Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia – Ascensão do Senhor 24.05.2020

Liturgia – Ascensão do Senhor 24.05.2020

PORQUE FICAIS OLHANDO PARA O CÉU?
Este Jesus há de voltar, do mesmo modo que o vistes subir, aleluia!

1.ACOLHIDA
Hoje celebramos a Ascensão do Senhor JESUS ao céu para sentar-se à direita de Deus Pai. Deixa de ser visível aos olhos humanos, mas está presente em sua Igreja até o Final dos Tempos e do Mundo!
O VERBO se fez carne (Humano) e entrou em nossa História, mas sem deixar de estar à direita de Deus Pai! Hoje, sobe ao céu, mas sem deixar de estar presente em sua Igreja, aqui na terra! Os mistérios de Deus são infinitamente maiores que nossa pobre cabecinha. Eu vou para o Pai, vou para onde sempre estive! Vou para o Pai, mas sem deixar de estar presente no meio de vocês! Eu não vos deixarei órfãos: “Eis que estarei convosco, todos os dias, até o fim do mundo!”
A Igreja não existe sem Ele – “Ele é a cabeça da Igreja, que é seu corpo…”. Não presumamos entender os mistérios de Deus; olhemos, sim, para o céu, para onde Ele foi, mas baixemos logo nosso olhar para a terra a fim de ver o tamanho da Missão que Ele nos deixou: “Ide e fazei discípulos meus todos os povos… Mãos à obra, porque, agora, é nossa vez, de trabalhar!

2.PALAVRA DE DEUS
At 1,1-11 – Confirmada a Ressurreição de Jesus por inúmeros sinais (milagres), durante 40 dias; hoje, Jesus recomenda aos seus Apóstolos, que não se afastem de Jerusalém antes de receber o Espírito Santo que os habilita para serem suas testemunhas idôneas da Ressurreição e do Evangelho até o fim do mundo e de todos os tempos!
Ef 1,17-23 – Os Apóstolos precisam do Espírito Santo para entender o Mistério de Jesus e a urgência de sua Missão apostólica: “Ele é a cabeça da Igreja, cujo corpo somos todos nós… e Jesus ressuscitou dos mortos, está sentado à direita de Deus Pai” (Mistério de Jesus).
Mt 28,16-20 – Jesus aparece aos Apóstolos na Galileia e junto ao monte por Ele indicado , onde lhe deu a Missão de percorrer o mundo todo, fazendo discípulos seus todos os povos e batizá-los em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e ensinando-os a observar tudo o que lhes havia ensinado.

3.REFLEXÃO
Jesus marcou encontro com seus discípulos na Galileia, pois, fora lá que havia iniciado sua Missão; e, agora, deseja que eles iniciem sua Missão de conquistar o mundo para Ele: “Ide e fazei discípulos meus todos os povos, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo…” Os discípulos devem dar continuidade à Missão de Jesus. Ele continua em seu meio, mas são eles que devem correr o mundo todo fazendo discípulos. Agora, irmãos e irmãs, é conosco e em dois mil anos avançamos muito pouco! O Documento de Aparecida afirma textualmente que o “Discípulo de Jesus é, por definição, Discípulo Missionário de Jesus!” Missionário, ou nada feito!
Os discípulos adoraram Jesus, prostrados por terra e olhando para o céu, mas os anjos repreenderam os discípulos contemplativos: Homens da Galileia, porque ficais aqui, parados, olhando para o céu?… Ao trabalho e obedientes ao Espírito Santo, pois, agora, Ele é o vosso Defensor! Nosso destino é o céu, mas aqui é o trabalho!
A Igreja é o Corpo de Jesus; a Ela cabe dar continuidade à sua Missão de conquistar o mundo para Ele! Por isso, todo discípulo de Jesus deve ser missionário! Onde está o campo de nossa Missão? No mundo, na família, na profissão! Jesus rezou ao Pai para que seus discípulos fossem protegidos e livres de todo o mal: “Não te peço, ó Pai, que os tires do mundo, mas que os preserves de todo mal (Jo 17,15).
Este foi o pedido que Jesus dirigiu ao Pai.

“Por entre aclamações Deus se elevou,O Senhor subiu ao toque da trombeta”!
Freei Carlos Zagonel.

Você pode Gostar de:

Sábado, una-se ao Papa para a oração do Terço nos Jardins Vaticanos

Direto da Gruta de Lourdes, nos Jardins Vaticanos, o Papa Francisco reza o Terço na …