Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia da Ascensão do Senhor

Liturgia da Ascensão do Senhor

“Homens da Galileia, porque ficais aqui olhando para o céu?”
1.Acolhida
Passados quarenta dias completando os ensinamentos referentes ao Reino de Deus, Jesus despediu-se de seus Apóstolos e subiu ao céu! Recomendou-lhes que não se afastassem de Jerusalém, pois, deviam ser batizados pelo Espírito Santo dentro de poucos dias.
Os Apóstolos deviam ser batizados no Espírito Santo e ser iluminados por Ele para cumprirem a nova missão: “Sereis minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e na Samaria e até os confins do mundo!” Jesus está vivo e ressuscitado e precisa ser conhecido em todo mundo como Salvador.

2.Palavra de Deus
At 1,1-11 – O evangelista Lucas faz um pequeno resumo da atividade de Jesus, após sua ressurreição, recorda a promessa do Espírito Santo e admoesta os Apóstolos para despertarem para a nova missão: Anunciar a Ascensão de Jesus ao céu e o início da presença e atuação do Espírito Santo…
Ef 1,17-23 – O Espírito Santo é luz para a Igreja de Jesus, sabedoria para as decisões da própria Igreja na missão de tornar Jesus conhecido no universo todo. A Igreja é o corpo de Jesus cuja cabeça é o próprio Jesus.
Mc 16,15-20 – Agora, o trabalho missionário é dos Apóstolos, iluminados pelo Espírito Santo e sustentados pela presença de Jesus que não abandona, de forma alguma, a obra de seu amor, a Igreja como instrumento de salvação.

3.Reflexão
Os anjos “repreendem” os discípulos contemplativos e os encaminham para a atividade missionária, mas eles precisam do sustento e de iluminação do Espírito Santo – mas “recebereis o Espírito Santo que descerá sobre vós para serdes minhas testemunhas…” A Igreja é obra de Deus. Os discípulos do Senhor precisam não esquecer esta verdade. Nosso trabalho é importante, mas para ser válido e seguro, necessitamos do Espírito Santo! Somos operários do Espírito Santo e não donos da Igreja!
A contemplação do Mistério de Jesus é muito boa, mas a ação evangelizadora é urgente. O mundo precisa conhecer o Mistério de Jesus e a ação do Espírito Santo. Nós somos, apenas e tão somente, operários do Senhor na construção do Reino de Deus. É honroso ser operário de Jesus na construção do Reino de Deus!
A Igreja é o Corpo de Cristo, mas todo corpo precisa da cabeça e Jesus é a cabeça de sua Igreja! Nós que trabalhamos na Igreja de Jesus precisamos dar-nos conta que não trabalhamos numa empresa civil; trabalhamos como operários do Senhor na construção do Reino de Deus e Reino é vida! Não são construções e nem empreendimentos à moda deste mundo material!

Disse Jesus: “Ide pelo mundo inteiro e anunciai o evangelho a toda a criatura…Os discípulos, então, saíram e pregaram por toda a parte. O Senhor os ajudava e confirmava sua palavra por meio de sinais que os acompanhavam!”

“Ele pôs tudo sob os seus pés e fez dele, que está acima de tudo, a cabeça da Igreja, que é seu corpo…”

Frei Carlos Zagonel

Você pode Gostar de:

Acordo de Cooperação Técnica IPHAN e CNBB

IPHAN E CNBB FIRMAM ACORDO QUE VAI PROTEGER 32% DOS BENS TOMBADOS NO BRASIL. A …