Página Inicial / Animação Litúrgica / Domingo dia 03 de outubro

Domingo dia 03 de outubro

É com grande alegria que os acolhemos para juntos celebrarmos o Mistério Pascal. O Senhor hoje nos reúne para fortalecer nossa fé frágil e, como o grão de mostarda, fazê-la capaz de superar os limites e realizar importantes tarefas a serviço da vida e da esperança.O Documento de Aparecida e o Projeto Diocesano de Evangelização da Diocese de Colatina nos chamam a atenção para nos tornarmos Discípulos Missionários de Jesus Cristo, anunciando assim, com fé e coragem, o Reino de Deus. Que neste mês dedicado às missões o Senhor nosso Deus aumente nossa fé e a nossa disponibilidade de estarmos a serviço da vida, dos irmãos e irmãs necessitados levando a todos esperança.

ANO XX – Nº 1228 (cor verde) – ANO C – 03/10/2010
27º DOMINGO DO TEMPO COMUM – FÉ E GRATUIDADE CONSTRÓEM UM MUNDO NOVO
Preparar o espaço celebrativo com simplicidade, mas que expresse alegria e acolhimento. Durante o mês de outubro pode-se colocar em destaque o cartaz do mês missionário e símbolos relacionados à missão antes de iniciar a celebração. Cantar de forma orante o refrão abaixo.
AMOR NÃO TEM FRONTEIRAS A VIDA É UMA MISSÃO. AMOR É PARA TODOS DEUS QUER UM MUNDO IRMÃO.
01. ACOLHIDA
Animador(a) – Irmãos e irmãs sejam todos bem vindos! É com grande alegria que os acolhemos para juntos celebrarmos o Mistério Pascal. O Senhor hoje nos reúne para fortalecer nossa fé frágil e, como o grão de mostarda, fazê-la capaz de superar os limites e realizar importantes tarefas a serviço da vida e da esperança.
Animador(a) – O Documento de Aparecida e o Projeto Diocesano de Evangelização da Diocese de Colatina nos chamam a atenção para nos tornarmos Discípulos Missionários de Jesus Cristo, anunciando assim, com fé e coragem, o Reino de Deus. Que neste mês dedicado às missões o Senhor nosso Deus aumente nossa fé e a nossa disponibilidade de estarmos a serviço da vida, dos irmãos e irmãs necessitados levando a todos esperança. Alegres cantemos.
Procissão de entrada como de costume.
02. CANTO INICIAL
1. “Venham trabalhar na minha vinha”, dilatar meu reino entre as nações. Convidar meu povo ao banquete. Quero habitar nos corações.
UNIDOS PELA FORÇA DA ORAÇÃO, UNGIDOS PELO ESPÍRITO DA MISSÃO, VAMOS JUNTOS CONSTRUIR UMA IGREJA EM AÇÃO.
2. “Venham trabalhar na minha vinha”, espalhar na terra o meu amor. Muitos não conhecem a Boa Nova, vivem como ovelhas sem pastor.
3. “Venham trabalhar na minha vinha”, com fervor meu nome proclamar. Que ninguém se queixe ao fim do dia: “Ninguém me chamou a trabalhar…”
Presidente – Irmãos e irmãs, reunidos em nome da Trindade Santa, façamos o sinal da nossa fé.
EM NOME DO PAI…
Presidente – O Senhor que encaminha os nossos corações para o amor de Deus e a constância de Cristo esteja convosco. BENDITO SEJA DEUS…
03. DEUS NOS PERDOA
Presidente – No início desta celebração, peçamos a conversão de nossos corações, fonte de reconciliação e comunhão com Deus e com nossos irmãos e irmãs de fé. (pausa) Arrependidos, peçamos perdão.
– Senhor, que viestes salvar os corações arrependidos, tende piedade de nós.
SENHOR, TENDE PIEDADE E NÓS.
– Cristo, que viestes chamar os pecadores, tende piedade de nós.
CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS.
– Senhor, que intercedeis por nós junto ao Pai, tende piedade de nós.
SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS.
Presidente – Deus de amor e misericórdia, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. AMÉM.
04. ORAÇÃO
Presidente – Senhor, nosso Deus e nosso Pai, que enviastes o vosso Filho Jesus Cristo como servidor no meio dos homens, dai-nos o vosso Espírito e aumentai a nossa fé, para sermos fiéis ao vosso serviço. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. AMÉM.
Animador (a) – A Palavra de Deus alimenta nossa fé. Ouçamos.
05. LEITURA DA PROFECIA DE HABACUC (1,2-3; 2,2-4)
06. SALMO RESPONSORIAL (94)
NÃO FECHEIS O CORAÇÃO; OUVI VOSSO DEUS! (bis)
– Vinde, exultemos de alegria no Senhor, aclamemos o Rochedo que nos salva! Ao seu encontro  caminhemos com louvores, e com cantos de alegria o celebremos!
– Vinde, adoremos e prostremo-nos por terra, e ajoelhemos ante o Deus que nos criou! Porque Ele é o nosso Deus, nosso Pastor, e nós somos o seu povo e seu rebanho, as ovelhas que conduz com sua mão.
– Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: “Não fecheis os corações como em Meriba, como em Massa, no deserto, aquele dia, em que outrora vossos pais me provocaram, apesar de terem visto as minhas obras”.
07. LEITURA DA SEGUNDA CARTA DE SÃO PAULO A TIMÓTEO (1,6-8.13-14)
08. CANTO DE ACLAMAÇÃO
ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA! (bis)
1. Como astros no mundo, vocês resplandeçam, mensagem de vida ao mundo anunciem, da vida a Palavra ao mundo proclamem, quais astros luzentes, no mundo rebrilhem.
09. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO SEGUNDO SÃO LUCAS (17,5-10)
10. PARTILHA DA PALAVRA
11. PROFISSÃO DE FÉ
Presidente – Professemos nossa fé no Deus Uno e Trino, cantando. Creio em Deus Pai, todo poderoso, Criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, um só seu Filho, nosso Senhor, (todos se inclinam) o qual foi concebido, pelo Espírito Santo, nasceu de Maria Virgem, padeceu sob o poder de Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado, desceu aos infernos e ao terceiro dia ressurgiu dos mortos, subiu aos céus, subiu aos céus, e está sentado à mão direita de Deus Pai todo poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. AMÉM.
12. PRECES DA COMUNIDADE
Presidente – Confiantes no amor do Pai por todos nós e movidos pela ação do Espírito Santo, elevemos a Ele nossas preces.
– Senhor, iluminai nossa comunidade e aumentai a nossa fé, para que possamos cumprir fielmente a missão que nos fora confiada pelo batismo. Nós vos pedimos.
– Senhor, abençoai todos os missionários e missionárias que estão a serviço do Evangelho aqui e além fronteira e também a Paróquia Missionária São Francisco de Assis de Laranja da Terra. Nós vos pedimos.
– Senhor, dai sabedoria e discernimento a todos que se dirigem às urnas nestes eleições, para que votem escolhendo pessoas dignas e honestas para governar nosso país e nosso Estado. Nós vos pedimos.
(preces espontâneas)
Presidente – Rezemos juntos a Oração Missionária.
Ó Deus, Pai de todos os povos, Vós que nos abraçais com ternura de uma mãe, ouvi o clamor das multidões da Amazônia e do mundo inteiro desejosas de vos conhecer e vos amar. Ensinai-nos a vos servir, na partilha da fé e dos bens, que vós mesmos nos deste. Amém.
13. APRESENTAÇÃO DOS DONS
Animador(a) – A fé tem feito os seres humanos realizar obras que pareciam impossíveis. Ela fará isso em nós também se nos abrirmos à força da graça de Deus, em Jesus Cristo. Apresentemos ao Senhor, a vida de todos nós missionários e missionárias que pela fé nos doamos nos diferentes trabalhos de evangelização em busca da construção do Reino.
Apresentar o cartaz do mês missionário enquanto se canta.
A FÉ É COMPROMISSO QUE É PRECISO REPARTIR EM TERRA BEM DISTANTES OU EM NOSSO PRÓPRIO LAR. NÓS SOMOS MISSIONÁRIOS: EIS A NOSSA VOCAÇÃO. JESUS CONVIDA A TODOS, AI DE MIM SE EU ME CALAR.
14. CANTO DAS OFERENDAS
(onde houver Celebração da Palavra)
1. Estamos aqui, Senhor, viemos de todo lugar, trazendo um pouco do que somos pra nossa fé partilhar; trazendo o nosso louvor, um canto de alegria, trazendo a nossa vontade de ver raiar um novo dia.
2. Estamos aqui, Senhor, cercando esta mesa comum, trazendo idéias diferentes, mas em Cristo somos um. E quando sairmos daqui, nós vamos para voltar na força da esperança e na coragem de lutar.
(onde houver Celebração Eucarística)
1. A fé é compromisso que é preciso repartir em terra bem distantes ou em nosso próprio lar. Nós somos missionários: eis a nossa vocação. Jesus convida a todos, ai de mim se eu me calar.
NESTA MESA, Ó SENHOR, APRESENTAMOS PÃO E VINHO, DONS DA TERRA E DO TRABALHO. PELA IGREJA MISSIONÁRIA VOS LOUVAMOS. VEDE A MESSE QUE PRECISA DE OPERÁRIOS.
2. Há muitos consagrados anunciando sem temer, e tantos perseguidos dando a vida pela fé. Mas quem faz de sua vida um sinal de comunhão também dá testemunho, nos convida à conversão.
15. MOMENTO DE LOUVOR
Presidente – Louvemos ao Senhor, Deus da Vida, que nos ama e nos impulsiona a viver a missão de filhos e filhas, colocando em prática o Projeto Diocesano de Evangelização de nossa Diocese.
Este canto é somente para Celebração da Palavra.
1. Deus infinito, nós te louvamos e nos submetemos ao teu poder. As criaturas no seu mistério, mostram a grandeza de quem lhe deu ser. Todos os povos sonham e vivem nesta esperança de encontrar a paz. Suas histórias todas apontam para o mesmo rumo onde tu estás.
SANTO, SANTO, SANTO! (bis) TODO PODEROSO É O NOSSO DEUS!
2. Senhor Jesus Cristo, nós te louvamos e te agradecemos teu imenso amor. Teu nascimento, teu sofrimento trouxe vida nova onde existe a dor. Nós te adoramos e acreditamos que és o Filho Santo de Nosso Criador. E professamos tua verdade, que na humanidade plantou tamanho amor…
3. Deus infinito, teu santo Espírito renova o mundo sem jamais cessar. Nossa esperança, nossos projetos só se realizam quando ele falar. Todo-Poderoso, somos o teu povo que na esperança vive a caminhar. Dá que sejamos teu povo santo que fará o mundo teu trono e teu altar.
16. PAI NOSSO
Presidente – O Senhor nos comunicou o seu Espírito. Com confiança e liberdade de filhos de Deus e no desejo de nos tornarmos discípulos missionários, rezemos a oração da fraternidade. PAI NOSSO…
17. ABRAÇO DA PAZ
Animador(a) – Em Jesus, o missionário de Pai, saudemo-nos com um gesto de reconciliação e paz.
É DESTE ALTAR QUE NOS VEM A PAZ, TUDO DE BOM QUE O BOM JESUS NOS TRAZ.
(bis) QUE BOM SORRIR E UM CORAÇÃO NO CORAÇÃO SENTIR. (bis)
1. Só ama a Deus quem ao outro quer bem, feliz quem faz feliz o irmão. Aperte a minha mão, amigo, conta comigo e com meu coração.
18. CANTO DE COMUNHÃO (se houver)
1. “Ide ao mundo inteiro anunciar a toda criatura a Boa Nova.” Ide ser missionário ide evangelizar. Um mundo sedento e faminto, que espera esse vinho esse pão.
O PÃO DA VIDA, O PÃO DO AMOR, O PÃO DA UNIDADE, O PÃO VIVO DESCIDO DO CÉU.
2. Que todos os povos celebrem nessa refeição o amor, a alegria de sermos irmão. Ide ser missionário ide evangelizar. Um mundo sedento e faminto, que espera esse vinho esse pão.
3. Que todas as culturas se encontrem na fé e proclamem o que ensinou Jesus de Nazaré. Ide ser missionário ide evangelizar. Um mundo sedento e faminto, que espera esse vinho esse pão.
19. ORAÇÃO
Presidente – Pai Santo, Deus vivo e verdadeiro, sois fonte de toda bênção. Pela Palavra (e pela Comunhão) que partilhamos, fazei de nós pessoas renovadas para que possamos ter as atitudes de Jesus, servindo sempre com humildade e amor sincero. Por Cristo, nosso Senhor. AMÉM.
20. NOTÍCIAS E AVISOS
Após os avisos, ler com bastante entonação “As bem-aventuranças do político”.
1 – Bem aventurado o político que tem consciência e é consciente do seu papel na sociedade.
2 – Bem aventurado o político que respeita seu cargo e se vê respeitado.
3 – Bem aventurado o político que tem em vista o bem de todos e não seu próprio bem.
4 – Bem aventurado o político coerente e fiel às promessas eleitorais.
5 – Bem aventurado o político que trabalha pela unidade e coloca Jesus como modelo.
6 – Bem aventurado o político que escuta o povo antes e depois das eleições.
7 – Bem aventurado o político que não tem medo da verdade.
8 – Bem aventurado o político que não teme os meios de comunicação, e não esquece que prestará conta a Deus. (Cardeal Nguyen Van Thruan)
21. BÊNÇÃO
Presidente – O Senhor esteja convosco. ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS.
– Abençoe-vos Deus todo-poderoso: PAI E FILHO E ESPÍRITO SANTO. AMÉM.
– Glorifiquemos o Senhor com nossa vida. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. GRAÇAS A DEUS.
22. CANTO FINAL
IDE PELO MUNDO, IDE PELO MUNDO E ANUNCIAI, ANUNCIAI O EVANGELHO A TODA CRIATURA.
1. Eu vos envio servidores do Reino, onde estiverdes eu convosco estarei. Eu vos envio despojados de tudo, só levareis a bagagem do amor.
PREPARANDO A PARTILHA DA PALAVRA
O profeta reclama com Deus por aquilo que anda mal na sociedade: violência, iniquidade, opressão… A justiça anda longe da vida do povo. Há apenas alguém que grita por ela… Na 2ª leitura São Paulo pede a Timóteo para reavivar o dom de Deus que recebera pela imposição das mãos. Confiando no poder de Deus, Timóteo deve continuar a dar testemunho do Evangelho, com fé e amor. A fé gera a confiança em Deus. Esta por sua vez, gera a fidelidade e a perseverança. Jesus está conversando com os seus discípulos e dando-lhes instruções. Depois de ter falado de tropeços e de perdão, reflete sobre a fé. Jesus corrige e abre a perspectiva dos discípulos. Eles parecem querer ter fé em maior quantidade. Jesus responde: procurem uma fé mais verdadeira, de melhor qualidade! A fé deve ser entrega total a Deus (aqui representado pelo patrão), procura a realização da sua vontade (e não procura aquilo que de bom ela pode obter para nós). A entrega não só deve ser total, mas também gratuita. Não se deve esperar recompensa. A rigor, não passamos de “servos”, escravos. Mas Ele nos quis filhos, nos adotou, nos deu gratuitamente a participação na vida divina, na família de Deus. Tudo o que temos nos foi doado. Por isso a vida cristã, a vida de quem segue Jesus, é fundamentalmente um serviço aos irmãos. Se Deus nos deu tudo gratuitamente, também a nossa atitude deve ser de doação gratuita, de serviço generoso. Se o próprio Cristo “veio não para ser servido, mas para servir”, também o discípulo – o seguidor de Jesus – assumirá o serviço como a sua missão, a sua honra, a sua grandeza. O servidor não alega direitos, mas celebra a alegria do servir. É muito grande a diferença entre uma prestação gratuita e alegre de serviço e uma tarefa que vai ser executada apenas por obrigação. Não entendamos mal, porém, a última expressão de Jesus: “somos servos inúteis”. Ela foi bem traduzida agora: “não somos mais do que servos” e talvez outros nos possam substituir. A condição de servo, porém, não somente é útil ao Reino de Deus, mas principalmente nos torna em tudo semelhantes a Jesus, o servo de Deus por excelência.
LEITURAS DA SEMANA:
2ª feira: Gl 1,6-12; Sl 110; Lc 10,25-37
3ª feira: Gl 1,13-24; Sl 138; Lc 10,38-42
4ª feira: Gl 2,1-2.7-14; Sl 116; Lc 11,1-4
5ª feira: Gl 3,1-5; Lc 1,69-75; Lc 11,5-13
6ª feira: Gl 3,7-14; Sl 110; Lc 11,15-26
Sábado: Gl 3,22-29; Sl 104; Lc 11,27-28
Domingo: 2Rs 5,14-17; Sl 97; 2Tm 2,8-13; Lc 17,11-19

XXVII  DOMINGO DO TEMPO COMUM    COR VERDE   CICLO C     ANO IMPAR   03 de Outubro de 2010. 
“O PECADO E O PERDÃO”
Irmãos e irmãs, nesta Ceia ao redor da mesa eucarística, participamos do Mistério de Cristo e assumimos a sua páscoa como nossa páscoa. Por isso,  as mudanças necessárias realizadas na história são avanços na direção do Reino definitivo. Dentre essas mudanças, destacamos o momento que estamos vivendo em nossa política nacional. Hoje somos chamados a definir, por meio do voto,  a vida política do nosso País.
Ato Penitencial: No início desta celebração, peçamos a conversão de nossos corações, fonte de reconciliação e comunhão com Deus e com nossos irmãos e irmãs de fé. (pausa) Arrependidos, peçamos perdão. Cantando.
Glória:Associados aos anjos do céu cantemos as glórias de nosso Deus no Ministério da Santíssima Trindade. Deus fez maravilhas na criação, na salvação e na santificação do mundo. Cantemos…
Liturgia da Palavra:1ª Leitura: (Hab 1, 2-3;2, 2-4) O profeta Habacuc interpela Deus, convoca-o para intervir no mundo e para pôr fim à violência, à injustiça, ao pecado…  (in Dehonianos)   
Salmo:  Sl 95(94)  “Não fecheis o coração; ouvi vosso Deus!”                                            
2ª Leitura:    (2ªTm 1, 6-14)  O Apóstolo convida os discípulos a renovar cada dia o seu compromisso com Jesus Cristo e com o “Reino”.  
Evangelho:  (Lc 17, 5-10)  O Evangelista convida os discípulos a aderir, com coragem e radicalidade, a esse projeto de vida que, em Jesus, Deus veio oferecer ao homem…
Aclamação ao Evangelho:  Aclamemos a boa nova cantando….  
Preces da Comunidade:
Ofertório: – A fé tem feito os seres humanos realizar obras que pareciam impossíveis. Ela fará isso em nós também se nos abrirmos à força da graça de Deus, em Jesus Cristo. Apresentemos ao Senhor, a vida de todos nós missionários e missionárias que pela fé nos doamos nos diferentes trabalhos de evangelização em busca da construção do Reino.   (motivar a oferta) Cantando….
Comunhão:   Que todas as culturas se encontrem na fé e proclamem o que ensinou Jesus de Nazaré. Ide ser missionário ide evangelizar. Um mundo sedento e faminto, que espera esse vinho esse pão.    Cantemos.
Mensagem Final:  Se Deus nos deu tudo gratuitamente, também a nossa atitude deve ser de doação gratuita, de serviço generoso. Se o próprio Cristo “veio não para ser servido, mas para servir”, também o discípulo – o seguidor de Jesus – assumirá o serviço como a sua missão, a sua honra, a sua grandeza. O servidor não alega direitos, mas celebra a alegria do servir. É muito grande a diferença entre uma prestação gratuita e alegre de serviço e uma tarefa que vai ser executada apenas por obrigação. Não entendamos mal, porém, a última expressão de Jesus: “somos servos inúteis”. Ela foi bem traduzida agora: “não somos mais do que servos” e talvez outros nos possam substituir. A condição de servo, porém, não somente é útil ao Reino de Deus, mas principalmente nos torna em tudo semelhantes a Jesus, o servo de Deus por excelência.

Você pode Gostar de:

17º Domingo do Tempo Comum (24.07)

Ano C – cor verde – 24/07/2022 1. Saudação Presidente – Irmãos e irmãs, sejam …