Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia da Vigília Pascal 03.03.2021

Liturgia da Vigília Pascal 03.03.2021

‘Vós procurais Jesus de Nazaré que foi crucificado?Ele ressuscitou, não está aqui!”

Celebrar a “Semana Santa”, vivendo a crise da pandemia, é desafia de crer no poder de Deus que morre e é sepultado às pressas: O Sábado Santo se aproxima e tudo deixa a impressão de “fim de tudo!” Os inimigos de Jesus descansam, pois, Ele morreu e foi sepultado! Mas, as Escrituras falam de “Ressurreição dos mortos!”
O Salmo 15 fala de esperança: “Pois, não haveis de me deixar entregue à morte, nem vosso amigo conhecer a corrupção!” A vida é projeto divino para uma vida plena. Não imaginamos como poder ressuscitar, mas sabemos que Cristo venceu a morte e vive para a glória do Pai e na glória do Pai; assim, também, acontecerá para todos aqueles que acreditam nas Escrituras e no poder de Deus: Ressuscitaremos com Ele participando de sua glória!
A pandemia revelou-nos a fragilidade de nossa vida, mas a Palavra de Deus garante-nos o poder de Jesus e a certeza da vida eterna! A pandemia ceifa vidas, mas a fé garante-nos a VIDA e GLORIA eterna!
A “Vigília Pascal” (Escritura) recorda-nos que nossa vida é frágil e vulnerável e tem a morte como capítulo desta passagem. O poder de Deus que ressuscitou Jesus haverá de ressuscitar todos aqueles que crêem na Palavra da Escritura: “Ele ressuscitou e não está aqui!”
A morte de Jesus não é sinal de fraqueza ou derrota, mas de amor e de poder: “A vida divina de Jesus é eterna e nossa vida está nas mãos amorosas do bom Deus. A nossa vida humana, sujeita à fragilidade e vulnerabilidade humana tem a garantia da Morte e Ressurreição de Jesus. Nossa vida nas mãos poderosas de nosso bem Deus. E cremos e temos a certeza que passamos da vida mortal para a vida eterna, exatamente, porque, cremos na Morte e Ressurreição de Jesus.
A “Vigília Pascal” é anúncio venturoso da Ressurreição de Jesus e passagem para o início de um novo e definitivo início de uma nova vida que não mais está sujeita à fragilidade da morte mas à solidez da glória divina.
“Não vos assusteis! Vós procurais Jesus de Nazaré que foi crucificado? Ele ressuscitou, não está mais aqui!” Não procurem Jesus entre os mortos. Ele vive onde existe vida! Jesus ressuscitou, é tempo de Esperança!
“O Senhor ressuscitou verdadeiramente, aleluia, Aleluia”

Frei Carlos Zagonel

Você pode Gostar de:

Motu Proprio do Papa sobre Ministério de Catequista

Sala de Imprensa do Vaticano anunciou que na terça-feira, 11 de maio, será apresentado à …