Página Inicial / Animação Litúrgica / NATAL DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

NATAL DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

Ano C – XXII – Nº 1366 – cor branca ou dourada – 25/12/2012
NATAL DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO
“Eu vos anuncio uma grande alegria: hoje nasceu para vós um Salvador” (Lc 2, 10-11)
01. ACOLHIDA
Arrumar a Igreja com flores, castiçais ou candelabros com velas, Círio Pascal e símbolos natalinos. Convidar com antecedência os pais com as crianças nascidas neste ano. Preparar uma equipe para acolher os fiéis na porta do templo. Enquanto as pessoas vão chegando, a equipe de canto entoa hinos natalinos. Iniciando a celebração, e a Igreja com poucas luzes acesas, várias pessoas com vestes branca ou dourada entram e acendem os castiçais ou candelabros e o Círio Pascal, enquanto se canta o refrão meditativo abaixo.
1 – No princípio era o Verbo e o Verbo se fez homem, habitando entre nós, para a nossa salvação. Nasceu para nós um menino, um filho nós ganhamos, o filho da Virgem Maria, que em Deus é nosso irmão.
Deus nasceu entre nós como criança e com Ele nasceu uma nova esperança. (bis)
Animador(a) – Irmãos e irmãs, sejam bem-vindos! Celebrando hoje o Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo, somos chamados a contemplar o mistério da encarnação do Filho de Deus em nossa humanidade. Deus cumpre suas promessas à humanidade por meio do nascimento de seu Filho amado. Acolhemos do Menino-Deus um forte apelo para o cultivo de relações novas e duradouras, valorização de tudo o que é humano, simples e pequeno, gestos gratuitos de solidariedade e afeto entre nós e com toda a natureza. Participando da divindade daquele que uniu a Ele a nossa humanidade, alegres, cantemos.
Procissão de entrada como de costume.
02. CANTO INICIAL
É Natal, é Natal, é noite santa em Belém, nasceu pobre Deus Menino para todos quer o bem.
1 – Uma estrela lá no céu. Toda a terra iluminou. Foi Maria a escolhida pra ser Mãe do Salvador. O Menino é esperança. Vosso povo libertou. Anunciamos c’alegria o nascimento do Senhor.
2 – É Natal, é alegria, vem Jesus pra celebrar. Abrimos os corações que o Menino quer entrar. Entre todas as famílias, estará sempre o Senhor. No Natal nós renovamos com Jesus o nosso amor.
Presidente – Na alegria que o espírito do Natal nos proporciona, façamos o sinal de nossa fé,
cantando. (à escolha)
03. PROCLAMAÇÃO DO NATAL
À luz de velas, duas pessoas entoam, da Mesa da Palavra, a Proclamação do Natal. A Proclamação só acontece na noite do dia 24/12.
Solo 1 – Ouçamos um canto novo tomando conta da terra: “Glória a Deus e paz ao povo, ódio ao
ódio, guerra à guerra!”
Solo 2 – Miséria, mentira e morte não vão nos fazer parar. Ó venham, cantemos forte, ainda é tempo de louvar!
Presidente – O Senhor esteja convosco!
Todos – Ele está no meio de nós!
Presidente – Os corações para o alto!
Todos – A Deus ressoe nossa voz.
Solo 1 – Ó noite silenciosa! O desejado chegou! A promessa foi cumprida: tempo de espera acabou!
Todos – Bendito seja o Cristo Senhor, hoje nascido nosso Salvador.
Solo 2 – Ó noite silenciosa! Chegou-nos o Emanuel! O clamor foi atendido, choveu justiça do céu!
Solo 1 – Ó noite silenciosa! A sede foi saciada! O esposo está à porta! Encontra a sua amada!
Solo 2 – Ó noite silenciosa! Deus enviou o seu Filho! Nasceu o Sol do Oriente, a luz espalha o seu brilho!
Solos 1 e 2 – A Vós, ó Pai, nesta noite, os servos cantam louvor. Tornados filhos no Filho, no
Espírito de amor.
04. ENTRADA DA IMAGEM DO MENINO JESUS
Crianças entram pelo corredor da Igreja tocando campainha ou sineta. Em seguida, um casal entra com a
imagem do Menino Jesus, acompanhada por um grupo de crianças vestidas de anjo, enquanto se canta. À
medida que a imagem vai se aproximando do presépio, acendem-se aos poucos as luzes da Igreja. Esta
orientação é somente para o dia 24/12.
1 – Noite feliz! Noite feliz! Ó Senhor, Deus de amor, pobrezinho nasceu em Belém. Eis na lapa,
Jesus nosso bem. Dá-nos a paz, ó Jesus. (bis)
2 – Noite feliz! Noite feliz! Ó Senhor, Deus da luz, quão afável é teu coração que quiseste nascer
nosso irmão e a nós todos salvar. (bis)
3 – Noite feliz! Noite feliz! Eis que no ar vêm cantar aos pastores os anjos do céu, anunciando a
chegada de Deus, de Jesus Salvador. (bis)
HINO DE LOUVOR COM SINOS
05. ORAÇÃO
Presidente – Ó Deus, fizestes resplandecer este dia com a claridade de Jesus Cristo, luz do mundo. Olhai com bondade para nós. Alegrai-nos intensamente com a Boa-Nova do seu nascimento e fazei-nos participar da vossa vida, do mesmo modo que Ele veio participar da nossa condição humana. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.
As indicações que estão neste folheto são próprias para a noite do dia 24/12. As comunidades que celebram no dia 25/12 pela manhã, as leituras são: Is 62,11-12; Sl 96; Tt 3,4-7; Lc 2,15-20; e as que celebram à noite são: Is 52,7-10; Sl 97; Hb 1,1-6; Jo 1,1-18.
06. APRESENTAÇÃO DO LIVRO DA PALAVRA
A Palavra de Deus veio quando Jesus nasceu, força do Espírito Santo e do amor do Pai. (bis)
07. LEITURA DO LIVRO DO PROFETA ISAÍAS (9, 1-6)
08. SALMO RESPONSORIAL (95)
Hoje nasceu para nós o Salvador, que é Cristo, o Senhor. (bis)
– Cantai ao Senhor Deus um canto novo, cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira! Cantai e bendizei
seu santo nome!
– Dia após dia anunciai sua salvação, manifestai a sua glória entre as nações, e entre os povos do
universo seus prodígios!
– O céu se rejubile e exulte a terra, aplauda o mar com o que vive em suas águas; os campos com seus frutos rejubilem e exultem as florestas e as matas.
– Na presença do Senhor, pois Ele vem, porque vem para julgar a terra inteira. Governará o mundo todo com justiça, e os povos julgará com lealdade.
09. LEITURA DA CARTA DE SÃO PAULO A TITO (2, 11-14)
10. CANTO DE ACLAMAÇÃO
Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia! (bis)
1 – Eu vos trago a Boa-Nova de uma grande alegria: é que hoje vos nasceu o Salvador, Cristo, o
Senhor.
11. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO SEGUNDO SÃO LUCAS (2, 1-14)
12. PARTILHA DA PALAVRA
13. PROFISSÃO DE FÉ
Presidente – Professemos nossa fé no Deus que se encarnou e veio iluminar nossas trevas.
Creio em um só Deus, Pai todo-poderoso, criador do céu e da terra, e de todas as coisas visíveis e invisíveis. Creio em um só Senhor, Jesus Cristo, Filho unigênito de Deus, nascido do Pai antes de todos os séculos; Deus de Deus, luz da luz, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro; gerado, não
criado, consubstancial ao Pai; por ele todas as coisas foram feitas. E por nós, homens, e para nossa salvação, desceu dos céus: (todos de inclinam) e se encarnou pelo Espírito Santo, no seio da Virgem Maria, e se fez homem. Também por nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos; padeceu e foi sepultado. Ressuscitou ao terceiro dia, conforme as Escrituras, e subiu aos céus, onde está sentado à direita do Pai. E de novo há de vir, em sua glória, para julgar os vivos e os mortos; e o seu reino não terá fim. Creio no Espírito Santo, Senhor que dá a vida, e procede do Pai e do Filho; e com o Pai e o Filho é adorado e glorificado: ele que falou pelos profetas. Creio na igreja, una, santa, católica e apostólica. Professo um só batismo para remissão dos pecados. E espero a ressurreição dos mortos e a vida do mundo que há de vir. Amém.
14. PRECES DA COMUNIDADE
Presidente – Cheios de alegria e de renovada esperança, elevemos a Deus nossos pedidos,
cantando: Vossa Igreja vos pede, ó Pai! Senhor, nossa prece escutai.
– Abençoai Senhor a vossa Igreja presente no mundo inteiro, para que continue revelando a todos os povos o projeto de vida e salvação de Jesus Cristo. Nós vos pedimos.
– Ajudai Senhor as nossas crianças para que recebam o mesmo cuidado e a mesma ternura que o Menino Jesus recebeu de José, de Maria e dos pastores. Nós vos pedimos.
– Concedei Senhor que festejemos o Natal por meio da solidariedade, da união, do perdão e do amor aos irmãos, para que nos desapeguemos do que é materialismo e do consumismo anunciado pelos meios de comunicação. Nós vos pedimos.
– Abrí Senhor nosso coração para que sejamos luz na vida dos irmãos mais necessitados. Nós vos pedimos.
Presidente – Ó Deus, nosso Pai, olhai esta vossa família aqui reunida que celebra o Natal de vosso Filho. Ouvi as nossas preces e fazei-nos participar do vosso Reino. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
15. APRESENTAÇÃO DOS DONS
Este momento é próprio para Celebração da Palavra.
Animador(a) – Toda criança que nasce é para a família, os amigos e a comunidade, uma alegre notícia, ela é sinal de vida nova, de esperança, de alegria, de amor. É uma nova luz a brilhar para os seus pais e para o mundo. Apresentemos ao altar do Senhor a vida das crianças de nossa
comunidade e o compromisso dos pais de educá-las na fé cristã.
Durante a motivação entram os pais com as crianças nascidas este ano e as apresentam ao altar do Senhor, enquanto se canta.
Nossos dons aqui trazemos, ó Senhor. sois bendito, nosso Deus educador!
1 – O futuro do mundo: as crianças, esperança de um novo amanhã. Terra virgem a ser cultivada, e educada pra ser cidadã.
16. CANTO DAS OFERENDAS
1 – No templo santo, a te ofertar um dom sublime, ó Deus de amor. Teu Filho infante, a nos salvar
da vida escrava, Libertador!
Natal! Festa de harmonia, o amor veio nos libertar. e Deus, na feliz liturgia, nos faz também
dons neste altar.
2 – Mãe oferente, Mãe tão feliz, que tudo guarda no coração. Assim, por todos o céu bendiz e dá seu Filho em oblação.
PAI NOSSO
Presidente – Irmãos e irmãs, rezemos juntos a oração que Cristo nos entregou como modelo de toda oração. Pai Nosso…
19. CANTO DE COMUNHÃO
No presépio pequenino, Deus é hoje nosso irmão. E nos dá seu Corpo e Sangue nesta santa comunhão.
1 – Para os homens que erravam nas trevas, lá do céu resplandece uma luz. Hoje Deus visitou nossa terra e nos deu o seu Filho Jesus.
2 – Durma flor germinada na terra, fecundada por sopro de Deus, hoje um novo começo desponta e se abraçam a terra e os céus.
3 – Boas-Novas de grande alegria mensageiros do céu vêm cantar, e aos pastores um anjo anuncia: “Deus nasceu em Belém de Judá”.
4 – Para nós nasceu hoje um Menino, do seu povo Ele é Salvador. Glória a Deus no mais alto dos
céus, paz aos homens aos quais tanto amou.
5 – Para os pobres e fracos da terra, em Belém nasceu hoje um irmão: Ele humilha os soberbos e
fortes e se faz dos pequenos o Pão.
6 – Poderosos e grandes da terra nem souberam da grande alegria; mas pastores e pobres vieram adorar o Senhor, com Maria.
20. ORAÇÃO
Presidente – Ó Deus da vida, o Verbo se fez carne e habitou entre nós por obra do vosso Santo
Espírito. Dai-nos a graça, neste Natal, de aprofundar nossa fé em tão grande mistério e crescer cada vez mais no vosso amor. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
21. NOTÍCIAS E AVISOS
– No próximo domingo, é festa da Sagrada Família. Vamos preparar e celebrar esta festa com muito carinho, alegria e fé.
22. MENSAGEM DE NATAL
Neste Natal, no Ano da Fé, reavivemos em nós a necessidade de, como os pastores de Belém, ir até o Presépio contemplar o Menino deitado na manjedoura, deixar-nos encantar pelo amor de nosso Deus que se faz pequenino conosco para nos salvar e envia-nos pelas estradas do mundo para proclamar o seu Evangelho a todos os povos da terra (cf Mt 28,19). Ao lhes desejar um Feliz Natal conclamo a todos a manter o olhar fixo sobre Jesus, “autor e consumador da fé” (Hb12, 2). Maria, Mãe do Menino Deus e Senhora da Saúde, “feliz porque acreditou” (cf Lc 1, 45) acompanhe sempre o caminhar missionário de nossa Igreja Particular.
Feliz Natal e um 2013 abençoado por Deus.
Dom Décio Sossai Zandonade
Bispo diocesano
23. BÊNÇÃO E ABRAÇO DA PAZ
Presidente – O Deus de infinita bondade, que, pela encarnação do seu Filho, expulsou as trevas do mundo e, com seu glorioso nascimento, transfigurou esta noite santa (este dia santo). Amém.
– Abençoe-vos Deus todo-poderoso: Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.
– Na alegria do nascimento do Salvador, saudai-vos a todos com um Feliz Natal!
24. CANTO FINAL
1 – A gente passa o ano inteiro assim, andando do começo ao fim. Será que Cristo esteve cada dia ao nosso lado, em nossa companhia?
Natal é tempo de rever, da gente amar e renascer! Natal é tempo de pensar em Deus, que só nos quer salvar.
PREPARANDO A PARTILHA DA PALAVRA
Natal é o mistério do Criador que se faz humano e da humanidade elevada à comunhão com Ele.
Hoje é dia de Boa Notícia. Festa da fidelidade e da ternura de Deus conosco. O Verbo, a Palavra
eterna, a Sabedoria, a mais fiel comunicação do Pai; o Filho amado veio para realizar o direito e a
justiça. Jesus nasceu, insignificante aos olhos da força cínica de Herodes e da força endeusada do imperador romano, mas reconhecido por todos aqueles que estavam atentos aos sinais do Reino. Jesus nasceu de Maria, no seio do povo sofrido e dominado, em lugar e época não importantes, mas bem concretos. O Natal manifesta a entrada de Deus na história humana com a seriedade de sua fidelidade às promessas de restauração de suas criaturas desviadas do projeto fundamental do Pai. Vivendo em meio a uma sociedade corrupta, devemos romper e exigir o rompimento com o poder de dominação e prepotência do homem sobre as pessoas e povos marginalizados e explorados. Ser cristão é dedicar-se à prática do bem, atualizando as ações libertadoras do Salvador. Nós, cristãos, somos convocados a viver a novidade do Evangelho, vivendo o Natal da pequenez e do serviço, viver no “tempo presente com equilíbrio, moderação, justiça e piedade à espera da bem aventurada esperança”. É a manifestação gloriosa de Jesus Cristo que se entregou totalmente para nos resguardar e nos purificar. Fazer aliança com o cheiro do presépio, das estrebarias, das favelas, das periferias, das matas, da terra, das águas… É o projeto que o Senhor quer ver realizado no mundo. É impossível separar Natal da realidade atual; fé cristã e história humana; encarnação do Filho amado do Pai e gente pequena. Nossa fé leva-nos à luta cotidiana para que o cheiro do presépio chegue aos palácios dos imperadores de hoje, à casa de Herodes, traidor do povo e da história da salvação. Qual é a grande alegria que o povo, como Igreja, deve anunciar hoje? Que Boa Notícia? Que esperança?

Você pode Gostar de:

16º Domingo do Tempo Comum (18.07)

16º Domingo do Tempo Comum Ano B – cor verde – 18/07/2021 1. Saudação Presidente …