6º Domingo do Tempo Comum Imprimir E-mail
Por Paróquia São Gonçalo do Porto   
28 de janeiro de 2014
Ano A - XXIV - Nº 1436 - 6º Domingo do Tempo Comum - cor verde - 16/02/2014
FELIZ AQUELE QUE NA LEI DO SENHOR DEUS VAI PROGREDINDO
Acolher com alegria quem chega. Para dar início à celebração, entoar o refrão.
Feliz o homem que ama o Senhor e segue seus mandamentos. O seu coração é repleto de amor, Deus mesmo é seu alimento.
01. ACOLHIDA
Animador(a) - Irmãos e irmãs, paz e bem a todos vocês que vieram participar conosco deste encontro fraterno. Este ano estamos refletindo o Evangelho de São Mateus que apresenta Jesus como o Mestre que veio realizar a justiça. Hoje, a liturgia nos convida a aprofundarmos o espírito dos mandamentos da Lei de Deus. Felizes por estarmos reunidos em comunidade para celebrar o dia do Senhor, cantemos.
Procissão de entrada como de costume.

02. CANTO INICIAL
Que alegria quando me disseram vamos à casa do nosso Pai.
1 - Eterno Pai, Tu nos chamaste à vida, nós somos filhos do teu grande amor, uma família sempre agradecida que se reúne para o teu louvor.
2 - Na tua casa ao redor da mesa, os que vieram vão se dando as mãos e Tu contemplas toda essa riqueza de ver os filhos sempre mais irmãos.
3 - E sobre a mesa numa santa ceia Jesus se faz o teu sagrado pão. Em nossas vidas teu amor semeias para colher os dons da salvação.
Presidente - Reunidos para celebrar o mistério da nossa fé, façamos o sinal que recebemos no batismo. Em nome do Pai...
Presidente - O amor do Pai, a doação do Filho e a força do Espírito Santo estejam convosco. Bendito seja Deus...
03. DEUS NOS PERDOA
Presidente - Em silêncio, imploremos a misericórdia do Pai pelas vezes em que não nos reconciliamos com o irmão a quem ofendemos (pausa). Peçamos perdão, cantando.
Perdoai-nos, ó Pai, as nossas ofensas como nós perdoamos a quem nos ofendeu!
1 - Se eu não perdoar a meu irmão, o Senhor não me dá o seu perdão. Eu não julgo para não ser julgado, perdoando é que serei perdoado.
2 - Ajudai-me, Senhor, a perdoar, e livrai-me de julgar e condenar. Vou ficar sempre unido em comunhão, ao Senhor e também ao meu irmão.
3 - Vou levar para a vida a união, que floresce nesta Santa Comunhão. Vivo em Cristo a vida de cristão, sou mensagem de sua reconciliação.
Presidente - Deus de bondade, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida plena. Amém.
- Senhor, tende piedade de nós! Senhor...
- Cristo, tende piedade de nós! Cristo...
- Senhor, tende piedade de nós! Senhor...
04. ORAÇÃO
Presidente - Ó Deus, concedei ao povo que vos serve crescer pela vossa graça e guardar sempre os vossos mandamentos. Por Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.
Louvarei a Deus, seu nome bendizendo! (bis) Louvarei a Deus, sua vida nos conduz! (bis)
05. LEITURA DO LIVRO DO ECLESIÁSTICO (15, 16-21)
06. SALMO RESPONSORIAL (118)
Feliz o homem sem pecado em seu caminho, que na lei do Senhor Deus vai progredindo! (bis)
- Feliz o homem sem pecado em seu caminho, que na Lei do Senhor Deus vai progredindo! Feliz o homem que observa seus preceitos, e de todo o coração procura a Deus!
- Os vossos mandamentos vós nos destes, para serem fielmente observados. Oxalá seja bem firme a minha vida em cumprir vossa vontade e vossa Lei!
- Sede bom com vosso servo, e viverei, e guardarei vossa Palavra, ó Senhor. Abri meus olhos, e então contemplarei as maravilhas que encerra a vossa Lei!
- Ensinai-me a viver vossos preceitos; quero guardá-los fielmente até o fim! Dai-me o saber, e cumprirei a vossa Lei, e de todo o coração a guardarei.
07. LEITURA DA PRIMEIRA CARTA DE SÃO PAULO AOS CORÍNTIOS (2, 6-10)
08. CANTO DE ACLAMAÇÃO
Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia. (bis)
1 - Eu te louvo, ó Pai Santo, Deus do céu, Senhor da terra: os mistérios do teu Reino aos pequenos, Pai revelas.
09. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO SEGUNDO SÃO MATEUS (5, 17-37)
10. PARTILHA DA PALAVRA
11. PROFISSÃO DE FÉ
Presidente - No Deus que nos ama infinitamente, professemos nossa fé. Creio em Deus Pai...
12. PRECES DA COMUNIDADE
Presidente - O Senhor da vida conhece nossas necessidades. Elevemos a Ele nossos pedidos na certeza de que seremos atendidos.
- Senhor, ajudai vossa Igreja para que seja fiel aos vossos Mandamentos. Nós vos pedimos.
- Senhor, dai-nos a vossa sabedoria para que possamos viver a justiça em nosso meio. Nós vos pedimos.
- Senhor, iluminai os governantes do nosso município, do nosso estado e do país, para que usem as leis em favor do povo brasileiro. Nós vos pedimos.
Presidente - Rezemos a Oração pelas Vocações.
Jesus, Mestre divino, que chamastes os apóstolos a vos seguir, continuai a passar pelos nossos caminhos, pelas nossas famílias, pelas nossas escolas e continuai a repetir o convite a muitos de nossos jovens. Dai coragem às pessoas convidadas. Dai força para que vos sejam fiéis como apóstolos leigos(as), como religiosos e religiosas, para o bem do povo de Deus e de toda a humanidade. Amém.
13. APRESENTAÇÃO DOS DONS
Animador(a) - Jesus não veio abolir a Lei, mas levá-la à perfeição. Devemos cumprir os mandamentos no Espírito de justiça e de amor. Apresentemos ao altar do Senhor nossa disposição em sermos fiéis aos seus Mandamentos.
O animador(a) convida a assembleia para proclamar o que está abaixo:
Senhor, diante do vosso altar, me comprometo a:
- Amar-vos sobre todas as coisas.
- Não tomar vosso Santo nome em vão.
- Guardar domingos e festas.
- Honrar pai e mãe.
- Não matar.
- Não pecar contra a castidade.
- Não furtar.
- Não levantar falso testemunho.
- Não desejar a mulher do próximo.
- Não cobiçar as coisas alheias.
14. CANTO DAS OFERENDAS
(Onde houver Celebração da Palavra)
1 - Um coração para amar, pra perdoar e sentir, para chorar e sorrir. Ao me criar Tu me deste. Um coração pra sonhar, inquieto e sempre a bater. Ansioso por entender as coisas que Tu disseste.
Eis o que eu venho te dar, eis o que eu ponho no altar. Toma Senhor que ele é teu, meu coração não é meu. (bis)
2 - Quero que o meu coração seja tão cheio de paz que não se sinta capaz de sentir ódio ou rancor. Quero que a minha oração possa me amadurecer, leve-me a compreender as consequências do amor.
(Onde houver Celebração Eucarística)
A vós, Senhor, apresentamos estes dons: o pão e o vinho, aleluia!
1 - Que poderei retribuir ao Senhor Deus por tudo aquilo que ele fez em meu favor?
2 - Elevo o cálice da minha salvação, invocando o nome santo do Senhor.
3 - Vou cumprir minhas promessas ao Senhor na presença de seu povo reunido.
4 - Por isso oferto um sacrifício de louvor, invocando o nome santo do Senhor.
PAI NOSSO
Presidente - Rezemos com muita fé, a oração que Jesus nos ensinou. Pai Nosso...
17. ABRAÇO DA PAZ
Animador(a) - A paz nós alcançamos vivendo os ensinamentos de Jesus. Saudemo-nos com um gesto fraterno.
Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz!
1 - Onde houver ódio, que eu leve o amor. Onde houver ofensa, que eu leve o perdão. Onde houver discórdia, que eu leve a união. Onde houver dúvida, que eu leve a fé. Onde houver erro, que eu leve a verdade. Onde houver desespero, que eu leve a esperança. Onde houver tristeza, que eu leve a alegria. Onde houver trevas, que eu leve a luz.
2 - Ó Mestre! Fazei que eu procure mais, consolar que ser consolado, compreender que ser compreendido. Amar, que ser amado. Pois é dando que se recebe. É perdoando que se é perdoado. E é morrendo que se vive para a vida eterna.
18. CANTO DE COMUNHÃO (se houver)
Feliz o homem que ama o Senhor e segue seus mandamentos. O seu coração é repleto de amor, Deus mesmo é seu alimento.
1 - Feliz o que anda na lei do Senhor, e segue o caminho que Deus lhe indicou. Terá recompensa no Reino do céu, porque muito amou.
2 - Feliz quem se alegra em servir o irmão, segundo os preceitos que Deus lhe ensinou. Verá maravilhas de Deus, o Senhor, porque muito amou.
3 - Feliz quem confia na força do bem, seguindo os caminhos da paz e o perdão. Será acolhido nos braços do Pai, porque muito amou.
4 - Feliz quem dá graças de bom coração, e estende sua mão ao sem voz e sem vez. Terá no banquete um lugar para si, porque muito amou.
19. ORAÇÃO
Presidente - Favorecei, ó Deus, o vosso povo para que, livre de todo o mal, vos sirva de coração e goze sempre o vosso amparo. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
20. NOTÍCIAS E AVISOS
21. BÊNÇÃO
Presidente - Que Deus todo-poderoso vos livre sempre de toda adversidade e torne os vossos corações atentos aos seus Mandamentos. Amém.
- Abençoe-vos o Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.
- Obedientes aos Mandamentos do Senhor, ide em paz e que Ele vos acompanhe. Graças a Deus.
22. CANTO FINAL
1 - Olha que o tempo é ligeiro e o melhor companheiro, possui a eternidade. E o seu amor que é forte, é bem maior que a morte e quer sua amizade.
Cristo, conta com você. (4x)
2 - Quem não toma a sua cruz, pra seguir os passos seus, não verá a sua luz. Eis que já chegou a hora, quem duvida e demora, não verá chegar Jesus.
PREPARANDO A PARTILHA DA PALAVRA
A leitura do Eclesiástico deixa claro que cada pessoa é sujeito de sua felicidade ou desgraça, à medida que faz opções a favor da vida ou a favor da morte. Deus deixa toda liberdade de escolha às pessoas, mas aponta, ao mesmo tempo, o único caminho certo: ‘’Escolha, pois, a vida...” (Dt 30,19) É, portanto responsável pela própria vida. Paulo em sua carta chamou os cristãos de Corinto de pessoas maduras na fé, porque se abriram à novidade de Jesus Cristo crucificado. A maturidade na fé começa quando se entende o mistério da encarnação, morte e ressurreição de Jesus. A sabedoria da qual fala Paulo é o projeto de Deus, ‘‘uma sabedoria misteriosa, escondida, que Ele reservou antes dos séculos para a nossa glória.” As comunidades de Corinto são destinatárias dessa sabedoria, porque, em sua pobreza, escolheram o projeto de Deus já anunciado pelos profetas.O mesmo Deus, que caminhou no passado com seu povo, está presente agora na comunidade que aceitou Jesus crucificado, revelando seu projeto por meio do Espírito. O texto do Evangelho escolhido para este domingo é desdobramento das bem-aventuranças. Ele afirma que Jesus não veio para destruir o AT, mas respeitou as leis e as instituições de seu povo, e sempre as interpretou na perspectiva da promoção da vida e do bem comum. Na segunda parte do Evangelho, Jesus explica de maneira mais profunda, quatro exemplos do AT. Jesus nos alerta que não basta observar leis para ser justo. É preciso observá-las de maneira pessoal, conscientes daquilo que se está fazendo, a fim de realizar o bem ao qual a lei visa. A justiça não depende da observância da lei. É no coração que se decide a atitude mais verdadeira e mais radical do homem. É para aí que devemos dirigir a atenção e a escolha. Não basta, portanto, não matar, mas é necessário não se irritar. Não basta não cometer adultério; é preciso não desejar a mulher dos outros. Não basta lavar as mãos antes das refeições, mas é necessário purificar o coração. Não basta erguer monumentos aos profetas, mas é preciso não os calar, matando-os. Não basta o sacrifício, pois, de nada serve o ato de culto, se não se põe na própria vida moral e justiça, a misericórdia e a fé. Não basta multiplicar palavras nas orações, mas é necessário ter fé na bondade de Deus. Qual é mesmo a proposta de Jesus para nós? Nossas relações favorecem a justiça que conduz à vida para todos?
REFLETINDO O TEMPO COMUM
O Tempo Comum, portanto, é dedicado a assimilar e vivenciar a Páscoa do Cordeiro em nossas vidas e na vida da comunidade. A celebração é o momento privilegiado, esperado, amado e participado pela comunidade. A preparação cuidadosa das celebrações fará o diferencial e dará um gosto especial à reunião semanal dos cristãos. Daí a importância da existência das equipes de liturgia, em permanente atualização de dedicação a serviço das assembleias litúrgicas. Ao longo do Tempo Comum, algumas ações simbólicas solenizam o domingo, festa do Ressuscitado e Páscoa semanal dos cristãos: a comunidade reunida em assembleia, a proclamação da Palavra de Deus, a Celebração Eucarística e o rito de partir e repartir o pão eucarístico, bênção e aspersão com água o uso do incenso, o círio pascal, o canto ou aclamação do aleluia, a bonita e nobre organização do espaço celebrativo, etc.
LEITURAS DA SEMANA
2ª feira: Tg 1,1-11; Sl 118; Mc 8,11-13
3ª feira: Tg 1,12-18; Sl 93; Mc 8,14-21
4ª feira: Tg 1,19-27; Sl 14; Mc 8,22-26
5ª feira: Tg 2,1-9; Sl 33; Mc 8,27-33
6ª feira: Tg 2,14-24.26; Sl 111; Mc 8,34-9,1
Sábado: 1Pd 5,1-4; Sl 22; Mt 16,13-19
Domingo: Lv 19,1-2.17-18; Sl 102; 1 Cor 3,16-23; Mt 5,38-48

 
< Anterior   Próximo >

Destaques

Enquete

Sua Paróquia ou Comunidade possui a PASCOM?
 

Galeria de Fotos


Festa Senhor Bom Jesus de Cuiaba
Fotos Tiradas no Evento