Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia do 17º Domingo Comum 24.07.2022

Liturgia do 17º Domingo Comum 24.07.2022

“EXISTIA UMA CARTA A SER PAGA,MAS ELE A CANCELOU PREGANDO-A NA CRUZ!”
1.Acolhida
A paciência de Deus é grande, mas cansa! As cidades de Sodoma e Gomorra cansaram a paciência de Deus, pois a corrupção era geral. Não havia na cidade, se quer, 10 justos! Por isso, Deus retirou de lá o pequeno grupo de duas famílias e queimou a cidade com fogo e enxofre.
Deus não precisa castigar; basta deixar o mundo andar pelos caminhos tortos do pecado que o fogo desce do céu (epidemias, guerras, violências e doenças contagiosas).

2.Palavra de Deus
Gn 18,20-32 – Abraão intercede pelas cidades de Sodoma e Gomorra; testa a paciência de Deus, mas não havia justos naquelas cidades!
Cl 2,12-14 – Deus é poderoso: sepulta-nos no seu Batismo e ressuscita-nos em sua Ressurreição. Existia uma conta impagável contra nós, mas a conta foi paga, pregada na Cruz de Cristo. Nossos pecados foram apagados pelo Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Lc 11,1-13 – “ Senhor, ensina-nos a rezar assim como também João ensinou seus discípulos” Jesus ensinou-nos o “Pai Nosso” e recomendou-nos a insistência em nossos pedidos, pois Deus ouve e atende os pedidos feitos com fé e devoção

3.Reflexão
O fato de Sodoma e Gomorra revela paciência e longanimidade de nosso Deus (Mão longa e grande): Deus estava disposto a perdoar a cidade se nela houvesse ao menos 10 justos! A insistência de Abraão foi inútil, pois, naquelas cidades não havia justos! Foram salvas as famílias de Lot e de Abraão porque fugiram das cidades condenadas, antes que caísse fogo do céu. Hoje, cresce em toda a parte o número de ateus e atoas! Será que a paciência de Deus não estaria se esgotando? A pandemia não vem de Deus, mas Deus estaria prolongando sua paciência por mais tempo, esperando nossa conversão e as mudanças necessárias para termos um mundo melhor?
Jesus revelou-nos a maravilhosa Oração do Pai Nosso! Mas, nós rezamos com fé e devoção esta Oração? Conhecemos de memória (e cantamos estas músicas eróticas), mas esquecemos ou não temos tempo para rezar um Pai Nosso ao longo do dia! Acabamos esquecendo nossas orações e, nos momentos de necessidade, apelamos para superstições e benzedeiras. Se Deus não existe, que veracidade possuem nossas crendices, nossos ritos ou fórmulas espíritas e ritos cabalísticos? Com certeza não seriam necessários 10 anos de ateísmo para adorar animais! (Santo Cura D’Ars). Meu irmão, minha irmã, abra seu coração para Jesus que morreu na Cruz para salvar-nos do fogo do inferno!
Jesus ensinou o Pai Nosso e nós precisamos reza-lo com fé, devoção e gratidão, pois, Jesus nos revelou o rosto misericordioso de nosso Pai celestial. Pela graça de Deus, somos salvos pelo Sangue preciosíssimo de Jesus derramado na Cruz! Ele doou todo o seu Sangue . As ultimas gotas que sobraram em seu coração saíram após o golpe de lança do soldado que transpassou seu coração: “Saiu Sangue e água!”

“Existia uma conta a ser paga… mas Jesus a pregou na Cruz”

Frei Carlos Zagonel

Você pode Gostar de:

Papa: a fé verdadeira é um fogo aceso para nos manter despertos e laboriosos

“Nas nossas comunidades arde o fogo do Espírito, a paixão pela oração e pela caridade, …