Página Inicial / Animação Litúrgica / 6º Domingo do Tempo Comum(16.02)

6º Domingo do Tempo Comum(16.02)

Celebração Dominical da Palavra de Deus
Deus nos reúne

16 de fevereiro de 2020
SEXTO DOMINGO DO TEMPO COMUM
ANO A
Cor Litúrgica: Verde
A.: Meus irmãos, a sabedoria divina nos convida a observar a lei do amor como princípio manifestado e
vivido por Jesus, pois, somente na vivência da comunhão com Deus, nós podemos abraçar livremente o
projeto divino que traz alegria para todos. Com muita fé, iniciemos a nossa celebração.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – Hinário do Ano Litúrgico, anexo Ano A, p. 13 – 6º domingo
R.: SÊ A ROCHA QUE ME ABRIGA, CASA FORTE QUE ME SALVA; PARA HONRA DO TEU NOME ÉS O GUIA
QUE ME AMPARA! / 1. Ponho em Deus minha esperança, que eu não seja envergonhado. Já que és justo,
me defende: sei que vou ser libertado. Vem ouvir minha voz, eu estou angustiado. / 2. Sê pra mim uma
rocha firme, Sê pra mim seguro abrigo, Sê pra mim a fortaleza. Me orienta e eu vou contigo, eu te entrego
o meu espírito desde agora, eu te bendigo. / 3. Confiando em tua face, quem é justo segue adiante.
Recebido em tua tenda, proteção terá constante. Sê bendito, meu Senhor, Sê bendito em todo instante. /
4. Eu dizia na afiliação: “Deus não quer saber de mim”. Vejo agora que me ouviu, quando eu reclamei
assim. Santos todos, amem, louvem o Senhor, até o fim!
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: A
graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco.
TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. ATO PENITENCIAL – P.: De coração contrito e humilde, aproximemo-nos do Deus justo e santo, para que
tenha piedade de nós, pecadores. Senhor, que sois a plenitude da verdade e da graça, tende piedade de
nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Cristo, que vos tornastes pobre para nos enriquecer,
tende piedade de nós. TODOS: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Senhor, que viestes para fazer de nós
o vosso povo santo, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Deus todo poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. TODOS:
AMÉM.
4. HINO DE LOUVOR – Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados! Senhor Deus,
Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos
glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória! Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor
Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós! Vós
que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica! Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de
nós! Só Vós sois o Santo, só Vós o Senhor, só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória
de Deus Pai. Amém.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Ó Deus, que prometestes permanecer nos corações sinceros e
retos, dai-nos, por vossa graça, viver de tal modo, que possais habitar em nós. Por nosso Senhor Jesus
Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Meus irmãos, a Palavra de Deus nos ajuda a progredir na acolhida e na vivência da sabedoria divina.
Ouçamos com atenção as leituras de hoje.
6. 1ª LEITURA (Eclo 15, 16-21) – Leitura do Livro do Eclesiástico.
16Se quiseres observar os mandamentos, eles te guardarão; se confias em Deus, tu também viverás.
17Diante de ti, Ele colocou o fogo e a água; para o que quiseres, tu podes estender a mão. 18Diante do
homem estão a vida e a morte, o bem e o mal; ele receberá aquilo que preferir. 19A sabedoria do Senhor é
imensa, ele é forte e poderoso e tudo vê continuamente. 20Os olhos do Senhor estão voltados para os que
o temem. Ele conhece todas as obras do homem. 21Não mandou a ninguém agir como ímpio e a ninguém
deu licença de pecar. – Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. SALMO RESPONSORIAL – (DO SALMO 118/119) R.: FELIZ O HOMEM SEM PECADO EM SEU CAMINHO,
QUE NA LEI DO SENHOR VAI PROGREDINDO! / 1. Feliz o homem sem pecado em seu caminho, que na lei
do Senhor Deus vai progredindo! Feliz o homem que observa seus preceitos, e de todo coração procura a
Deus! / 2. Os vossos mandamentos vós nos destes, para serem fielmente observados. Oxalá seja bem firme
a minha vida em cumprir vossa vontade e vossa lei! / 3. Sede bom com vosso servo e viverei, e guardarei
vossa palavra, ó Senhor. Abri meus olhos, e então contemplarei as maravilhas que encerra a vossa lei! / 4.
Ensinai-me a viver vossos preceitos; quero guardá-los fielmente até o fim! Dai-me o saber, e cumprirei a
vossa lei, e de todo o coração a guardarei.
8. 2ª LEITURA (1 Cor 2, 12. 6-10) – Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios.
Irmãos: 6entre os perfeitos nós falamos de sabedoria, não da sabedoria dos poderosos deste mundo, que,
afinal, estão votados à destruição. 7Falamos, sim, da misteriosa sabedoria de Deus, sabedoria escondida,
que desde a eternidade Deus destinou para nossa glória. 8Nenhum dos poderosos deste mundo conheceu
essa sabedoria. Pois, se a tivessem conhecido, não teriam crucificado o Senhor da glória. 9Mas, como está
escrito, “o que Deus preparou para os que o amam é algo que os olhos jamais viram nem os ouvidos
ouviram nem coração algum jamais pressentiu”. 10A nós Deus revelou esse mistério através do Espírito.
Pois o Espírito esquadrinha tudo, mesmo as profundezas de Deus. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A
DEUS.
9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA. / Eu te louvo, ó Pai santo, Deus do céu,
Senhor da terra: os mistérios do teu Reino aos pequenos, Pai, revelas.
10. EVANGELHO – (Mt 5,17-37) – P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.:
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.: Naquele tempo disse Jesus a seus discípulos: 17“Não penseis que vim abolir a Lei e os Profetas. Não vim
para abolir, mas para dar-lhes pleno cumprimento. 18Em verdade, eu vos digo: antes que o céu e a terra
deixem de existir, nem uma só letra ou vírgula serão tiradas da Lei, sem que tudo se cumpra. 19Portanto,
quem desobedecer a um só destes mandamentos, por menor que seja, e ensinar os outros a fazerem o
mesmo, será considerado o menor no Reino dos Céus. Porém, quem os praticar e ensinar será considerado
grande no Reino dos Céus. 20Porque eu vos digo: Se a vossa justiça não for maior que a justiça dos mestres
da Lei e dos fariseus, vós não entrareis no Reino dos Céus. 21Vós ouvistes o foi dito aos antigos: ‘Não
matarás! Quem matar será condenado pelo tribunal’. 22Eu, porém vos digo: todo aquele que se encoleriza
com seu irmão será réu em juízo; quem disser ao seu irmão ‘patife!’ será condenado pelo tribunal; quem
chamar o irmão de ‘tolo’ será condenado ao fogo do inferno. 23Portanto, quando tu estiveres levando a tua
oferta para o altar, e aí te lembrares que teu irmão tem alguma coisa contra ti, 24deixa a tua oferta aí
diante do altar, e vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão. Só então vai apresentar a tua oferta.
25Procura reconciliar-te com teu adversário, enquanto caminha contigo para o tribunal. Senão o adversário
te entregará ao juiz, o juiz te entregará ao oficial de justiça, e tu serás jogado na prisão. 26Em verdade eu te
digo: daí não sairás, enquanto não pagares o último centavo. 27Ouvistes o que foi dito: ‘Não cometerás
adultério’. 28Eu, porém, vos digo: Todo aquele que olhar para uma mulher, com o desejo de possuí-la, já
cometeu adultério com ela no seu coração. 29Se o teu olho direito é para ti ocasião de pecado, arranca-o e
joga-o para longe de ti! De fato, é melhor perder um de teus membros, do que todo o teu corpo ser jogado
no inferno. 30Se a tua mão direita é para ti ocasião de pecado, corta-a e joga-a para longe de ti! De fato, é
melhor perder um dos teus membros, do que todo o teu corpo ir para o inferno. 31Foi dito também: ‘Quem
se divorciar de sua mulher, dê-lhe uma certidão de divórcio’. 32Eu, porém vos digo: Todo aquele que se
divorcia de sua mulher, a não ser por um motivo de união irregular, faz com que ela se torne adúltera; e
quem se casa com a mulher divorciada comete adultério. 33Vós ouvistes também o que foi dito aos antigos:
‘Não jurarás falso’, mas ‘cumprirás os teus juramentos feitos ao Senhor’. 34Eu, porém, vos digo: Não jureis
de modo algum: nem pelo céu, porque é o trono de Deus; 35nem pela terra, porque é o suporte onde apoia
os seus pés; nem por Jerusalém, porque é a cidade do Grande Rei. 36Não jures tampouco pela tua cabeça,
porque tu não podes tornar branco ou preto um só fio de cabelo. 37Seja o vosso ‘sim’: ‘Sim’, e o vosso
‘não’: ‘Não’ Tudo o que for além disso vem do Maligno”. Palavra da Salvação. TODOS: GLÓRIA A VÓS,
SENHOR!
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu
único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria,
padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou
ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar
os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na
remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos e irmãs em Cristo, oremos a Deus Pai todo-poderoso, para que nos
ajude com a Sua graça a pôr em prática as palavras de Jesus, suplicando, confiantemente: Atendei, Senhor,
a nossa prece!
1) TODOS: ATENDEI, SENHOR, A NOSSA PRECE! Iluminai a Vossa Igreja, Senhor, para que permaneça fiel
na prática dos Vossos mandamentos e no testemunho da fé e da santidade, nós Vos pedimos.
TODOS: ATENDEI, SENHOR, A NOSSA PRECE!
2) Concedei a Vossa sabedoria, Senhor, aos nossos governantes, para que trabalhem em favor dos
cidadãos, promovendo sempre a paz, a justiça e os direitos humanos, nós Vos pedimos.
TODOS: ATENDEI, SENHOR, A NOSSA PRECE!
3) Fazei-nos humildes e firmes nos Vossos preceitos, Senhor, para que nem a nossa própria fraqueza, nem
o desejo de agradar aos outros, nos façam renunciar às exigências do Evangelho, nós Vos pedimos.
TODOS: ATENDEI, SENHOR, A NOSSA PRECE!
4) Amparai, Senhor, a todos os batizados que estão afastados de Vós e da Vossa Igreja, para que
redescubram os valores perenes dos mandamentos, se convertam de seus pecados e se disponham a
seguir a Vós com renovada confiança, nós Vos pedimos.
TODOS: ATENDEI, SENHOR, A NOSSA PRECE!
(Preces Espontâneas)
P.: Ó Deus onipotente, gravai em nós a lei do amor e do perdão, para sermos capazes de viver em
conformidade com o Evangelho do Vosso Filho. Ele que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE OFERTAS – Hinário do Ano Litúrgico, anexo Ano A, p. 14– 6º domingo
R.: A VÓS, SENHOR, APRESENTAMOS ESTES DONS: O PÃO E O VINHO, ALELUIA! 1. Que poderei retribuir
ao Senhor Deus por tudo aquilo que ele fez em meu favor? / 2. Elevo o cálice da minha salvação, invocando
o nome santo do Senhor. / 3. Vou cumprir minhas promessas ao Senhor na presença de seu povo reunido.
/ 4. Por isso oferto um sacrifício de louvor, invocando o nome santo do Senhor.
15. P.: Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Ó Deus, que este sacrifício nos purifique e renove, e seja fonte de
eterna recompensa para os que fazem a vossa vontade. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA III – MR (pág. 483)
Prefácio dos Domingos do Tempo Comum VII: A salvação pela obediência de Cristo – MR (p. 434)-
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – HINÁRIO do Ano Litúrgico, anexo Ano A, p. 12 – 6º domingo
R.: AQUELE QUE FAZ, AQUELE QUE ENSINA OS TEUS MANDAMENTOS, TUA LEI, Ó SENHOR, NO REINO DO
CÉU BEM VISTO SERÁ, NO REINO DO CÉU SERÁ O MAIOR. / 1. Ó meus filhos, escutem o que eu digo pra
aprender o temor do Senhor. Qual o homem que ama sua vida e a seus dias quer dar mais valor? / 2. Tua
língua preserva do mal e não deixes tua boca mentir. Ama o bem e detesta a maldade. Vem a paz procurar
e seguir! / 3. Sobre o justo o Senhor olha sempre, seu ouvido se põe a escutar. Que teus olhos se afastem
dos maus, pois ninguém deles vai se lembrar. / 4. Deus ouviu quando os justos chamaram e livrou-os de
sua aflição. Está perto de quem se arrepende, ao pequeno Ele dá salvação. / 5. Para o justo há momentos
amargos, mas vem Deus pra lhe dar proteção. Ele guarda com amor os seus ossos, nenhum deles terá
perdição. / 6. A malícia do ímpio o liquida, quem persegue o inocente, é arrasado. O Senhor a seus servos
liberta, quem o abraça, não é castigado.
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Ó Deus, que nos fizestes provar as alegrias do
céu, dai-nos desejar sempre o alimento que nos traz a verdadeira vida. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS:
AMÉM.
RITOS FINAIS
22. BREVES AVISOS
23. BÊNÇÃO FINAL
Meditando a Palavra de Deus
A Palavra de Deus, proclamada neste domingo, sempre foi e sempre será muito atual. O desafio maior é crermos que ela é dirigida a cada um de nós. Quando ela é proclamada, é Cristo mesmo que anuncia e faz presente a salvação. No Espírito Santo a acolhemos e generosamente respondemos e entramos nas suas propostas e desafios. Para o cristão ser justo, conforme as exigências de Jesus, não basta observar preceitos, cumprir mandamentos, é necessário viver e realizar o bem proposto em sua Palavra. Praticar a justiça verdadeira é olhar a vida com amor radical. A justiça não depende da observância da Lei, pois é no coração que se decide a atitude mais radical e verdadeira do ser humano. É para aí que devemos dirigir a nossa atenção e escolha. Então os mandamentos de Deus significarão muito mais do que a letra diz, e nos levarão à perfeição de filhos e filhas de Deus. Jesus toma alguns exemplos para deixar claro até onde devem ir a justiça e a misericórdia. Vai até a raiz e mostra que o objetivo da lei é a defesa da vida. Não basta “não matar,” é necessário construir uma sociedade humana, fraterna e solidária, onde a vida seja plena para todos. Não basta “não cometer adultério”; é preciso eliminar o desejo de posse sobre a mulher, extinguir todo machismo, raiz de toda opressão presente nas relações humanas. Não basta “não jurar falso”; temos que promover a convivência fundada na verdade, na integridade, na honestidade, na ética. Não basta multiplicar palavras nas orações, é necessário ter fé na bondade de Deus. Não se pode honrar a Deus, se o irmão é desonrado, pois Deus não está só nos céus, mas também em cada irmão que encontramos, especialmente nos pobres, nos pequenos, nos humildes, naqueles que nós tantas vezes rejeitamos. Só uma pessoa imbuída da sabedoria de Deus e atenta à prática de Jesus será capaz de aceitar o desafio de preparar a mesa e sentar-se com os convivas (convidados) para o banquete do amor, do perdão, da reconciliação, da escuta, do diálogo e da fraternidade que supera todas as discriminações e rejeições. A Palavra de Jesus hoje, exige de nós atitude frente aos mandamentos de Deus e nos ensina que só na partilha encontramos a paz e a salvação. Que a escuta desta Palavra, neste dia, nos faça crescer mais na prática dos mandamentos a partir do Espírito Santo do Senhor e seu santo modo de operar. (Roteiros Homiléticos – CNBB)

LEITURAS DA SEMANA
2ª feira- Sete Stos. Fundadores dos Servitas, MFac. Tg 1,1-11; Sl 118 (119); Mc 8, 11-13
3ª feira- Tg 1,12-18; Sl 93 (94); Mc 8, 14-21
4ª feira- Tg 1,19-27; Sl 14 (15); Mc 8, 22-26
5ª feira- Tg 2,1-9; Sl 33 (34); Mc 8, 27-33
6ª feira- S. Pedro Damião BDr., MFac. Tg 2, 14-24.26; Sl 111 (112); Mc 8, 34 – 9,1
Sábado: Cátedra de São Pedro Ap., Festa 1 Pd 5, 1-4; Sl 22 (23); Mc 16, 13-19
Segunda Semana do Saltério
Sexto Domingo do Tempo Comum

Você pode Gostar de:

16º Domingo do Tempo Comum(19.07)

Celebração Dominical da Palavra de Deus 16º Domingo do Tempo Comum – cor verde – …