Festa do Batismo do Senhor Imprimir E-mail
Por Paróquia São Gonçalo do Porto   
07 de janeiro de 2011

A Festa do Batismo do Senhor fecha o ciclo litúrgico do Natal. Ela faz a transição para a primeira parte do Tempo Comum que iniciaremos logo a seguir. Nesta festa (09 de janeiro), revivemos e reanimamos nosso dom batismal que nos tornou filhos e filhas amados do Pai e nos fez olhar os outros como irmãos, formando a grande família de Deus.

(cor branca ou dourada) - ANO A - 09/01/2011
FESTA DO BATISMO DO SENHOR - COMO JESUS, SOMOS BATIZADOS PARA A MISSÃO
01. ACOLHIDA
Na entrada do templo, preparar um espaço bem bonito com os símbolos e objetos litúrgicos usados no Sacramento do Batismo, assim como o material dos encontros de preparação dos pais e padrinhos. Preparar próximo ao altar o lugar para o Círio Pascal. Antes de iniciar, entoar o refrão meditativo abaixo.
MERGULHO NA ÁGUA, MERGULHO NO SENHOR. MORRENDO AO PECADO, EU VIVO PARA O AMOR.
Animador(a) - Amados irmãos e irmãs, paz e bem da parte de nosso Senhor Jesus Cristo para todos vocês que vieram participar da páscoa semanal neste encontro em comunidade. Nós os acolhemos com muita alegria e carinho, bem-vindos.
Animador(a) - A Festa do Batismo do Senhor fecha o ciclo litúrgico do Natal. Ela faz a transição para a primeira parte do Tempo Comum que iniciaremos logo a seguir. Nesta festa, revivemos e reanimamos nosso dom batismal que nos tornou filhos e filhas amados do Pai e nos fez olhar os outros como irmãos, formando a grande família de Deus. Felizes por estarmos reunidos na casa do Pai, cantemos.
Procissão de entrada como de costume, incluindo o Círio Pascal.
02. CANTO INICIAL
VIMOS TE LOUVAR EM TUA CASA, Ó SENHOR. SOMOS A FAMÍLIA QUE TEU FILHO CONGREGOU.
1. Teu povo, tua família vem hoje, com gratidão, louvar Teu nome santo, unidos na adoração.
2. Cantamos a Tua graça, o Teu infinito amor; a prece de nossas vidas, em casa já começou.
3. Das faltas contra a unidade queremos pedir perdão. É falta todo egoísmo que gera separação.
4. Começa em nossa casa a vida em fraternidade. Possamos com Tua graça, vivê-la na liberdade.
Presidente - Recordando o nosso batismo, tracemos sobre nós o sinal da nossa fé, cantando. (à escolha)
Presidente - O Senhor que encaminha os nossos corações para o amor de Deus e a constância de Cristo esteja convosco. BENDITO SEJA DEUS...
03. DEUS NOS PERDOA
Presidente - O batismo na vida do cristão é o ponto inicial de toda caminhada da vida cristã. Morrendo com Cristo para nossa condição de pecadores, recebemos o Espírito da vida nova e assumimos o projeto e a missão de Cristo. Em silêncio, pensemos nas vezes que nós, batizados, não vivemos o nosso batismo no dia a dia como discípulos missionários de Cristo. (pausa) Cantando, peçamos perdão.
SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS! (bis)
1. Pai de infinita bondade, que a tua vontade se faça verdade no meio de nós. (bis)
2. Senhor Jesus Cristo piedade, piedade de mim que não te obedeci, nem segui tua voz. (bis)
3. Que teu Espírito Santo nos mostre o caminho de paz e justiça, sem ódio e sem dor. (bis)
Presidente - Deus de bondade, perdoe os nossos pecados na vossa imensa misericórdia e nos conduza à vida plena. AMÉM.
04. ORAÇÃO
Presidente - Deus de amor, sendo o Cristo batizado no Jordão, e pairando sobre Ele o Espírito Santo, o declarastes solenemente vosso Filho, concedei aos vossos filhos adotivos, renascidos da água e do Espírito Santo, perseverar constantemente em vosso amor. Por vosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. AMÉM.
05. APRESENTAÇÃO DO LIVRO DA PALAVRA
Uma pessoa da equipe de batismo se aproxima da mesa da Palavra com o Círio Pascal enquanto o leitor apresenta o Livro e permanece até o Evangelho.
06. LEITURA DO LIVRO DO PROFETA ISAÍAS (42,1-4.6-7)
07. SALMO RESPONSORIAL
QUE O SENHOR ABENÇOE, COM A PAZ, O SEU POVO! (bis)
- Filhos de Deus, tributai ao Senhor, tributai-lhe a glória e o poder! Dai-lhe a glória devida ao seu nome; adorai-o com santo ornamento!
- Eis a voz do Senhor sobre as águas, sua voz sobre as águas imensas! Eis a voz do Senhor com poder! Eis a voz do Senhor majestosa.
- Sua voz no trovão reboando! No seu templo os fiéis bradam: “Glória!” É o Senhor que domina os dilúvios, o Senhor reinará para sempre!
08. LEITURA DOS ATOS DOS APÓSTOLOS (10,34-38)
09. CANTO DE ACLAMAÇÃO
ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA! (bis)
1. Abriram-se os céus e fez-se ouvir a voz do Pai: eis meu Filho muito amado; escutai-o, todos vós!
10. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO SEGUNDO SÃO MATEUS (3,13-17)
11. PARTILHA DA PALAVRA
12. PROFISSÃO DE FÉ
Presidente - Nosso batismo é realizado em nome da Trindade Santa. Renovemos nossas promessas batismais e a profissão de fé.
Presidente - Para viver na liberdade de filhos de Deus, renunciais ao pecado?
Ass.: RENUNCIO.
Presidente - Para viver como irmãos e irmãs, renunciais a tudo o que vos possa desunir, para que o pecado não domine sobre vós?
Ass.: RENUNCIO.
Presidente - Para seguir Jesus Cristo, renunciais ao demônio e a todas as suas obras e seduções?
Ass.: RENUNCIO.
Presidente - Credes em Deus Pai todo poderoso, Criador do céu e da terra?
Ass.: CREIO.
Presidente - Credes em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, que nasceu da Virgem Maria, padeceu e foi sepultado, ressuscitou dos mortos e subiu ao céu?
Ass.: CREIO.
Presidente - Credes no Espírito Santo, Senhor e fonte da vida.
Ass.: CREIO.
Presidente - Credes na Santa Igreja Católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados na ressurreição dos mortos e na vida eterna?
Ass.: CREIO.
Presidente - Esta é a nossa fé, que da Igreja recebemos e sinceramente professamos, razão de nossa alegria em Cristo nosso Senhor.
Ass.: AMÉM.
13. PRECES DA COMUNIDADE
Presidente - Como filhos e filhas amados do Pai, confiantes na sua bondade, façamos os pedidos da nossa comunidade. A cada prece cantemos: OUVI DEUS DE AMOR O NOSSO CLAMOR.
- Deus da vida, fortalecei a caminhada da nossa Igreja para que ela sempre nos oriente no seguimento a Jesus Cristo, vivendo nossa missão batismal. Nós vos pedimos.
- Deus da vida, ajudai a Pastoral do Batismo e os ministros instituídos para que realizem um trabalho sério de evangelização com os pais e padrinhos na preparação para o Sacramento do Batismo. Nós vos pedimos.
- Deus da vida, despertai em todos nós, a necessidade de estarmos sempre a serviço dos irmãos, em especial, os mais necessitados. Nós vos pedimos.
Presidente - Rezemos juntos a oração vocacional.
Ó Pai, fazei com que surjam, entre os cristãos, numerosas e santas vocações ao sacerdócio, que mantenham viva a fé e conservem a grata memória do vosso Filho Jesus pela pregação da sua Palavra e pela administração dos sacramentos... Fazei, ó Pai, que a Igreja acolha com alegria as  numerosas inspirações do Espírito do vosso Filho e, dóceis aos seus ensinamentos, cuide das vocações ao ministério sacerdotal e à vida consagrada. Ajudai os bispos, os sacerdotes, os diáconos, as pessoas consagradas e todos os batizados em Cristo para que cumpram fielmente a sua missão no serviço do evangelho. Nós vos pedimos, por Cristo, nosso Senhor. Amém! Maria, Rainha dos Apóstolos, rogai por nós!
14. APRESENTAÇÃO DOS DONS
Animador(a) - “O batismo é o sacramento da entrada na Igreja, que nos faz Igreja. Essa é a dimensão essencial do batismo: o ingresso na família de Deus que é a comunidade de Jesus Cristo, a Igreja”.
Animador(a) - Apresentemos ao altar do Senhor a disponibilidade e o compromisso dos membros da Pastoral do Batismo, de seus ministros instituídos e ordenados, em respeitar e cumprir as orientações do Diretório Pastoral Litúrgico Sacramental Diocesano.
A equipe de batismo da comunidade apresenta o documento enquanto se canta.
ACOLHEI AS OFERENDAS DESTE VINHO E DESTE PÃO E NOSSO CORAÇÃO TAMBÉM! SENHOR, QUE VOS DOASTES TOTALMENTE POR AMOR, FAZEI DE NÓS O QUE CONVÉM!
15. CANTO DAS OFERENDAS
1. No templo santo, a te ofertar um dom sublime, ó Deus de amor. Teu Filho infante, a nos salvar da vida escrava, Libertador!
NATAL! FESTA DE HARMONIA, O AMOR VEIO NOS LIBERTAR. E DEUS, NA FELIZ LITURGIA, NOS FAZ TAMBÉM DONS NESTE ALTAR.
2. Repica o sino lá em Belém e gente simples vem adorar. É o Deus menino, salvar-nos vem do mal, da morte, vem nos livrar.
3. Mãe oferente, Mãe tão feliz, que tudo guarda no coração. Assim, por todos o céu bendiz e dá seu Filho em oblação.
16. MOMENTO DE LOUVOR
Animador(a) - A Igreja é comunidade que abriga os filhos amados. Sobre ela paira o Espírito do Senhor para alimentar, cuidar e garantir a vida recebida. Louvemos ao Senhor que nos deu essa Igreja por meio de Jesus Cristo que nos acolhe e orienta para vivermos nosso batismo.
GLÓRIA, GLÓRIA, ANJOS NO CÉU CANTAM TODOS SEU AMOR! E NA TERRA, HOMENS DE PAZ: “DEUS MERECE O LOUVOR”!
1. Deus e Pai nós vos louvamos, adoramos bendizemos, damos glória ao vosso nome, vossos dons agradecemos!
2. Senhor nosso Jesus Cristo, Unigênito do Pai. Vós, de Deus Cordeiro Santo, nossas culpas perdoai!
3. Vós que estais junto do Pai como nosso intercessor, acolhei nossos pedidos, atendei nosso clamor!
4. Vós somente sois o Santo, o Altíssimo, o Senhor, com o Espírito Divino, de Deus Pai o esplendor!
17. PAI NOSSO
Presidente - O Senhor nos comunicou o seu Espírito. Com a confiança e a liberdade de filhos e filhas, rezemos de mãos dadas a oração da fraternidade. PAI NOSSO...
18. ABRAÇO DA PAZ
Animador(a) - Somente uma pessoa feliz pode fazer os outros felizes, experimentando dessa forma a paz. Saudemos nosso(a) irmão(ã) com um abraço fraterno. (à escolha)
19. CANTO DE COMUHÃO (se houver)
1. Já o céu contemplamos neste dia pois nasceu para nós o Salvador. E, feliz, eis a terra ao céu unida no louvor, puro e santo ao Deus amor.
JÁ CUMPRIU-SE A PROFECIA, JÁ NASCEU O SALVADOR. CÉUS E TERRAS, NA ALEGRIA, CANTAM HOJE UM SÓ LOUVOR. NO PRESÉPIO PEQUENINO E NO PÃO
CELESTIAL HONRA E GLÓRIA AO DEUS MENINO NUM LOUVOR SEMPRE ETERNAL.
2. Vem do céu o esplendor de nova aurora, uma luz que é celeste o mundo viu. No clarão redentor que brilha agora, no deserto a esperança então floriu.
3. Tudo é pobre na gruta e tão singelo, mas transborda de paz como um jardim. E Natal é mistério  assim tão belo, pois quis Deus ser também pequeno assim.
4. Vindo a nós, entre pobres, na alegria, o Senhor sempre é luz para as nações. E se humilde em Belém nasceu um dia, hoje vem renascer nos corações.
20. ORAÇÃO
Presidente - Nutridos pela vossa Palavra (e pela Comunhão), dai-nos, ó Pai, a graça de ouvir fielmente o vosso Filho amado, para que, chamados filhos de Deus, nós o sejamos de fato. Por Cristo, nosso Senhor. AMÉM.
21. NOTÍCIAS E AVISOS
- Este folheto não deve ser jogado em via pública e/ou no lixo. Recicle-o!
22. BÊNÇÃO
Presidente - Concedei, ó Deus, ao povo cristão, conhecer a fé que professa e amar a liturgia que celebra. AMÉM.
- Abençoe-vos o Deus que é PAI, FILHO e ESPÍRITO SANTO. AMÉM.
- Ide em paz realizando a vossa missão de testemunhar Jesus Cristo na companhia do Senhor.
GRAÇAS A DEUS.
23. CANTO FINAL
1. Prometi no meu santo batismo a Jesus sempre e sempre adorar. Pais cristãos em meu nome falaram hoje os votos eu vim confirmar.
FIEL, SINCERO, EU MESMO QUERO A JESUS PROMETER MEU AMOR. (bis)
2. De Jesus sempre quero constante o preceito em meu peito gravar. Combatendo, lutando e vencendo a Igreja fiel sempre amar.
PREPARANDO A PARTILHA DA PALAVRA
Entre os judeus piedosos e especialmente entre os essênios, o batismo por imersão nas águas fazia parte dos rituais de purificação e de comprometimento em servir a Deus. O batismo realizado por João tem caráter penitencial. É também anúncio e antecipação do batismo cristão na água e no Espírito Santo. João tinha começado sua missão antes de conhecer Jesus. Ele também vivia da esperança. Anunciava por encargo de Deus, apelando ao desejo de libertação que o povo sentia. Prometia um libertador, mas sem conhecer sua identidade. João começa um movimento que ainda não tem “chefe” e declara que este não é ele. A missão e as figuras de João e de Jesus são independentes. Estão relacionadas entre si pelo anúncio e pela realidade. A única finalidade do batismo de João era permitir que aquele que chegaria se manifestasse a Israel. Seu batismo era, pois, sinal de adesão ao que chegava como luz-vida, rompendo com a situação anterior. Se a marca do batismo de João era de caráter mais ético que cultural e manifestava-se mais como rito de conversão e confissão dos pecados do que como purificação legal, este não era um batismo apropriado para Jesus. Jesus coloca-se deliberadamente na fila dos pecadores. Quer ser considerado como mais um, já que havia assumido solidariamente nossa condição humana, embora nunca tenha havido pecado nele. É uma atitude que faz parte do seu programa de kénosis, (humilhar-se) na linguagem de São Paulo. È a imagem do “servo” que carrega o pecado do povo, solidariza-se com nossa história e não se afasta da humanidade pecadora, pois sua missão não é condenar, mas promover a verdade, fortalecer o pavio que ainda fumega. O batismo de Jesus é manifestação messiânica e está dentro das grandes teofanias bíblicas. A declaração pública do Pai sobre a filiação divina do homem Jesus é o respaldo de Deus, a investidura à unção messiânica do Espírito para a missão profética de Cristo. O Espírito designa também o selo que o Pai pôs em Jesus. É a carta credencial que inaugura seu anúncio do Reino de Deus. Jesus é proclamado “filho bem-amado” e sobre Ele desce o Espírito que o investe na missão de profeta (anúncio da mensagem da salvação), sacerdote (o único sacrifício agradável ao Pai), rei (messias esperado como Salvador). O batismo recebido na infância, por desejo dos pais, é, antes de tudo, um dom, uma eleição de Deus, uma vocação para a fé. O diálogo de Deus conosco não começa impondonos obrigações e tarefas, mas oferecendo-nos a graça e a salvação por Jesus Cristo. Começa o relacionamento conosco dando-nos seu Espírito e chamando-nos de filhos amados. O Espírito recebido eleva a vida dada por nossos pais, para sermos filhos de Deus. O amor é envolvente. Estabelece afetivos e efetivos laços de conhecimento e de atos. O batismo é expressão de amor entre o criador e a criatura. A criatura torna-se uma imagem real do criador no estilo de vida e nas atitudes. A criatura torna-se para o mundo o rosto esperançoso de Deus que faz novas todas as coisas, pois Ele andou por toda a parte, fazendo o bem e curando os que estavam dominados pelo demônio: porque Deus estava com Ele. Como estamos vivendo nosso batismo? E o amor aos irmãos(ãs)?

LEITURAS DA SEMANA:
2ª feira: Hb 1,1-6; Sl 96; Mc 1,14-20
3ª feira: Hb 2,5-12; Sl 8; Mc 1,21b-28
4ª feira: Hb 2,14-18; Sl 104; Mc 1,29-39
5ª feira: Hb 3,7-14; Sl 94; Mc 1,40-45
6ª feira: Hb 4,1-5.11; Sl 77; Mc 2,1-12
Sábado: Hb 4,12-16; Sl 18; Mc 2,13-17
Domingo: Is 49,3.5-6; Sl 39; 1Cor 1,1-3; Jo 1,29-34

SOLENIDADE DO BATISMO DO SENHOR  - “BATISMO DO SENHOR”
Irmãos e irmãs, a Igreja encerra o ciclo litúrgico do Natal com a celebração do Batismo do Senhor. Essa festa ressalta a manifestação de Deus a toda a humanidade, confirmando que Jesus é o Messias prometido pelos séculos e enviado na plenitude do tempo. Sendo hoje discípulos e missionários daquele que nos trouxe a paz, saímos fortalecidos das grandes celebrações do ciclo do Natal e damos à Igreja a conotação missionária que ela deve ter por natureza.
Ato Penitencial: Irmãos e irmãs, invoquemos o Senhor nosso Deus para que se digne abençoar esta água que vai ser aspergida sobre nós, recordando o nosso batismo. Que Ele se digne ajudar-nos para permanecermos fiéis ao Espírito que recebemos.
Glória: Nós que somos peregrinos em busca da LUZ que ilumina nossas vidas, cantemos a presença da Glória divina entre nós.
Entrada da Bíblia: 
Liturgia da Palavra: 1ª Leitura: (Is 42, 1-4.6-7) O servo do Senhor é Javé, que promoverá a paz e a justiça.    (in Dehonianos)   
Salmo: Sl 29(28)  “Que o Senhor abençoe, com a paz, o seu povo!”                                                    
2ª Leitura: (Atos 10, 34-38)  A prática da caridade e da justiça nos distingue diante de Deus.   
Evangelho: (Mt  3, 13-17)  Jesus vai liderar o processo de libertação das estruturas que oprimem e escravizam.
Aclamação ao Evangelho:  Aclamemos a boa nova cantando....  
Preces da Comunidade:
Ofertório: - Na festa do Batismo do Senhor, a procissão das ofertas é a manifestação visível daqueles batizados e daquelas batizadas que trazem ao altar do Senhor o fruto da vida cristã, vivenciados como filhos e filhas de Deus. (motivar a oferta) Cantando....
Comunhão:  Assim como aconteceu com Jesus, batizado nas águas do Rio Jordão, assim acontece conosco: somos solenemente declarados filhos e filhas amados de Deus. Nessa comunhão com o Espírito Santo somos todos convidados.  Cantemos...
Mensagem Final: Jesus volta ao Jordão; exercício de imaginação
Vamos fazer um exercício de imaginação. Imaginar Jesus voltando ao Rio Jordão, onde fora batizado. Cada um entre em contato com sua fantasia e imagine Jesus chegando às margens do rio. De repente, como num filme, Jesus começa a rever tudo que aconteceu naquele dia do seu Batismo. Vê o povo chegando para ouvir João Batista, lembra das palavras de João Batista, referindo-se a ele como o novo batizador — que batizaria (mergulharia o povo) no Espírito Santo —; lembra como entrou na água e a breve conversa que teve com João Batista. Depois, sai da água e rememora tudo que aconteceu quando pôs os pés na margem do rio: os céus se abriram, o Espírito Santo pousa sobre ele em forma de pomba e a voz do Pai declarando que ele era seu Filho amado. Foi ali, nas águas do Batismo, realizado no Rio Jordão, que tudo começou. Ali teve início a vida comprometida e de intimidade com Deus que sustentaria a missão que Jesus viera realizar entre nós.


 
< Anterior   Próximo >

Destaques

Enquete

Qual instrumento você utiliza para evangelização?
 

Galeria de Fotos


Pe. Elilzo (Roma2014)
Fotos Tiradas no Evento