Página Inicial / Animação Litúrgica / QUARTA-FEIRA DE CINZAS

QUARTA-FEIRA DE CINZAS

CONVERTEI-VOS E CREDE NO EVANGELHO
1 de março de 2017. ANO A.
QUARTA-FEIRA DE CINZAS DIA DE JEJUM E ABSTINÊNCIA
CAMPANHA DA FRATERNIDADE: FRATERNIDADE: BIOMAS BRASILEIROS E DEFESA DA VIDA.
COR LITÚRGICA: ROXO
A.: Meus irmãos, com a celebração das Cinzas, nós iniciamos o tempo da Quaresma rumo à Páscoa de Jesus. É tempo de voltarmos o nosso coração ao Cristo, exercitando o jejum, a oração e a caridade, pilares que fortalecem o nosso processo de conversão e nossa pertença a Deus. Fiquemos de pé e iniciemos a nossa celebração.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – R.: SENHOR, EIS AQUI O TEU POVO QUE VEM IMPLORAR TEU PERDÃO; É GRANDE O NOSSO PECADO, PORÉM É MAIOR O TEU CORAÇÃO./ 1. Sabendo que acolheste Zaqueu, o cobrador, e assim lhe devolveste tua paz e teu amor, também, nos colocamos ao lado dos que vão buscar no teu altar a graça do perdão./ 2. Revendo em Madalena a nossa própria fé, chorando nossas penas diante dos teus pés também, nós desejamos o nosso amor te dar porque só muito amor nos pode libertar./ 3. Motivos temos nós de sempre confiar, de erguer a nossa voz, de não desesperar, olhando aquele gesto que o bom ladrão salvou, não foi, também, por nós, teu sangue que jorrou?
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: O Senhor que encaminha os nossos corações para o amor de Deus e a constância de Cristo esteja convosco! TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
(Omite-se o ato penitencial, que é substituído pela distribuição das Cinzas)
3. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Concedei-nos, ó Deus todo-poderoso, iniciar com este dia de jejum o tempo da Quaresma, para que a penitência nos fortaleça no combate contra o espírito do mal. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Irmãos, a Palavra de Deus fortalece o nosso caminho pessoal e comunitário de conversão. Ouçamos com atenção as leituras de hoje.
4. 1ª LEITURA (Jl 2,12-18) – Leitura da Profecia de Joel.
12“Agora, diz o Senhor, voltai para mim com todo o vosso coração, com jejuns, lágrimas e gemidos; 13rasgai o coração, e não as vestes; e voltai para o Senhor, vosso Deus; ele é benigno e compassivo, paciente e cheio de misericórdia, inclinado a perdoar o castigo”. 14Quem sabe, se ele se volta para vós e vos perdoa, e deixa atrás de si a bênção, oblação e libação para o Senhor, vosso Deus? 15Tocai trombeta em Sião, prescrevei o jejum sagrado, convocai a assembleia; 16congregai o povo, realizai cerimônias de culto, reuni anciãos, ajuntai crianças e lactentes; deixe o esposo seu aposento, e a esposa, seu leito. 17Chorem, postos entre o vestíbulo e o altar, os ministros sagrados do Senhor, e digam: “Perdoa, Senhor, a teu povo, e não deixes que esta tua herança sofra infâmia e que as nações a dominem”. Por que se haveria de dizer entre os povos: “Onde está o Deus deles?” 18Então o Senhor encheu-se de zelo por sua terra e perdoou ao seu povo. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
5. SALMO RESPONSORIAL – CANTO (Do Salmo 50/51) – R.: PIEDADE, Ó SENHOR, TENDE PIEDADE, POIS PECAMOS CONTRA VÓS/ 1. Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia! Na imensidão de vosso amor, purificai-me! Lavai-me todo inteiro do pecado, e apagai completamente a minha culpa./ 2. Eu reconheço toda a minha iniquidade, o meu pecado está sempre à minha frente, foi contra Vós, só contra Vós, que eu pequei e pratiquei o que é mau aos Vossos olhos!/ 3. Criai em mim um coração que seja puro, dai-me de novo um espírito decidido. Ó Senhor, não me afasteis de Vossa face nem retireis de mim o Vosso Santo Espírito!/ 4. Dai-me de novo a alegria de ser salvo e confirmai-me com espírito generoso!/ Abri meus lábios, ó Senhor, para cantar e minha boca anunciará Vosso louvor!
6. 2ª LEITURA (2 Cor 5, 20-6,2) – Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios.
Irmãos, 20somos embaixadores de Cristo, e é Deus mesmo que exorta através de nós. Em nome de Cristo, nós vos suplicamos: deixai-vos reconciliar com Deus. 21Aquele que não cometeu nenhum pecado, Deus o fez pecado por nós, para que nele nós nos tornemos justiça de Deus. 6,1Como colaboradores de Cristo, nós vos exortamos a não receberdes em vão a graça de Deus, 2pois ele diz: “No momento favorável, eu te ouvi e no dia da salvação, eu te socorri”. É agora o momento favorável, é agora o dia da salvação. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: JESUS CRISTO, SOIS BENDITO, SOIS O UNGIDO DE DEUS PAI!/ Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: não fecheis os corações como em Meriba!
8. EVANGELHO – (Mt 6, 1-6.16-18) – P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Mateus. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.: Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 1“Ficai atentos para não praticar a vossa justiça na frente dos homens, só para serdes vistos por eles. Caso contrário, não recebereis a recompensa do vosso Pai que está nos céus. 2Por isso, quando deres esmola, não toques a trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem elogiados pelos homens. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. 3Ao contrário, quando deres esmola, que a tua mão esquerda não saiba o que faz a tua mão direita, 4de modo que a tua esmola fique oculta. E o teu Pai, que vê o que está oculto, te dará a recompensa. 5Quando orardes, não sejais como os hipócritas, que gostam de rezar em pé, nas sinagogas e nas esquinas das praças, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. 6Ao contrário, quando tu orares, entra no teu quarto, fecha a porta e reza ao teu Pai que está oculto. E o teu Pai, que vê o que está escondido, te dará a recompensa. 16Quando jejuardes, não fiqueis com o rosto triste, como os hipócritas. Eles desfiguram o rosto, para que os homens vejam que estão jejuando. Em verdade vos digo: Eles já receberam a sua recompensa. 17Tu, porém, quando jejuares, perfuma a cabeça e lava o rosto, 18para que os homens não vejam que estás jejuando, mas somente teu Pai, que está oculto. E o teu Pai, que vê o que está escondido, te dará a recompensa. Palavra da Salvação.
TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
9. HOMILIA
10. BÊNÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DAS CINZAS
A.: Irmãos, neste momento, as cinzas serão abençoadas e colocadas sobre as nossas cabeças, a fim de que tomemos consciência de que somos pó e ao pó voltaremos.
P.: Caros irmãos e irmãs, roguemos instantemente a Deus Pai que abençoe com a riqueza da sua graça estas cinzas, que vamos colocar sobre as nossas cabeças em sinal de penitência. (Instante de silêncio). Ó Deus, que não quereis a morte do pecador, mas a sua conversão, escutai com bondade as nossas preces e dignai-vos abençoar † estas cinzas, que vamos colocar sobre as nossas cabeças. E, assim, reconhecendo que somos pó e que ao pó voltaremos, consigamos, pela observância da Quaresma, obter o perdão dos pecados e viver uma vida nova, à semelhança do Cristo ressuscitado. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
(em silêncio, o sacerdote asperge as cinzas com água benta).
Imposição das cinzas: CONVERTEI-VOS E CREDE NO EVANGELHO.
11. CANTO PARA DISTRIBUIÇÃO DE CINZAS – 1. Pecador, agora é tempo de pesar e de temor: Serve a Deus, despreza o mundo, já não seja pecador!/ 2. Neste tempo sacrossanto o pecado faz horror: Contemplando a cruz de Cristo, já não sejas pecador!/ 3. Vais pecando, vais pecando, vais de horror em mais horror, filho, acorda dessa morte, já não sejas pecador./ 4. Passam meses, passam anos, sem que busques teu Senhor. Como um dia para o outro, assim morre o pecador!/ 5. Pecador arrependido, pobrezinho pecador, Vem, abraça-te contrito, com teu Pai, teu criador!/ 6. Compaixão, misericórdia vos pedimos, redentor: Pela Virgem, Mãe das dores, perdoai-nos, Deus de amor!
12. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos e irmãs, neste tempo de oração, penitência e jejum, com o coração humilde e disposto à mudança, apresentemos ao Deus de misericórdia as nossas orações, suplicando todos a uma só voz: Dai-nos, Senhor, um coração novo!
TODOS: DAI-NOS, SENHOR, UM CORAÇÃO NOVO!
1) Pelo Santo Padre, o Papa Francisco, para que anuncie sempre mais o Evangelho aos homens de hoje e os convide a acolher com fé a salvação que Cristo nos propõe, rezemos ao Senhor.

TODOS: DAI-NOS, SENHOR, UM CORAÇÃO NOVO!
2) Pelos enfermos e por todos os que sofrem, para que sejam sustentados em seus sofrimentos pela fé em Deus e pelo amor dos irmãos, rezemos ao Senhor.
TODOS: DAI-NOS, SENHOR, UM CORAÇÃO NOVO!
3) Pelos batizados que estão afastados da Casa do Pai, para que, neste tempo penitencial, participem do sacramento da Reconciliação e retornem à vida da graça, rezemos ao Senhor.
TODOS: DAI-NOS, SENHOR, UM CORAÇÃO NOVO!
4) Por todos nós aqui reunidos, para que a prática do jejum, da penitêcia e da caridade revigore a nossa fé e o nosso serviço à Igreja, rezemos ao Senhor.
TODOS: DAI-NOS, SENHOR, UM CORAÇÃO NOVO!
(Preces Espontâneas):
P.: Deus eterno e todo poderoso, acolhei nossas súplicas e dai-nos um coração novo, capaz de amar a todos sem distinção. Por Cristo, nosso Senhor.
TODOS: AMÉM!
LITURGIA EUCARÍSTICA
13. CANTO DE OFERTAS – R.: O VOSSO CORAÇÃO DE PEDRA SE CONVERTERÁ EM NOVO, EM NOVO CORAÇÃO./ 1. Tirarei do vosso peito vosso coração de pedra, no lugar colocarei novo coração de carne./ 2. Dentro em vós eu plantarei, plantarei o meu espírito: amareis os meus preceitos, seguireis o meu amor./ 3. Dentre todas as nações, com amor vos tirarei, qual pastor vos guiarei, para a terra, a vossa pátria./ 4. Esta terra habitareis: foi presente a vossos pais e sereis sempre o meu povo, eu serei o vosso Deus.
14. P.: Orai, irmãos e irmãs…
15. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Oferecendo-vos este sacrifício no começo da Quaresma, nós vos suplicamos, ó Deus, a graça de dominar nossos maus desejos pelas obras de penitência e caridade, para que, purificados de nossas faltas, celebremos com fervor a Paixão do vosso Filho, que vive e reina para sempre. TODOS: AMÉM.
16. ORAÇÃO EUCARÍSTICA III – MR (p. 482) – Prefácio da Quaresma III – Os frutos da abstinência – MR (p. 416)
17. RITO DA COMUNHÃO
18. CANTO DE COMUNHÃO – R.: EU VIM PARA QUE TODOS TENHA VIDA, QUE TODOS TENHAM VIDA PLENAMENTE./ 1. Reconstrói a tua vida em comunhão com teu senhor; Reconstrói a tua vida em comunhão com teu irmão: onde está o teu irmão, eu estou presente nele./ 2. “Eu passei fazendo o bem, eu curei todos os males”. Hoje és minha presença junto a todo sofredor: onde sofre o teu irmão, eu estou sofrendo nele./ 3. “Entreguei a minha vida pela salvação de todos”. Reconstrói, protege a vida de indefesos e inocentes: onde morre o teu irmão, eu estou morrendo nele./ 4. “Vim buscar e vim salvar o que estava já perdido.” Busca, salva e reconduze a quem perdeu toda a esperança: onde salvas teu irmão, tu me estás salvando nele./ 5. “Este pão, meu corpo e vida para a salvação do mundo.” É presença e alimento nesta santa comunhão: onde está o teu irmão, eu estou, também, com ele.
19. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Ó Deus, fazei que sejamos ajudados pelo sacramento que acabamos de receber, para que o jejum de hoje vos seja agradável e nos sirva de remédio. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
20. ORAÇÃO DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE – 2017
Deus, nosso Pai e Senhor, nós vos louvamos e bendizemos, por vossa infinita bondade. Criastes o universo com sabedoria e o entregastes em nossas frágeis mãos para que dele cuidemos com carinho e amor. Ajudai-nos a ser responsáveis e zelosos pela Casa Comum. Cresça, em nosso imenso Brasil, o desejo e o empenho de cuidar mais e mais da vida das pessoas, e da beleza e riqueza da criação, alimentando o sonho do novo céu e da nova terra que prometestes. Amém!
RITOS FINAIS
21. BREVES AVISOS
22. BÊNÇÃO FINAL – (MR p. 521)
P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.: Deus, Pai de misericórdia, conceda a todos vós, como concedeu ao filho pródigo, a alegria do retorno à casa. TODOS: AMÉM. P.: O Senhor Jesus Cristo, modelo de oração e de vida, vos guie nesta caminhada quaresmal a uma verdadeira conversão. TODOS: AMÉM. P.: O Espírito de sabedoria e fortaleza vos sustente na luta contra o mal, para poderdes com Cristo celebrar a vitória da Páscoa. TODOS: AMÉM. P.: Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai, Filho e Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: Ide em paz, e o Senhor vos acompanhe. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
CANTOS OPCIONAIS
HINO DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE – 2017
1. Louvado seja, ó Senhor, pela mãe terra, que nos acolhe, nos alegra e dá o pão (cf. LS, n.1). Queremos ser os teus parceiros na tarefa de “cultivar o bem guardar a criação.”/ R.: DA AMAZÔNIA ATÉ OS PAMPAS, DO CERRADO AOS MANGUEZAIS, CHEGUE A TI O NOSSO CANTO PELA VIDA E PELA PAZ./ 2. Vendo a riqueza dos biomas que criaste, feliz disseste: tudo é belo, tudo é bom! E pra cuidar a tua obra nos chamaste a preservar e cultivar tão grande dom (cf. Gn 1-2)./ 3. Por toda a costa do país espalhas vida; São muitos rostos – da Caatinga ao Pantanal: Negros e índios, camponeses: gente linda, lutando juntos por um mundo mais igual./ 4. Senhor, agora nos conduzes ao deserto e, então nos falas, com carinho, ao coração (cf. Os 2.16), pra nos mostrar que somos povos tão diversos, mas um só Deus nos faz pulsar o coração./ 5. Se contemplamos essa “mãe” com reverência, não com olhares de ganância ou ambição, o consumismo, o desperdício, a indiferença se tornam luta, compromisso e proteção (cf LS, n.207)./ 6. Que entre nós cresça uma nova ecologia (cf LS, cap.IV), onde a pessoa, a natureza, a vida, enfim, possam cantar na mais perfeita sinfonia ao Criador que faz da terra o seu jardim.
Preparando a Partilha da Palavra
O profeta Joel faz um apelo à comunidade de Israel para que se volte para o Senhor. A expressão “rasgar os corações e não as vestes” deixa claro que não se pode agradar a Deus apenas com um ritualismo exterior. Deus vê o coração, o íntimo de cada um e não se deixa levar pelas aparências. Mas o que o profeta anuncia não é simplesmente o juízo de Deus sobre uma nação pecadora. O motivo para “voltar-se para Deus” é: “porque ele é misericordioso e compassivo, lento na cólera e rico no perdão”. A 2ª leitura reforça a ideia de Joel, exortando também os cristãos a buscarem sempre a reconciliação com Deus. A graça do perdão que nos foi dado por meio de Cristo supera todas as outras experiências de reconciliação de Deus com o povo, no correr da história de Israel. O que vivemos agora é uma realidade tão mais forte e clara desse perdão, que Paulo identifica o nosso tempo com “o tempo favorável por excelência”. Por isso, Paulo conclama a todos nós a não desperdiçarmos essa “oportunidade” de termos Deus tão favoravelmente “voltado para nós”. Também Jesus, retomando a linha do profeta Joel, recusa radicalmente toda e qualquer atitude de puro ritualismo exterior quanto à prática da religião. Mas a novidade está na motivação para se fazer a esmola, a oração e o jejum: não para aparecer e ser aprovado e aplaudido pelas pessoas, mas sim no total anonimato, no despojamento de si mesmo, no desinteresse pelos aplausos alheiros e na total confiança apenas na bondade do Pai, que saberá acolher esse gesto de fraternidade e solidariedade. O Tempo da Quaresma é uma nova oportunidade que temos, através da Igreja, de recolocarmos nossas vidas nos trilhos da salvação. Na medida que caminhamos, e porque não estamos isentos de erros e falhas na caminhada, corremos o risco de ir-nos perdendo, de nos afastarmos, até sem percebermos, do rumo a que somos chamados. E todos somos chamados a uma vida de santidade, que se traduz nas atitudes de paz e solidariedade para com todos, de respeito à dignidade de cada ser e cada criatura, de liberdade e desapego face aos bens e aos “aplausos deste mundo”.
(Subsídios para Liturgia Dominical – Arq. Belo Horizonte)

Você pode Gostar de:

11º Domingo do tempo Comum

DÉCIMO PRIMEIRO DOMINGO DO TEMPO COMUM – Ano A JESUS NOS CHAMA E NOS ENVIA …