Página Inicial / Notícias / Sucessores dos apóstolos

Sucessores dos apóstolos

VATICANO, 28 Mar. 07 (ACI) .- Durante a Audiência Geral desta manhã celebrada na Praça de São Pedro, o Papa Bento XVI prosseguiu sua catequese sobre os Padres Apostólicos apresentando a figura e pensamento de São Irineu de Lion, "primeiro grande teólogo da Igreja", recordando o dever dos cristãos de observar os ensinamentos dos sucessores dos apóstolos, os bispos e, especialmente, o ensinamento da Igreja de Roma.

Ante 20 mil peregrinos que se reuniram no recinto vaticano, o Santo Padre recordou o Bispo de Lion, nascido em Esmirna no século II, discípulo do Bispo Policarpo que chegou a conhecer São João Evangelista. Na Gália foi um dos sacerdotes da jovem comunidade cristã de Lion e graças a uma missão em Roma escapou da perseguição de Marco Aurélio, em que foi martirizado seu antecessor, o Bispo Potin.

O Pontífice destacou que São Irineu era acima de tudo um pastor "que defendia a verdadeira doutrina", em particular frente à heresia gnóstica que considerava a fé que a Igreja ensinava "um simbolismo para os simples, enquanto os iniciados, os intelectuais, teriam entendido o que estava por trás dos símbolos e teriam criado assim um cristianismo elitista e intelectualista".

O Papa explicou que outro elemento do gnosticismo era "o dualismo, e para explicar o mal no mundo afirmavam a existência, junto ao Deus bom de um princípio negativo. Este princípio negativo teria produzido as coisas materiais". A respeito, destacou que Irineu, ancorando-se na doutrina bíblica da criação, reivindica a santidade originária da matéria, do corpo não menos que do Espírito.

Mais adiante o Pontífice ressaltou que o sustento de sua doutrina "é a questão da ‘regra da fée de sua transmissão, que coincide com o Credo dos Apóstolos".

"Assim, –explicou– o verdadeiro ensinamento não é o inventado pelos intelectuais, além da fé singela da Igreja. O verdadeiro evangelho é o ministrado pelos bispos, que o receberam dos apóstolos em uma cadeia sem interrupção. Estes não ensinaram mais que esta fé singela, que é também a verdadeira profundidade da revelação de Deus. Não há uma doutrina secreta por trás do credo comum da Igreja. Não existe um cristianismo superior para os intelectuais".

"Aderindo a esta fé transmitida publicamente pelos apóstolos a seus sucessores, os cristãos devem observar o que dizem os bispos, especialmente o ensinamento da Igreja de Roma, que por causa de sua antigüidade, tem a maior ‘apostolicidade’ e tem sua origem nas colunas do colégio apostólico, Pedro e Paulo".

Segundo Irineu, continuou o Bispo de Roma, "a tradição apostólica é pública‘, nem privada ou secreta; o conteúdo da fé transmitida pela Igreja procede de Jesus e dos apóstolos. A tradição apostólica é ‘única’, em seu conteúdo fundamental apesar da diversidade das línguas e as culturas. A transmissão da tradição apostólica não depende da capacidade de homens mais ou menos doutos: é ‘pneumática’, guiada pelo Espírito Santo, que faz com que a Igreja seja sempre uma realidade viva e jovem, enriquecida com múltiplos carismas".

América Latina: Sólida formação na fé dos Apóstolos

Terminada sua catequese, o Santo Padre saudou os bispos das diocese de Sicilia e aos fiéis que os acompanhavam pedindo aos primeiros que "sustentem com seu exemplo aos sacerdotes, às pessoas consagradas e aos fiéis laicos" desta região "para que sigam testemunhando a Cristo e seu Evangelho, com impulso e ardor renovados. Que nenhum temor surpreenda e agite seu coração. Quem segue a Cristo não se assusta com as dificuldades; quem confia nele caminha seguro".

Do mesmo modo, desta vez em língua espanhola, o Papa se dirigiu aos fiéis de diversas paróquias e aos estudantes vindos da Espanha, assim como ao grupo de militares da Armada Espanhola e saudou "com afeto também aos visitantes do México e de outros países latino-americanos".

"Animo a adquirir uma sólida formação na fé dos Apóstolos, e a transmiti-la fielmente a outros com suas palavras e o exemplo de sua vida. Obrigado por sua visita!", concluiu.

Terminada sua catequese, o Santo Padre saudou os bispos das diocese de Sicilia e aos fiéis que os acompanhavam pedindo aos primeiros que "sustentem com seu exemplo aos sacerdotes, às pessoas consagradas e aos fiéis laicos" desta região "para que sigam testemunhando a Cristo e seu Evangelho, com impulso e ardor renovados. . Quem segue a Cristo não se assusta com as dificuldades; quem confia nele caminha seguro".

Você pode Gostar de:

Seguir Jesus sempre!

“Se alguém nos perguntar “quem é Jesus Cristo”, certamente diremos o que aprendemos na catequese, …