Página Inicial / Animação Litúrgica / 3º Domingo do Advento

3º Domingo do Advento

Ano C – XXII – Nº 1364 – 3º Domingo do Advento – cor rósea ou lilás – 16/12/2012
Alegrai-vos sempre no Senhor. Repito: Alegrai-vos! (Fl 4, 4)
Dia da Campanha Nacional da Evangelização
Na entrada do templo manter o painel e o pinheiro dos domingos anteriores que deverão permanecer até o final do Advento. Onde for costume, arrumar o presépio e a cada domingo acrescentar as imagens e símbolos para que a comunidade visualize sinais da aproximação da chegada do Salvador. Para iniciar a celebração, a equipe de canto entoa o refrão:
Senhor, nós te esperamos! Senhor, não tardes mais! Senhor, nós te esperamos, vem logo vem nos salvar! (bis)
01. ACOLHIDA
Animador(a) – Queridos irmãos e irmãs, sejam todos bem-vindos a este encontro fraterno, em que nos reunimos para celebrar nossa fé em Jesus Cristo, nosso Salvador e libertador de toda humanidade. A celebração deste 3° domingo é um convite à alegria e ao júbilo pela aproximação da chegada do Senhor que nos pede por meio de sua Palavra a conversão e mudança de vida. Para bem celebrarmos nossa fé e nossa vida, vamos recordar as alegrias que vivenciamos em nossa comunidade (preparar com antecedência e proclamá-las). Felizes e unidos na espera do Senhor, cantemos.
Procissão de entrada como de costume.
02. CANTO INICIAL
Sugestão1: Alegrai-vos irmãos no Senhor!!

Sugestão2: O Senhor vem ao nosso encontro!

Sugestão 3: Ouve se na terra um grito….

Sugestão 4 : Quando virá Senhor o dia….

Presidente – Reunidos pelo amor da Trindade Santa, façamos o sinal de nossa fé, cantando.
Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém. (2x)
Presidente – A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a Comunhão do Espírito Santo esteja convosco.
Bendito, Bendito seja Deus, que nos reuniu no amor de Cristo (2x).
03. ACENDIMENTO DA TERCEIRA VELA DO ADVENTO
Animador(a) – Que Jesus, luz do mundo, possa iluminar nosso caminho até sua vinda gloriosa e
definitiva.
Enquanto se canta, uma mulher grávida com veste rosa acende a 3ª vela da coroa do advento.
1 – Na terceira vela temos a esperança a crepitar. Nossa fé se reanima, é Jesus quem vai chegar.
No advento a tua vinda nós queremos preparar. Vem, Senhor, que é teu natal, vem nascer em nosso lar. (bis)
04. ATO PENITENCIAL
Presidente – Ao Senhor, fonte de reconciliação e paz, peçamos perdão de nossos pecados. (pausa)  Cantando.
1 – Senhor, que viestes salvar os corações arrependidos.
Piedade, piedade, piedade de nós. (bis)
2 – Cristo, que viestes chamar os pecadores humilhados.
3 – Senhor, que intercedeis por nós, junto a Deus Pai que nos perdoa.
05. ORAÇÃO
Presidente – Ó Deus de bondade, que vedes o vosso povo esperando fervoroso o Natal do Senhor, dai-nos chegar às alegrias da salvação e celebrá-las sempre com intenso júbilo na solene liturgia. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.
Sem comentário, a assembleia senta-se, o leitor aproxima-se da Mesa da Palavra, enquanto se canta.
É uma luz tua Palavra, é uma luz para mim, Senhor! Brilhe esta luz, tua Palavra, brilhe esta
luz em mim, Senhor! (bis)
06. LEITURA DA PROFECIA DE SOFONIAS (3, 14-18a)
07. SALMO RESPONSORIAL (Is 12, 2-3.4bcd.5-6)
Exultai cantando alegres, habitantes de Sião, porque é grande em vosso meio o Deus Santo de Israel! (bis)
– Eis o Deus, meu Salvador, eu confio e nada temo; o Senhor é minha força, meu louvor e salvação. Com alegria bebereis no manancial da salvação, e direis naquele dia: “Dai louvores ao Senhor!
– Invocai seu santo nome, anunciai suas maravilhas, entre os povos proclamai que seu nome é o
mais sublime. Louvai cantando ao nosso Deus, que fez prodígios e portentos.
– Publicai em toda a terra suas grandes maravilhas! Exultai cantando alegres, habitantes de Sião,
porque é grande em vosso meio o Deus Santo de Israel!”
08. LEITURA DA CARTA DE SÃO PAULO AOS FILIPENSES (4, 4-7)
09. CANTO DE ACLAMAÇÃO
Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia! (bis)
1 – O Espírito do Senhor sobre mim fez a sua unção; enviou-me aos empobrecidos a fazer feliz
proclamação!
10. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO SEGUNDO SÃO LUCAS (3, 10-18)
11. PARTILHA DA PALAVRA
12. PROFISSÃO DE FÉ
Presidente – No Deus que é a esperança e a alegria de nossas comunidades, professemos nossa fé.
Creio em Deus Pai…
13. PRECES DOS FIÉIS
Presidente – Com amor e confiança, elevemos ao Pai as preces de nossa comunidade.
– Senhor, fortalecei a Vossa Santa Igreja, o Papa Bento XVI, nosso Bispo Dom Décio, os padres, diáconos, religiosos e religiosas, seminaristas e todos os leigos e leigas, para que anunciem com
alegria a Boa-Nova do Vosso Reino. Nós vos pedimos.
– Senhor, ajudai-nos a buscar sempre a conversão do nosso coração, para que vivamos na família, na comunidade e na sociedade a prática da justiça e da partilha. Nós vos pedimos.
– Senhor, velai pelos enfermos, abençoai os aniversariantes e os grupos de novena em preparação ao Natal e acolhei todos os pedidos que estão no silêncio de cada coração. Nós vos pedimos.
Presidente – Rezemos juntos a Oração pela Campanha da Evangelização.
Ó Deus, quisestes que a vossa Igreja fosse no mundo o sacramento da salvação para todas as nações, a fim de que a obra do Cristo que vem continuasse até o fim dos tempos. Derramai o Espírito prometido, para que aumente em nós o ardor da evangelização e faça brotar nos corações a resposta da fé. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
14. APRESENTAÇÃO DOS DONS
Neste domingo o gesto concreto é a coleta para a Campanha Nacional para a Evangelização.
Animador(a) – No Evangelho de hoje João Batista nos propõe a partilha como uma das fontes  para a salvação. Neste 3° domingo do Advento, a Igreja no Brasil realiza a coleta para a Evangelização. Como cristãos, somos convidados a colaborar com nossos bens e nossos dons para que a Palavra de Deus seja conhecida, acolhida e anunciada para todos. Apresentemos ao altar do Senhor nossa oferta generosa para a edificação do Reino de Deus.
15. CANTO DAS OFERENDAS
(Celebração da Palavra)
Nesta prece, Senhor, venho te oferecer o crepitar da chama, a certeza de dar.
1 – Eu te ofereço o sol que brilha forte. Te ofereço a dor do meu irmão! A fé na esperança e o meu
amor!
2 – Eu te ofereço as mãos que estão abertas, o cansaço do passo mantido, meu grito mais forte de louvor!
3 – Eu te ofereço o que vi de belo no interior dos corações. A coragem de me transformar.
(Celebração Eucarística)
A nossa oferta apresentamos no altar e te pedimos: vem Senhor, nos libertar!
1 – A chuva molhou a terra, o homem plantou um grão, a planta deu flor e frutos, do trigo se fez o
pão.
2 – O homem plantou videiras, cercou-as com seu carinho, da vinha brotou a uva, da uva se fez o
vinho.
3 – Os frutos de nossa terra e as lutas dos filhos teus, serão, pela tua graça, pão vivo que vem dos céus.
4 – Recebe, Pai, nossas vidas, unidas ao pão e ao vinho, e vem conduzir seu povo guiando-o no teu caminho.
 PAI NOSSO
Presidente – Guiados pelo Espírito de Jesus e iluminados pela sabedoria do Evangelho, ousamos
dizer: Pai Nosso…
18. MOMENTO DA PAZ (PODE SER DESLOCADO PARA AO FINAL DA SANTA MISSA)
Animador(a) – A paz é fruto do amor, do perdão e da fraternidade entre as pessoas. Rezemos, em silêncio, pela paz.
Durante o tempo do advento, pode-se omitir o abraço da paz.
19. CANTO DE COMUNHÃO (se houver)
Vem Senhor, vem salvar teu povo, neste pão sinal do teu carinho. Deus conosco, Jesus Salvador, pra mostrar-nos um novo caminho.
1 – Vem, Senhor, saciar nossa fome, para sermos um povo no amor, vem tirar o mal que consome, tua gente que vive na dor.
2 – Vem, Senhor, saciar nossa sede, de carinho, paz e justiça, entre nós arme sua rede, não nos deixe à mercê da cobiça.
3 – Vem, Senhor, saciar o desejo, de vivermos num mundo de irmãos, que será para nós um
lampejo, do que tens preparado então.
4 – Vem, Senhor, saciar nosso sonho, nós queremos o teu Salvador, para a terra da tua promessa, ser mais linda com o Libertador.
5 – Vem, Senhor, mostrar o caminho, ao teu povo esperando a luz, neste pão alimento e no vinho,
sangue, vida, queremos Jesus.
20. ORAÇÃO
Presidente – Ó Pai, Vós sois a força e a luz que buscamos em nossa vida feita de trabalho, oração e serviço. Dai-nos a graça de acolher com alegria vosso Filho que vem, e anunciar com a nossa vida o mistério de sua encarnação em nossa humanidade. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
21. NOTÍCIAS E AVISOS
22. BÊNÇÃO
Presidente – Que o Deus onipotente e misericordioso vos ilumine com o Advento do vosso Filho e derrame sobre vós as suas bênçãos. Amém.
– Abençoe-vos o Deus Pai amoroso. Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.
– Ide em paz e que o Senhor vos acompanhe. Graças a Deus.
23. CANTO FINAL
Como o sol nasce da aurora, de Maria nascerá aquele que a terra seca em jardim converterá. Ó Belém, abre teus braços ao Pastor que a ti virá. Emanuel, Deus conosco, vem ao nosso mundo, vem!
1 – Salva e protege esta vinha, foi tua mão que a plantou! Emanuel, Deus conosco, vem ao nosso
mundo, vem!
PREPARANDO A PARTILHA DA PALAVRA
Na primeira leitura Deus faz uma declaração de amor a seu povo através do profeta Sofonias. Deus, que não precisa de nada, se alegra por nós… E esse amor nos renova. A carta de Paulo retoma o tema da alegria de ter o Senhor tão próximo e tão interessado em nós. Logo em seguida aponta um fruto do reconhecimento desse amor gerador de alegria: “que seja conhecida de todos a vossa bondade”. O mundo, cansado e angustiado, precisa dessa alegria, dessa paz que São Paulo diz que “excede toda inteligência”. Cada um de nós é anunciador dessa paz aí onde está. Mas não anunciamos sozinhos, fazemos parte da Igreja que se compromete a ser sacramento do Reino, sinal de salvação. No Evangelho de hoje, vemos várias classes de pessoas fazendo uma pergunta muito simples e grave, diante da pregação de João Batista: o que devemos fazer? Quem de nós já não se fez essa pergunta? João não dá uma resposta vaga, do tipo “façam o bem e evitem o mal”. As respostas de João são diversificadas e aplicadas à situação concreta de cada um. À multidão dá uma indicação que serve para todos: quem tem comida ou duas túnicas (bens materiais, em geral) reparta com quem não tem. Isso é o básico, a partilha é fundamental para nos sentirmos família com os outros filhos de Deus. Depois João vai particularizando as orientações. Aos publicanos, cobradores de impostos, ordena que não sejam corruptos, que não cobrem mais do que o imposto devido. Aos soldados, que têm o poder das armas, manda que renunciem à violência e se contentem com seu salário, não se aproveitando da sua posição para compactuar com a injustiça. Podemos imaginar que outras orientações João daria se vivesse agora entre nós. O que será que ele diria aos políticos? Aos cientistas? Aos pais e professores? Aos operários? Aos motoristas? Aos padres e pastores? Aos jovens?… Jesus não está no passado. A cada ano, esperando o Natal, nos colocamos na disposição de rever nossas vidas para que Ele nasça com mais intensidade nesse novo tempo. Jesus já trouxe a salvação ao testemunhar com sua vida a imensidade do amor de Deus. Mas ainda há muito a realizar na direção do projeto de Jesus. Cristo se projeta no futuro, com convite sempre renovado para a construção dos valores do Reino, sonho de cristãos e de todos que desejam um mundo mais humano. O que cada um de nós devemos fazer para sermos fiéis aos ensinamentos de Jesus?

LEITURAS DA SEMANA
2ª feira: Gn 49,2.8-10; Sl 71; Mt 1,1-17
3ª feira: Jr 23,5-8; Sl 71; Mt 1,18-24
4ª feira: Jz 13,2-7.24-25a; Sl 70; Lc 1,5-25
5ª feira: Is 7,10-14; Sl 23; Lc 1,26-38
6ª feira: Ct 2,8-14; Sl 32; Lc 1,39-45
Sábado: 1Sm 1,24-28; 1Sm 2,1-8; Lc 1,46-56
Domingo: Mq 5,1-4a; Sl 79; Hb 10,5-10; Lc 1,39-45

Você pode Gostar de:

16º Domingo do Tempo Comum (18.07)

16º Domingo do Tempo Comum Ano B – cor verde – 18/07/2021 1. Saudação Presidente …