Página Inicial / Animação Litúrgica / 29º Domingo do Tempo Comum(20.10)

29º Domingo do Tempo Comum(20.10)

PERSEVERAR NA ORAÇÃO E NO TESTEMUNHO: CAMINHO PARA A JUSTIÇA E O BEM COMUM

VIGÉSIMO NONO DOMINGO DO TEMPO COMUM .ANO C
DIA MUNDIAL DAS MISSÕES E DA OBRA PONTIFÍCIA DA INFÂNCIA MISSIONÁRIA
MÊS MISSIONÁRIO EXTRAORDINÁRIO
Cor litúrgica: Verde
A.: Irmãos amados, na vivência deste Mês Missionário Extraordinário, celebrando hoje o Dia Mundial das
Missões e da Infância Missionária, somos convocados a promover iniciativas para difundir a cultura
missionária na Igreja, visando fortalecer a oração e o apoio concreto aos missionários e suas atividades.
Jubilosos, iniciemos a nossa celebração.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – (https://www.paulus.com.br/loja/cd-liturgia-VII-tempo-comum-ano-a-20-ao-34-
dtc_p_2300.html, faixa 14)B
R.: EXULTE DE ALEGRIA QUEM BUSCA A DEUS, QUEM BUSCA A DEUS, QUEM BUSCA A DEUS, SUA FACE É
TUDO O QUE EU QUERIA! / 1. Que se abram teus ouvidos ao clamor dos meus pedidos! Se dos erros vais
lembrar, quem, Senhor, vai aguentar? Porque há em ti perdão, todos te respeitarão! / 2. No Senhor
minh’alma espera, eu confio em sua palavra. O vigia espera o sol, eu espero o meu Senhor. Seu amor, sua
piedade nos libertam da maldade! / 3. Ao bondoso Pai cantemos, a Jesus nos confiemos! No Espírito
cantemos, uns aos outros consolemos. Ao Deus vivo celebremos e um louvor, contritos, demos!
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: A
graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco.
TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. ATO PENITENCIAL – P.: Irmãos e irmãs, reconheçamos as nossas culpas para celebrarmos dignamente os
santos mistérios. (Pausa). Senhor, que viestes salvar os corações arrependidos, tende piedade de nós.
TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Cristo, que viestes chamar os pecadores humilhados, tende
piedade de nós. TODOS: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Senhor, que intercedeis por nós, junto a
Deus Pai que nos perdoa, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Deus de
bondade e misericórdia, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.
TODOS: AMÉM.
4. HINO DE LOUVOR – Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados! Senhor Deus,
Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos
glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória! Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor
Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós! Vós
que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica! Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de
nós! Só Vós sois o Santo, só Vós o Senhor, só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória
de Deus Pai. Amém.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) Deus eterno e todo-poderoso, dai-nos a graça de estar sempre
ao vosso dispor e vos servir de todo o coração. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do
Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Meus irmãos, a oração humilde e perseverante deve ser acompanhada da vivência e do anúncio da
Palavra de Deus. Ouçamos com atenção as leituras de hoje.
6. 1ª LEITURA (Ex 17, 8-13) – Leitura do Livro do Êxodo.
Naqueles dias, 8 os amalecitas vieram atacar Israel em Rafidim. 9Moisés disse a Josué: “Escolhe alguns
homens e vai combater contra os amalecitas. Amanhã estarei, de pé, no alto da colina, com a vara de Deus
na mão”. 10Josué fez o que Moisés lhe tinha mandado e combateu os amalecitas. Moisés, Aarão e Ur
subiram ao topo da colina. 11E, enquanto Moisés conservava a mão levantada, Israel vencia; quando
abaixava a mão, vencia Amalec. 12Ora, as mãos de Moisés tornaram-se pesadas. Pegando então uma
pedra, colocaram-na debaixo dele para que se sentasse, e Aarão e Ur, um de cada lado, sustentavam as
mãos de Moisés. Assim, suas mãos não se fatigaram até ao pôr do sol, 13e Josué derrotou Amalec e sua
gente a fio de espada. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. SALMO RESPONSORIAL – (DO SALMO 120/121) – R.: DO SENHOR E QUE ME VEM O MEU SOCORRO, DO
SENHOR QUE FEZ O CÉU E FEZ A TERRA./ 1. Eu levanto os meus olhos para os montes, de onde pode vir o
meu socorro? “Do Senhor é que me vem o meu socorro, do Senhor que fez o céu e fez a terra!”/ 2. Ele não
deixa tropeçarem os meus pés e não dorme quem te guarda e te vigia. Oh! Não! Ele não dorme, nem
cochila, aquele que é o guarda de Israel!/ 3. O Senhor é o teu guarda, o teu vigia, é uma sombra protetora
à tua direita. Não vai ferir-te o sol durante o dia, nem a lua através de toda a noite./ 4. O Senhor te
guardará de todo o mal, ele mesmo vai cuidar da tua vida! Deus te guarda na partida e na chegada. Ele te
guarda, desde agora e para sempre!
8. 2ª LEITURA (2 Tm 3, 14-4,2) – Leitura da Segunda Carta de São Paulo a Timóteo.
Caríssimo: 14Permanece firme naquilo que aprendeste e aceitaste como verdade; tu sabes de quem o
aprendeste. 15Desde a infância conheces as Sagradas Escrituras: elas têm o poder de te comunicar a
sabedoria que conduz à salvação pela fé em Cristo Jesus. 16Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para
ensinar, para argumentar, para corrigir e para educar na justiça, 17a fim de que o homem de Deus seja
perfeito e qualificado para toda boa obra. 4,1Diante de Deus e de Cristo Jesus, que há de vir a julgar os vivos
e os mortos, e em virtude da sua manifestação gloriosa e do seu Reino, eu te peço com insistência:
2 proclama a palavra, insiste oportuna ou importunamente, argumenta, repreende, aconselha, com toda a
paciência e doutrina. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA./ A Palavra de Deus é viva e
eficaz em suas ações; penetrando os sentimentos, vai ao íntimo dos corações.
10. EVANGELHO – (Lc 18, 1-8) – P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.:
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.: Naquele tempo, 1
Jesus contou aos discípulos uma parábola, para mostrar-lhes a necessidade de rezar
sempre, e nunca desistir, dizendo: 2
“Numa cidade havia um juiz que não temia a Deus, e não respeitava
homem algum. 3Na mesma cidade havia uma viúva, que vinha à procura do juiz, pedindo: ‘Faze-me justiça
contra o meu adversário!’ 4Durante muito tempo, o juiz se recusou. Por fim, ele pensou: ‘Eu não temo a
Deus, e não respeito homem algum. 5Mas esta viúva já me está aborrecendo. Vou fazer-lhe justiça, para
que ela não venha a agredir-me!” 6
E o Senhor acrescentou: “Escutai o que diz este juiz injusto. 7
E Deus, não
fará justiça aos seus escolhidos, que dia e noite gritam por ele? Será que vai fazê-los esperar? 8
Eu vos digo
que Deus lhes fará justiça bem depressa. Mas o Filho do homem, quando vier, será que ainda vai encontrar
fé sobre a terra?” Palavra da Salvação. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, Criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu
único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria,
padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou
ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar
os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na
remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO DOS FIÉIS
P.: Irmãos e irmãs, Cristo vive eternamente para interceder por nós, e dá a salvação àqueles que, por Seu
intermédio, se aproximam de Deus. Digamos juntos: Senhor, ouvi-nos!
TODOS: SENHOR, OUVI-NOS!
1) Fortalecei, Senhor, a Vossa Igreja, a fim de que seja sempre fiel na vivência da vocação missionária, e
por meio da sua ação, colabore na expansão do Vosso Reino até os confins da terra.
TODOS: SENHOR, OUVI-NOS!
2) Ajudai, Senhor, os governantes de todas as Nações a fazerem dos seus mandatos uma missão, a fim de
que cumpram as suas funções promovendo a paz e a superação das desigualdades.
TODOS: SENHOR, OUVI-NOS!
3) Suscitai, Senhor, em todos nós, o bom hábito da oração, para que sejamos fiéis à escuta da Vossa
Palavra e perseverantes no aprendizado da esperança.
TODOS: SENHOR, OUVI-NOS!
4) Abençoai, Senhor, todas as iniciativas missionárias de nossa Arquidiocese e inspirai-nos a percorrer as
periferias do nosso Estado anunciando os sinais do Vosso amor.
TODOS: SENHOR, OUVI-NOS!
(Preces Espontâneas):
P.: Inspirai, Senhor, as nossas ações e ajudai-nos a realizá-las, para que em Vós comece e termine tudo
aquilo que fizermos. Por Cristo, Nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE OFERTAS – (https://www.paulus.com.br/loja/cd-liturgia-vii-tempo-comum-ano-a-20-ao-34-
dtc_p_2300.html, faixa 12)
1. Bendito seja Deus Pai, do universo criador, pelo pão que nós recebemos, foi de graça e com amor./ R.: O
HOMEM QUE TRABALHA FAZ A TERRA PRODUZIR. O TRABALHO MULTIPLICA OS DONS QUE NÓS VAMOS
REPARTIR./ 2. Bendito seja Deus Pai, do universo o criador, pelo vinho que nós recebemos, foi de graça e
com amor./ 3. E nós participamos da construção do mundo novo. Com Deus, que jamais despreza nossa
imensa pequenez.
15. P.: Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Dai-nos, ó Deus, usar os vossos dons servindo-vos com liberdade,
para que, purificados pela vossa graça, sejamos renovados pelos mistérios que celebramos em vossa
honra. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA III – MR (pág. 483) – Prefácio dos Domingos do Tempo Comum IX – O dia do
Senhor – MR (pág. 436) –
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – (https://www.paulus.com.br/loja/cd-liturgia-xii-tempo-comum-18-ao-34-
dtc-ano-c_p_2290.html, faixa 11)
R.: NOSSO PAI DE SEUS FILHOS SE LEMBRA E HÁ DE VIR A JUSTIÇA IMPLANTAR. NESTA CEIA, NUM
EXCESSO DE AMOR, A SEUS FILHOS VEM ALIMENTAR./ 1. Minh’alma louva o Senhor, Seu nome seja
louvado! Minh’alma louva o Senhor, por tudo que me tem dado. Me cura as enfermidades e me perdoa os
pecados. / 2. Me tira da triste morte, me dá carinho e amor. Com sua misericórdia do abismo me retirou. E,
como se eu fosse águia, vem renovar meu vigor./ 3. Consegue fazer justiça a todos os oprimidos. Guiou
Moisés no deserto e Israel escolhido. Tem pena, tem compaixão e não se sente ofendido.
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Dai-nos, ó Deus, colher os frutos da nossa
participação na Eucaristia para que, auxiliados pelos bens terrenos, possamos conhecer os valores eternos.
Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.

21. ORAÇÃO PARA O MÊS MISSIONÁRIO EXTRAORDINÁRIO
Pai Nosso, o Teu Filho unigênito Jesus Cristo, ressuscitado dentre os mortos, confiou aos Seus discípulos o
mandato: “Ide e fazei discípulos todos os povos”. Recorda-nos que, pelo Batismo, tornamo-nos
participantes da missão da Igreja. Pelos dons do Espírito Santo, concede-nos a graça de sermos
testemunhas do Evangelho, corajosos e vigilantes, para que a missão confiada à Igreja, ainda longe de estar
realizada, encontre novas e eficazes expressões que levem vida e luz ao mundo. Ajuda-nos, Pai Santo,
a fazer com que todos os povos possam encontrar-se com o amor e a misericórdia de Jesus Cristo, Ele que
é Deus convosco, vive e reina na unidade do Espírito Santo, agora e para sempre. Amém!
RITOS FINAIS
22. BREVES AVISOS
23. BÊNÇÃO FINAL – Tempo Comum IV- MR (p. 525)
P.: O Senhor esteja convosco.
TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS.
P.: Que o Deus de toda consolação disponha na sua paz os vossos dias e vos conceda as suas bênçãos.
TODOS: AMÉM.
P.: Sempre vos liberte de todos os perigos e confirme os vossos corações em seu amor.
TODOS: AMÉM.
P.: E assim, ricos em esperança, fé e caridade, possais viver praticando o bem e chegar felizes à vida
eterna.
TODOS: AMÉM.
P.: Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo.
TODOS: AMÉM.
P.: Ide em paz e o Senhor vos acompanhe!
TODOS: GRAÇAS A DEUS.

Preparando a Partilha da Palavra
A mensagem da liturgia deste domingo é a oração. A primeira leitura mostra que Deus se faz presente no compromisso com a comunidade por intermédio de Moisés que, de mãos levantadas, intercede por seu povo. A segunda leitura exalta a Palavra de Deus, apresentando-a como útil para ensinar, corrigir e formar segundo a justiça. O Evangelho nos convida a orar sem desanimar, pois quem reza não perde a esperança, e quando o Senhor vier para fazer justiça, será encontrado em vigilante espera. O episódio narrado na primeira leitura de hoje contém uma lição muito válida: ensina-nos que, para atingir objetivos superiores às nossas forças, precisamos orar sem cessar, a exemplo de Moisés que ora a Deus por seu povo que luta pela sobrevivência. A ação eficaz de Deus dá a vitória a seu povo. A mensagem da 1ª leitura torna-se oração no Salmo 120, onde a comunidade inteira e cada fiel encontram nesta atitude de abandono confiante a certeza de um auxílio contínuo. Na segunda leitura da Carta de São Paulo a Timóteo, provavelmente escrita entre o final do século I e o início do II, começam a agravar as perseguições aos cristãos, e também a fé da comunidade começa a perder forças. E para encorajá-la Paulo reforça a necessidade de perseverar na oração e faz um apelo a prosseguir lutando, acreditando que a Palavra de Deus tem a sua eficácia e que cedo ou tarde ela produzirá muitos frutos na vida de quem a ouve. E nas Sagradas Escrituras, encontramos a via pela qual é comunicada a sabedoria de Deus à nossa vida. Hoje Jesus nos apresenta um ensinamento sobre o valor de nossa súplica para nossa vida e vivência do Evangelho. Jesus conta a parábola da viúva insistente e do juiz injusto que a atende, não para fazer justiça, mas para evitar aborrecimentos. Porém, Deus não é como esse juiz, ele atende os nossos pedidos quando nossa oração for expressão da busca do bem comum e da justiça. A oração, segundo o evangelho, é o recurso de que dispomos para estabelecermos mais intimidade com o Senhor e desse modo nos engajarmos na comunidade eclesial e na história até que ele venha. Concluímos que a oração que chega ao coração de Deus é aquela que parte do senso da justiça, do anseio pelo resgate dos direitos dos que são injustiçados. Não é uma petição de coisas a mais, nem de supérfluos, para atender os caprichos pessoais. A oração ouvida por Deus é aquela que busca o bem comum, com o qual a pessoa já está comprometida. Quem só pensa em si mesmo não se sintoniza com Deus.

LEITURAS DA SEMANA
Seg: Rm 4, 20-25; Lc 1, 69-70.71-72.73-75 (R/.cf.68) ; Lc 12,13-21
Ter: S. João Paulo II Pp, memória. Rm 5, 12.15b.17-19.20b-21; Sl 39 (40); Lc 12,35-38
Qua: S. João de Capistrano Presb, MFac. Rm 6, 12-18; Sl 123 (124); Lc 12,49-48
Qui: Sto Antônio Maria Claret B, Mfac. Rm 6, 19-23; Sl 1, 1-2.3.4.6 (R/.Sl 39,5a); Lc 12,49-53
Sex: Sto Antônio de San’Ana Galvão, memória. Rm 7, 18-25a; Sl 118(119); Lc 12,54-59
Sáb.: Rm 8,1-11; Sl 23(24); Lc 13,1-9
Primeira Semana do Saltério
Vigésima Nona Semana do Tempo Comum

Você pode Gostar de:

19º Domingo do Tempo Comum(11.08)

VIGIAR E CAMINHAR NA FÉ À ESPERA DO SENHOR Dia dos Pais e da Vocação …