Página Inicial / Animação Litúrgica / 1º Domingo do Advento(28.11)

1º Domingo do Advento(28.11)

Ano C – cor roxa ou violácea – 28/11/2021

1. Saudação Presidente – Queridos irmãos e irmãs, é com a alegria da espera do Senhor que os acolhemos para celebrar o Mistério de nossa fé e nossa vida em comunidade. O Advento celebra a vinda de Jesus Cristo no tempo e na história dos homens, para trazer-lhes a salvação. É, portanto, o tempo da expectativa, e o cristão é chamado a vivê-lo em plenitude para poder receber dignamente o Senhor. Como família reunida para celebrar os santos mistérios, façamos o sinal de nossa fé. Em nome do Pai…
Presidente – A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco. Bendito seja Deus…
Presidente – Na liturgia de hoje, iniciamos o tempo do Advento, no qual a Igreja se prepara para comemorar as solenidades do Natal do Senhor. A recordação do nascimento do Filho de Deus como “primeira vinda do Cristo entre os homens” alimenta em nossos corações a esperança de sua segunda vinda, na plenitude dos tempos. Esses dois motivos caracterizam o Advento como um tempo de espera piedosa e alegre. Façamos a recordação da vida, lembrando fatos da semana que passou em nossa comunidade, paróquia, diocese, no Brasil e no mundo.
2. Entrada e Acendimento da primeira vela da Coroa do Advento Presidente – A Coroa do Advento lembra a preparação para o Natal, festa da luz e da vida. Na chama das velas estão presentes as forças da natureza e da vida. Para nós cristãos simbolizam a fé, o amor e o trabalho realizado em prol do Reino de Deus. Velas são vidas que se imolam na liturgia do amor a Deus e ao próximo. Tudo isso foi levado para a liturgia do Advento. Com ramos de pinheiro uma coroa com quatro velas prepara os corações para a chegada do Deus Menino. Vamos pedir a Deus que abençoe esta coroa, sinal da luz de Jesus que a cada domingo irá iluminar nosso caminhar.
3. Deus nos perdoa
Presidente – Preparemo-nos para celebrar dignamente a vinda do nosso Salvador. Em silêncio, reconheçamos nossos pecados (silêncio). Imploremos ao Senhor o perdão de nossas faltas.
4. Oração Presidente – Oremos – (silêncio) – Deus onipotente, só fazendo o que devemos é que vamos ao encontro de Jesus que esperamos. Ajudai-nos a servir a nosso Deus em nossos irmãos, para sermos os benditos que ele chamará para o Reino do seu Pai. Por nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.
Deus nos fala
5. Leitura do Livro do Profeta Jeremias (33, 14-16)
6. Salmo Responsorial (24) (CD Cantando os Salmos- Ano C – faixa 1) Senhor meu Deus, a vós elevo a minha alma! (bis)
7. Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses (3, 12-4,2)
8. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas (21, 25-28.34-36)
Partilha da Palavra
Nossa resposta
9. Profissão de Fé Presidente – Confiantes no Deus Uno e Trino, sempre presente em nossa caminhada, professemos a nossa fé. Creio em Deus Pai…
10. Preces da Comunidade Presidente – Ao Senhor Deus que sempre atende nossos clamores, elevemos a Ele nossos pedidos. Após cada prece, supliquemos: Atendei-nos com bondade, Senhor.
11. Apresentação dos Dons
Presidente – Advento é um tempo oportuno de aprofundar nossas relações e nossa convivência na família, na vizinhança e na Comunidade, como sinal visível da chegada do Reino entre nós. Apresentemos ao Altar do Senhor, nossa disposição em praticar atitudes que nos conduzem ao caminho da libertação.
Coleta Fraterna
Ação de Graças
12. Louvação Presidente – Bendito seja o Senhor Deus de nossas vidas e da nossa história. A Ele demos graças e louvores, cantando.
Deus nos faz irmãos
13. Pai Nosso Presidente – Vigilantes na esperança do Senhor que vem, rezemos confiantes ao nosso Pai. Pai Nosso…
14. Momento da Paz Presidente – A paz é fruto da convivência fraterna entre nós no meio em que vivemos. Rezemos em silêncio pela paz.
15. Oração Presidente – Oremos – (silêncio) – Alimentados pelo Pão da Palavra (e pela Comunhão), nós vos suplicamos, ó Deus, que, pela participação neste encontro, nos ensineis a julgar com sabedoria os valores terrenos e colocar nossas esperanças nos bens eternos. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
Deus nos envia
16. Breves Avisos

17. Bênção
Presidente – Que o Deus onipotente e
misericordioso vos ilumine com o advento do seu
Filho, em cuja vinda credes e cuja volta esperais,
e derrame sobre vós as suas bênçãos. Amém.
– Que durante esta vida Ele vos torne firmes na fé,
alegres na esperança, solícitos na caridade. Amém.
– Alegrando-vos agora pela vinda do Salvador feito
homem, sejais recompensados com a vida eterna,
quando vier de novo em sua glória. Amém.
– A bênção do Deus que é perdão e misericórdia
infinita, Pai e Filho e Espírito Santo, desça sobre
vós e permaneça para sempre. Amém.
– Ide em paz e que o Senhor vos acompanhe.
Graças a Deus.

 

Meditando a Palavra de Deus
Neste primeiro domingo somos convocados a atitudes bem concretas diante da vinda do Filho do Homem: levantar, erguer a cabeça, tomar cuidado, ficar atentos. Ou seja, é preciso ficar de pé diante do Filho do Homem. O profeta Jeremias, na primeira leitura, anuncia a realização da promessa messiânica da salvação. A situação sofrida do povo, após a destruição da cidade de Jerusalém e a deportação para a Babilônia, será transformada. Deus manifestará sua fidelidade, fazendo surgir um “rebento”, um rei que fará justiça e estabelecerá o direito na terra em favor da população. Todos viverão em paz e segurança e a nova cidade será chamada “Senhor, nossa justiça.” O salmo 24 entrelaça súplicas individuais com reflexões sapienciais em forma de acróstico. Os versículos da liturgia de hoje ressaltam o tema do caminho do Senhor. O salmista, mediante o amor, a justiça, a fidelidade, faz a experiência da intimidade com Deus que “dá a conhecer sua aliança.” Paulo, na segunda leitura, invoca o auxílio de Deus sobre os tessalonicenses que já testemunham uma fé operosa, um amor capaz de sacrifícios e uma firme esperança, enquanto aguardam a vinda do Senhor. Mas, embora estejam vivendo de forma agradável ao Senhor, são chamados a progredir na vida cristã, através de um amor transbordante, comprometido com todas as pessoas. O texto do evangelho de Lucas está situado no final do ministério de Jesus, em Jerusalém, antes de sua paixão. A expectativa da vinda gloriosa do Senhor liberta do medo, pois é anúncio de vida em plenitude, de libertação de todas as formas de expressão. É apelo a continuar a proclamação da salvação no meio das diversidades: “Levantai e erguei a cabeça, porque a vossa libertação está próxima.” A palavra ilumina a permanecermos firmes no caminho do Senhor, seguindo com fidelidade o seu projeto. (Roteiros Homiléticos do Advento – ANO C – 2012)

Leituras da Semana
2ª feira: Is 4,2-6; Sl 121; Mt 8,5-11
3ª feira: Rm 10,9-18; Sl 18; Mt 4,18-22
4ª feira: Is 25,6-10a; Sl 22; Mt 15,29-37
5ª feira: Is 26,1-6; Sl 117; Mt 7,21.24-27
6ª feira: Is 29,17-24; Sl 26; Mt 9,27-31
Sábado: Is 30,19-21.23-26; Sl 146; Mt 9,35-38-10,1.6-8
Domingo: Br 5,1-9; Sl 125; Fl 1,4-6.8-11; Lc 3,1-6

Você pode Gostar de:

26º Domingo do Tempo Comum (26.09)

26º Domingo do Tempo Comum Ano B – cor verde – 26/09/2021 1. Saudação Presidente …