Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia de São Pedro e São Paulo 03.07.2022

Liturgia de São Pedro e São Paulo 03.07.2022

“ENQUANTO PEDRO ERA MANTIDO NA PRISÃO A IGREJA REZAVA CONTINUAMENTE POR ELE!”

1.Acolhida
O Apóstolo Pedro, preso por Herodes, era guardado no cárcere seguro por 4 grupos de 4 soldados por grupo; mas a Igreja rezava por ele. E Deus o libertou do poder de Herodes.

2.Palavra de Deus
At 12,1-11 – O rei Herodes prendeu o Apóstolo Pedro, guardou-o preso e guardado por 4 grupos de soldados de 4 soldados por grupo. Bem seguro, por sinal, mas Deus o libertou, milagrosamente, do poder de Herodes.
2Tm 4,6-8.17-18 – O Apóstolo Paulo, por sua vez, sabe que sua morte está próxima, mas vive em paz sabendo que cumpriu fielmente sua missão: “Combati o bom combate, completei a corrida, guardei a Fé”.
Mt 16,13-19 – A pesquisa popular a respeito da identidade de Jesus, fracassou: Em cada cabeça existe uma opinião que vai de João Batista, de Elias, de jeremias… Somente Pedro confessa corajosamente a identidade de Jesus: “Tu és o Messias, o Filho de Deus vivo!” Jesus gostou da resposta de Pedro, deu-lhe um nome novo: “Tu es Pedro s sobre esta pedra (rocha) construirei a minha Igreja!” Pedro é rocha firme, base sólida para a Igreja de Jesus.

3.Reflexão
Rezar pela Igreja e pelo Papa, não é favor! É uma necessidade, pois, nós somos salvos em comunidade. Somos o Corpo de Cristo e Ele é nossa cabeça ( ). Não existe salvação individual. Somos salvos na Igreja, Comunidade de Salvação. A Comunidade de Jerusalém rezava continuamente por Pedro, guardado na prisão até a hora de ser abatido por Herodes, acabados os festejos pascais. As dificuldades criadas para o atual Papa, Francisco, devem mover nossa piedade e fazer-nos rezar por ele. Não é uma devoção; é um dever e uma necessidade!
Pedro estava duplamente acorrentado e bem guardado pelos grupos de soldados de Herodes. Mas as correntes caíram misteriosamente, as portas se abriram automaticamente e Pedro pode sair livre e dirigir-se para “um outro lugar!” Pedro fugiu para Roma. Foi confessar Jesus ressuscitado em Roma, no centro do poder imperial. Ninguém como Deus! Deus frustrou o plano do malvado rei Herodes, Pedro coloca os fundamentos da Igreja de Jesus bem no centro do poder perseguidor. A fora o milagre da libertação, a “inteligência” de Deus! Ninguém como Deus! Por isso, põe tua confiança em Deus e Ele te salvará de todos os perigos e más intenções do demônio.
Como é consolador chegar ao fim da vida com a consciência tranquila do dever cumprido! E poder exclamar como Paulo: “Combati o bom combate, completei a corrida, guardei a Fé. Agora, está reservada para mim a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia.” Mas a paz da consciência tem o seu preço: perseguições, sofrimentos, açoites, enfim, a Cruz carregada com Jesus.
O Papa Francisco remenda-nos a santidade como dever batismal e traduzida no cumprimento simples e generoso de nossos deveres diários.
Paulo Apóstolo, herói e Francisco, profeta de nosso tempo, nos ensinem o caminho comum a todo o batizado – “Mas, o Senhor esteve a meu lado e me deu forças!”
“Tu és o Messias, o Filho de Deus vivo… por isso, Eu te digo: “Tu é Pedro e sobre esta rocha eu construirei a minha Igreja!” Jesus trocou o nome de Simão para Pedro (Rocha) e garantiu a Padro: “Eu rezei por ti, para que a tua Fé não falhe. E tu, uma vez convertido, fortalece os teus irmãos. (Lc 22,32). Oração de Jesus, com certeza, eficaz! Jesus rezou por Pedro e com muito mais razão devemos rezar continuamente por Francisco, que Jesus nos deu com Pastor e Guia.
FREI CARLOS ZAGONEL

 

Você pode Gostar de:

Papa: a fé verdadeira é um fogo aceso para nos manter despertos e laboriosos

“Nas nossas comunidades arde o fogo do Espírito, a paixão pela oração e pela caridade, …