Página Inicial / Animação Litúrgica / 21º Domingo do Tempo Comum(23.08)

21º Domingo do Tempo Comum(23.08)

21º Domingo do Tempo Comum –
Dia das Vocações Leigas
Ano A – cor verde –
23/08/2020

1. Saudação Presidente –
Reunidos para celebrar nossa fé e nossa vida, somos convidados a reconhecer e seguir Jesus, o Messias, Filho do Deus Vivo. Façamos o sinal que nos identifica como seguidores e seguidoras do Cristo Ressuscitado. Em nome do Pai… Presidente – A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco. Bendito seja Deus…
Animador(a) – Neste dia comemoramos o Dia das Vocações Leigas. Vamos celebrar com alegria a vida de tantos homens e mulheres que desempenham vários ministérios a serviço da Igreja e da sociedade. Hoje, de modo especial, queremos rezar pelos nossos irmãos e irmãs leigos e leigas que evangelizam com amor: crianças, adolescentes, jovens e adultos, nas ações evangelizadoras. Vamos trazer presente também, os fatos e acontecimentos da semana que passou (recordação da vida).
2. Deus nos perdoa
Presidente – Ao Deus da vida, sempre pronto a nos acolher e perdoar, peçamos perdão de nossas faltas e omissões (silêncio). Confiantes em Sua misericórdia, confessemos os nossos pecados. Confesso a Deus… Presidente – Deus de amor e bondade, tenha compaixão de nós, perdoe nossos pecados e nos conduza à vida eterna. Amém.
– Senhor, tende piedade de nós! Senhor…
– Cristo, tende piedade de nós! Cristo…
– Senhor, tende piedade de nós! Senhor…
3. Hino do Glória Presidente – Glorifiquemos a Deus nosso Pai, fonte de vida e santidade que em Jesus Cristo nos alimenta na fé e nos conduz ao caminho da salvação, cantando o Hino do Glória.
4. Oração
Presidente – Oremos – (silêncio) – Ó Pai, fonte de sabedoria, transformastes Pedro em uma rocha para sustentar a unidade na fé, dai a todos nós a luz do vosso Espírito, para que reconheçamos em Jesus de Nazaré, o verdadeiro Filho de Deus, tornando-nos pedras vivas da Igreja. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.
Deus nos fala
5. Leitura do Livro do Profeta Isaías (22, 19-23)
6. Salmo Responsorial (137)(CD Cantando os Salmos) Ó Senhor, vossa bondade é para sempre! Completai em mim a obra começada! (bis)
7. Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos (11, 33-36)
8. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus (16, 13-20)
9. Partilha da Palavra
10. Profissão de Fé
11. Preces da Comunidade
12. Apresentação dos Dons
O animador(a) convida a assembleia a proclamar a frase do Evangelho e em seguida cantar o refrão. “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”
Coleta Fraterna
Ação de Graças
13. Louvação
Presidente – Louvemos a Deus nosso Pai, por todas as manifestações de fé em nossas comunidades, paróquias, Diocese, no Brasil e no mundo e por todos os evangelizadores, que doam suas vidas a serviço do Reino e da sociedade.
Deus nos faz irmãos
14. Pai Nosso
15. Abraço da Paz
Animador(a) – A chave entregue a Pedro para edificar a Igreja é oferecida a todos nós. Abramos as portas do nosso coração para Jesus e com Ele lutemos pela paz. Saudemo-nos.
16. Oração Presidente – Oremos – (silêncio)
– Ó Deus, vós que nos enviastes Jesus Cristo e por meio Dele nos revelastes o vosso Reino, derramai sobre nós o vosso Espírito; iluminai nosso caminho e conduzi nossas ações para que possamos dar continuidade ao vosso projeto de amor e justiça. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
17. Breves Avisos
18. Bênção
Presidente – O Senhor vos abençoe e vos guarde. Amém. – O Senhor faça brilhar sobre vós a sua face e vos seja favorável! Amém. – Abençoe-vos o Deus Todo-Poderoso: Pai e Filho e Espírito Santo. Amém. – Anunciai com fé que Jesus é o Messias, o Filho do Deus vivo. Ide em paz e que o Senhor vos acompanhe. Graças a Deus.

Meditando a Palavra de Deus
A Liturgia deste domingo nos chama a refletir: Quem é Jesus para nós? Tendo anunciado o Reino e após ter realizado muitos milagres de curas e libertação de espíritos maus, Jesus parece sentir a necessidade de fazer uma avaliação de sua ação messiânica. Os que o seguem não são muitos. Os escribas e fariseus o hostilizam. Jesus dirige-se, então, aos que lhe estão mais próximos e lhes faz uma pergunta: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?” Disseram: “Uns afirmam que é João Batista, outros que é Elias, outros, ainda, que é Jeremias ou um dos profetas.” Então, lhes perguntou Jesus: “E vós, quem dizeis que eu sou?” Simão Pedro, respondendo, disse: “Tu é o Messias, o Filho do Deus vivo.” Eis uma das questões centrais do Evangelho. A posição de cada um diante de Jesus Cristo. Não basta saber o que os outros dizem de Jesus. Importante é a tomada de posição pessoal. Pedro adianta-se e confessa: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”. Sobre esta profissão de fé de Pedro, Jesus constrói a sua Igreja, o novo Povo de Deus. O que se deu com Pedro e os Apóstolos acontece com cada cristão. Sempre de novo ele é convidado a dar uma resposta pessoal a Jesus Cristo. E sobre esta fé Jesus vai construindo a sua Igreja. A cada celebração somos colocados diante do Senhor. Jesus nos dirige a palavra: “E tu, quem dizes que eu sou?” Nossa resposta será: “Tu és o Messias, Filho do Deus vivo”. Esta resposta traz consigo consequências muito sérias. Jesus nos confia à participação no seu poder. Jesus nos revela “o abismo da riqueza, da sabedoria e da ciência de Deus”. Pelo fato de Pedro ter tomado a dianteira e ter professado a fé em Jesus como Messias, tornou-se ele a autoridade máxima no novo Povo de Deus. Jesus quis deixar em sua Igreja um sinal de unidade, como expressão maior da fé sobre a qual Ele quer edificar a sua Igreja. Estamos diante do primado de Pedro, continuando na Igreja, nos seus sucessores, os Bispos de Roma, que chamamos de Papa. Ele tem a função de confirmar os irmãos na verdadeira fé. Nós cristãos fomos inseridos na fé pelo Batismo, alimentados pelo Sacramento da Eucaristia e confirmados no Sacramento da Crisma. Cabe a cada um de nós seguir fielmente os ensinamentos do Filho de Deus e as orientações do sucessor de Pedro, o Papa Francisco, para que nossa fé não seja abalada em nossa caminhada rumo aos céus.

Leituras da Semana
2ª feira: Ap 21,9b-14; Sl 144; Jo 1,45-51
3ª feira: 2Ts 2,1-3a.14-16; Sl 95; Mt 23,23-26
4ª feira: 2Ts 3,6-10.16-18; Sl 127; Mt 23,27-32
5ª feira: 1Cor 1,1-9; Sl 144; Mt 24,42-51
6ª feira: 1Cor 1,17-25; Sl 32; Mt 25,1-13
Sábado: Jr 1,17-19; Sl 70; Mc 6,17-29
Domingo: Jr 20,7-9; Sl 62; Rm 12,1-2

Você pode Gostar de:

24º Domingo do Tempo Comum(13.09)

– 24º Domingo do Tempo Comum – Mês da BÍBLIA Ano A – cor verde …