Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia 5º Domingo do Tempo Comum ( 09.02.2020)

Liturgia 5º Domingo do Tempo Comum ( 09.02.2020)

“Reparte o pão com o faminto e acolhe o pobre em sua casa!’
1.ACOLHIDA
Passadas as Festividades natalinas, a Liturgia inicia as Catequeses de Jesus. É um tempo importante para quem deseja conduzir-se pelos ensinamentos de Jesus.
O Apóstolo Paulo se deu conta que sua pregação bem elaborada, feita em Atenas foi um fracasso, porque esbarrou no orgulho dos filósofos atenienses! Foi, literalmente, enviado a “pastar” em outro campo! Então Paulo foi junto aos pobres portuários de Corinto e falou para eles de Jesus Cristo crucificado. Ora, ora, um Deus crucificado! Escândalo maior não poderia existir, mas Deus quer salvar, exatamente, pelo escândalo da Cruz!
Como você traduziria este escândalo da Cruz na vida e na pregação de Paulo? Desconfie dum Cristo bonitinho e perfumado dos “padres ungidos”! O escândalo e o fracasso de Atenas levou Paulo para os pobres de Corinto e para a pregação de Jesus Cristo crucificado; pois é exatamente pela Cruz que Jesus Cristo quer salvar toda a Humanidade! “Pois, entre vós, não julguei saber coisa alguma, a não ser Jesus Cristo e este crucificado!”
O cristão é sal e luz para o mundo; sal para curar e luz para iluminar… luz que revela até o mais íntimo de nossos pensamentos mais escondidos! Pensemos bem: se queremos ser amigos de Jesus devemos ser sal e luz do mundo!

2.Palavra de Deus
Is 58,7-10 – O Povo de Israel voltou do exílio, preocupado com a reconstrução do Templo, o reerguimento das muralhas da cidade e a organização do Culto divino. Mas Deus prefere a comida para o faminto, a vestimenta para o nu e a acolhida na própria casa àqueles que não tem onde morar! A justiça e a caridade são as preferências do próprio Deus libertador dos pobres.
1Co 2,1-5 – Os atenienses apreciavam discursos bem elaborados de sabedoria filosófica! Mas, Paulo aprendeu as preferências de Jesus Cristo crucificado! Preferia a Palavra fortalecida pela presença do Espírito Santo! Nada de sabedoria humana, mas a Fé na força da Palavra de Deus.
Mt 5,13-16 – No tempo de Paulo, o sal tinha, inclusive, valor medicinal: as crianças recém nascidas eram lavadas com água e sal! A luz tem propriedades divinas e nós devemos ser sal da terra e luz do mundo! Não podemos colaborar com a corrupção do mundo, mas com a elevação moral da sociedade!

3.Reflexão
Alguns revolucionários católicos falam de “amor eficaz”: amor que conduz à transformação da sociedade. O profeta Isaias explica para o povo, que retornava do exílio, que seu amor não era eficaz, porque não enxergava os pobres, os famintos, os desabrigados e os nus! Por isso, o seu Culto não era apreciado por Deus e nem suas doenças eram curadas! “Reparte o teu pão com os famintos, acolhe o peregrino e o pobre, cobre o nu… então a tua luz brilhará como a aurora e tua saúde vai recuperar-se mais depressa!…
Paulo foi zeloso, preparou uma homilia caprichada, citando, inclusive, poetas gregos! Falou que os atenienses eram um povo muito religioso! Mas foi suficiente falar da ressurreição dos mortos… para ser mandado “pastar”! Disseram-lhe: “Vai em paz e nós te ouviremos numa outra oportunidade!” Saiu de Atenas e foi para Corinto, junto aos pobres e pecadores do porto! Falou para eles de Jesus Cristo crucificado e foi ouvido!
Diz ele: “Minha palavra e minha pregação não tinha nada de discursos persuasivos de sabedoria, mas era a demonstração do poder do Espírito!” Vos sois o sal da terra e a luz do mundo! Tem que ser luz e sal de qualidade; não pode ser sal estragado! O mundo tem o ranço do pecado, de carne estragada! Seria culpa da carne que apodreceu ou da falta de sal para ser conservada? Nossa crítica ao mundo pecador deve ser mudada com a denúncia de falta de sal de qualidade! Nossa vida tem que ser sal gema, sal de qualidade, que preserva da podridão!

Frei Carlos Zagonel

Você pode Gostar de:

Liturgia da Solenidade do Santo Natal

LITURGIA – NATAL DE JESUS 25.12.2019. “UM MENINO NASCEU PARA NÓS UM FILHO NOS FOI …