Página Inicial / Animação Litúrgica / 11º Domingo do Tempo Comum (13.06)

11º Domingo do Tempo Comum (13.06)

11º Domingo do Tempo Comum

Ano B – Tempo Comum – cor verde – 13/06/2021

1. Saudação
Presidente – Queridos irmãos e irmãs, sejam bem-vindos a este encontro fraterno em que fazemos memória da Páscoa do Senhor. Ele que hoje nos revela os Mistérios de Seu Reino e nos convida a nos dedicarmos à missão e ao serviço na família, na comunidade e na sociedade. Reunidos no amor da Trindade Santa, façamos o sinal que nos reúne na fé. Em nome do Pai…
Presidente – O Deus da esperança que nos cumula de toda a alegria e paz em nossa fé pela ação do Espírito Santo esteja convosco. Bendito seja Deus…
Animador(a) – Irmãos e irmãs, alegramo-nos porque estamos reunidos no amor do Senhor como povo consagrado para fazer a Sua vontade. Neste momento, vamos trazer presente os fatos que marcaram nossas vidas nesta semana que passou (recordação da vida).
2. Deus nos perdoa
Presidente – De coração humilde e arrependido aproximemo-nos do Deus Justo e Santo e supliquemos a Sua misericórdia (silêncio). Confiantes, peçamos perdão.
3. Hino do Glória Presidente – Glorifiquemos a Deus que por meio de Jesus nos fez conhecer o Seu Reino de amor, rezando ou cantando o Hino do Glória.
4. Oração
Presidente – Oremos – (silêncio) – Ó Deus, força daqueles que esperam em Vós, sede favorável ao nosso apelo, dai-nos sempre o socorro da Vossa graça, para que possamos agir conforme a Vossa vontade e que o Vosso Reino cresça em nossos corações e no mundo inteiro. Por nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.
Deus nos fala
5. Leitura da Profecia de Ezequiel (17, 22-34)
6. Salmo Responsorial (91)(CD Cantando os Salmos) Como é bom agradecermos ao Senhor. (bis)
7. Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios (5, 6-10)
8. Canto de Aclamação (CD Liturgia VII – Ano A) Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia! (bis) Semente é de Deus a Palavra, o Cristo é o semeador; todo aquele que o encontra, vida eterna encontrou.
9. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos (4, 26-34)
10. Partilha da Palavra
Nossa resposta
11. Profissão de Fé Presidente – No Deus da vida que continua fazendo crescer o Seu Reino de amor, professemos a nossa fé, cantando.
12. Preces da Comunidade Presidente – Ao nosso Deus e Pai que é amor e bondade, supliquemos por nossas necessidades. A cada pedido cantemos: Ó Senhor, Senhor neste dia, escutai nossas preces. (D.R.)
13. Apresentação dos Dons
Animador(a) – O Reino de Deus é como uma árvore. Nasce de uma pequena semente que é a Palavra Divina semeada em nossos corações e transforma nossa vida. Apresentemos ao Altar do Senhor o nosso esforço de crescimento na fé, no serviço aos irmãos, sendo fiéis aos ensinamentos de Jesus.
Coleta Fraterna
Ação de Graças
14. Louvação
Presidente – Louvemos ao Senhor pela semente do Reino que Ele plantou no coração de cada um de nós, pela força que está nos dando para que essas sementes deem muitos frutos.
Deus nos faz irmãos
15. Pai Nosso
Presidente – Guiados pelo Espírito de Jesus e iluminados pela sabedoria do Evangelho, ousamos dizer. Pai Nosso…
16. Momento da Paz
Animador(a)- Em Jesus que nos tornou todos irmãos e irmãs com Sua Cruz, rezemos em silêncio pela paz
17. Oração
Presidente – Oremos – (silêncio) – Ó Deus da vida, fortalecidos pela Vossa Palavra (e pela Comunhão), fazei frutificar em nós a boa semente, para que cresça o nosso compromisso de orientar toda nossa vida no serviço do Teu Reino, esforçando-nos por agradar-Lhe em tudo e em todo tempo. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
Deus nos envia
18. Breves Avisos
19. Bênção Presidente – O Deus de toda a graça que vos chamou à comunhão de Jesus Cristo, vos confirme e vos santifique em seu amor. Amém. – Abençoe-vos Deus que é todo-poderoso: O Pai e Filho e Espírito Santo. Amém. – Frutificai em vossos corações a semente do Evangelho. Ide em paz e que o Senhor vos acompanhe. Graças a Deus.

Meditando a Palavra de Deus
Nesta Liturgia Jesus nos fala da grandeza do Reino de Deus, comparando-a com coisas bem simples, como uma semente lançada por iniciativa gratuita do Pai. Cabe a nós, um empenho laborioso, humilde, paciente e esperançoso, movido pela graça Divina para que o Reino cresça sempre. Ele foi plantado na terra pela encarnação, vida e ação de Jesus Cristo. O Reino de Deus não é algo já feito e pronto. O Seu crescimento é um mistério semelhante ao germinar da semente. Seu processo é lento, mas progressivo. Não faz barulho, permanece escondido, cresce por si mesmo e produz frutos, transformando a vida das pessoas. A semente do Reino lançada pelo anúncio de Jesus pode parecer uma realidade pequena e simples, mas está destinado a atingir todos os cantos do mundo. O projeto de salvação que Deus tem para a humanidade revela-se no anúncio feito por Jesus, nas Suas Palavras, nos Seus gestos. Ele propôs um caminho novo, lançou a semente da transformação em nossos corações. Cabe a cada cristão, acolher a semente do Reino, deixar espaço para o Espírito Santo agir e anunciar a Boa-Nova, pois ao evangelizador cabe apenas a tarefa de semear o Reino de Deus na vida e no coração das pessoas, de maneira gratuita, sem cobranças e sem exigir resultados imediatos. E quanto às comunidades que estão sufocadas pela burocracia e estruturas estreitas, a semente do Reino pode não crescer. Jesus de Nazaré e Seu projeto são sementes de mostarda: pequenas, mas fecundas. Importa, pois, que o ser humano seja a terra boa. Jesus é o novo ramo de cedro; é a árvore frondosa, nascida da pequena semente enviada por Deus e fecundada no seio da Virgem Maria por obra do Espírito Santo, onde todos podem se abrigar, principalmente os pobres e marginalizados. Acreditamos que as pequenas experiências da comunidade, dos trabalhadores, dos jovens, dos idosos, famílias e das crianças são sementes do Reino? Em nossas comunidades, onde precisamos semear o Reino para que o Projeto de Deus se realize?

Lembrando Santo Antônio – celebrado no dia 13 de junho O Dia de Santo Antônio é comemorado a 13 de junho por ser a data de sua morte. Santo Antônio de Lisboa, ou Santo Antônio de Pádua nasceu em Lisboa no dia 15 de agosto, provavelmente entre os anos de 1191 e 1195 e morreu em Pádua, na Itália, no dia 13 de junho do ano de 1231. Santo Antônio foi inicialmente um frade agostiniano e um grande estudioso e pregador. Mais tarde entrou para a Ordem de São Francisco de Assis (Franciscana), em 1220. Foi muito conhecido pela sua vida despojada de riquezas, apesar de ter nascido em uma família influente. O seu trabalho com os pobres foi essencial para que fosse rapidamente reconhecido como santo após sua morte. Também desenvolveu um grande amor pela figura do Menino Jesus e teria recebido visões Dele enquanto estava em oração. Por isso, o santo é representado carregando-O nos braços, junto a um ramo de lírios, símbolo da castidade. A canonização de Santo Antônio aconteceu poucos anos após sua morte, e muitos consideram que terá sido uma das canonizações mais rápidas da história.

Leituras da Semana
2ª feira: 2Cor 6,1-10; Sl 97; Mt 5,38-42
3ª feira: 2Cor 8,1-9; Sl 145; Mt 5,43-48
4ª feira: 2Cor 9,6-11; Sl 111; Mt 6,1-6.16-18
5ª feira: 2Cor 11,1-11; Sl 110; Mt 6,7-15
6ª feira: 2Cor 11,18.21b-30; Sl 33; Mt 6,19-23
Sábado: 2Cor 12,1-10; Sl 33; Mt 6,24-34
Domingo: Jó 38,1.8-11; Sl 106; 2Cor 5,14-17; Mc
4,35-41

Você pode Gostar de:

4º Domingo da Páscoa 25.04

Ano B – cor branca – 25/04/2021 1. Saudação Presidente – Queridos irmãos e irmãs …