Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia 2º Domingo do Tempo Comum

Liturgia 2º Domingo do Tempo Comum

Eu te farei Luz das Nações!
1.ACOLHIDA.
Hoje iniciamos o “Tempo Comum” no calendário litúrgico. São domingos de catequese para quem deseja seguir Jesus Cristo na vida diária. No Advento, Quaresma, Páscoa e Pentecostes, nós celebramos o Mistério central de nossa Fé e nos Domingos Comuns, a Catequese de Jesus.
Seria suficiente meditar os textos da Liturgia Dominical para ser bem nutrido na Fé cristã e andar seguro no caminho da Salvação. Teus caminhos, Senhor, são caminhos de sabedoria!
A Liturgia deste Domingo tem como tema central a vocação do profeta Isaías, de João Batista e do próprio Jesus. Qual seria a nossa vocação? Deus pensou em você!

2.PALAVRA DE DEUS.
Is 49,3.5-6 – Deus chama Isaías para o ministério profético ainda no seio materno e o destina a reunir, de novo, Israel como Povo de Deus e, hoje, a todos os povos da face da terra: “Eu te farei luz das nações para que a minha salvação chegue até os confins da terra!”.
1Co 1,1-3 – Paulo reconhece a sua vocação de chamar à santidade todos aqueles que invocam o Nome de Jesus! Cristão não é um titulo de inscrição na Igreja, mas é vocação à santidade: “Sede santos como vosso Pai celeste é santo!” (Mt 5,48).
Jo 1,29-34 – João Batista é o profeta que deve caminhar à frente do Messias e indicá-lo ao Povo de Israel; por isso, ao vê-lo chegando, disse ao povo: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo (…) Eu vi e dou testemunho: este é o Filho de Deus!”.

3.Reflexão.
A Palavra de Deus não é um piedoso pensamento para acalmar ansiedades! É Palavra de Deus, Sabedoria divina, Luz celestial, reveladora do amor misericordioso de Deus. O Profeta Ezequiel afirma que a Palavra de Deus é doce e que ele a comeu como se come um favo de mel! (Ez 3,3). Deveríamos escutar atentamente a Palavra de Deus proclamada na Igreja!… E quem não a escuta é porque não é de Deus! (Jo 8,47).

Deus chama as pessoas pelo nome antes mesmo de serem concebidas no seio da própria mãe (Jr 1,5) e nós pensamos ser um grão de areia perdido no deserto! Deus chama você pelo nome e destina-o para uma missão. Qual seria a vocação que Deus pensou para você ou você faz o que bem entende e pede (se ainda pede) que Deus abençoe seus planos pessoais? Seria orgulho demasiado! João Batista cumpriu a missão que recebeu de Deus, antes mesmo de nascer, e quando o “Cordeiro de Deus” vai aparecendo, ele vai se apagando para que Ele brilhe como Salvador! Qual seria mesmo o nosso brilho?

Paulo recorda-nos que todos nós somos chamados a ser santos, desabrochando a semente divina que o Espírito Santo depositou em nosso coração, especialmente, no Batismo. A Santidade é um caminho perfeito para o ser humano. Você não nasceu para se embriagar, para “farrear”, comer bem e esperar a morte de maneira inconsciente como boi que vai para o açougue! Dizia o Papa, Leão I: ”Recorda-te, ó cristão, de tua dignidade e vive de acordo com ela!” A Santidade é o caminho comum a todos nós, seres humanos! Sede santos como vosso Pai celeste é santo, disse Jesus!

Irmãos e irmãs, recordemo-nos que não somos um grão de areia perdido no deserto! Deus chamou-nos pelo nome e para cada um de nós reservou uma missão. Qual seria a sua missão, irmão e irmã amados do Senhor?

Frei Carlos Zagonel – OFM.Cap
Fonte: http://www.paroquiansacoxipo.com.br/conteudo.php?sid=44&cid=4298

Você pode Gostar de:

Liturgia 4º Domingo Comum

LITURGIA – 4º. DOMINGO COMUM “Buscai o Senhor humildes da terra!” 1.Acolhida. A celebração eucarística …