste mundo não
sejam causa de discórdia, mas de maior solidariedade. Por Cristo, nosso Senhor.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE OFERTAS – (cf. https://www.paulus.com.br/loja/cd-liturgia-xii-tempo-comum-18-ao-34-dtc-anoc_p_2290.html, faixa 8)
1. Ó Deus, recebe o trigo, moído! Vê como é bom o pão! Seja teu Corpo!/ 2. Ó Deus, recebe a uva pisada!
Vê como é bom o vinho! Seja teu Sangue!/ 3. Ó Deus, recebe a vida da gente! Vê como é boa a lida! Seja
tua oferta.
15. P.: Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Acolhei, ó Deus, nós vos pedimos, as oferendas do vosso povo,
para que possamos conseguir por este sacramento o que proclamamos pela fé. Por Cristo, nosso Senhor.
TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA II – MR (p. 478) – Prefácio dos Domingos do Tempo Comum II – MR (p. 429) –
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – (Hinário da CNBB, fasc. 3, p. 287)
R.: NÃO É POSSÍVEL SERVIR A DOIS SENHORES, COM AGRADO. SE SOMOS DE JESUS CRISTO, O MUNDO
FIQUE DE LADO. SENHOR, DESPREZO AS RIQUEZAS, PRA CAMINHAR A TEU LADO./ 1. Feliz quem teme o
Senhor e ama seus mandamentos. Seus filhos serão valentes, benditos seus descendentes./ 2. Em casa terá
fartura, será sempre dadivoso. Pra quem é bom, é luz forte, bom, misericordioso./ 3. Feliz quem empresta
aos outros e com justiça se porta. Jamais há de tropeçar, ninguém o esquecerá./ 4. Não adianta ter raiva,
nem tramar qualquer vingança. Ao Pai, ao Filho, ao Amor louvemos com canto e dança!
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Ó Deus, auxiliai sempre os que alimentais
com o vosso sacramento para que possamos colher os frutos da redenção na liturgia e na vida. Por Cristo,
nosso Senhor.
TODOS: AMÉM.
RITOS FINAIS
22. BREVES AVISOS
23. BÊNÇÃO FINAL
Preparando a Partilha da Palavra
O profeta Amós clama, indignado, contra gente que no dia santo louvava ao Senhor e no dia seguinte adulterava as balanças para roubar no peso dos produtos que vendia. Amós diz que Deus está atento a todas essas manobras e não esquecerá nenhum desses que lesam o próximo. São Paulo, em sua carta nos convida a fazer orações por todos os homens, especialmente pelos governantes para que promovam o bem comum do povo. O Evangelho nos questiona sobre o bom ou mal uso das riquezas. O texto nos mostra como é fácil nos desviar por maus caminhos levando outros conosco. Os bens materiais, sobretudo o dinheiro, dão a ilusão de poder às pessoas; o poder gera a fama, os primeiros lugares. E basta um passo para o homem transformar a riqueza em dominação sobre os outros. A tentação da exploração dos pobres pelos mais ricos, infelizmente, está muito presente na história do Brasil. Quem tem, quer possuir mais. A exploração perpassa todas as classes sociais, manifestando-se até nas classes carentes. Olhando para o nosso País, percebemos um evidente divórcio entre a fé da esmagadora maioria cristã e a desigualdade social e a exploração econômica. Nós brasileiros somos, tristemente, tomados pelo vício da exploração e da corrupção. Precisamos nos converter para uma atitude de valorização do bem comum. Não podemos nos escravizar aos bens materiais, mas devemos fazer uso deles em favor da promoção da vida pessoal, familiar e da comunidade social. A salvação exige qualidade de vida e como cristãos queremos esta dignidade para todos os seres humanos, pois foi para isso que Cristo veio ao mundo: para salvar a TODOS. Jesus nos ensina que não podemos servir a dois senhores. Servimos a Deus quando vivenciamos a partilha dos bens e dos dons, a solidariedade, a fidelidade, a justiça, o amor ao próximo… Só assim podemos prestar contas ao Senhor dos bens que Ele nos confia. Ou servimos ao dinheiro quando acumulamos bens, riquezas e poder, ou pensamos somente em nossos interesses e ganhar cada vez mais e mais contribuindo para adormecer as consciências. E nós, como estamos vivendo esses ensinamentos de Jesus em nossa comunidade e na sociedade?

LEITURAS DA SEMANA
Seg.: S. Pio de Pietrelcina Presb, memória. Esd 1, 1-6; Sl 125 (126); Lc 8, 16-18
Ter.: Esd 6, 7-8.12b.14-20; Sl 121 (122); Lc 8, 19-21
Qua.: Esd 9, 5-9; Cânt.: Tb 13, 2.3 -4a.4bcd.5.8 (R/.2a); Lc 9, 1-6
Qui.: Ss. Cosme e Damião Mts, MFac. S. Paulo VI, Pp, MFac. Ag 1,1-8; Sl 149; Lc 9, 7-9
Sex.: S. Vicente de Paulo, Pb, memória. Ag, 1-15b – 2,9; Sl 42 (43); Lc 9, 18-22
Sab.: S. Lourenço Ruiz e Comps. Mts., MFac. Zc 2, 5-9.14-15a; Cânt.: Jr 31, 10.11-12ab.13 (R?.10d); Lc 9, 43 b-45
Primeira Semana do Saltério
Vigésimo Quinto Domingo do Tempo Comum

Você pode Gostar de:

15º Domingo do Tempo Comum(14.07)

O AMOR QUE GERA CUIDADOS A TODOS, AO PRÓXIMO E AOS MARGINALIZADOS. 14 de julho …