Página Inicial / Animação Litúrgica / 4º Domingo da Páscoa 25.04

4º Domingo da Páscoa 25.04

Ano B – cor branca – 25/04/2021

1. Saudação
Presidente – Queridos irmãos e irmãs de nossa comunidade e visitantes, é com carinho que os acolhemos para celebrar nossa Páscoa semanal, neste domingo em que Jesus Se revela como o Pastor que doa Sua vida para que o rebanho tenha vida plena. Como família reunida no amor da Trindade, façamos o sinal de nossa fé. Em nome do Pai…
Presidente – O Deus da esperança que nos cumula de toda alegria e paz em nossa fé, pela ação do Espírito Santo, esteja convosco. Bendito seja Deus…
Animador(a) – Hoje, 4° Domingo do Tempo Pascal, é o Domingo do Evangelho do Bom Pastor e Dia Mundial De Oração pelas Vocações. Na alegria de caminhar com o Cristo Ressuscitado, vamos trazer presente os fatos e acontecimentos que marcaram a semana que passou (recordação da vida).
2. Deus nos perdoa
Presidente – Em Jesus Cristo, o Justo, que intercede por nós e nos reconcilia com o Pai, abramos o nosso Espírito ao arrependimento e peçamos perdão de nossos pecados (silêncio). Confiantes, cantemos.
3. Hino do Glória
Presidente – Glorifiquemos ao Senhor nosso Deus que nos deu Jesus como Pastor e guia, cantando.
4. Oração
Presidente – Oremos – (silêncio) – Deus eterno e todo-poderoso, conduzi-nos à comunhão das alegrias celestes, para que o rebanho possa atingir, apesar de sua fraqueza, a fortaleza do Pastor. Por nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.
Deus nos fala
5. Leitura dos Atos dos Apóstolos (4, 8-12)
6. Salmo Responsorial (117) (CD Cantando os Salmos – Ano B) A pedra que os pedreiros rejeitaram, tornou-se agora a pedra angular. (bis)
7. Leitura da Primeira Carta de São João (3, 1-2)
8. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João (10, 11-18)
9. Partilha da Palavra
Nossa resposta
10. Profissão de fé Presidente – No Deus Uno e Trino, professemos a nossa fé, cantando.
11. Preces da Comunidade
Presidente – Como filhos e filhas do Deus da vida, supliquemos confiantes por nossas necessidades. Cantemos a cada pedido. Senhor da vida, ouvi vosso povo! (CD Aparecida 300 anos)
12. Apresentação dos Dons Animador(a) –
Coleta Fraterna
Ação de Graças
13. Louvação
Presidente – Demos graças e louvores ao Deus por todas as equipes paroquiais de Serviço da Animação Vocacional, Pastoral Vocacional, Associação Amigos do Seminário e todas as pessoas que colaboram na formação de nossos futuros padres, cantando.
Deus nos faz irmãos
14. Pai Nosso
Presidente – Obedientes à Palavra do Senhor e fortalecidos por Seu divino ensinamento, rezemos a oração que Jesus nos ensinou. Pai Nosso…
15. Momento da Paz
Animador(a) – Como filhos e filhas do Deus da paz, rezemos em silêncio pela paz no mundo.
16. Oração
Presidente – Oremos – (silêncio) – Ó Deus, Pastor de nossa vida, pela força que recebemos nesta celebração, ajudai-nos a viver na alegria da Páscoa e permanecermos na comunhão de Vosso Filho, por quem chegamos a Vós. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
Deus nos envia
17. Breves Avisos
18. Refletindo sobre o Tempo Pascal
O Tempo Pascal é também tempo de esperança. Os cinquenta dias da celebração pascal são uma celebração antecipada dos bens do Céu, “do tempo da alegria, que virá depois, do tempo do repouso, da felicidade e da vida eterna. Hoje cantamos o Aleluia pelo caminho; amanhã será o Aleluia na prática” (S. Agostinho). Verdadeira Primavera espiritual, este “tempo sagrado é”, por excelência, o tempo da alegria cristã. Essa alegria, que tem a sua expressão no cântico triunfal do Aleluia, com tanta frequência repetido neste tempo litúrgico, nasce da certeza de que Jesus Cristo está vivo e presente no meio de nós, como nos indica o Círio Pascal, que continua a iluminar as nossas assembleias, até ao Pentecostes. Que a Páscoa possa fazer renascer em nossos corações um sentimento novo, um sentimento de mudança. Que este seja um momento marcante em nossas vidas, seja realmente um divisor de águas e, unidos a Cristo, restauremos e busquemos a salvação. Aleluia, Nosso Senhor ressuscitou e vivo está!

19. Bênção
Presidente – Deus, que pela ressurreição do Seu
Filho único vos deu a graça da redenção e vos
adotou como filhos e filhas vos conceda a alegria
de Sua bênção. Amém.
– Abençoe-vos o Deus todo-poderoso: Pai e Filho
e Espírito Santo. Amém.
– Levai a todos a alegria do Senhor Ressuscitado.
Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. Graças a
Deus. Aleluia!

Meditando a Palavra de Deus
Todos os anos o 4° domingo da Páscoa é dedicado ao tema do Bom Pastor, ponto de partida e de confronto para as pastorais e para todos os que são considerados pastores em suas comunidades. Pedro e os primeiros cristãos, animados pelo Espírito Santo, enfrentam corajosamente aqueles que se opõem e recusam a Boa-Nova de Jesus. Confessam que Jesus é a Pedra rejeitada pelos mercenários do povo, mas constituída em pedra angular por Deus. E quem não se apoia nela para construir a vida do povo é um mercenário e explorador. O novo poder que comunica vida é o nome de Jesus Cristo. Ele é o único pastor que conduz o rebanho à vida plena. João, em sua 1ª carta, lembra aos membros das comunidades cristãs que eles são filhos de Deus em razão do grande amor que Ele tem pela humanidade. A filiação Divina, recebida pelo batismo, é uma realidade que envolve o fiel por toda sua vida. Portanto, ser filho de Deus é estar em sintonia com o projeto do Pai. O evangelho aprofunda as características do pastoreio na Igreja de Cristo. Seu modelo é o Bom Pastor, que está sempre vigilante aos perigos e ataques do inimigo ao rebanho. Na atualidade, os lobos manifestam-se de muitas e sofisticadas formas. Empunhando as bandeiras do individualismo, consumismo, lucro fácil, prazer imediato e sem limites… O Bom Pastor dá a vida por suas ovelhas. Ele as defende, as conhece e vai atrás daquela que ainda não pertence ao seu rebanho. Podemos reconhecer nas características do pastoreio as várias dimensões da pastoral da Igreja no Brasil: a comunhão e participação, a dimensão missionária, a catequese, a dimensão celebrativa, a ação ecumênica e diálogo religioso e a ação sócio transformadora. Por isso, as orações pelas vocações sacerdotais no mundo inteiro. Mas todos os cristãos, tendo sido atingidos pelo amor de Deus e Jesus Cristo, participam desse pastoreio. A figura do Bom Pastor diz respeito a todos os cristãos que querem ser discípulos de Jesus Cristo. Quem tem um coração de verdadeiro pastor não fica fazendo contas de onde chegam seus direitos ou onde terminam suas obrigações. Ele segue uma única lei: O amor. Quem age somente para manter-se fiel a uma lei ou para não ser punido, não entendeu o que é o amor. Tentemos perguntar-nos: Quais os sinais de que estamos seguindo o Bom Pastor? Nossas atitudes em relação a Deus e aos irmãos são próprias dos mercenários ou dos pastores? Quais as motivações e interesses de quem é pastor ou dedica parte de sua vida à pastoral?

Leituras da Semana
2ª feira: At 11,1-18; Sl 41; Jo 10,1-10; Jo 10,11-18
3ª feira: At 11,19-26; Sl 86; Jo 10,22-30
4ª feira: At 12,24-13,5a; Sl 66; Jo 12,44-50
5ª feira: At 13,13-25; 1Jo 1,5-2,2; Sl 88; Jo 13,16-20
6ª feira: At 13,26-33; Sl 2; Jo 14,1-6
Sábado: At 13,44-52; Gn 1,26-2,3; C1 3,14-15.17.23-
24; Sl 97; Sl 89; Jo 14,7-14; Mt 13,54-58
Domingo: At 9,26-31; Sl 21; 1Jo 3,18-24; Jo 15,1-8

Você pode Gostar de:

4º Domingo da Quaresma (14.03)

Ano B cor roxa ou rósea – 14/03/2021 1. Saudação Presidente – Irmãos e irmãs …