Página Inicial / Notícias / Vinde e Vede é o óleo do Espírito Santo sob esta cidade

Vinde e Vede é o óleo do Espírito Santo sob esta cidade

Cuiabá em seus 291 anos tem sua identidade cultural formada pela mistura dos imigrantes de todo o Brasil e do mundo.Capital desse tão querido estado de Mato Grosso, referência para a economia mundial está localizada no centro da América do Sul, entre o Pantanal, a Amazônia e o Cerrado, a Cidade Verde tem uma posição geográfica das mais privilegiadas.
Entre “tchapa e cruz” (cuiabanos de famílias tradicionais), bem como  pessoas que vieram de fora, a população da capital é acolhedora e está pronta para sempre receber mais e mais brasileiros de todos os cantos . O crescimento da população cuiabana se expressa nos números do IBGE  mostrando que, em menos de 40 anos, quintuplicou a quantidade de moradores de Cuiabá, reflexo do que se iniciou no final da década de 50. Atualmente, são mais de 526 mil moradores e muitos fazem a estimativa de que Cuiabá acolherá 800 mil pessoas em 2019. Essa imigração desacelerou, mas o progresso que vem com os imigrantes continua acelerado.
Nossa cultura tem muitas variações e curiosamente a cidade sempre foi cosmopolita. Do bolo de arroz no café da manhã da dona Eulália, ao escaldado (caldo com frango cozido e desfiado) no final da noite. O entretenimento do cuiabano passa por várias nuances da miscigenação cultural. Na culinária tem pacu assado, Maria Isabel (carne seca com arroz), farofa de banana, galinhada, paçoca de pilão e muito churrasco com mandioca cozida. Ao hábito de se beber guaraná ralado, incorporou-se o chimarrão do Rio Grande do Sul e o tereré do Paraná.
As festas de santos são regadas a chá com bolo e também desenham a alma da cuiabania, predominantemente católica.
Entre o ecoturismo da Chapada dos Guimarães e do Pantanal, a capital mato-grossense vem se destacando em meio às belezas naturais e históricas, a identidade ambígua do velho e do novo. Uma capital pequena e distante, que teve em sua herança cultural o isolamento. Mas esse isolamento acabou, o aeroporto Marechal Rondon, que fica em Várzea Grande, recebe 1,3 milhão de pessoas por ano e mesmo com a crise dos aeroportos de 2007 e com a alardeada crise de 2009, houve um crescimento de 30%.
Entre as peculiaridades dessa cultura cuiabana, os fiéis da Igreja Católica acreditam no padroeiro da cidade, Senhor Bom Jesus de Cuiabá, mas gostam mesmo é de comemorar o dia de São Benedito. Os dias de “esmola” da Festa do Senhor Divino e a Igreja de Nossa Senhora do Bom Despacho, uma cópia em miniatura da Catedral de Notre Dame, em Paris, também se destacam entre os seguidores da Igreja Católica.
É neste cenário que está inserido como parte  da Alma Cuiabana o VINDE e VEDE. Há 25 anos esta calorosa cidade, já tendo  em sua tradição este evento conseguindo mobilizar  um publico diversificado em idade, classe social, e até irmãos  de outras religiões. O VINDE E VEDE está no calendário do nosso Povo, do nosso Estado e da nossa Cidade e em nossos Corações como dizia Padre Firmo Pinto Duarte: “ O Vinde e Vede é o óleo do Espírito Santo sob esta cidade”.

Você pode Gostar de:

Rádio Bom Jesus FM 92,7 ocupa o 17º lugar de audiência (NET) em Mato Grosso

A Rádio Bom Jesus FM 92,7 (Rádio da Família), com quase 7 meses no ar, …