Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia – 1º Domingo da Quaresma 21.02.2021

Liturgia – 1º Domingo da Quaresma 21.02.2021

“Ele ficou no d deserto durante 40 dias E foi tentado pelo demônio!”

1.Acolhida
A Quaresma é tempo propício para renovar a Aliança com nosso Deus e Ele colocou seu “Arco Iris” nas nuvens do céu como sinal de sua nova Aliança com as criaturas humanas: “Nunca mais, nenhuma criatura humana será exterminada pelas águas do dilúvio e não haverá mais dilúvio para devastar a terra!”
A arca, construída por Noé, é símbolo do Batismo salvador: “A Arca corresponde ao batismo que hoje é vossa salvação. O Batismo não serve para limpar o corpo da imundície, mas é um pedido a Deus para obter uma boa consciência, em virtude da ressurreição de Jesus Cristo.” Por isso que o Batismo é a “porta de entrada” no Reino de Deus! É um novo nascimento e não apenas uma inscrição numa Igreja! Por ele nascemos como filhos adotivos de Deus!
Quando Jesus venceu as tentações de satanás no deserto, eLE iniciou a sua pregação: “O tempo já se completou e o Reino de Deus está próximo. Convertei-vos e crede no Evangelho!”
O tempo já está completo, também, para nós. É tempo de reavivar nossa fé na Palavra de Deus e crer na Boa Nova do Evangelho!

2.Palavra de Deus
Gn 9,8-15 – Deus colocou nas nuvens do céu o sinal de sua nova Aliança com os seres humanos – o Arco Íris, sinal de sua decisão de usar de misericórdia com os seres humanos: Não enviará mais águas destruidoras de um dilúvio.
1Pd 3,18-22 – Cristo morreu uma vez, o justo pelos injustos, e a salvação foi garantida pelo preço De seu Sangue derramado na Cruz.
Mc 1,12-15 – Jesus foi levado ao deserto pelo Espírito Santo e deu início à pregação penitencial. Mas, para crer na proposta de Jesus, precisamos abrir nosso coração à Palavra de Deus que nos anuncia um mundo novo, o mundo de Deus, o mundo do amor divino de Deus!

3.Reflexão
A Quaresma é o anúncio de um mundo novo, nascido do amor infinito de nosso Deus: Somos destinados para uma vida nova, espiritual e eternamente feliz. Jesus veio para nos introduzir neste mundo novo e, para isso, procura indicar-nos o caminho da salvação! Deus quer nos introduzir num mundo novo de comunhão e vida divina – a vida eterna, como filhos adotivos do próprio Deus por Jesus Cristo, o Salvador enviado por Deus Pai.
O mundo novo anunciado por Jesus Cristo custou o preço do próprio Sangue derramado na Cruz. Criaturas, feitas do barro da terra, mas, agora feitas filhas adotivas do próprio Deus. O Pala Leão I dizia aos cristãos de Roma: “Recorda-te de tua dignidade e vive de acordo com ela!” E o Apóstolo João nos admoesta a contemplar a maravilha da graça divina de sermos filhos de Deus e nós o somos de fato! Não somos umas criaturas perdidas no universo, mas somos filhos queridos do Pai celestial. Não joguemos fora esta nossa dignidade!
Custamos o preço do Sangue divino de Jesus! Alegres com esta revelação, procuremos seguir os caminhos da salvação indicados pelo próprio Jesus! Esta pandemia diabólica, por sua vez, indica-nos um caminho seguro de salvação: procurar viver e seguir o essencial, os valores espirituais que custaram o Sangue preciosíssimo de Jesus, que morreu pendurado numa Cruz por cada um de nós! A vida é um dom precioso que não podemos dispersar seguindo caminhos que não levam em conta o amor infinito de um Deus que veio ao mundo para nos salvar e que pagou um preço altíssimo para tanto.

Frei Carlos Zagonel

Você pode Gostar de:

Liturgia do 6º Domingo da Páscoa 09.05.2021

“Amemo-nos uns aos outros porque o amor vem de Deus!” 1.Acolhida “Deus é amor e …