Página Inicial / Notícias / Acolhida ao Papa Francisco

Acolhida ao Papa Francisco

O que é uma chuva insistente quando há, em um dos bairros mais conhecidos do Rio de Janeiro, um mar de peregrinos unidos e acalentados pelo calor de uma fé em comum? Milhares de jovens estiveram, na noite desta quinta-feira, 25 de julho, reunidos na Praia de Copacabana para acolher oficialmente o Papa Francisco.
Nem mesmo uma manhã cheia de compromissos tirou o vigor e a simpatia do Papa Francisco. O helicóptero que faz o transporte do Pontífice chegou ao Forte de Copacabana às 17h. Acenando e saudando os fiéis, Papa Francisco passou pela Avenida Atlântica no Papamóvel. O Pontífice beijou crianças e até mesmo parou por alguns segundos para tomar um chimarrão, oferecido por um peregrino.

O Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta deu as boas vindas ao Pontífice ressaltando o testemunho de tantos jovens presentes nesta Jornada Mundial da Juventude:
— A praia de Copacabana hoje presencia essa verdadeira celebração de fé com o testemunho e a alegria vibrante de milhares de jovens de todo o mundo. Tantos outros que também quiseram estar aqui, mas que nos acompanham com suas orações. Sabemos que a presença de Vossa Santidade, nos fortalece no caminhar junto a Cristo. Tantos jovens já puderam compartilhar esse momento e mostrar porque a América Latina é conhecida como o continente da esperança. Aqui estão jovens de mais de 180 países e de todas as dioceses do Brasil que, apesar dos sacrifícios, se fizeram presentes, afirmou.
Esta é a segunda vez que uma Jornada Mundial da Juventude é realizada na América Latina. A primeira delas, em 1987, teve como sede a cidade de Buenos Aires, na Argentina. Papa Francisco, ao se direcionar aos jovens, ressaltou este momento e citou o Beato João Paulo II.
— Vejo em vocês a beleza do rosto jovem de Cristo e meu coração se enche de alegria! Lembro-me da primeira Jornada Mundial da Juventude a nível internacional. Foi celebrada em 1987 na Argentina, na minha cidade de Buenos Aires. Guardo vivas na memória estas palavras do Bem-aventurado João Paulo II aos jovens: ‘Tenho muita esperança em vocês! Espero, sobretudo, que renovem a fidelidade de vocês a Jesus Cristo e à sua cruz redentora’, disse.
O Santo Padre lembrou ainda que os jovens, normalmente afastados não só do ponto de vista geográfico, mas cultural, durante esta Jornada Mundial da Juventude, permanecem unidos em Cristo:
— Vocês vêm de todos os continentes! Normalmente vocês estão distantes não somente do ponto de vista geográfico, mas também do ponto de vista existencial, cultural, social, humano. Mas hoje vocês estão aqui, ou melhor, hoje estamos aqui, juntos, unidos para partilhar a fé e a alegria do encontro com Cristo, de ser seus discípulos. Nesta semana, o Rio se torna o centro da Igreja, o seu coração vivo e jovem, pois vocês responderam com generosidade e coragem ao convite que Jesus lhes fez de permanecerem com Ele, de serem seus amigos, falou.
E acrescentou:
— O “trem” desta Jornada Mundial da Juventude, veio de longe e atravessou toda a Nação brasileira seguindo as etapas do projeto «Bote Fé». Hoje chegou ao Rio de Janeiro. Do Corcovado, o Cristo Redentor nos abraça e abençoa. Olhando para este mar, para a praia e todos vocês, me vem ao pensamento o momento em que Jesus chamou os primeiros discípulos a segui-lo nas margens do lago de Tiberíades. Hoje Jesus ainda pergunta: Você quer ser meu discípulo? Você quer ser meu amigo? Você quer ser testemunha do meu Evangelho? No coração do Ano da Fé, estas perguntas nos convidam a renovar o nosso compromisso de cristãos. Suas famílias e comunidades locais transmitiram a vocês o grande dom da fé; Cristo cresceu em vocês. Hoje, vim para lhes confirmar nesta fé, a fé no Cristo Vivo que mora dentro de vocês; mas vim também para ser confirmado pelo entusiasmo da fé de vocês!, afirmou.
Em seguida, jovens representando os cinco continentes proferiram breves palavras ao Santo Padre. Um musical destacou as regiões do Brasil através de apresentações de dança e imagens. A cantora Fafá de Belém e a jovem Nazaré Araújo apresentaram a canção do Círio de Nazaré e houve também uma apresentação teatral do momento em que os três pescadores acharam, no Rio Paraíba, a imagem de Nossa Senhora Aparecida.
Dando continuidade a Festa de Acolhida dos jovens, na Paia de Copacabana, uma breve Celebração da Palavra foi realizada, onde Papa Francisco destacou o verdadeiro significado de “Bote Fé”.
— Bote fé. A Cruz da Jornada Mundial da Juventude peregrinou através do Brasil inteiro com este apelo. Bote fé: o que significa? Quando se prepara um bom prato e vê que falta o sal, você então "bota" o sal; falta o azeite, então “bota” o azeite… Botar, ou seja, colocar, derramar. É assim também na nossa vida, queridos jovens: se queremos que ela tenha realmente sentido e plenitude, como vocês mesmos desejam e merecem, digo a cada um e a cada uma de vocês: bote fé e a vida terá um sabor novo, terá uma bússola que indica a direção; bote esperança e todos os seus dias serão iluminados e o seu horizonte já não será escuro, mas luminoso; bote amor e a sua existência será como uma casa construída sobre a rocha, o seu caminho será alegre, porque encontrará muitos amigos que caminham com você. Bote fé, bote esperança, bote amor! Mas quem pode nos dá tudo isso? No Evangelho, escutamos a resposta: Cristo, afirmou o Santo Padre.
Após seu pronunciamento, o Sumo Pontífice deu a benção final e retornou para a residência do Sumaré, onde está hospedado.

Você pode Gostar de:

Comunidade Nossa Senhora Aparecida (Ponte Nova – VG)

Confira em nossa galeria algumas fotos da Santa Missa na Solenidade de Nossa Senhora Aparecida na …