SACERDOS FIDEI DONUM

Ao Exmo. Sr. Bispo D. Giuseppe Cavallotto,ao Clero e Fiéis Cristãos da Diocese de Cuneo (Italia):

SACERDOS FIDEI DONUM       
Os Padres Fidei Donum da Diocese de Cueno, Itália, deixam a Arquidiocese de Cuiabá/Cuiabá/Brasil. Foram 28 anos de admirável presença evangelizadora na Paróquia S. Sebastião, em Várzea Grande e 14 anos na Paróquia Coração Imaculado de Maria, CPA IV, em Cuiabá. Irão assumir, a partir de 2013, a Paróquia de Ribeirão Cascalheira, na Prelazia de S. Félix do Araguaia, em Mato Grosso/Brasil.
Algumas informações históricas:
Estes Padres fazem parte do Projeto de Partilha da Fé, conhecido pela expressão latina de mesmo significado Fidei Donum. São Sacerdotes que deixam suas  Dioceses de origem e partem para as Igrejas do mundo com escassez de sacerdotes.

Os missionários  “Fidei Donum”, foram embalados e motivados pelas palavras animadoras de Pio XII (1957)  na Carta Encíclica “Fidei Donum” (origem do nome) na  qual o Pontífice fez um veemente apelo para que as Dioceses ricas de sacerdotes, sobretudo da Europa, partilhassem   este dom com outras Igrejas, sobretudo nos Países do Terceiro Mundo, entre eles o Brasil.
Empolgados por este apelo, os missionários da Diocese de Cuneo deixaram a comodidade, o conforto, o sossego, o aconchego familiar, as futilidades da vida e saíram pelo mundo desfraldando a bandeira do Evangelho, no entusiasmo santo do ardente apostolado, exercido com simplicidade, com austeridade, com autenticidade e, sobretudo, com amor e dedicação aos pobres.
Pelas regiões e lugares por onde passaram, sobretudo em Cuiabá (MT) e Várzea Grande (MT), Toledo (PR), Cascavel (PR), Curitiba, Cáceres (MT), rotas luminosas de suas peregrinações, espalharam as riquezas de Cristo e sua palavra salvadora, divinizando tantas pessoas e aproximando-as de Deus.  Regiões estas, desprovidas de recursos humanos, meios financeiros e instrumentais catequéticos  para enfrentar os ingentes desafios pastorais.
Enquanto estiveram entre nós, experimentamos 28 anos de ótima convivência pastoral e espiritual, em espírito de comunhão.
Por isso, em nome  da Arquidiocese de Cuiabá, sobretudo dos colegas de Presbitério que conviveram com os Padres Fidei Donum   na Arquidiocese, venho, com a mais   sentida  emoção, expressar com profundo respeito e íntima satisfação,  os sentimentos de viva  gratidão, sincera admiração e singular apreço pela vida operosa  dos referidos Padres em  Cuiabá e Várzea Grande.
Evocamos em favor destes abnegados missionários aquela adorável sentença em que o Divino Mestre nos fala do grão de trigo: “Se o grão não cair em terra e morrer, fica só; mas se morrer, dá muito fruto (Jo12,24)”. Estes Padres, imortalizados pela  perenidade do sacerdócio,  como grãos de trigo, gastaram suas vidas em várias regiões missionárias. Parafraseando a velha e célebre palavra de Tertuliano, quando afirmou que “o sangue dos mártires é semente de novos cristãos”, seja-me lícito dizer que o sangue e suores desses ardorosos e vibrantes missionários Italianos serão a sementeira maravilhosa da florescência da fé para novos cristãos e  adubo de vitalidade  missionária para as comunidades por onde passaram, sobretudo nesta Arquidiocese.
Na Arquidiocese de Cuiabá os Padres    Fidei Donum trabalharam na Paróquia S. Sebastião-Várzea Grande (1984-2012) e   Paróquia Coração o Imaculado de Maria, em Cuiabá (1993-2008) e Paróquia São Sebastião – Nobres(2000-2003). Passaram pela Paróquia S. Sebastião os  sacerdotes Párocos: Pe. Armando Cavallo (1984-19980), P. Piero Giraudo (1992-1998), P. Luigi Parola (1999-2007),  Pe. Carlos Pellegrino (2007-20012). Vigários Paroquiais: P. Flavio Luciano(1997-2003), Pe. Mariano Riba(1998-2007), P. Desidério Gallo (2000-2010), Pe. Giovane Cavallo(2008), Pe. Aldo Busso (2008-2012), Pe. Damiano Raspo(2010-2012), Pe. Roberto Mondino (2010-2012). Na Paróquia Coração Imaculado de Maria: Pe. Armando Cavallo (1993-2008), Pe. Piero Giraudo e Pe. Desidério Gallo. Paróquia S. Sebastião (Nobres): Pe. Piero Giraudo (2001-2004)..  .
Marcas deixadas pelos sacerdotes  Fidei Donum na Arquidiocese:
Testemunho de vida: Costuma-se afirmar que a melhor e mais importante obra que um Padre deixa na Paróquia é o seu testemunho de vida e doação generosa. Sem dúvida, fomos edificados pelo testemunho de generosa doação, simplicidade de vida, alegria contagiante e acolhimento fraterno.
Inculturação: Impressionou-me muito o esforço de inculturação dos Padres Fidei Donum. Apesar da dificuldade da língua, eles souberam  respeitar, valorizar e promover, com sensibilidade, as diversas faces da multiforme cultura brasileira: Indígenas, afro-brasileiras e populares. Souberam, manifestar  viva paixão pelo nosso povo, suas  riquezas culturais e seus valores humanos.  Pude constatar, também, ao longo desses 28 anos, o enorme carinho, veneração e satisfação do povo em relação aos sacerdotes Fidei Donum e suas atividades evangelizadoras.
Fraternidade sacerdotal: O nosso   presbitério foi marcado e  edificado com exemplo de fraternidade presbiteral entre os Padres de Cuneo: Partilha de vida, entrosamento e oração comunitária. Estavam sempre nas reuniões do Clero, nas assembleias  da Arquidiocese e nos encontros informais de vivência da fraternidade presbiteral. Alguns assumiram até função de orientadores espirituais de seminaristas, Padres e  assessorias de Pastorais arquidiocesanas, como por exemplo a Pastoral Carcerária.
Obras sociais:   Os Padres Fidei Donm sempre cultivaram profunda sensibilidade social. O Projeto Educar da Paróquia S. Sebastião é uma das expressões do compromisso em favor da defesa e promoção da vida das crianças pobres e adolescentes da cidade de V. Grande. Associação Educar, com duas Padarias comunitárias, é subvencionada,  até hoje,  pela Cáritas da Diocese de Cuneo.
Construções: Além de construir inúmeras comunidades vivas e dinâmicas, os sacerdotes de  Cuneo, com ajuda financeira da Diocese de  Cuneo (Itália), construíram inúmeras capelas, salas de catequese e centros de formação para leigos. Foram muitos recursos financeiros investidos, tanto na Paróquia S. Sebastião, como na Paróquia Coração Imaculado de Maria,  pelo querido Pe. Armando Cavallo. Na Paróquia S. Sebastião foram construídas 35 capelas (incluindo as capelas da Paróquia Santa Edviges), 1 Centro de Formação, Centro popular “Dorcelina Folador” (B.Vila Artur), Sede da Pastoral da Criança (B. Jardim Glória II).
Infinitas graças sejam dadas a Deus  que prodigou tantas e tamanhas benemerências através destes Missionários nesta  centenária Arquidiocese
Deus, infinitamente bom e  amável,  derrame sua generosa bênção e confortadora graça sobre todos os Sacerdotes de Cuneo que passaram pela Arquidiocese. Alguns estão muito debilitados e fragilizados pela doença, como o Pe   Luigi Parola e Pe. Armando Cavallo. Deus os conforte em suas dores!
Nossos sinceros agradecimentos e eterna gratidão ao querido Bispo D. Giuseppe Cavallotto, ao Clero e Fiéis cristãos da Diocese de Cuneo  pelo envio destes Missionários. Continuaremos rezando para que Deus envie muitas e santas vocações sacerdotais para a benemérita e generosa Diocese Italiana de Cuneo.
     Com gratidão, estima e amizade do Clero de Cuiabá…
Cuiabá, 31 de outubro de 2012
Pe. Deusdedit Monge de Almeida
N. B. – Pe. Deusdédit Monge de Almeida
é Sacerdote Diocesano,
Pároco da Paróquia Coração Imaculado de Maria e Vigário Geral da Arquidiocese de Cuiabá.

Você pode Gostar de:

Liturgia do 13º Domingo do Tempo Comum 27.06.2021

“DEUS NÃO FEZ A MORTE E NEM TEM PRAZER COM A DESTRUIÇÃO DOS VIVOS!” 1.Acolhida …