Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia do 3º Domingo do Tempo Comum 23.01.2022

Liturgia do 3º Domingo do Tempo Comum 23.01.2022

Jesus voltou para a Galileia coma forçado Espírito e sua fama se espalhou por toda a redondeza”

1.Acolhida
Terminado o Tempo Litúrgico do Natal, a Igreja retoma as Catequeses de Jesus, repassando os temas mais importantes do Catecismo. Não é um tempo secundário, mas é um tempo importante do Caminho da Salvação.
A Comunidade cristã não é um grupo de indivíduos desligados entre si, isolados e independentes, mas na sua diversidade de dons formam um único corpo – O CORPO DE CRISTO:
“Vós todos juntos sois o Corpo de Cristo e, individualmente, sois membros desse Corpo” Nós como indivíduos enriquecidos pelos dons recebidos, colaboramos para o enriquecimento do Corpo de Cristo, que é a Igreja. A riqueza da Igreja somente existe quando os dons são partilhados.

2.Palavra de Deus
Ne 8,2-4ª. 5,810 – A descoberta do Livro da Lei causou uma viva emoção no Povo de Israel, recém retornado do exílio. Ele ouviu a sua leitura chorando de alegria: “Este é um dia consagrado ao Senhor, nosso Deus! Não fiqueis tristes, nem choreis”.
1Co 12,12-30 – O Povo cristão forma um único corpo, o Corpo de Cristo enquanto todos os membros são vivificados pela ação do Espírito Santo. Sem esta união afetiva não somos membros vivos de Cristo. Somos membros doentes, destinados à morte!
Lc 1,1-4;4,14-21 – O Evangelista Lucas, como bom historiador, recolheu as informações seguras da Comunidade e narrou o início do trabalho de Jesus: “O Espírito do Senhor está sobre mim, porque Ele me consagrou com a unção para anunciar a Boa Nova aos pobres… e para proclamar o Ano da Graça do Senhor!”

3.Reflexão
Lucas documentou sua pesquisa: Depois de um estudo cuidadoso de tudo o que aconteceu, decidi escrever de modo ordenado para dar fundamento sólido à verdade. Não cremos em lendas, mas na verdade revelada ao Povo de Deus! A nossa fé tem fundamentos sólidos: “Desse modo podereis verificar a solidez dos ensinamentos que recebestes!”
Jesus voltou para a Galileia com a força do Espírito e sua fama se espalhou por toda a redondeza. Começou a ensinar, dizendo: “O Espírito do Senhor está sobre mim, porque me consagrou com sua unção para anunciar a Boa Nova aos pobres…e proclamar o Ano da Graça do Senhor… Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir!” O ensinamento não se esgota na Sinagoga; mas ele se atualiza neste momento. É hoje que Jesus cumpre com sua missão! Hoje somos desafiados pela Palavra de Jesus!
A Palavra de Deus é viva e atual, é pronunciada para nós. Quando participamos da
celebração da Eucaristia, atualizamos a presença de Jesus e seus gestos salvificos! As Palavras e as ações de Jesus, recordadas na celebração, são atualizadas pelo poder e pelo amor de nosso bom Jesus! Participar da celebração da Eucaristia é participar de um grande milagre de amor e predileção de nosso bom Jesus. A celebração da Eucaristia não é participar de uma peça teatral, mas participar do milagre de amor de nosso bom Jesus.
“Fazei isto em memória de Mim!”

FREI CARLOS ZAGONEL

 

Você pode Gostar de:

Falecimento compositor católico Reginaldo Veloso

Faleceu, na noite de quinta-feira, 19 de maio, o compositor católico Reginaldo Veloso, aos 84 …